Banner 1

Banner 1

terça-feira, 9 de julho de 2013

Escola Polivalente em Campos Belos: uma visita triste e uma obra mal feita e inacabada



Hoje à tarde fui ao colégio estadual polivalente Professora Antusa, em Campos Belos, que há quase dois anos está em reforma.  

O meu intuito era fotografar o andamento das obras e a real situação da escola. O portão fechado me obrigou a entrar por uma lateral do muro.

Mas o que era para ser uma simples visita, se transformou numa enorme tristeza. 

Tudo porque foi ali em que passei boa parte da minha vida. Foram dez anos, um no ensino primário e nove entre o ensino fundamental e médio, totalmente vividos naquela Casa de Sonhos.  

Foi aquele local o responsável pela minha formação educacional, moral, humanista. Casa onde planejei e programei os objetivos pessoais como tantas outras milhares de vida... uma verdadeira  fábrica de transformar sonhos em realidade. 

O colégio polivalente foi o meu início. Agora estava ali, sem alunos, maltratado, sem vida, abandonado sem a mínima dó.  

E a tristeza foi me abatendo e se aprofundando à medida em que percorria os seus corredores, suas salas de aula, as quais tantas vezes me abrigou...

...a cantina, o grêmio estudantil, a biblioteca,  minha eterna e velha companheira... todos esses lugares, que tantas vezes fez parte da minha história, estavam ali agora largados como um verme. 

Aquela casa, outrora viva e cheia de barulho, resiste agora moribunda sem a mínima presença de um vigia e  com a ausência lacerante de seus alunos, de suas crianças e adolescentes. 

Telhas pelo chão, obras recentes e mal acabadas, matagal prestes a engolir as velhas colunas, pisos toscos e muita sujeira. 

O que se vê ali é um reforma mal planejada, um remendo qualquer, digno da cara lerda e incompetente dos nossos agentes e gestores públicos.








5 comentários:

  1. Que triste. Amo essa escola. Ainda me lembro de você, Ailton e outros que nem lembro o nome agitando o Grêmio, buscando melhorias. Boa parte da minha vida estudantil também foi aí. É uma vergonha esse tipo de problema.
    Muito triste.

    ResponderExcluir
  2. Jose de Souza Vaz junior9 de julho de 2013 23:30

    Dinomar, compartilho com a sua Indignação pois o colégio Polivalente na minha época era uma referencia de ensino e formação cultural de Campos Belos. Bons tempos do Padre Magalhães , da professora Jô, do Antonio Francisco, do prof. Brasibal e outros mais. Que a sociedade camposbelense se mobiliza e cobre das autoridades competentes uma posição seria. Um grande abraço .

    ResponderExcluir
  3. Jose de Souza Vaz junior9 de julho de 2013 23:56

    Dinomar, compartilho com a sua indignação, pois na minha época o colégio polivalente era uma referencia de ensino e formação cultural de campos belos. Bons tempos do Padre Magalhães , da professora Jô , do Antônio Francisco , do prof. Brasibal e outros mais. Que a sociedade camposbelense se mobiliza e cobre das autoridades competentes uma posição muito seria. Um grande abraço .

    ResponderExcluir
  4. Dureza, caro blogueiro. Muito bom texto. Estive nessa escola para cursar o 2º grau, sob a batuta de Fonseca (matemática), Ibrantina (história), Zé Maria (agropecuária e OSPB), João Januário (inglês), Brasibal (química e física), João de Deus (zootecnia), Wilson Pereira (português) e mais alguns que me fogem da memória momentaneamente, todos comandados pelo excelso Pe Magalhães. E no recreio, bolo Santista na cantina de Dominguinhos. E quando chegava atrasado? Era uma trabalheira para convencer Maurilio a abrir o portão.
    Enfim, é mesmo muito desagradável saber que a situação atual é a descrita. Abraços

    ResponderExcluir
  5. triste... Sempre amei essa escola nela passei o melhor ano da minha vida Professores maravilhosos amava o pessoal da direção.... Onde vou falo bem da escola e agora vejo que não esta mais como antes... triste realidade

    ResponderExcluir