domingo, 30 de novembro de 2014

Arraias (TO): UFT fecha Semana Acadêmica com o lançamento da revista eletrônica RELPE



A Semana acadêmica do Curso de Pedagogia do Campus Universitário de Arraias foi realizada nesta semana, entre  24 a 28 de novembro.

O evento foi organizado pelas Comissões do Colegiado do Curso sob Coordenação Geral do Professor Doutorando Claudionor Renato da Silva e da Coordenadora do Curso  Maria Santana MIlhomem. 

Para a professora Profª Drª Magda Suely a semana acadêmica foi um evento muito positivo, considerando a qualidade das atividades desenvolvidas pelos professores alunos e técnicos administrativos do campus. 

A abertura foi com o professor Dr. Roberto Carvalho, do Campus de Palmas-UFT, com a temática da Semana Acadêmica que teve o Plano Nacional de Educação2014-2024 - “PNE – políticas públicas e educação. 

Roberto Carvalho destacou as metas e estratégias para a educação básica, superior e modalidades da educação, sua abrangência e os desafios, bem como o financiamento em seus desdobramentos como de 10% do PIB, as vinte metas e 230 estratégias para educação pública e privada.

Durante a semana outros destaques merecem menção como da organização das Defesas de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) dos acadêmicos do PARFOR, Minicurso, Mesa Redondas, Conferências, Oficinas, Ciclo de Produção – Socialização de Trabalhos Científicos e, Lançamento da Chamada de Artigos para a 1ª Edição da Revista Eletrônica do Colegiado de Pedagogia, a RELPE – Revista Leituras em Pedagogia e Educação. 

Além das atividades de cunho científico as culturais também foram destaque desde recitais de poesia à peças teatrais que de alguma forma reflitam a educação diante do atual PNE e realização de Musicais.

A Mesa Redonda discutiu o “PNE e seus impactos atuais e futuros para a gestão pública, para o currículo escolar e para a formação de professores nos cursos de pedagogia”, mediada pela Profª. Drª. Sônia Maria de Sousa Fabricio Neiva.

O fechamento da Semana teve a Conferência II de Magda Suely Costa, que discutiu sobre PNE e a formação para pesquisa no Curso de Pedagogia: Uma análise a partir do ciclo de produção - Socialização de trabalhos acadêmicos.  

Ela salientou o fato da temática do Plano nacional de Educação servir como o fundamento das discussões muito promissora em virtude da importância do Planejamento Educacional brasileiro, ter a possibilidade de acatar das discussões das Conaes, de manter entendimento dos diálogos realizados na sociedade. 

Outro fator que merece destaque foi a mudança do Plano Nacional da condição de uma disposição transitória da LDB 9394/96 para uma exigência constitucional com periodicidade decenal coloca em evidencia as possibilidades para fechar as enormes lacunas em nosso sistema de ensino, como  as desigualdades educacionais, sociais e econômicas  tão históricas do país.

Contudo, o que precisa é a proposição, garantia de realização e atendimento verdadeiro. 

Magda Suely Costa destacou o Ciclo de Produção – Socialização de Trabalhos Científicos por meio dos Núcleos e Grupos de Pesquisa existentes dentro do Campus, incentivou os acadêmicos a produzirem suas monografias a partir das necessidades de alcance das metas do Plano Nacional de Educação, além de sugerir para  as próximas semanas acadêmicas  discussões a respeito da Extensão Universitária tão necessária no tripé ensino, pesquisa e extensão como sustentáculos de uma Universidade que tem um olhar para as necessidades da sociedade.





Cheio de cartas: o que leva uma mulher a se apaixonar por um serial killer?


Publicação original do Portal R7
Moreno, alto, bonito, sensual e suspeito de matar 39 pessoas, a maioria mulheres. Tiago Henrique Gomes da Rocha, o serial killer de Goiânia, é uma espécie de criminoso que deveria despertar apenas medo e repulsa, mas acaba se tornando o galã do presídio, vira campeão de cartas e arrebata paixões.

Uma das advogadas de Thiago, Brunna Moreno de Miranda, revelou que ela e as colegas que atuam no caso recebem e-mails e mensagens no celular de mulheres perguntando como podem fazer para conhecer o suspeito.

Pertencem ao mesmo clã estupradores e assassinos como Francisco de Assis Pereira, o maníaco do Parque, que foi condenado a 274 anos de prisão, acusado de 10 mortes e 11 ataques sexuais no final da década de 1990.

Ele é um dos detentos que mais receberam cartas de amor na prisão, no primeiro mês detido foram mais de mil. Casou-se com uma dessas admiradoras — Marisa Mendes Levy – pós-graduada em história. O sucesso do maníaco com as mulheres inspirou até o livro Loucas de Amor, de Gilmar Rodrigues. 

Que mulheres são essas que amam matadores de mulheres? Como explicar um comportamento que desafia a razão? Segundo o psiquiatra Estevam Vaz, para entender essas situações, é preciso abrir mão da lógica que que usamos para pensar sobre o ser humano.

— A natureza humana é muito diferente daquilo que comumente acreditamos. Também acho que não dá para julgar que essas mulheres sofrem de uma carência enorme e por isso são capazes de tudo. É muita simplificação. Não há estudos sobre isso. Em minha opinião, as mulheres que se apaixonam por assassinos em série de algum modo acreditam que podem salvar estes homens de sua monstruosidade. Certamente sentem-se destemidas e diferentes das demais e, assim, se entregam a esta "missão". Vão buscar força para isso "lá no fundo" da natureza feminina.

O psiquiatra forense Guido Palomba acrescenta que essas mulheres vêem nesses presidiários alguma coisa segura, elas sabem onde eles estão, não há outra mulher para trair, é como se eles ficassem à disposição delas. Quando estão soltos, isso não ocorre. A prisão seria um lugar seguro para elas, na medida em que o “seu homem” está lá, confinado.

