Médico e Advogado disputam prefeitura de Monte Alegre de Goiás



Candidato Neto (DEM)


Candidato Dr. Arlon (PP)

Um médico e um advogado disputam a prefeitura de Monte Alegre de Goiás, município do nordeste goiano, a cerca de 360 km de Brasília. 

O médico é o candidato pela coligação Monte Alegre não Pode Parar, Arlon Fulgêncio Taveira (PTC), 47 anos, conhecido na cidade como Doutor "Arlon". 

Dez partidos apoiam o médico, que é natural do município vizinho de Cavalcante: PP/PDT/PT/PTB/PMDB/PSC/PHS/PTC/PSB/PSDB.

Ele conta com apoio do atual prefeito da cidade, Juvenal Fernandes Almeida (PP).

Doutor Arlon declarou junto à justiça eleitoral ter um patrimônio avaliado em cerca de 4,3 milhões de reais. 

O outro candidato que disputa o comando do município monte-alegrense é o jovem advogado José Ribamar Alves Pereira Neto (DEM),30 anos, pela coligação Avança Monte Alegre (DEM/PSD/PC do B). 

Neto, como é conhecido o candidato, declarou à justiça possuir bens no valor de R$ 26 mil.  Apoiado por apenas dois partidos, Neto tem a missão de desbancar a atual administração, comandada pelo PP. 


No ano de 2008, Neto, que foi assessor do deputado estadual Iso Moreira,   disputou a eleição para prefeito municipal de Monte Alegre e perdeu para o atual prefeito Juvenal. 

Propostas

Em sua proposta de governo que disponibilizou no site do TSE, o candidato diz que com "Humildade e Responsabilidade, sempre lutou pelo desenvolvimento de seu município contribuindo com todos os prefeitos no período que morou em Goiânia, atendendo principalmente as pessoas humildes e carentes, com quem NETO mais se identifica, pois NETO veio do povo é pessoa Séria e Honesta, e não tem nada que desabone a sua conduta moral". 

Já o candidato do PP, Doutor Arlon, diz que vai ampliar o hospital com a construção do bloco cirúrgico e construir uma Vila Olímpica (Veja as propostas dos candidatos no site do TSE).