Contribuintes reclamam do "novo asfalto" em Campos Belos



Depois de alardeado desde o início do ano, os cem mil metros de recuperação de vias asfaltadas em Campos Belos, Goiás, começaram a sair do papel. 

Várias ruas da cidade têm recebido a suposta recuperação. Uma delas é a principal  via do município, a "Rua do Comércio".  

No entanto, o que parecia ser uma vitória para a população, começa a frustar os contribuintes. 

O motivo é a duvidosa qualidade da obra. De início começou-se a fazê-la dias antes das eleições. Embargada por motivos óbvios, foi retomada recentemente. 

As denúncias da péssima qualidade do asfalto são variadas, nos chega com constância e têm nos preocupado. 

A principal reclamação dos contribuintes é de que é finíssima a camada do produto aplicado às vias, a ponto de já está se desmanchando com as pouquíssimas chuvas que caíram há pouco tempo. 

Uma outra denúncia é de que a empreiteira responsável pela obra não está tendo o cuidado devido com o asfaltamento. Ou seja, está se fazendo de qualquer jeito, sem acabamento, retoques, com buracos, sem uma preparação do piso.  

E por último é que há vias, como a rua Mariano Barbosa Júnior, centro da cidade,  que estão sendo pavimentadas apenas de um lado! E assim permanece. 

Bem, está ocorrendo algo estranho. O dinheiro é público e já foi liberado, inclusive com licitação e  para se fazer um asfalto de qualidade. 

Se não estão fazendo, há falhas de fiscalização do Poder público e falta de responsabilidade, inclusive pública, da própria empresa contratada. 

Solicitamos ao prefeito municipal, ao Ministério Público e às demais autoridades, inclusive os contribuintes, a examinarem o que está ocorrendo. 

Obra pública não é para se fazer de qualquer jeito. A era do "asfalto sonrisal" já passou e esse termo já não faz mais parte do nosso vocabulário.   


Já publicamos 

Sardinha diz que asfaltamento começa em março