— Uma das características principais desses romances é que os presos aceitam essas mulheres, porque, para eles, tudo é lucro. Eles não têm nada a perder, elas levam bolo, cartinha de amor. Mas é um romance que acaba no alvará de soltura. A maioria absoluta das vezes acontece isso. Assim que eles têm o alvará de soltura, elas levam um fora.

A psicanalista Tatiana Ades, especialista em questões de amor patológico,ressalta outros traços comuns às mulheres que se apaixonam por serial killers: elas sofrem de uma cegueira emocional.

— Essa “cegueira emocional” nos mostra um perfil feminino com uma autoestima extremamente baixa e um desejo irreal de modificar um criminoso, desejo esse que se torna um estimulo pra que ela se sinta poderosa e dominadora. É como se ela tentasse tapar todas as dores e humilhações de sua vida fazendo contato com um indivíduo que é para ela a salvação para sua vida vazia e amarga.

Essas mulheres acreditam que têm superpoderes e são capazes de modificar qualquer perfil. E, mais do que isso: as que se sentem atraídas por psicopatas têm certeza de que, com elas, nada irá acontecer.

— Ela despreza tudo o que ele fez e acredita que um homem que odeia as mulheres pode amá-las. Há uma distorção da realidade, uma psicose. Tem uma adrenalina só de pensar em se envolver com o outro que mata e destrói. É algo químico. Muitas são instruídas, têm formação, mas não possuem inteligência emocional, que é a capacidade de agir perante os obstáculos da vida e perceber quando alguém representa um perigo pra você.

Segundo Tatiana, quem é saudável, cai fora. Quando a pessoa percebe que é roubada, pula fora, por mais que sofra, a pessoa vai evitar essa destruição. A mulher que se coloca no papel de heroína está se auto sabotando, está trazendo para perto dela o perigo.

E a especialista alerta: o psicopata não vai melhorar, não tem recuperação.
— Eles não tem empatia pelo outro ser humano. Simplesmente usam essas mulheres para brincar. O psicopata adora a sensação de poder que tem sobre o outro. Quando eles percebem alguém que sente muito, se divertem mais. Eles estão morrendo de rir e se divertindo com isso tudo. Impossível que tenham qualquer afeto.

Fonte: R7

sábado, 29 de novembro de 2014

Cidadãos do nordeste Goiano vão ao Avaaz.Org e criam campanha contra o presidente da CELG


Um grupo de cidadãos do nordeste de Goiás, muito indignado com as constantes e recorrentes interrupções de energia elétrica na região, criaram uma campanha on line, com petição, por intermédio do badalado site Avaaz.Org.


Eles pedem ao presidente da CELG (Centrais Elétricas de Goiás), JOSÉ FERNANDO NAVARRETE PENA,  o fornecimento de energia elétrica de qualidade e de forma contínua.

"Nós moradores do Nordeste Goiano: Cavalcante, Teresina de Goiás, Monte Alegre,Campos Belos, São João da Aliança e Alto Paraíso sofremos com constante falta de energia elétrica e com isso, ficamos também sem água e sinal de telefone celular. 

Temos grandes perdas econômicas no armazenamento de alimentos, queima de equipamentos elétricos e ausência de vários outros serviços que dependem do uso de energia elétrica.

Estamos perdendo visitantes e investidores em decorrência dos trastorno causados pela falta de energia elétrica. Esta situação vem se arrastando em toda região.

Pedimos providências:queremos investimentos na manutenção da rede elétrica urgentemente. 

Este descaso tem afetado drasticamente nosso modo de vida. Queremos uma solução agora", pedem os assinantes.

Para participar da campanha no Avaaz, basta assinar a petição. Veja como

Publicidade: Promoção fim de semana Compre Bem


Dias difíceis: servidores administrativos de Campos Belos perseguidos por lutarem pelos seus direitos


Por Adroaldo de Oliveira ( Presidente do Sindibelo),

Acompanhei dias atrás em Campos Belos a luta dos servidores administrativo da prefeitura municipal, que reivindicavam junto ao poder municipal a entrega do plano de carreira para ser analisado pela categoria. 

Dias difíceis, movimentado por reuniões e diálogos entre o poder municipal, promotoria e a categoria administrativa, representada pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Campos Belos (Sindibelo).

Após vários diálogos entre as partes interessadas nada foi firmado, restando à categoria reunirem em assembléia e decidirem paralisar até que o poder público atendesse a reivindicação proposta.

A categoria permaneceu por longos 12 dias em greve. Nesses longos dias servidores municipais de escolas sofriam retaliações, perseguições e todo tipo de pressão psicológica, por parte dos diferentes gestores que estão à frente da administração municipal.

Movido pela razão tosca dos séculos passados onde o medo era razão de obediência, algumas servidoras concursadas da Escola Joana Miranda foram impedida de exercer sua função, pelo único motivo, por ter aderido ao movimento grevista. 

Segundo o Promotor Paulo Brondi, essas servidoras, pelo fato, de ter aderido à greve vem sofrendo indícios de retaliação, no que tange ao cumprimento da carga horário de serviço, que por mais de 7 anos, em acordo firmado com a categoria sindical fico acordado que  o horário seria 6h às 12h (uma turma) e das 12h ás 18h (outra turma). 

Após a greve, um novo horário passou a ser determinado pelo Secretario de Educação  que seria das 6h/10h e 12h/16h, em tese prejudicando o bom andamento dos serviços na escola, haja vista que os alunos saem das aulas às 11h15 (matutino) e 17h (vespertino).

As servidoras ocupam os cargos de merendeira e auxiliar de serviços gerais, todas concursadas há vários anos.

Como se não bastasse às atrocidades, o mesmo Secretario de Educação, vem cometendo mais e mais aberração, talvez, por desconhecer a constituição federal, ou possivelmente, pela falta de perfil, para exercer tamanha responsabilidade a frente de uma secretaria tão importante. 

