domingo, 30 de junho de 2013

Divulgada a programação oficial da XX Expoagro de Campos Belos. Este ano terá rodeio e a sensação Thiago Brava



O Sindicato Rural divulgou, nesta semana, o calendário oficial da XX Exposição Agropecuária de Campos Belos, nordeste do estado.  

No ano em que completa duas décadas, a programação está recheada de shows, rodeios, leilões, vendas de máquinas e implementos  e muita badalação, com boates e camarotes vips. 

A festa começa no dia 17 de julho, uma quarta-feira, com a tradicional cavalgada e termina no domingo com a final do rodeio  e com a apresentação gratuita da dupla sertaneja Roger e Leo. 

A grande novidade deste ano é a competição de rodeio, que no ano passado foi extirpada da festa e gerou muita reclamação e polêmica de quem defende ou não o esporte com animais. 

A empresa responsável pelo rodeio é a Companhia de Rodeio MV Arizona e terá  a participação especial do locutor sensação do Brasil,  Frederico Michell.

O cantor Thiago Brava, o rei do Arrocha e da explosão 360, é o principal nome dos shows. 




     Thiago Brava é o cara do "Arrocha 360", que explodiu nas paradas.                
                                             
Veja a programação: 

Dia 17 de Julho, quarta-feira: 
 - 9h Tradicional Cavalgada pelas ruas da cidade;
 - À noite, show com o cantor Manoel Tavares - entrada franca. 

Dia 18 de Julho, quinta-feira: 
- 22h, abertura oficial do rodeio, com a Cia de Rodeio MV Arizona e narração do locutor Frederico Michel, um dos principais nomes do país. 
- Show com a banda Forro Boys.

Dia 19 de Julho, sexta-feira: 
- 18h, leilão de touros e vacas leiteiras;
- 23h show com a dupla sertaneja Lucas e Diogo; 

Dia 20 de Julho,  sábado: 
- 18h, Grande leilão de Corte;
- 23h, Mega show com o cantor Thiago Brava, o novo sucesso da música nacional. 

Dia 21 de Julho,  domingo: 
- 22h, Encerramento da festa e final do Rodeio;
- Show da dupla sertaneja Roger e Leo, entrada franca. 




Frederico Michell, um dos mais requisitados 
locutores de rodeio do centro-oeste

 Cia de Rodeio Arizona faz rodeio por todo o Brasil 



sexta-feira, 28 de junho de 2013

Importantes políticos de Goiás vão a São Domingos apoiar candidatos a prefeito







Políticos importantes do estado de Goiás têm aparecido recentemente no nordeste de Goiás. 

O objetivo é apoiar os candidatos a prefeito de São Domingos de Goiás, a ex-primeira dama Etélia (PDT) e o seu adversário nas urnas, o servidor público Trajano (PSDB). 

Nesta semana, o candidato Trajado recebeu o apoio, pessoalmente, do vice-governador de Goiás, José Eliton (PP), e do deputado estadual Iso Moreira (PSDB). 

Os dois desembarcaram na cidade, em um avião de pequeno porte, e foram recebidos por centenas de correligionários.  

Depois saíram em passeata pelas principais ruas e participaram de uma  reunião com a militância e dezenas de eleitores. 

Já a candidata do PDT, Etélia, recebeu o apoio da presidente estadual do PDT, a deputada federal Flávia Morais. 

A deputada subiu ao palanque e participou de um comício, que reuniu centenas de militantes, eleitores e correligionários da candidata num bairro da cidade. 

As eleições para prefeito de São Domingos ocorrem no próximo dia 7 de julho. Elas foram convocadas pelo TRE após a cassação dos prefeito e vice-prefeito eleitos em outubro do ano passado, por compra de votos. 

A campanha política de São Domingos não está apenas nas ruas e zona rural do município. 

Ela também invadiu a internet, local onde as militâncias travam uma verdadeira batalha na defesa de seus candidatos:

"Por ser o vice-governador, esta nessa reunião deveria ter mais gente para prestigiá-lo. Cadê as pessoas?... só essas,kkkkkkkkkkkkk", perguntou uma militante do PDT aos amigos na internet. 

