terça-feira, 25 de setembro de 2012

Revolução silenciosa da Islândia. Uma verdade que todos querem esconder; show de democracia




A mídia controlada pelo capital  financeiro internacional tenta esconder a "revolução silenciosa" da Islândia ao não publicar nada a respeito. 

Uma prova de como você é manipulado por quem faz comunicação, no Brasil e no mundo. 


Você somente toma conhecimento daquilo que a mídia deseja. Mas uma nação disse "não" e está dando um show de democracia. 


Temos que aprender com eles.  Assista  ao vídeo e comprove




"A negativa do povo da Islândia a pagar a dívida que as elites abastadas tinham adquirido com a Grã Bretanha e a Holanda gerou muito medo no seio da União Europeia. 


Prova deste temor foi o absoluto silêncio na mídia sobre o que aconteceu. 

Nesta pequena nação de 320.000 habitantes a voz da classe política burguesa tem sido substituída pela do povo indignado perante tanto abuso de poder e roubo do dinheiro da classe trabalhadora. 

O mais admirável é que esta guinada na política sócio-económica islandesa aconteceu de um jeito pacífico e irrevogável. 

Uma autêntica revolução contra o poder que conduziu tantos outros países maiores até a crise atual. 


Este processo de democratização da vida política que já dura dois anos é um claro exemplo de como é possível que o povo não pague a crise gerada pelos ricos."



Um comentário:

  1. Se o povo brasileiro tivesse compromisso consigo mesmo, digo isso no contexto geral e pleno, talvez fosse um exemplo a ser seguido, pena que parte de nosso povo é egoísta (preocupando-se apenas com seu próprio umbigo), omisso (prefere não estar ciente aos seu direitos públicos e privados), corruptível (almejando obter ganhos, vantagens e facilidades), bocudos (falando-se muito mas não tomando decisões alguma) restando apenas os poucos que se preocupam não somente com o hoje, mas o que poderemos oferecer aos nosso filhos e netos como futuro digno e concreto. Vivemos em um imenso caos deliberado aonde arrecada-se mais do que necessário e retorna-se apenas migalhas para aqueles que pagam uma salgada conta. Essa realidade pode se chamada de DEMOCRACIA? Foi por este exemplo de vida que morreram e foram torturados tantos outros na época da ditadura militar enquanto alguns gozavam de prestígios em seus chamados exílios? Não temos direito a voto porque é obrigatório votar, ou seja, uma obrigação não um direito a ser exercido. Isso me constrange.

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.

Vídeo do Dia: a difícil situação da rodovia TO-110, entre Taguatinga (TO) e Ponte Alta (TO)

É muito drástica a situação da rodovia TO-110, na região Sudeste do Tocantins, esquecida há mais de 10 anos pelo governo do estado.  ...