Comentando uma matéria publicada no dia 25/11/14, no Blog de Dinomar Miranda veja um depoimento de um pai a respeito dessas arbitrariedades.

“Mudou os horários das funcionarias em todas as escolas, atrapalhando o serviço que é prestado por elas, minha filha de oito anos por duas vezes chegou da escola dizendo que ela e os coleguinhas ajudaram a professora a limpar a sala que estuda por que estava muito suja, e não tinha condições da professora lecionar daquela forma, mas sabemos também que está faltando funcionários nas escolas por isso as meninas que trabalham na limpeza não estão conseguindo manter a organização.”

Esses gestores autoritários, ditatoriais, senhores da razão plena, homens sem escrúpulos e verdadeiros estadista opressores, se autodenominando o próprio estado e pregando um modelo de liderança que fere nossos direitos e a democracia plena, devem ser repudiados como gestores públicos.

Esse modelo de gestão ditatorial já não cabe mais em pleno século XXI, precisamos de gestores públicos que tenha capacidade de dialogar.

Vivemos em uma democracia onde nossos diretos de expressão e luta é garantida pela constituição federal. 

É preciso lembrá-los que a greve tem como finalidade principal a busca de melhores condições de trabalho e consiste em uma cessação coletiva e voluntária do trabalho realizada por trabalhadores com o propósito de obter benefícios, como aumento de salário, melhoria de condições de trabalho ou direitos trabalhistas, ou para evitar a perda de benefícios.

O direito de greve está explicito na Constituição Federal, em seu artigo 9º e a Lei nº 7.783/89 assegura o direito de greve a todo trabalhador, competindo-lhe a oportunidade de exercê-lo sobre os interesses que devam por meio dele defender. 

Que faça valer a nossa constituição, salve a luta pacifica e democrática, abaixo os senhores coronéis.

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Consumidor ainda na bronca com a Celg


Bom dia Sr,

Gostaria que o Sr, como defensor que é dos direitos dos cidadãos, aclamasse em seu blog e em outras formas de divulgação a nossa dignação como cidadãos que somos, pagadores de nossos impostos:

Quase 24 horas sem energia??

Simplificadamente, a tarifa de energia é o preço cobrado por unidade de energia (R$/kWh). 

Em essência, é de se esperar que o preço da energia elétrica seja formado pelos custos incorridos desde a geração até a sua disponibilização aos consumidores, na tomada elétrica. 

É necessário compreender também - já que a energia elétrica é um bem essencial - não se paga somente pelo consumo propriamente dito, mas também pela sua disponibilidade - 24 horas por dia, 7 dias por semana.


Assim, espera-se que o preço da energia seja suficiente para arcar com os custos de operação e expansão de todos os elementos elétricos que compõem o sistema, desde a usina geradora até o ramal de ligação dos consumidores de baixa tensão. 

Basicamente, estes custos devem cobrir os investimentos realizados na rede e a sua operação diária, que devem resultar em baixos índices de falhas e menores tempos para eventuais consertos.

Seria de grande valia se tivéssemos uma prestação de serviço à altura.

Paulo César Freitas

De novo: São Domingos, Iaciara, Monte Alegre de Goiás, Nova Roma estão entre últimos municípios em estudo socioeconômico


A Secretaria de Gestão e Planejamento, por meio do Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB), divulga a segunda edição do Estudo Índice de Desempenho dos Municípios (IDM).

O IDM é uma medida de desempenho dos municípios goianos em seis áreas: economia, trabalho, educação, saúde, segurança e infraestrutura. 

No ranking dos melhores colocados do IDM 2014 estão, pela ordem, os seguintes municípios: Caçu, Santa Helena de Goiás, Chapadão do Céu, Mineiros, Cachoeira Dourada, Quirinópolis, São Simão, Morrinhos, Catalão e Goiânia.

De acordo com o secretário de Gestão e Planejamento, Leonardo Vilela, o estudo do IDM tem como objetivo diagnosticar e comparar o desempenho dos municípios, assim como avaliar os resultados e subsidiar o planejamento das ações dos governos ao longo do tempo. 

“Mais do que apresentar números, o IDM é um importante instrumento capaz de nortear e avaliar as políticas públicas implementadas nos municípios, para responder às demandas locais levando em consideração diferentes contextos”, afirma. 

Ele acrescenta que a meta do IMB/Segplan é divulgar o índice a cada dois anos e que ele se torne referência para consultas por parte dos gestores públicos, políticos, comunidade acadêmica, empresários e público em geral.

Metodologia

O IDM é uma medida de desempenho dos municípios composta por seis dimensões, que contribuem igualmente para o índice final, ou seja, têm o mesmo peso. Essa medida assume valores entre zero e 10. 

Quanto mais próximo de zero, pior é o desempenho do município nas seis áreas contempladas. 

Quanto mais próximo de 10, melhor o desempenho. Caçu, no Sudoeste goiano, líder do ranking do IDM 2014, teve média de 7,72. O município sedia uma indústria sucroenergética.

 Na agropecuária os destaques são o cultivo de cana-de-açúcar, criação de bovinos, vacas leiteiras e produção de leite. 

Caçu foi destaque também na dimensão segurança, ao apresentar um dos melhores desempenhos entre os 246 municípios goianos.

Na outra ponta, o ranking dos dez municípios com pior desempenho no IDM, conforme o IMB/Segplan, inclui São Domingos, Iaciara, Monte Alegre de Goiás, Nova Roma, Campo Limpo de Goiás, Montividiu do Norte, Caldazinha, Bonópolis, Sítio D’Abadia e Anhanguera. 

Esses municípios têm uma combinação de baixa população, economia pouco expressiva e, consequentemente, baixo desempenho do mercado de trabalho.

Veja a íntegra do estudo

Fonte: Goiás Agora

Posse (GO): servidor do SAMU faz vídeo e denuncia péssimas condições dos veículos e de trabalho



Um servidor do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da cidade de Posse (GO), nordeste de Goiás, fez um vídeo e publicou na internet, onde denuncia que o serviço ao cidadão está em condições precárias.