"Falando nisso, para que o prefeito (a) faça uma boa administração, as finanças da prefeitura tem estar em dias. Gostaria de saber como está a situação da prefeitura? pois tem algumas pessoas que sabem demais sobre administração passada e não vi ninguém falar sobre as certidões da prefeitura atual, passada, e sobre a situação financeira atual da mesma! temos direito a uma resposta!", escreveu um outro internauta. 

Candidatos não quiseram dar entrevista 

Os dois candidatos a prefeito de São Domingos foram procurados por este blogueiro. A intenção era que eles participassem de uma entrevista. 

Nós elaboramos 20 perguntas a ambos, mas nenhum deles quis responder. 

Um militante da candidata Etélia chegou a entrar em contato conosco e pediu as perguntas, mas não respondeu até hoje. 

Já o candidato do PSDB, Trajano, nem respondeu às nossas mensagens. 

É uma pena, pois as perguntas são interessantes e podem muito bem balizar muitos eleitores na escolha de seus candidatos. 

Ainda mais em um ambiente político propício como este, em que o povo foi para as ruas em busca de mais cidadania e representatividade. 




Já publicamos: 

Candidatos a prefeitos de São Domingos (GO) fogem de entrevista. Publicamos as perguntas


Tenho recebido recados de Campos Belos, que os interpreto como embaraço à atividade de jornalismo

Amigos, hoje recebi um comentário, que demonstra o quanto tem muita gente por aí que não entende o trabalho de um jornalista. 

Veja este comentário que diz respeito à operação do Ministério Público de Goiás, que fechou uma fábrica de laticínios em Campos Belos: 

"Bom dia Dinomar. Como cidadã...Gostaria de ressaltar que a Empresa citada está em fase de processo, ou seja, nada foi concluído!!! 

E portanto, que fosse tratada com respeito, e que todas as noticias citadas fossem averiguadas á fundo, para que não ocorra falso julgamento!!!"

Outro dia, quando publiquei uma notícia sobre o triste assassinato da minha amiga e ex-colega de turma escolar, Maria José, ocorrido no último dia 17 de junho, recebi outro "recado". 

Foi um comunicado, extremamente ofensivo, de um familiar de Maria José, dizendo que eu estava maculando a imagem dela.  

"A família já está em choque e ainda acha pessoas mau informadas como você para ficar falando o que não sabe, você deveria pelo menos honrar seu diplominha, pois nem está aqui por perto, esse testinho seu é indignante e o mais difícil é que as pessoas hoje em dia acabam acreditando em qualquer coisa que ler, só acho que pra você escrever sobre algo é preciso ter certeza, pois nem informado você está. 

Já que não sabe a certeza das coisas fica calado, não precisa sair falando de tudo que acontece, e muito menos do que não sabe."

Leiam o texto que escrevi, analisem e apontem onde está o desrespeito, por favor (Marido assassina mulher e se mata em Campos Belos). 

Não pensem que não fico sensibilizado em noticiar um fato negativo, notadamente quando há personagens que nós conhecemos. 

O jornalismo é uma função nobre, pois é voltada para a defesa dos interesses da sociedade. Mas ela é difícil, porque mexe com a vida das pessoas. 

E fico numa tremenda enrascada, quando tomo conhecimento de fatos desagradáveis. Mas não posso me furtar a este ofício que escolhi. 

Que bom se eu pudesse apenas divulgar notícias positivas. Mas é assim que funciona a vida em sociedade. 

Mas saibam que jamais vocês irão ler neste blog qualquer fato da vida privada de alguém que não diz respeito ao interesse público. 

O que nós publicamos aqui são fatos de interesse social e em sua maioria já de conhecimento da sociedade. 

Fico muito triste com os comentários. É como se estivéssemos sendo desrespeitosos com as pessoas da nossa cidade. 

Assassinatos são fatos de tremendo interesse da coletividade, pois atinge o que é mais nobre em nossa existência, que é a vida. 

No caso da operação do Ministério Público, a matéria é originária da própria equipe de jornalismo do órgão. 

Apenas a republiquei, porque ela é de extremo interesse da comunidade local e citei a fonte. 

