Está na hora da escola integral. Governo federal dá dinheiro diretamente à escola


Tenho a escola integral como bandeira.

Por diversas vezes publiquei aqui no blog posts falando da importância de se implantar nas escolas públicas brasileiras o sistema de escola integral.

Ela é revolucionária.

Leva as crianças e os adolescentes para dentro da sala de aula, o tempo todo. Mata o ócio da garotada com atividades lúdicas, artísticas, esportivas, culturais, digitais.

Mais que isso, propicia cinco refeições diárias, atendimento médico-odontológico e incute na criançada uma cultura diferente daquela vivida no seu bairro, na sua casa, muitas das vezes desestruturada pela violência, pela falta de perspectivas e pela ausência de necessidades básicas de uma família.

Por isso, acho que a escola integral é a chave para o desenvolvimento do país.


Agora chegou a oportunidade, principalmente para os municípios mais pobres

O Governo federal criou o programa Mais Educação. 

Uma propaganda do Minstério da Educação, publicada na Revista Veja desta semana,  diz que o órgão  apoia estados e municípios na ampliação da jornada escolar e organização  curricular, com vista à implantação do ensino em tempo integral, uma meta do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE).

As escolas estaduais e municipais  com baixo índice de desempenho no Ideb ou em áreas de vulnerabilidade social têm prioridade.


Na escola integral, as escolas  devem realizar  atividades nos campos de esporte e lazer, cultura e artes, educação ambiental, promoção da saúde, educação econômica, entre outros.

Os recursos para a escola integral serão repassados pelo governo federal diretamente às escolas. Serão depositados na conta bancária da escola.

Cerca de 45 mil escolas em todo o país já estão sendo beneficiadas.

A escola que desejar participar basta entrar no site (www.mec.gov.br/pde)  do MEC e seguir as orientações.

Você, leitor, pode fazer a sua parte. Pressione a escola de seu bairro  ou a de seus filhos a implantar a escola integral.

O resultado será fantástico. Pode acreditar!



Vejas matérias que publicamos sobre a escola integral

Escola integral: um pedido de socorro

Os professores merecem respeito

Morte do padre: resposta para a violência