Deslizamento na Serra Geral: especialista tranquiliza comunidades



Deslizamento de terra na Serra Geral, município de Aurora do Tocantins. 

Mesmo com algumas notícias relatando a gravidade do fato, devo informar que foi apenas mais um evento natural muito comum em formações geológicas com essas características. 

Essa formação geológica é composta principalmente de Arenito do Grupo Urucuia, que permite uma grande infiltração de água e o desgaste rápidos das rochas. 

Assim, a sustentação superficial do solo jovem fica comprometida naturalmente, podendo ocorrer eventos semelhantes constantemente. 

O deslizamento ocorreu em frente a Comunidade Pau Grande, 15 km após o Povoado de Pouso Alto, e teve danos (mudanças) apenas ao ambiente local, não interferindo de maneira significativa no cotidiano das pessoas que habitam a jusante do deslizamento. 

Quanto à informação que o evento poderia potencializar a contaminação do rio Mosquito com agrotóxicos oriundos das lavouras do Oeste da Bahia, é uma hipótese remota para não falar impossível, pois o curso d'água continua o mesmo, apenas com uma quantidade maior de sedimentos. 

Se fato semelhante vier a ocorrer, não será em razão do deslizamento, informa o Engenheiro Agrônomo Jhonathan Carvalho da AGRODEFESA de Campos Belos. Juntos visitamos o local do evento em 07/02, para certificar das mudanças causadas ao ambiente local. 

Portanto estejam todos tranquilos, pois o maior problema causado pelo deslizamento foi a suspensão temporária do abastecimento de água no Povoado de Pouso Alto, em função da quantidade de sedimentos carreados pela Rio Mosquito. 

Quanto a área atingida (cerca de 15 hectares), a própria natureza se encarregará de recompor a vegetação. 

Em relação a mudança no leito do rio Mosquito, cerca de 200 metros, não significa nada na sequência de seu curso. 

E não há nada que possa ser feito pelo Serviço Público pois o evento ocorreu num local de difícil acesso e não tem qualquer ligação com a atividade agrícola no Estado da Bahia. 

Como já citamos anteriormente esse foi mais um evento Geológico muito comum na região, claro em maior proporção, mas que pode ocorrer com frequência nessa região, inclusive em proporções maiores... 

VALMIR "CRISPIM" SANTOS

Geografo e Agente de Fiscalização Agropecuária.
AGRODEFESA/Campos Belos - GO.

Comentários

  1. Não ouso discordar do ilustre geófrafo da AGRODEFESA de Goiás, pois, afinal de contas, sou apenas um leigo no assunto. Porém, acredito que a questão não deve ser minimizada a esse ponto: a uma, porque houve retirada de a cobertura vegetal de um ecossistema de cerrado frágil(terreno novo, como disse o especialista), sem a adoção de medidas preventivas; a duas, desviou-se um curso d'água; e, a três, embora um pequeno rio tenha sido assoreado, o Mosquito é de grande importância social e econômica para uma região. Por fim, as águas do Rio Mosquito são o presente do Pouso Alto e será o futuro da cidade de Campos Belos.
    Gilmar
    P.S.: Gostaria de ouvir a opinião de um técnico isento, porquanto o ilustre articulista é funcionário de um governo que tem demonstrado o maior desisteresse pelas causas do povo do Nordeste goiano.

    ResponderExcluir
  2. Não fazer nenhuma referência ao desmatamento é uma arbitrariedade e tanto hein, senhor geógrafo?
    Irresponsabilidade social, para não dizer má fé. Estou cada vez mais convicto que este blog serve para ludibriar a população sobre quem são os grandes fazendeiros que desmatam e poluem o solo e a água com toneladas de agrotóxicos por ano, aumentando os casos de câncer e prejudicando até o próprio gado e a carne exportada. Segue um link do diário de Goiás, mostrando o quanto tem sido recorrente os deslizamentos, e não e apenas uma consequência natural de áreas com tais tipo de solo. O ser humano mais uma vez faz a cagada, e aí tem jornalistas imparciais que fazem questão de sentar em cima da merda para escondê-la.


    http://diariodegoias.com.br/editorias/cidades/11749-fazendeiro-da-regiao-do-parque-estadual-terra-ronca-e-denunciado-por-crime-ambiental

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os cometários publicados são de inteira responsabilidade do autor. Este Blog não se responsabiliza por quaisquer tipo de cometário feito pelos leitores, poderão ser penalizados judicialmente por quaisquer tipo de abuso do direito de livre manifestação.