E mesmo se as informações tivessem chegado em mim primeiramente eu as teria publicado. 

Obviamente, com todos os cuidados em ouvir as partes envolvidas e prezar pela fidelidade e verdade no trato das informações. 

E tenho certeza absoluta que os jornalistas do Ministério Público de Goiás tomaram todos os cuidados necessários ao construir a informação. 

Eu só peço às pessoas da minha cidade que tenham compreensão da nossa atividade. 

Este Blog é um trabalho sem fins lucrativos e tem o mero objetivo de levar informação e aguçar o sentindo de cidadania em nossos conterrâneos. 

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Cachoeiras, dunas e praias fazem o encanto do Jalapão, no leste do Tocantins





Publicação Original: Folha de São Paulo 

GIULIANA DE TOLEDO
ENVIADA ESPECIAL AO JALAPÃO (TO)

O quê? Você vai ao Japão?" O país asiático parece um destino mais provável e até vem à memória antes da pouco conhecida região do Jalapão, no leste do Tocantins.

Com mais de 34 mil km² (equivalentes a 21 parques Ibirapuera), o Jalapão abrange oito pequenas cidades do Estado mais jovem --o Tocantins foi fundado em 1988-- e mais central do país. A maior delas, Ponte Alta, tem só 7.000 habitantes.

O Jalapão é um mosaico de diferentes áreas de proteção. Há partes que são parque estadual, parque nacional, áreas de preservação ambiental e propriedades privadas.

Embora pouco conhecida pelos brasileiros, a região é uma das melhores do país para roteiros de ecoturismo, especialmente para rafting e trilhas. Por ano, são recebidos, em média, 5.000 visitantes.



Para conhecer o local, é preciso ter disposição. O caminho para chegar a qualquer ponto turístico jalapoeiro não é fácil. As estradas de terra desafiam até os veículos 4x4, que vão a 20 km/h.

O sacolejo do trajeto é compensado pela vista do cerrado, contornado pelos chapadões da serra do Espírito Santo e do morro Saca Trapo.

Passam-se horas até que outro grupo de viajantes seja visto pelo caminho. Mais fácil deparar-se com araras-azuis, corujas-buraqueiras e emas.

A natureza acompanha o viajante até atrações como dunas alaranjadas, cachoeiras com água transparente, um rio de água potável para prática de rafting e canoagem, além dos chamados fervedouros, piscinas naturais em que é impossível afundar.



Ah, e nem pense em registrar os passeios em tempo real com fotos nas redes sociais. Desapegue-se: só há sinal --e fraco-- de celular e internet no centro das cidades.

SUVENIR

O capim dourado, espécie que existe só no Tocantins, é a base do artesanato do Jalapão. 

As peças, que brilham naturalmente, podem ser compradas nas associações de artesãos das cidades de Mateiros (no centro e no povoado Mumbuca), Ponte Alta e São Félix.

Brincos são vendidos a cerca de R$ 9. Entre os itens mais caros estão as mandalas, que saem por R$ 90, e as bolsas, que chegam a custar R$ 240.





O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O JALAPÃO
QUANDO IR

Prefira os meses de seca (de maio a setembro)

TEMPERATURA MÉDIA

Durante o dia, faz de 30ºC a 35ºC. À noite, a temperatura pode cair a 15ºC

SITE OFICIAL

PACOTES

COM AÉREO (por pessoa)
R$ 3.560

Oito dias, sendo dois em Palmas. Inclui traslado, passeios com guia e veículo e rafting. No Jalapão, a acomodação é em barracas em camping, com alimentação. Na Venturas: 0/xx/11/ 3872-0362; venturas.com.br

SEM AÉREO (por pessoa)

R$ 2.380

Sete dias com a empresa Korubo. Inclui traslados, um pernoite em Palmas com café, passeios com guia e transporte e pensão completa. A hospedagem é em barracas para duas pessoas. 

