Ninha toma posse como prefeito de Campos Belos. Sardinha não comparece



Tomou posse no último dia 1º de janeiro, assim como nos mais de cinco mil municípios brasileiros, o novo prefeito de Campos Belos, Aurolino José dos Santos Ninha (DEM) e seu vice-prefeito, Zé Cândido (PDT). 

A solenidade foi realizada no Centro Olímpico, setor Cruzeiro, e recebeu um número expressivo de cidadãos, que foi ao local prestigiar a posse das novas autoridades municipais. 

A grande surpresa do evento foi o não comparecimento do ex-prefeito da cidade Neudivaldo Xavier Sardinha, ex-aliado de Ninha, de quem foi o principal adversário nas eleições passadas.  

O motivo do não comparecimento do ex-prefeito não foi divulgado, mas deve ser em virtude de "rusgas" advindas da acirrada campanha eleitoral, que invariavelmente deixa muitas "feridas abertas". 

Uma fonte, que pediu para não ser identificada, informou que o ex-prefeito Sardinha deixou uma dívida de quase R$ 5 milhões de reais e pagamentos atrasados de servidores municipais. 

Essa mesma queixa Sardinha fez de Ninha, há quatro anos, quando recebeu a prefeitura. 

Naquela época, Sardinha disse que Ninha deixou o município atolado em dívidas e que sua administração tinha sido obrigada a arcar com os prejuízos do agora novo prefeito. 

Pelo jeito, pagou-se com a mesma moeda. 

Apesar de entender o não comparecimento de Sardinha à posse, tenho que quem perde é a democracia e as suas instituições. 

Numa eleição sempre há um vencedor e vários perdedores e a grandeza é saber reconhecer a vitória do adversário e respeitar a escolha da maioria do eleitorado, como foi o caso de Campos Belos, ao escolher Ninha para prefeito. 

No mesmo dia e na mesma solenidade, também tomaram posse os onze vereadores do município, eleitos em outubro passado. 

A grande maioria é de cara nova, muitos "verdinhos" na política, que souberam derrotar as inúmeras "raposas velhas".

Em seu discurso de posse, o prefeito Ninha pediu aos vereadores para que economizem na Câmara de Vereadores e informou que os valores economizados serão investidos em obras indicadas em projetos pelos próprios parlamentares.  

O vereador Márcio Valente (DEM), mesmo partido do prefeito, foi eleito o novo presidente da Casa.