Expoagro 2012: festa esvaziada


A Exposição Agropecuária de Campos Belos, festa tradicional da região, com quase 20 anos de estrada  apresentou, ontem,  a principal atração musical deste ano, a dupla sertaneja Gian e Giovani.

Milhares de pessoas foram  ao parque de exposição da cidade e esperaram até  1h20 da madrugada para curtir o show. Como esperado, os sertanejos não decepcionaram e mexeram com o público.  

Além dos grandes sucessos da dupla, os cantores trouxeram  moda de viola e relembraram os grandes clássicos da música sertaneja .  Foi um show à altura  dos cantores.

Faltou ousadia

Apesar do grande show de Gian e Giovani, tenho que algumas questões devem vir à tona, inclusive para o aperfeiçoamento do evento.  

A primeira delas é que faltou ousadia  dos organizadores. 

Seis artistas, e ainda com pouca expressão, com a exceção de ontem,  é muito pouco. Campos Belos merece coisa maior, grandes shows, maior badalação.  

Duplas como Gino e Geno, Teodoro e Sampaio, Trio Parada Dura,  para citar a velha guarda, poderiam dar um charme especial. Os sertanejos novatos também não podem faltar em festa como esta:  João Bosco e Vinicius;  Jorge e Mateus; Guilherme e Santiago; João Neto e Frederico; Cleber e Cauam. 

Há que se ter ousadia neste tipo de evento.

Com a falta de nomes, a “Pecuária” ficou esvaziada. 

As atrações, quase sem expressão, não foram capazes de mobilizar a cidade, tão pouco de atrair as pessoas das outras cidades. Faltou charme.

Outro ponto que precisa ser estudado é o valor dos ingressos: são muito caros. Principalmente para o baixo poder aquisitivo da região. 

A grande maioria das pessoas que gostariam de participar da festa foi impedida de ter acesso pelo alto valor das entradas. Há que estudar uma maneira de baratear  o evento. Isso é primordial. Festa precisa de gente, de muita gente. 

A terceira questão foi o esvaziamento do palco. Quem chegou cedo, por exemplo, para assistir Gian e Giovani, teve que esperar até quase duas horas da madrugada sem ver a um único outro show. 

Porque não valorizar os músicos locais, de Goiás e do Tocantins, como atrações secundárias, desde o início da noite, para animar os foliões? Faltou música. 

E ainda não coloquei na conta a falta da principal atração das pecuárias Brasil a fora: o rodeio.  

Duvido que o rodeio  tenha ficado de fora da programação por ser  politicamente incorreto. 

O motivo da falta de rodeio não foi divulgado, mas que fez uma falta danada, isso sim, fez.

O resultado de tudo isso foi uma reclamação generalizada. 

Tantos dos que foram à festa quanto daqueles que ficaram fora dela. O público minguado de todos os dias e a falta de badalação deram um tom pouco animador.  

Para quem viajou mais de 400 km para curtir a uma grande festa, ficou a aquela ponta de decepção.