Na Korubo Expedições: 0/xx/11/98222-5028; jalapao.com

Também vendido nas agências Adventure Club (0/xx/11/ 5573-4142), Ambiental (0/xx/11/3818-4600), Auroraeco (0/xx/11/ 3086-1731), BWT (0/xx/41/3888-3499), Cia Eco (0/xx/11/5571-2525), Flot (0/xx/11/4504-4500), Freeway (0/xx/11/5088-0999), Nascimento (0800-7741110) e Top Brasil (0/xx/11/5567-6300)

R$ 1.400

Quatro dias no Jalapão. Saída de Palmas (hotel não incluso) em veículo 4x4. Inclui passeios com guia, pensão completa e hospedagem em pousadas. Na Rota da Iguana: 0/xx/63/3217-5107; rotadaiguana.com.br



Operação do MP resulta em fechamento de laticínio e prisão em Campos Belos




Operação desencadeada pelo Ministério Público em Campos Belos, nesta terça-feira (25/6), terminou com a decretação judicial de suspensão das atividades do Laticínio Campos Ltda. 

Um dos sócios da empresa, Lázaro Bento da Silveira, teve sua prisão em flagrante decretada.

A operação foi realizada pela equipe da Promotoria de Justiça de Campos Belos, acompanhada pelo técnico ambiental do MP Sérgio Soares da Silva, com apoio do Grupo de Patrulhamento Tático da Polícia Militar, profissionais da Vigilância Sanitária municipal e estadual, da Agência Goiana de Defesa Agropecuária e da Saneago.

O promotor de Justiça Paulo Brondi informa que a ação flagrou o lançamento de efluentes diretamente no Córrego Salobro, utilizado pelos ribeirinhos para sua subsistência, prática que a empresa tem mantido, ainda que já tenha sido autuada pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e interditada temporariamente.

Agentes de fiscalização recolheram amostras do leite e derivados para análise. 




A suspeita é de que o laticínio esteja usando formol no processamento e fabricamento (produção) desses alimentos. 

Foram encontrados também produtos sem rótulos nas embalagens e com data de validade vencida.

O MP requereu cautelarmente uma série de medidas, em razão das irregularidades encontradas. 

Assim, o juiz Rodrigo Rodrigues Parente determinou a prisão cautelar do sócio Lázaro Bento da Silveira, preso em flagrante durante a operação, a imposição de fiança no valor de R$ 33.900,00, a proibição de acesso ao estabelecimento e a suspensão da atividade econômica exercida por ele. 

Já o laticínio teve suas atividades suspensas, tendo sido autorizada a lacração do estabelecimento, com fixação de placa no local, informando a medida judicial de interdição.


Histórico
A partir de uma denúncia anônima, sobre suposto dano ambiental pelo laticínio, o MP realizou, em maio último, uma diligência no laticínio, quando foi constatado o lançamento de resíduos resultantes do processamento do leite e seus derivados diretamente no Córrego Salobro. 

Esses resíduos eram lançados in natura no curso d'água, sem nenhum tipo de tratamento prévio eficaz. 

Anteriormente, em 2011, a empresa foi autuada administrativamente pela Semarh pelas mesmas razões, o que acarretou sua interdição temporária. 

Pouco tempo depois, o laticínio derrubou o embargo administrativo e voltou às atividades. 

Texto: Cristiani Honório/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO  
Fotos: Aquivo da Promotoria de Justiça de Campos Belos

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Chilique de deputados na Câmara Federal. Recall de políticos é uma boa saída


Ontem passei quase a noite toda assistindo à TV Câmara, que transmitia a histórica sessão pós levante social.

E como foi interessante observar a postura dos parlamentares depois de avaliarem que estão sob vigilância ininterrupta da sociedade.

A certa altura da discussão da PEC-37, uma deputada subiu à tribunal, alvoroçadamente, e saiu com essa:

“ Senhor presidente, queria dizer aos parlamentares e ao povo que não sou contra a PEC. Tem uma relação rodando na internet com nomes de parlamentares que apoiam o projeto. 

Meu nome está lá, mas eu não apoio. Eu assinei apenas o processo de tramitação, senhor presidente. Foi só isso.  Volto a dizer, sou contra a PEC!”.

Pior foi a cara de terror da nobre deputada.  O deputado Sérgio Guerra (PSDB-PE)  foi um dos nove deputados que votaram a favor da PEC. Hoje de manhã, ele justificou: “Errei o botão na hora do voto”.  

