Sardinha envia novo programa para a educação



Ainda a pouco, o candidato a prefeito de Campos Belos,Neudivaldo Xavier Sardinha(PP), nos mandou a complementação do seu programa de governo para a educação. 

Sardinha informou que o seu projeto de governo publicado no site do TSE era provisório e estaria incompleto. 

Por isso pediu que fizéssemos a complementação. 


Ontem tínhamos publicado o programa de governo dos candidatos a prefeito de Campos Belos para a educação.

Abaixo, segue a complementação do projeto educacional do candidato pela coligação Campos Belos Para Todos (PP/PTB/PMDB/PR/PHS/PSD):
 
Dar todo o suporte necessário durante a implantação do Instituto Federal de Educação Tecnológica em Campos Belos. 


"Realizamos os pontos que alicerçaram essa grande conquista, que trará grande desenvolvimento à nossa região e em especial à nossa juventude. 

Conquistamos a unidade e já pagamos integralmente aos proprietários da área, que já foi doada para a instalação do Instituto (área da fazenda no valor de R$ 720.000,00 mais a sede no Setor Novo Horizonte, em torno de R$ 100.000,00)."
 
Ações: 

- Implantar Programa de Qualificação dos profissionais de educação.

- Manter e ampliar o apoio necessário para o funcionamento da UEG e a capacitação de seus alunos.

- Manter e ampliar parceria com Faculdades particulares instaladas em nosso município no atendimento de nossa juventude.

- Implantar o plano Municipal de Educação com a participação dos nossos profissionais efetivos do município.

- Fortalecer o Conselho Municipal de Educação.

- Implantar, gradativamente, o atendimento escolar em tempo integral na rede municipal (já está em gestação o projeto piloto).

- Promover a inclusão digital com cursos gratuitos de informática para a população.

- Continuar a implantação de medidas efetivas de melhoria das condições de trabalho e valorização dos profissionais da educação, como o pagamento do Piso Salarial, efetivado nesta gestão.

- Atender às necessidades educacionais da população na faixa dos 7 anos aos 14 anos, de obrigatoriedade escolar, promover assistência ao educando para sua participação integral nas atividades de ensino e cultura. 

- Proporcionar meios de transporte escolar de alunos da zona rural para a zona urbana e também da zona urbana, através de veículos próprios, ou através de convênios com terceiros e humanização com treinamento dos motoristas e monitores, setor que teve atenção especial nossa administração 

- Criar mecanismos para atendimento das necessidades educacionais às Crianças de 0 a 6 anos, com apoio às entidades civis atuantes na área.

- Implantar e manter programas de Educação Especial, visando a promover a reintegração social da criança, adolescente e adultos que necessitam de cuidados especiais, preparando-os para o pleno exercício da cidadania.

- Dar continuidade ás obras de construção, ampliação, reforma e equipamento da rede física de ensino no município, especialmente nas escolas Joana Oliveira Miranda, Dom Alano e Jandira Aires.

- Promover ações, mediante atividades curriculares, que visem estimular o interesse dos jovens, voltado para as atividades culturais como música, teatro, artes e artesanato.



Elaborar plano de universalização do ensino fundamental e contratação de professores.
Implantar política de educação de tempo integral.
Realizar eventos (seminários, mesas redondas, etc) de discussão e identificação da evasão por parte da SME em parceria com as escolas.
Implantar política para atendimento de 100% do público-alvo do AEE.
Elaborar e implantar proposta curricular para a Rede Municipal de Ensino.
Discutir e propor outras metodologias para alfabetização na Rede Municipal de Ensino.
Elaborar e implantar programas de incentivo à leitura em todas as escolas da rede.
Estabelecer um cronograma de reuniões para discussão de metodologias e práticas pedagógicas.
Implantar autoavaliação dos alunos na rede de ensino.
Planejar atendimento individual para os alunos do 5º ao 9º ano.
Construir prédio próprio para a Secretaria Municipalde Educação.
Adquirir um computador ligado à Internet para cada servidor da SME.
Ampliar as escolas para obtenção de espaços de estudos (bibliotecas).
Adequar os espaços escolares para pessoas com deficiência.
Construir prédios para atender os alunos da pré-escola.
Construir salas em escolas com déficit de espaço físico.
Adquirir mobiliários e equipamentos para escolas com déficit de material.
Adquirir laboratórios de ciências para as escolas da rede municipal.
Incentivar nas escolas a elaboração de planos de aquisição de livros, que atendam a demanda existente
e adquirir material esportivo para todas as escolas da rede.
Definir metas e implantar o Plano Municipal de Educação.
Alterar a lei de criação e implantação do Conselho Municipal
de Educação - CME (o Projeto de Lei Municipal 010/12 está na Câmara para aprovação).
Mobilizar escolas e implantar Conselhos Escolares e implantar Projeto Pedagógico (PP) com a participação do CME e dos Conselhos Escolares, após sua implantação.
Promover audiências públicas de divulgação dos gastos do FUNDEB e para divulgar os atos do Conselho de Alimentação Escolar (CAE).
Criar Regimento Interno e realizar encontros periódicos com os membros do Comitê Local do Compromisso Todos pela Educação.
Implantar políticas de formação continuada para o quadro de servidores da Secretaria Municipal de Educação (SME).
Implantar processos democráticos de escolha da direção escolar, com critérios definidos. Elaborar e implantar regras de avaliação do estágio probatório
(ação efetivada).
Concluir implantação do Plano de Carreira (ação em andamento avançado) e elaborar Plano de Carreira para os profissionais de serviço e apoio escolar.
Implantar política sistemática de formação de professores para Atendimento
Educacional Especializado (AEE).
Implantar o Sistema Informatizado de Gestão Escolar (SIGE).
Sistematizar os instrumentos de coleta de dados da situação das escolas da rede e analisá-los periodicamente.
Implantar censo educacional local para conhecimento e utilização dos dados de analfabetismo e escolaridade de jovens e adultos.
Monitorar o acesso e permanência na escola dos alunos, da faixa etária de 0 a 18 anos, com deficiência no aprendizado.
Intensificar contato com a família dos estudantes para monitoramento da frequência escolar.
Transferir o gerenciamento do SIOPE para a secretaria municipal de educação.
Publicação dos investimentos e gastos cobertos com recursos da educação.
Analisar e divulgar os resultados das avaliações oficiais do MEC juntamente com o Conselho Escolar.
Buscar parcerias externas (ONGs, institutos, fundações, etc.) para realizar atividades que visem formação integral dos alunos.
Implantar sistema de “Escola Aberta” à comunidade.