Postagens

Mostrando postagens de Maio 13, 2012

Justiça abre concurso público para Campos Belos. Salário chega a R$ 1.800

Foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), na edição desta quarta-feira (16), o edital de abertura do concurso público da comarca de Campos Belos.

O concurso para provimento de uma vaga do cargo de escrevente judiciário I tem vencimento básico de R$1.860,11 e exige que o candidato tenha concluído o ensino médio ou curso equivalente.

As inscrições estarão abertas de 25 de maio a 13 de junho, no valor de R$ 57,98, feitas exclusivamente via internet, no site do Tribunal de Justiça ( www.tjgo.jus.br ), onde também estarão disponíveis o edital, anexos, formulário de inscrição e boleto bancário para pagamento.

O concurso é coordenado pelo juiz substituto e diretor do Foro da comarca de Campos Belos, Paulo Afonso de Amorim Filho.

Vaga também em São Domingos

Outro edital abriu concurso público para a comarca de São Domingos, para provimento de uma vaga do cargo de escrivão judiciário I.

Podem concorrer os candidatos que tiverem concluído …

Lei de acesso à informação vale a partir de hoje

Imagem
Começa a valer, a partir de hoje, a  Lei Federal  12.527 de 18 de novembro de 2011, a Lei de Acesso à Informação, para todos os Poderes e entes federados.
Esta norma permite ao Brasil dá mais um importante passo para a consolidação do seu regime democrático, ampliando a participação cidadã e fortalecendo os instrumentos de controle da gestão pública. 
Ao regulamentar o artigo 5º, inciso XXXIII da Constituição Federal, o Brasil, além de garantir  ao cidadão o exercício do seu direito de acesso à informação, cumpre, também, o compromsso assumido pelo país ante a comunidade internacional em vários tratados e convenções.
Cultura de Segredo X Cultura de Acesso

A  implementação de um sistema de acesso à  informação  tem como um de seus principais desafios  a vencer  a  cultura de  segredo que, muitas  vezes, prevalece na gestão pública. 
A disponibilizacão de informações ao cidadão exige uma cultura de abertura e o servidor tem um papel fundamental para a mudança cultural,  pois lida cotid…

"Que tal aproveitar, sem partidarismo ou politicagem, para fazer uma lista das questões que queremos que sejam resolvidas em nosso município"

Imagem
Por Armando Júnior,

Da ética de um administrador público municipal, e da sociedade como um todo.

No momento em que se discute a figura da administração pública em nossa sociedade, que advogamos como solução contra a descontinuidade administrativa, a corrupção, a baixa produtividade, pouca flexibilidade diante das novas demandas características do mundo globalizado, profundamente independente, surge ai uma pergunta oportuna: 
Quem e a partir de quais critérios de valor, pode discutir sobre o destino do patrimônio público municipal de uma nação?

Um reflexo da emergência das questões éticas por ser evidenciado no crescente número de comissões parlamentares de inquérito, como por exemplo, o uso da máquina pública para beneficiar determinados grupos de interesses sem nenhuma discussão com a sociedade. 
A liberdade de ação esta associada à questão do bem e do mal, ou seja, o que é certo ou errado, por se tratar neste exato momento de provocações, o que chamamos de ciência do respeito. 
Est…

De volta a Brasília e com má notícia

Imagem
Depois de uma semana na cidade do Rio de Janeiro, estamos de volta à capital federal. A viagem foi muito proveitosa e colhemos muito material nas pesquisas e entrevistas.

Creio que dará para fazer uma reportagem com a profundidade que o tema merece. 
Mas chegamos a Brasília com uma péssima notícia: o depoimento mais aguardado da CPI, que investiga as ligações do contraventor com agentes públicos e privados, estava previsto para hoje. 

Mas foi adiado por decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo. Ele concedeu habeas corpus a Cachoeira por entender que a defesa do bicheiro não teve acesso aos autos do processo.