Ainda pouco, conversando com colegas jornalistas aqui trabalho, eu dizia que o Brasil, depois das manifestações, já é outro.

O povo agora sabe o poder que tem. Mais do que isso, os políticos agora sabem o poder que o povo tem.

E o bom mesmo é aproveitar a deixa do presidente do STF, Joaquim Barbosa, sobre o recall de políticos, como já vem sendo aplicado em outros países: político eleito que  não cumpriu seu dever é demitido a qualquer momento, independente do cargo.


Na wikipedia, o recall político significa o poder de cassar e revogar o mandato de qualquer representante político, pelo eleitorado; é chamar de volta para "reavaliação" popular, não só os mandatários reconhecidamente corruptos, mas os incompetentes ou inoperantes

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Trajano lidera pesquisa para prefeito de São Domingos


Fonte: Diário da Manhã

O servidor público Trajano Pinheiro (PSDB) tem 51,40% das intenções de voto para prefeito de São Domingos (GO), cidade do Nordeste goiano, que fica a cerca de 500 quilômetros de Goiânia. 

Em segundo lugar na pesquisa estimulada está a ex-primeira-dama Etélia (PDT), com 39,20% do eleitorado ouvido pelo levantamento. 

Trajano tem 12,20 pontos percentuais à frente de Etélia.

A pesquisa ainda registrou 9,40% de eleitores indecisos. Feita nos dias 19 e 20 de junho, o levantamento realizado pelo Instituto Neropolino de Pesquisa LTDA (Inerpes) ouviu 300 pessoas que votarão no dia 7 de julho nas eleições complementares do município de São Domingos. 

Os pesquisadores percorreram os bairros Centro, Primavera, União, Aeroporto, São Sebastião e Planalto.

Registrada no TRE sob o número GO-00765/2012, a pesquisa quantitativa fez a seguinte pergunta: “Se as eleições fossem hoje, para qual desses nomes você votaria?” 

O levantamento, com margem de erro de 3,9 pontos percentuais para mais ou para menos, apresentou o nome dos candidatos Etélia e Trajano. 

A pesquisa foi registrada no dia 16 de junho e tem com estatístico responsável Alexandre Vasconcelos Lima.

Sexo e idade

Dos eleitores ouvidos, 48,9% são do sexo masculino e 51,1% composto por mulheres. 

Os eleitores entre 45 e 59 anos são maioria do eleitorado ouvido, 23,8%, seguidos dos que têm acima de 60 anos (21,6%). 

Logo depois vêm aqueles entre 35 e 44 anos (20,3%), de 25 a 34 (17,8%) e entre 16 e 24 anos (16,4%).

Nova eleição

Assim como em Flores de Goiás (GO) e Nazário (GO), nas quais as eleições para prefeito realizadas em 2012 tiveram os resultados anulados pela Justiça Eleitoral, São Domingos também realiza votação suplementar no dia 7 de julho.

Fotos de comício do candidato





Por que convocar uma Assembleia Constituinte? entenda...


Outro dia comentei que a reforma política, tão necessária ao país, não podia ser feita pelos deputados e senadores. 

Por uma simples razão. Eles só iriam aprovar aqueles aspectos em que seriam beneficiados. 

Como o Congresso Nacional é um balaio de gato, cada qual correndo atrás de seus interesses ou de seus grupos, nunca a reforma sairia do papel ou da discussão.  

Ainda mais se fossem medidas moralizadoras, como a diminuição de partidos, a diminuição do número de cadeiras no parlamento ou o voto distrital. 

Qual a saída?  a solução, na minha perspectiva naquela ocasião, seria convocar pessoas sem vínculos partidários e proibidos de exercerem, nos próximos 20 anos, quaisquer cargos eletivos. 

Eles formariam uma Assembleia Constituinte para reformar a Constituição Federal e ajustar seus dispositivos.

Se eles não são políticos profissionais e também não têm interesses partidários, estariam em melhores condições de criarem mandamentos constitucionais, com menos interferência  e contaminação de grupos de interesses e de lóbis (grupos de pressão) que tanto prejudicam os interesses da sociedade.

