Lançada pedra fundamental do Instituto Federal em Campos Belos. Obra custará R$ 10 milhões e começa em dez dias





Com informações de Tomás de Aquino,

Foi lançada ontem (5) a pedra fundamental da construção do Instituto Federal na cidade de Campos Belos, nordeste de Goiás.

A obra começa em dez dias. A primeira etapa do investimento será de cerca de 10 milhões de reais.  A previsão é de que a escola técnica federal comece a funcionar daqui a dois anos.

Estiveram presentes na solenidade oficial de início das obras, o prefeito de Campos Belos, Neudivaldo Sardinha, e o Reitor do Instituo Federal Goiano, Vicente Pereira.

Outros reitores de cinco campus do IF-GO também estiveram presentes.  

Vereadores, candidatos eleitos e outras centenas de pessoas da comunidade fizeram questão de comparecer ao lançamento da pedra fundamental, que pode tornar-se um marco na educação, não apenas do município, como também para toda a região do nordeste de Goiás e sudeste do Tocantins.


Escola receberá cerca de 1.200 alunos

O imóvel está situado na GO -118, região que abrange a Fazenda Engenho Velho, no perímetro urbano do município.

O espaço já apresenta condições de infraestrutura para a instalação do campus. A autorização para o chefe do Executivo de Campos Belos doar o terreno para o Instituto está reconhecida por meio da Lei 1.092/2011.


O novo polo de ensino deve ter perfil de escola com atuação na área agrícola, segundo estudos iniciais sobre a vocação econômica e as necessidades da região.


A previsão é de que este campus tenha 5,5 mil metros quadrados de área construída e capacidade para atender 1,2 mil alunos.


Além da unidade de Campos Belos, outras duas cidades receberão polos de ensino do IF Goiano: Posse e Trindade.

Com a abertura desses três novos campi, o Instituto passa a ter oito unidades ao todo.

Atualmente, sua área de atuação abrange os municípios de Ceres, Iporá, Morrinhos, Rio Verde e Urutaí, oferecendo mais de 30 cursos de curta duração, técnicos, superiores e de pós-graduação.


O IF Goiano atende hoje mais de seis mil alunos, podendo chegar a dez mil até 2014.