Cultura política do século passado

Fotos copiadas do Flickr do Vice-governador José Eliton
Distribuir cobertores a  pessoas carentes. Não sei como o  governador Perillo e o seu vice José Eliton têm a coragem de posar em uma cena tão patética.

Esse assistencialismo barato é uma cultura política do século passado, quando se distribuía aos eleitores cestas-básicas, dentaduras, cirurgias em hospitais públicos.

Entende-se que a comitiva do governador deseja criar uma agenda positiva para sair da zona de desconforto em que se meteu  Perillo e o magnata da jogatina Carlos Cachoeira.

Marconi será ouvido na CPI do Cachoeira na próxima terça-feira.

Mas esse tipo de ação política não cai bem nos dias atuais.

Tenta-se por um lado explicar o negócio de compra e venda de uma casa por 1,5 milhão de reais, de relacionamento pouco republicano com um bicheiro, e por outro lado usa as pessoas carentes e cobertores  financiados com recursos públicos.

Até parece que esses agentes políticos ainda vivem  há 50 anos, perderam o trem da história ou vivem dentro de uma bolha e não conseguem ler os recados da sociedade.