E tem lóbi para tudo: dos ruralistas, dos planos de saúde, dos sindicalistas, dos servidores federais, da máfias dos transportes, dos médicos, dos estivadores...

E foi isso que a presidente Dilma Rousself fez hoje. 

Solicitou a criação de uma Assembleia Constituinte para reforma política (apenas), depois de uma consulta à população por um plebiscito. 

Ela passou a "batata quente", do clamor das ruas por reformas políticas, ao Congresso Nacional. 

Só que a Constituição Federal (CF) não prevê Assembleia Constituinte para mudanças constitucionais. 

A CF previu apenas uma revisão constitucional para 1993, cinco após a sua promulgação, e projetos de emendas constitucionais para mudar qualquer dispositivo (exceto cláusulas pétreas) em qualquer momento, com um quorum de 3/5 de senadores e deputados, em dois turnos. 

É a famosa PEC, como a PEC-37. 

Bem, se a Assembleia Constituinte não está prevista, como resolver este imbróglio?  E o povo não quer saber. Quer mudanças já e para ontem! 

Com a palavra, os senhores constitucionalistas. 


Arraiá Belo arrasta milhares de pessoas em Campos Belos





Segundo a Dupla Cleber&Cauan, que fechou neste domingo o Arraiá Belo 2013, a festa junina de Campos Belos, cerca de 10 mil pessoas compareceram ao show da dupla. 

"Com muito trabalho e ousadia temos levado nosso trabalho pra um numero cada vez maior de pessoas... 

Ontem foi a vez de Campos Belos, que em pleno domingo prestigiou em peso Cleber&Cauan. 10.000 pessoas!!!! Obrigado!!!", escreveu um dos integrantes da dupla, numa rede social. 

A festa que começou na sexta-feira, 21, atraiu muita gente de outras cidades, a exemplo de caravanas de Arraias, Aurora e Combinado (TO), além de Brasília e Goiânia. 

Segundo pessoas que foram ao Centro Olímpico Padre Magalhães, a festa transcorreu com muita  tranquilidade, sem incidentes graves ou brigas. 

O Arraiá Belo contou com a participação da banda Forró Impactu's, dos cantores Diego Costa e Alessandro Gomes, da dupla Diogo&Djuliano, além de Paulinho dos Teclados e Wasley, que abriu o show de Cleber&Cauam, o principal nome do evento. 

Além dos shows, a cidade ficou movimentada com dezenas de barracas juninas, comidas típicas, fogueiras, pau-de-sebo e apresentações de quadrilhas juninas das escolas estaduais e municipais. 

domingo, 23 de junho de 2013

Centenas de jovens vão às ruas de Campos Belos em apoio às manifestações nacionais de cidadania






Centenas de jovens e estudantes da cidade de Campos Belos, nordeste de Goiás, a exemplo dos milhares de brasileiros que tomaram as ruas do país nesta semana, também realizaram uma manifestação pacífica. 

Com cartazes, apitos, buzinas e outros apetrechos, eles percorreram as principais ruas da cidade na última  sexta-feira, 21. 

Com rostos pintados de verde e amarelo, os jovens empunharam várias bandeiras: a não aprovação da PEC-37, que retira poderes de investigação do Ministério Público, um livre passaporte para maracutaias, principalmente de parlamentares.

Pediram mais atenção para saúde pública, que em Campos Belos é alvo de muita reclamação; solicitaram mais verbas para a educação e um ensino público no padrão FIFA; menos corrupção no trato da coisa pública e mais transparência dos órgãos públicos. 

O evento não registrou nenhum incidente com violência ou qualquer transtorno. 

Achei linda, contagiante e histórica a manifestação dos jovens de Campos Belos. É a primeira vez que a cidade registra um movimento político neste sentido. 

Isso mostra que não é apenas nos grandes centros que há pessoas politizadas e aptas a fazerem a diferença. Parabéns moçada!







Dorinha pede audiência com Danilo para tratar do fechamento da escola agrícola


Texto original: T1 Notícias 

A deputada Professora Dorinha (Democratas/TO) solicitou uma audiência com o secretário de Educação Danilo de Melo Souza para tratar do possível fechamento da Escola Agrícola de Arraias. 
Os educadores e alunos da escola entraram em contato para pedir o apoio da parlamentar.