O vídeo foi feito e publicado na noite deste sábado, 28 de novembro, e circula numa rede social.

O funcionário diz que as duas únicas ambulâncias estão paradas e fora de uso por falta de manutenção. 

Ainda segundo o funcionário, sempre pediu serviços de manutenção para os veículos, mas nunca foi atendido pela prefeitura municipal. Ele afirma que falta até uniformes para o trabalho. 

O que será que tem a dizer o prefeito de Posse (GO), José Gouveia, ou o vice-governador José Eliton? 

Assista ao vídeo...

Adeus, Chavinho. Obrigado pelos tantos momentos felizes


Acidente com ambulância de Arraias (TO) deixa hospital sem veículo para transporte de pacientes




Por Carlos Alencar, do A1

Uma ambulância, aliás, a única ambulância que o Hospital Regional de Arraias (TO), possui se envolveu em um acidente na manhã desta quarta-feira (26) próximo à cidade de Porto Nacional, a cerca de 50 quilômetros da capital do Palmas, destino da paciente que se encontrava no veículo.

É assim que funciona. Essa é a política adotada pelo governo do Estado, que acha mais conveniente transferir os pacientes para a capital, ao invés de trazer, para as chamadas referências, médicos especialistas, isso faz com que sejam causados muitos problemas, dentre eles o risco que todos correm.

Nesse caso específico, soma-se a isso a falta de compromisso do governo do Estado para com o bem público nessa reta final de mandato,que não consegue manter os compromissos adimistrativos causando inúmeros transtornos.

De acordo com as nossas informações, ao se encontrar com a chuva e consequentemente com o asfalto molhado, o veículo teria rodado na pista e o motorista perdido o controle capotando por várias vezes.

Logo em seguida, a ambulância capotou por cerca de 100 metros a uma velocidade de 130 KM/H.

Estavam no veículo, além do motorista, um técnico em enfermagem, a paciente e um acompanhante.

Contudo, ninguém se feriu gravemente. 

O motorista Nilton Ramos e o técnico de Enfermagem Miguel ficaram no veículo até que fossem removido do local. Depois, de carona, voltaram para a cidade de Arraias.

Assim que ficou sabendo do acidente, o HRA’r enviou socorro mas não foi utilizado, já que o motorista e o técnico de enfermagem já estavam voltando. 

A equipe do hospital então seguiu viagem para os procedimentos posteriores, verificando que o veículo ficou completamente destruído, conforme podemos observar nas fotos.





Publicidade: Goiás Magazine com 50% de desconto em roupas infantis


quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Procurador já vê indícios na "Lava Jato" contra políticos


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já vê indícios de crimes cometidos por políticos no esquema de corrupção na Petrobras desvendado pela Operação Lava Jato. 

Ele deve pedir a abertura dos primeiros inquéritos  contra autoridades com prerrogativa de foro no Supremo Tribunal Federal. 

Já já também a turma do PT e do PMDB começam a falar que tudo não passa de uma invenção da oposição. Pode anotar. 

Fonte: Folha

Campos Belos: Open Verão vai rolar dia 20 de dezembro, com Som'Black e Trio Ricardão


Rotary Club faz premiação do V Concurso de Redação nesta sexta-feira


Rotary Club e a Casa da Amizade de Campos Belos (GO) convida a comunidade Campos-belense para participar da premiação do V Concurso de Redação Adi José dos Santos.

Na oportunidade, também será ministrada uma palestra sobre “Maioridade Penal”.

Local: Rotary Club de Campos Belos - GO
Data: 28/11/2014
Horário: 20:30

Prefeitura de Divinópolis de Goiás paga férias e 13° salário de servidores


A prefeitura de Divinópolis de Goiás, nordeste de Goiás, concluiu o pagamento de todos os vencimentos em atraso dos servidores públicos municipais da área da saúde referentes às férias e décimo terceiro salário.

Inicialmente, a gestão encontrou dificuldades em fazer os pagamentos dos servidores públicos da saúde, por falta de verba.

O prefeito chegou a fazer uma reunião com os funcionários no último dia 13, alegando que a Administração Pública local não tinha dinheiro em caixa para pagar as férias.

Porém, em menos de 15 dias após a reunião com os servidores, a prefeitura efetuou os pagamentos que estavam em atraso das férias e efetuou o pagamento do décimo terceiro salário.

Com informações de Antônio Carlos

Dom José Ronaldo toma posse como bispo de Formosa (GO)


Natural de Uberaba (MG), dom José Ronaldo foi nomeado pelo papa Francisco, no dia 24 de setembro, como bispo da diocese de Formosa (GO), transferindo-o da sede episcopal de Janaúba (MG).

A cerimônia de posse aconteceu no dia 22 de novembro, na catedral diocesana, presidida pelo arcebispo de Brasília (DF), dom Sérgio da Rocha. Milhares de fiéis participaram da celebração, com presença de bispos, padres, religiosos e seminaristas do regional Centro-Oeste.

“Quando ficamos sem bispo, ficamos órfãos, então o sentimento hoje é de ver realmente um pai retornando para assumir sua família diocesana, disse padre João Assunção, da diocese de Formosa.

Em sua homilia, dom José Ronaldo destacou a importância da missão dos bispos, a dedicação às comunidades e agradeceu a sua família. Ao final da celebração, diversas autoridades civis e religiosas saudaram o novo bispo.

Trajetória

Dom José estudou Filosofia e Teologia no seminário Maior Nossa Senhora de Fátima, em Brasília. Foi ordenado presbítero em maio de 1985. Antes do episcopado, foi membro do Conselho Presbiteral e do Colégio de Consultores da arquidiocese de Brasília; vigário geral da arquidiocese e vigário episcopal do Vicariato Norte da arquidiocese; membro do Conselho Arquidiocesano de Assuntos Econômicos e do Conselho Pastoral Arquidiocesano.

