Enquete não é pesquisa


Após a definição dos candidatos a prefeitos de Campos Belos, deixarei a enquete ao lado até o dia 12 de julho.

O nosso objetivo é apenas sondar o eleitor e saber sua intenção. A enquete não tem nenhum valor científico. É mera consulta.

Dificultei ao máximo para que cada computador, cada pessoa possa dar resposta apenas uma vez, para que tenhamos maior veracidade no resultado.

O Tribunal Superior Eleitoral já autorizou jornalistas aplicar e publicar enquetes.

Veja o extrato da decisão:

“A Jurisprudência da Corte é no sentido de que 'a pesquisa tem por objetivo traduzir a intenção de voto do eleitor, tendo a lei eleitoral o cuidado de exigir o registro dos dados que serão pesquisados, em virtude do poder que exercem sobre o eleitorado em geral' (Respe nº 20.664/2003, rel. designado Min. Luiz Carlos Madeira).


Enquanto a enquete ou sondagem 'é mero levantamento de opiniões, sem controle de amostra, que não utiliza método científico para a sua realização, obtidos apenas por participação espontânea do interessado’,devendo, para sua divulgação, ser informado 'não se tratar de pesquisa eleitoral realizada nos moldes do art. 33 da Lei nº 9504/97, a teor do disposto no art. 19, caput, da Resolução TSE nº 21.576/2004.' (Respe nº 20.664/2003, rel. designado Min. Luiz Carlos Madeira; Respe nº 25.321/2005, rel.Min. César Asfor Rocha)."