Segundo informações dos educadores enviadas à parlamentar e também amplamente divulgadas pela imprensa e nas redes sociais, os alunos e funcionários da escola ficaram sabendo do fechamento da escola através de uma equipe da Seduc que foi até o estabelecimento para fazer o levantamento do patrimônio.

De acordo com os alunos a estrutura da escola seria transferida para a Universidade Federal do Tocantins.

A escola existe há 25 anos e em 2003 foi repassada ao Governo do Estado. 

A partir de 2007 passou a ofertar curso de técnico agrícola. “Essa escola tem trabalho e história. 

Solicitei a audiência com o secretário, com a participação do reitor da UFT, para esclarecer o assunto”, disse a deputada.

Em virtude da viagem do reitor da UFT Márcio da Silveira, a audiência deverá ser agendada logo após o seu retorno. 

Os professores da Regional de Gestão e Formação de Arraias e Dianópolis também pediram o apoio da deputada Professora Dorinha em relação à portaria da Seduc (nº1358 de 12/06/2013) que trata da redução da carga horária e, consequentemente, do salário.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Em Campos Belos, estudantes vão para rua contra obras paralisadas de escolas


 Agora pela manhã, centenas de estudantes da escola estadual polivalente professora Antusa, em Campos Belos de Goiás, também fizeram uma manifestação. 

Com cartazes e gritos de protesto, do tipo "queremos uma escola no padrão FIFA", eles percorreram as principais vias da cidade contra a paralisação de mais de um ano das obras da escola, feitas pelo governo do estado de Goiás. 

Os alunos lembraram que enquanto o Colégio Polivalente está abandonado e com obras paralisadas, o governador Marconi Perillo acaba de torrar quase três milhões de reais no centro de treinamento privado do time do Goiás para receber um jogo-treino da seleção brasileira. 

A manifestação dos alunos do Colégio Polivalente repercutiu em Goiânia, quando ainda há pouco foi noticiado no Balanço Geral da TV Record. 










TV Globo e outras emissoras só mostram vandalismo


Os jornais de hoje amanheceram com um pauta muito negativa das manifestações ocorridas ontem em mais de 300 cidades brasileiras e com mais de um milhão de participantes. 

O jornal Correio Braziliense, por exemplo, trouxe como manchete "Um Gigante Fora de Controle". 

A Globo News, ontem, ao vivo, só apresentava os atos de vandalismo, assim como as imagens da Record. Hoje, a TV Globo, no Bom Dia Brasil, só apresentou baderna. 

Agora a pouco, a escalada (chamada) do Jornal Hoje e todo o seu conteúdo  foi inteiramente de imagens de vandalismo e quebra-quebra. 

Não vi uma linha sequer das 100 mil pessoas que foram às ruas do Recife e não se registrou violência alguma.

Mas isso tem explicação. 

As manifestações mexeram com muita coisa e deixaram atordoados  não apenas os políticos, como também todo o sistema e seu status quo (como as emissoras de TV e grandes jornais) responsáveis e co-responsáveis por essa gigantesca crise e pela imensa falta de confiança do povo nas instituições do Estado. 

Está na hora de pararem as manifestações. O recado já foi dado


Acho que já está na hora de se encerrarem as manifestações democráticas e cidadãs que pipocaram país afora nos últimos dias. 

O motivo é simples: o recado já foi dado ao Congresso Nacional, à presidente da República, aos governadores e prefeitos, aos deputados estaduais e vereadores e a todos os servidores e agentes públicos do Brasil. 

Creio, já não cabe mais, por enquanto. 

Primeiro porque o recado foi dado e até agora os governos estão atordoados e perplexos. 

Precisam de um tempo para pensarem e tomarem as atitudes que todos esperam.  

Até porque os problemas apresentados pelo povo brasileiro são vastos e não podem ser resolvidos em uma semana, em um mês. 

Agora os políticos já sabem que existe um povo politizado e antenado em todas as decisões tomadas neste país. 