Foi presidente do programa Previdência de Elevação da Renda Familiar. Foi nomeado bispo de Janaúba em 6 de junho de 2007. Recebeu a ordenação episcopal no dia 28 de julho de 2007, em Sobradinho (DF).

Com informações e foto da diocese de Formosa. 

Predador, presa, ou carniceiro, qual é o seu perfil?


Por Jefferson Victor, 
Na natureza existem predadores, presas e carniceiros. Os predadores atacam, as presas fogem e os carniceiros ficam à espreita, esperando o fim da caçada para usufruírem das sobras das carcaças.  
São animais parasitas e que pouco arriscam o pescoço, porém se beneficiam diariamente das batalhas campais.
Os predadores não agem pelo ódio às suas vítimas, e sim pela necessidade de alimentar o clã. 
As presas fogem por uma questão de sobrevivência, mas muitas vezes diante da impossibilidade da fuga, lutam desesperadamente e em algumas situações vencem a batalha derrotando o predador, daí a famosa frase: “um dia é da caça, o outro do caçador”.
Para o carniceiro, não importa o vencedor, a ele interessa a morte, já que independentemente de quem saia vitorioso, ele irá se alimentar.
O carniceiro é um ser acomodado, não desenvolve táticas de caça, opta pela dependência e assiste de camarote aos combates na savana. 
Instintivamente até deve torcer para um dos lados, certamente para o predador, responsável pela sua dieta diária, porém em caso de baixa, não deixará de comê-lo por gratidão às proezas anteriores que lhe favoreceram.
A natureza é sábia, o instinto guia os seres vivos, a luta pela sobrevivência faz com que predadores e presas convivam em uma mesma comunidade, guardadas as devidas distâncias e precauções.
O homem, ser supremo da espécie animal, tudo tem que aprender, e neste caso a inteligência é menos eficaz que o instinto. 
Os não humanos nascem e já sabem como alimentar e conhecem os perigos, acompanham os bandos e descobrem os meios de sobrevivência.  
Eles identificam imediatamente quais são os predadores e, como num toque de mágica, conhecem os esconderijos e ali ficam alojados enquanto a mãe sai em busca de comida.
O homem nasce totalmente indefeso, seu único sentido é chorar. A criança não identifica o perigo, não conhece o lugar seguro, não conhece predador e nesta etapa sequer sabe usar a inteligência a seu favor.
Mesmo sendo o ser dominante da terra, é o que mais tempo leva para desenvolver técnicas de sobrevivência. 
Ele não sabe nadar, não sabe voar e se torna uma presa fácil, e só depois de muito aprendizado passa a ser predador implacável, as vezes até desumano, mas comumente não preserva hábitos de carniceiro.
São três situações diferentes:  ser predador, ser a presa ou ser o  carniceiro. Na natureza cada um tem o seu papel. 
O carniceiro, é grato ao caçador que o alimenta, e as caças são dependentes do caçador para o controle da espécie, já que uma superpopulação as levariam à extinção por falta de alimentos.
Não é prudente subestimar os que lutam por ideais coletivos, principalmente se esta luta for voluntária. 
Em vez de criticar, incentive partícipe e compartilhe os resultados. Lembre-se que a vida é uma batalha constante, e que todas as espécies vivem em sociedade, e por mais que não haja harmonia, é preciso tolerância. Deus não fez um planeta para cada ser vivo. 
Predadores, caças e carniceiros dependem do mesmo território.
Use sempre a inteligência e o bom senso. O instinto ocasionalmente. Alimente o estômago, não o ódio, procure ceder aos seus impulsos. 
Seja o caçador que alimenta sua prole, e fuja desesperadamente de situações em que se transformar em caça, mas se desejar ser carniceiro, que ao menos respeite quem fez opções contrárias às suas.

Policias militares de Goiás e Tocantins prendem quadrilha de estelionatários





A Polícia Militar de Goiás, numa operação conjunta com a Polícia Militar do Tocantins, prendeu uma quadrilha especializada em golpes de estelionato. 

A ação das PMs ocorreu na última terça-feira (25), quando os militares efetuavam uma operação de trânsito em Campos Belos (GO). 

Ao avistarem o bloqueio policial, os ocupantes de um veículo Vectra, de cor azul, retornaram em direção à cidade de Arraias-TO e começaram a jogar para fora do veículo diversos tipos de documentos. 

Uma equipe da PM saiu em perseguição aos fugitivos e acionaram, no mesmo instante, a Polícia Militar do Tocantins, sediada na cidade de Arraias (TO). 

Minutos depois, os policiais tocantinenses conseguiram efetuar a prisão dos ocupantes do Vectra. 

Na abordagem e busca pessoal e veicular, ficou constatado que tratava de uma quadrilha de estelionatários que tinha em sua posse diversos documentos falsos, dentre eles uma identidade de Oficial do Exercito Brasileiro.

Os documentos, de acordo com a Polícia Militar de Goiás, eram utilizados para abrir contas em bancos e sacar o limite, fazer empréstimos e utilizar cartões de créditos. 

Diversos cartões e talões de cheques também foram apreendidos.

As investigações também dão conta de que o bando agia em Posse (GO) e Iaciara (GO), onde, recentemente teve um veículo apreendido pela Polícia Militar, um Fiat Pálio, com placas de Aparecida de Goiânia (GO).

A intenção da quadrilha, segundo a polícia, era ir a Palmas, capital do Tocantins, afim de continuar as ações criminosas. 

Ainda durante as diligências, a Polícia Militar descobriu que havia um mandado de prisão aberto em nome de Raul Roberto dos Santos e antecedentes criminais de Samara Sibelle de Medeiros; Walter Filho Magalhães e ainda Valter Jose Dias, todos presos em flagrantes.

Os integrantes da quadrilha foram conduzidos até a delegacia de Campos Belos e autuados em flagrante por formação de quadrilha, uso de documentos falsos e estelionato. 

