Postagens

Mostrando postagens de Maio 6, 2012

Sim, Agora é oficial: Campos Belos cresceu

Opinião
Por Renato C. Madureira
As memórias mais antigas registradas nos confins do meu cérebro remete à uma rua sem asfalto, umas poucas casas simples e a ingenuidade e alegria de uma criança. 
Esse é o cenário que convivi durante boa parte da minha infância. Lembro-me claramente das brincadeiras na rua com meus vizinhos e os “meninos da rua de baixo”, do campo de terra batida, das fogueiras em frente da “casa abandonada” e das explorações do morro que ficava logo ali ao lado.
Na adolescência o cenário já havia mudado um pouco, a rua agora está asfaltada, as casas continuam simples, porém em maior número com um ou outro lote vago e o morro ficou um pouco mais distante e menor com o avanço das moradias sobre ele. 
Nesse período o cenário deixa de ser bairrista para se tornar geral, as explorações agora são por toda a cidade. Mas as distâncias ainda são curtas, ainda vou ao colégio, ao supermercado, a igreja e a qualquer outro ponto da mesma a pé. 
Já é possível notar a diminuição de r…

Ruas embargadas: desembargadora concede efeito suspensivo à prefeitura de Campos Belos

A prefeitura de Campos Belos ganhou mais um tempo na questão jurídica  que envolve as ruas e pontes embargadas no perímetro urbano do município.

Na última terça-feira, 8, a desembargadora Maria das Graças Carneiro Requi, do Tribunal de Justiça de Goiás, concedeu efeito suspensivo à ordem judicial do juiz da comarca que embargou vias e pontes da cidade, atendendo a uma ação civil pública do Ministério Público.

A prefeitura entrou com um recurso chamado de Agravo de Instrumento, para que o TJGO revisse a decisão de primeira instância.

No pedido, o Procurador do Município informou que a decisão do juiz acarretava irreparáveis prejuízos ao município, ressaltando que com o fechamento de nove pontes,a cidade está praticamente intransitável.

O Procurador disse ainda, em seus argumentos, que o municpio não possui recursos suficientes para realizar as obras determinadas e que elas demandam prazo legais em virtude de licitações obrigatórias.

Porém, a magistrada não reconheceu o pedido de a…

Estivemos no complexo do Alemão e da Penha nesta semana

Imagem
Esta semana subimos ao Complexo da Penha e Complexo do Alemão, dois conjuntos de favelas na cidade o Rio de Janeiro que estão ocupados pelas Forças Armadas.

Estamos fazendo uma reportagem especial para a Revista do Superior Tribunal Militar sobre os aspectos jurídicos da ocupação militar, que expulsou  há cerca de 1,5 ano as gangues de traficantes que ocupavam as dezenas de comunidade. Cerca de 200 mil pessoas viviam sob a ditadura do tráfico.



Roger & Leo se apresentam na TV Brasília

Imagem

No Rio de Janeiro...

Imagem
Desde ontem, estamos na cidade do Rio de Janeiro. Viemos à capital carioca realizar uma matéria especial para a  revista do Superior Tribunal Militar sobre os aspectos jurídicos da ocupação militar nos complexos do Alemão e da Penha.

As comunidades até bem pouco tempo eram tomadas por facções criminosas e gangues de traficantes, que disputavam uma guerra diária em busca do controle das favelas. Desde novembro de 2010, as Forças Armadas ocupam o local e tentam levar segurança aos mais de 270 mil moradores dos dois complexos.

Minha primeira impressão da capital fluminense é de muita tranquilidade. Em Copacabana, por exemplo, um bairro muito badalado e à beira-mar, o clima é tranquilíssimo e com uma ótima sensação de segurança. As pessoas passeando e andando despreocupadas, muitos turistas...

Ainda hoje será a vez das áreas ocupadas... a conferir.