Ontem acompanhei a manifestação em Brasília e estive no meio das 40 mil pessoas que foram à Esplanada dos Ministérios. 

O que vi lá foi uma imensidão de jovens (entre 16 e 27 anos), estudantes secundaristas e universitários ávidos por mudanças e com uma pauta variada, desde a PEC-37, a cura gay do Feliciano, a corrupção desfreada em todas os níveis do governo, passando pelos gastos exagerados nos estádios da copa até à falta de atenção para com a educação, transporte e saúde, mais ética e transparência no trato da coisa pública. 

E pronto. Foi isso que vi. 

O vandalismo, tão apresentado pelas emissoras de televisão, não desvirtuou o caráter belíssimo das grandes manifestações, que podem marcar uma virada histórica no país. 

Os poucos bandidos, que taparam o rosto e se infiltraram na multidão para cometer  vandalismo, atos tão explorados pelas emissoras de TV, não representam, em momento algum, os brasileiros que foram às ruas exercerem sua cidadania. 

Esses poucos bandidos devem ser identificados e presos pela polícia. 

Mas não podem, de maneira nenhuma, mancharem a beleza do que vi ontem na Esplanada dos Ministérios. 

“Vem Pra Rua Campos Belos”



MANISFESTAMENTO DE PROTESTOS PELA MELHORIA DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE CAMPOS BELOS.

LOCAL DA CONCENTRAÇÃO:  Colégio Estadual Polivalente
DIA: 21 de junho de 2013
HORÁRIO: 16hs.

ITINERÁRIO DA PASSEATA: A saída dos manifestantes está prevista para as 17hs. saindo do colégio polivalente seguindo pela rua BH Foreman, contornando a praça da Matriz. Daí segue pela rua do comercio abaixo até o final, contornando a esquerda, subindo pela rua do Banco do Brasil até a praça da matriz onde acontecerão os discursos das lideranças do movimento encerrando com a entrega das reivindicações as autoridades competentes.

OBJETIVOS: Reivindicar do Poder Executivo a aplicação dos recursos destinados para aplicação nas áreas de Saúde, Educação, Infraestrutura e Meio Ambiente Urbano,
Segurança Pública e Inclusão Social.

PAUTA DAS PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES:

SÁUDE: Plano de Cargos e Salários dos Servidores da Saúde; reforma do prédio do Hospital e Postos de Saúde (incluindo Barreirão e Pouso Alto); aquisição de móveis e equipamentos médicos; compra de remédios; contração de médicos e melhoria do atendimento.

EDUCAÇÃO: Intervenção dos Poderes Executiva e Legislativa para conclusão da reforma do prédio do Colégio Polivalente; Implantação do Tempo Integral em todas as escolas do município; Chamada Pública para aquisição de compra de alimentos para merenda escolar; Eleição Direta para Diretores das Escolas Municipais, aquisição de móveis e reforma das Unidades Escolares.

INFRAESTRUTURA E MEIO AMBIENTE URBANO: Pavimentação asfáltica em todos os bairros da cidade, construção de meio fio, calçadas e ciclovias, regularização de construções e políticas de ocupação do solo; construção da Usina de Reciclagem, Implantação da Coleta Seletiva do Lixo, aquisição de equipamentos de limpeza e transporte, Demarcação e Recuperação das Nascentes e construção de pontes de concreto.

SEGURANÇA PÚBLICA E INCLUSÃO SOCIAL: Implantação de Políticas Públicas de combate ao CRACK; construção do presídio e apoio para implantação da Companhia Independente da Polícia Militar; ajuda para conclusão do prédio da Polícia Científica; criação da Guarda municipal, construção do Pelotão da PM no distrito de Pouso alto, construção de casas populares,  apoio ao Conselho Tutelar com aquisição de móveis e equipamentos, construção de Abrigo para os Idosos e implantação de políticas públicas de combate a Pobreza Extrema.

MÍDIA & DIVULGAÇÃO
Responsáveis: Silas (62) 9648-5108 e Gabriel Prates (62) 8114-6779
­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­Colaboração/ Sociedade Civil: Evônio Madureira

evoniopt13@gmail.com (62) 9624-8409