Com informações do CDPM Campos Belos/GO






Publicidade: Promoção Quinta Filé no Compre Bem


Provas do concurso de secretário auxiliar da Promotoria de Campos Belos serão aplicadas no dia 7 de dezembro


A banca examinadora do concurso público para provimento do cargo de secretário auxiliar da Promotoria de Justiça de Campos Belos publicou edital de convocação dos candidatos para a realização das provas discursiva e de múltipla escolha. 

Os exames serão aplicados no dia 7 de dezembro, no Colégio Estadual Felismina Cardoso Batista, localizado na Rua Nossa Senhora da Conceição, s/n, Setor Aeroporto, em Campos Belos.

As provas estão marcadas para começar às 14 horas, com término às 18. A banca recomenda que os inscritos cheguem com 30 minutos de antecedência, munidos de documento original com foto e caneta azul ou preta. 

Confira aqui a íntegra do edital

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Em Campos Belos, servidoras grevistas de escola são impedidas de trabalhar. Caso foi bater no Ministério Público


Chegou ao conhecimento da promotoria de Campos Belos que algumas servidoras administrativas da Escola Joana Miranda foram impedidas de trabalhar na manhã de hoje (25/11), em virtude de ordem supostamente emanada da prefeitura. 

Segundo Paulo Brondi, as servidoras participaram da greve ocorrida no último mês, havendo indícios de que a determinação tenha sido motivada como forma de perseguição.

O horário que costumavam cumprir era das 6h às 12h (uma turma) e das 12h ás 18h (outra turma). 

Após a greve, o novo horário passou a ser das 6h/10h e 12h/16h, em tese prejudicando o bom andamento dos serviços na escola, haja vista que os alunos saem das aulas às 11h15 (matutino) e 17h (vespertino).

As servidoras ocupam os cargos de merendeira e auxiliar de serviços gerais, todas concursadas há vários anos.

Ainda de acordo com o promotor, o  MP tomou declarações de todas na tarde de hoje e foi instaurado inquérito civil para apurar a conduta do Secretário de Educação.

"A se confirmar, ele poderá ser processado não só por improbidade administrativa, mas também criminalmente, haja vista que sua conduta está beirando as raias do abuso de autoridade", disse Brondi. 

Falta de luz gera raiva e frustração


"Boa noite;

Gostaria de usar esse espaço para falar sobre esse grave problema que vem acontecendo a muito tempo em Campos Belos, as constantes faltas de energia elétrica.

Alguém tem que tomar alguma providencia, quem eu não sei, pois nem sei se Campos Belos tem promotoria, se tem juizado, se tem prefeito, se tem vereadores, parece que não tem autoridades nessa cidade, isso aqui parece ser terra de ninguém.

Como é que chega a uma situação dessas e ninguém faz nada? eu tenho uma filha de 5 meses e sou obrigado a passar a noite no escuro com essa criança, tomando picadas de insetos, no calor e todos os meses pagando uma conta de energia elétrica caríssima.

Se ninguém toma nenhuma providência a população precisa fazer alguma coisa, vamos lá gente, vamos para as ruas, vamos protestar, vamos mostrar nossa indignação, afinal pagamos impostos em tudo e pagamos caro, não podemos aceitar um descaso desses, isso é uma vergonha. 

Em lugar nenhum acontece uma situação dessas."

Att.

José Joselanio Medeiros

Campos Belos, Alto Paraíso, São João da Aliança e Monte Alegre ficam 17 horas sem energia. Evento causou angústia e indignação



Por Jefferson Victor, 

Um  rompimento de um cabo na rede de transmissão causou interrupção de energia por longas 17 horas em Campos Belos, Alto Paraíso, São João da Aliança e Monte Alegre, todas no nordeste de Goiás, causando prejuízo e angustia à população local.

Segundo informações da Celg, o problema foi detectado próximo à fazenda Manda-Saia, e que as equipes trabalharam durante toda a noite para localização, mas devido a extensão da rede,  só por volta de 10:00 chegaram ao local para reparos.

Este ano está sendo  marcado como um dos piores em termos de satisfação com a prestação de serviços da Celg, concessionária de energia que atende a nossa região.

Em anos anteriores os apagões intensificavam em períodos chuvosos, e neste, de forma inexplicável, as interrupções iniciaram ainda no período da seca, e triplicaram com o início das chuvas, as quais não têm sido em forma de tempestade.

Não há um só dia em que não haja queda de energia. Acontece durante o dia e principalmente no período noturno, horário em que há maior consumo e que fatalmente é mais dispendioso para seu restabelecimento devido às dificuldades de se detectar o problema.

Estamos vivendo um dos períodos mais quentes do ano e somos obrigados a dormir sem ventilador ou ar refrigerado, e com isto os pernilongos fazem a festa e mais uma vez contabilizamos  noites de agonia protagonizadas pela tão propagada Celg.

Eu já fiz dezenas de matérias sobre o assunto, já fiz cobrança a autoridades, Ministério Público, mas ninguém parece se importar com esta catástrofe que já dura décadas e que até o momento não parece estar próximo de uma solução.
Onde estão as entidades representativas?  CDL, que representa os empresários, os nossos vereadores, prefeito, Rotary, Maçonaria, Igrejas,  não tenho conhecimento de que  alguém tenha tomado iniciativa para a resolução deste problema.

Eu já venho há  10 anos cobrando melhorias. O meu pedido de abertura de  uma Ação Civil Pública foi acatada pelo MP, porém não houve sequência, imagino até já tenha sido arquivada, tendo em vista que uma única vez fui chamado para abordar o assunto e nunca mais tive noticias de qualquer andamento do processo.

Os prejuízos com a falta de energia são incalculáveis. O comércio, indústrias, escolas, órgãos públicos, funcionários liberais,  bancos ,nada funciona , porém todos acomodam com a situação. A energia sendo restabelecida todos esquecem, até que falte novamente para nova indignação temporária.
Não é nenhum exagero dizer que semanalmente ficamos mais de20  horas sem energia. Há dias em que temos cinco interrupções, não existe eletrodoméstico que resista a esta tormenta.

A maioria dos comerciantes do ramo de informática se nega  vender estabilizadores e nobreaks. Os fabricantes não dão garantias desses equipamentos quando constatam que os problemas são gerados pela instabilidade da rede.

Ninguém em sã consciência entra com pedido de indenização junto a Celg, o aborrecimento  e constrangimento são iminentes, não vale a pena perder tempo, melhor contabilizar o prejuízo.

Presenciei no dia 10 de novembro, na Câmara Municipal de Campos Belos, uma reunião regional da Celg, com a participação de engenheiros, técnicos e funcionários da área de manutenção. Ao todo eram uns 45 servidores. 

A tônica da reunião foi empenho e agilidade da equipe para se dar uma resposta satisfatória aos usuários, porém não houve nenhuma melhoria no período, numa demonstração clara que é um problema crônico e de difícil resolução.

O ser humano é propenso à acomodação, as entidades, os órgão admirativos são geridos por seres humanos, sem uma cobrança intensiva as coisas são mais propensas a este comodismo, este é o nosso atual cenário. Acaba energia, volta quando dá certo, ninguém cobra e com isto as coisas só se complicam dia pós dia.

Somente uma rede de 69 mil volts resolveria o nosso calvário. Esta é a receita definitiva, uma rede de 34 mil volts,  fazendo um duplo papel, distribuição e transmissão, e ainda com uma manutenção maquiada, é a responsável pelo problema que se estende por décadas.

A cobrança foi feita, brevemente postarei matéria sobre as entidades que se manifestarem para atacar o problema de frente. Alguém se candidata? Veremos.

Homem passa dois dias na estrada para se aposentar no fórum de São Domingos/GO



Antes de se aposentar, Raimundo Alves de Carvalho, de 61 anos, passou dois dias na estrada para chegar ao fórum de São Domingos, às 9 horas, no sábado (22), data de sua audiência. Foram 120 quilômetros de ônibus, de carona e a pé. Essas foram as formas que seu Raimundo encontrou para se aposentar. “Compensou sair de casa bem antes. Agora sou aposentado”, disse.

O acordo foi homologado durante a realização do Projeto Acelerar – Mutirão Previdenciário, pelo juiz Demétrio Mendes Ornelas Júnior, que presidiu a banca 3. “Atender essas pessoas é gratificante. Elas precisam muito.”, disse o magistrado, que participa pela primeira vez do mutirão.

Raimundo contou que saiu de casa, na quinta-feira (20), com o único destino: fórum de São Domingos. Segundo ele, a viagem foi a passos rápidos. “Queria chegar logo. Eu saí do assentamento às 5 da manhã. Andei uns sete quilômetros e depois pedi carona”, contou. 

Chegou em Divinópolis de Goiás, distrito judiciário da comarca de São Domingos, onde dormiu para no outro dia seguir viagem. “Dormi na casa de um conhecido. Não tinha dinheiro para pagar hotel. Acordei na sexta-feira e andei mais um bocado para pegar um ônibus e chegar em São Domingos”, ressaltou.

Ao chegar em São Domingos, a caminhada continuou. Raimundo dormiu na fazenda de um amigo, que fica a 20 quilômetros da cidade. 

“Para não gastar o que eu não tenho, pedi a um conhecido e dormi na rede da casa dele”, relatou. Depois de uma longa viagem, ele afirmou que está “um pouco cansado”. Mas ele não vê problema. “Eu tô feliz demais. Só tenho que agradecer a Deus e a vocês”, falou.

O novo aposentado vive com a mulher, que ainda não é aposentada. Segundo ele, os oito filhos moram em outras cidades. “Foi cada um para cada canto. Hoje vive só eu, a mulher e Deus”, ressaltou. 

Ele interrompe a conversa para falar que precisava ir para casa. “Deixa eu ir minha filha. Tenho que dar um jeito de ir embora. Vou ter que pedir carona ou pegar um ônibus. Não sei quando vou chegar em casa”, finalizou.

Fonte: TJGO


Socorro Celg: Monte Alegre (GO) sem energia elétrica



Meu amigo Dinomar, 

Monte Alegre de Goiás está mais uma vez na vela! 

A luz da Celg acabou por volta das 17h e até agora nada.  Está muito difícil e o detalhe é que no 0800 da empresa todos os ramais estão ocupados e manda a mensagem "tente mais tarde.  A quem devemos pedir ajuda? 

Gustavo Ribeiro

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Cidadã reclama: creche Amor de Mãe está abandonada


Dinomar,

Quero fazer um apelo para que as autoridades dessa cidade tome uma providencia, sobre a creche AMOR DE MÃE, que fica localizada no Setor Tomazinho.

A creche esta abandonada, com  muitas cadeiras, armários e madeiras jogada no quintal e entulhados.

Além de ser um desrespeito ao patrimônio público, a situação pode trazer doenças aos moradores que próximos que residem por ali. 





Em Colinas do Sul, governador em exercício vistoria obras da GO-132



O governador em exercício, José Eliton, vistoriou, na tarde desta terça-feira, 18, em Colinas do Sul, as obras de pavimentação da GO-132, que liga o município a Minaçu.

A rodovia, estratégica para o desenvolvimento do Norte do Estado, além de integrar a região ao Nordeste goiano, se constitui numa nova rota para Goiânia e Brasília. São 150 quilômetros, a custo de R$ 170 milhões.

Em companhia do prefeito de Colinas do Sul, Iram do Lago (PSD), o governador percorreu de carro um trecho de 30 quilômetros da rodovia e saiu satisfeito com o ritmo das obras. Ele aproveitou para visitar o distrito de Vila Borba, às margens da rodovia, e que foi beneficiado com asfalto do programa Rodovida Urbano.

Em solenidade festiva na quadra de esportes do Colégio Municipal Maria Auxiliadora, José Eliton afirmou que o “sentimento é de felicidade”, pelas conquista da região.

“Se por um lado essa região foi a que o governador Marconi Perillo mais investiu recursos no Estado, foi a que mais votos deu proporcionalmente ao governador”, disse José Eliton.

Segundo ele, há muito o que se fazer pelo Nordeste goiano, embora o atual governo tenha investido algo próximo de R$ 500 milhões na região.O governador em exercício destacou o volume de obras estaduais nos 21 municípios da região.

Para José Eliton, os investimentos do governo em infraestrutura estão transformando o Nordeste num “corredor de oportunidades”. Também ressaltou que Colinas do Sul terá amplas condições de se consolidar como um portal do ecoturismo, dado às belezas naturais do município.

Também dentre as obras estaduais, além de investimentos na malha rodoviária, o governador destacou a reforma de escolas, construção de pontes e moradias populares.

“É uma região que deverá ser a nova fronteira de desenvolvimento de Goiás e do Brasil”, afirmou José Eliton, ao dizer que tem orgulho de ser filho Nordeste goiano, uma vez que  passou  a infância e parte de juventude em  Posse. Segundo Eliton, há muita gente que só vai à região na época de eleição. “Eu, não. Venho aqui sempre”.

No discurso de saudação ao governador, o prefeito Iram do Lago destacou a importância das rodovias que estão sendo pavimentadas na região, especialmente as que ligam Colinas do Sul a Minaçu, a Niquelândia e a Alto Paraíso. “Colinas será um grande entroncamento rodoviário”, comemorou.

Integraram a comitiva do governador em exercício o deputado estadual Iso Moreira, o diretor da Agetop, Marcos Musse e o pai do governador Marconi Perillo, Marconi Ferreira Perillo.

 Também prestigiou a visita o prefeito de Minaçu, Maurides Rodrigues, e alunos do Colégio Municipal Maria Auxiliadora, que realizaram uma apresentação musical para saudar o visitante.

São João da Aliança: julgamento em Brasília destaca o crescimento do Cavalo Crioula na Região 8


A evolução dos exemplares da raça Crioula na Região 8 foi evidenciada na pista do Parque de Exposições Granja do Torto, em Brasília/DF.

Reunindo 50 animais ao todo, 42 confirmados e oito na categoria Incentivo, a mostra se destacou com uma oportunidade dos criatórios apresentarem o melhor de seus planteis e também de retornar ao ciclo com mais força rumo à pista de Esteio/RS.

Um exemplo disso é a fêmea que ganhou como Melhor Exemplar da Raça - Garrucha do Morotin, da Agropecuária Santa Amélia, de São João da Aliança/GO - que participou do julgamento morfológico da Expointer 2014.

Responsável pela avaliação, a jurada Cláudia Py, comenta ter percebido a elevação da qualidade dos animais desde a credenciadora que visitou em abril deste ano e o grupo que entrou em pista para definir seus campeões neste sábado (22).

 Segundo ela, é uma grande satisfação ver que os criadores da região estão cada vez mais desenvolvendo o seu potencial e, consequentemente, crescendo no cenário de fomento da raça em todo o país.

“A Melhor Exemplar também foi passaporte. É uma égua bem interessante e que representa bem a raça. Quanto aos machos, são animais bem parelhos e que podem tranquilamente usados como pais de cabanhas”, enfatiza.

Apesar do alto nível da exposição, somente oito exemplares poderiam levar as escarapelas mais almejadas. Neste seleto grupo, quem também fez bonito ao puxar a fila foi o garanhão El Choclo da Invernia, da Cabanha Santa Clair, de Brasília/DF, que recebeu a roseta de Grande Campeão. Válida pelo Ciclo 2015, a mostra contou com a supervisão técnica de Romeu Koch.

Agenda crioulista movimentada

Desde a última quinta-feira (20), o parque no Distrito Federal tem sido um ponto de encontro interessante no universo crioulista. Além da exposição morfológica, foi oferecido também um curso com os principais conhecimentos do Freio de Ouro, no qual tanto ginetes profissionais quanto proprietários - focados em correr na modalidade que leva o seu nome - puderam aperfeiçoar suas técnicas.

Entre os pontos altos do evento promovido pela Associação de Criadores de Cavalos Crioulos do Distrito Federal (ACCC) está ainda a realização de uma prova de Campereada (Team Penning).

Texto: Andressa Barbosa/ABCCC

Ministério Público recomenda que prefeitura de Campos Belos demita 40 servidores de cargos em comissão


O Ministério Publico de Goiás expediu, nesta segunda-feria (24), recomendações ao Prefeito Municipal, Aurolino Santos Ninha, e a todos os secretários municipais no sentido de proceder à exoneração de 40 servidores municipais ocupantes de cargos em comissão.

A Promotoria de Justiça recomendou, ainda, que a Administração dê início, em cinco dias, à nomeação dos candidatos aprovados no número de vagas no Concurso Público nº 01/2012, tudo (as nomeações e as exonerações) até a data limite de 1º de fevereiro de 2015.

O promotor Paulo Brondi disse que entendeu que esse é o prazo razoável para que a Administração, gradativamente, vá exonerando e nomeando os aprovados, sem causar prejuízos sensíveis à continuidade dos serviços, nada obstante, naturalmente, tais providência acarretem algumas modificações, que são necessárias, entretanto. 

Outra recomendação do MP local foi a proibição de se nomearem novamente os servidores exonerados, por qualquer fundamento, a não unicamente mediante aprovação em concurso público e que todas as novas contratações  e nomeações de novos servidores e todas as exonerações sejam informadas imediatamente à Promotoria.

"O desvio de função e o não acatamento das Recomendações configuram o dolo e a má-fé do Administrador Público, o que será levado em conta em futuras Ações Civis de Improbidade e Ações Penais", frisou o Representante do MP no município.