quinta-feira, 28 de junho de 2012

Enquete: quem será o novo prefeito de Campos Belos?


As eleições municipais estão chegando, os candidatos estão se mexendo e o clima de campanha política já começa a tomar conta de todas as cidades do país.

A partir de hoje até meados de julho estaremos com uma enquete (sem valor científico), de simples consulta, com o intuito de sondar o eleitor sobre sua preferência.

Quem será o novo prefeito de  Campos  Belos? a enquete colocou à disposição o nome de três pré-candidatos: Sardinha, atual prefeito, Ninha, ex-prefeito e o ex-vereador e radialista Zé Cândido.

Para participar, basta escolher, ao lado, um nome e votar. O resultado pode ser visto na hora. 

Estamos também em processo de entrevista dos pré-candidatos. Logo, logo publicaremos uma entrevista com cada pré-candidato.

Iniciativa: escola pública divulga no facebook melhores alunos


A Escola Estadual Mariano Barbosa Júnior, em Campos Belos, nordeste de Goiás, encontrou um forma interessante de incentivar seus alunos.

Tem publicado na página da escola no facebook os alunos primeiros colocados de cada série. 

Orgulhosos e felizes, tímidos ou extrovertidos, os alunos posam para as fotos comemorando a conquista. Alexandre, Vitor Gabriel e Kaline, do 9º Ano B, figuram na lista dos felizardos.

Parabéns à escola pela iniciativa em incentivar a garotada a se dedicarem aos estudos e parabéns aos alunos pelo sucesso. 













terça-feira, 26 de junho de 2012

"Ciclete com Banana Cover" tem qualidade


Amigos, fui atrás da Banda "Chiclete com Banana Cover", que estará em julho na 19ª Exposição Agropecuária de Campos Belos, nordeste de Goiás.

A banda tem qualidade. Veja uma de suas apresentações no "Domingão do Faustão".






Campos Belos está mudo



Estatística do nosso blog


O nosso blog já superou a barreira dos 6 mil acessos, em média. No total mais de 70 mil acessos. 

Sinal que conquistou legitimidade, confiabilidade e credibilidade junto aos milhares de leitores, que em sua maioria são moradores de Campos Belos.

Fico feliz, pois a nossa cidade é carente de meios de comunicação, com exceção das duas rádios.

Os moradores são bem informados das notícias que ocorrem no Brasil e também no mundo, mas nada conhecem das informações da sua comunidade, do seu bairro, do seu município.

Tenho que temos suprido esta lacuna, obviamente muito aquém do que desejamos.

Por morar fora da cidade, as informações custam a chegar, as pessoas ainda têm medo de serem fontes de  notícias, o cara-a-cara com a informação não é nosso privilégio.

Mas o que mais me preocupa é falta de comunicação dos órgãos públicos.

Dificilmente a prefeitura e  a Câmara de Vereadores, suas secretarias, a universidade, os colégios e escolas, os partidos políticos, e até mesmo os vereadores mandam qualquer informação. 


Mesmo sendo uma autopropaganda. Por exemplo, onde está o site da Câmara de Vereadores? 


Dos órgãos públicos de atuação municipal o que mais nos fornece informações é  Ministério público, que utiliza a estrutura de  assessoria de imprensa.

Há uma falta de comunicação exagerada, quase beirando à mudez. 

E essa cultura de falta de informação está também em organizações privadas.  


Há um mês soltei um post cobrando o calendário de eventos da Expoagro. Nada. 

Nenhum dirigente do sindicato rural, nem mesmo o assessor  de imprensa teve a coragem de passar um e-mail em resposta.

O folder de divulgação chegou à minha caixa de e-mail enviado por uma pessoa de Brasília.  

Outro dia chegou outra informação, por e-mail, de que a festa não teria rodeios.

Publiquei a matéria, polemizei sobre o assunto, e o sindicato rural, organizador do evento, se manteve numa mudez inexplicável.

Esta última publicação, sobre a festa junina, evento importantíssimo do calendário municipal, só foi possível porque as informações foram publicadas 
no site da Assembléia Legislativa pela assessoria de imprensa do deputado Cláudio Meireles. 

É necessário que os gestores entendam que a comunicação é importantíssima, não só para a organização ( em nível estratégico, tático e operacional) e principalmente para as pessoas em geral, para a opinião pública.

Transparência e comunicação são requisitos fundamentais para quem deseja respeito e credibilidade. 



segunda-feira, 25 de junho de 2012

"Arraiábelo" atrai cerca de 12 mil pessoas, segundo organização



No último final de semana, a cidade de Campos Belos promoveu mais uma grande festa junina.  Segundo a organização, cerca de 12 mil pessoas compareceram ao "Arraiábelo" entre os dias 22 e 24 de junho.

A festa junina, que completou dez anos, é uma das mais populares da região do nordeste goiano e já está virando tradição. 

De acordo com o prefeito da cidade, Neidivaldo Xavier de Oliveira  Sardinha, o 10º Arraiábelo contou com shows de Cléber e Márcio, de Racine e Rafael, e a Banda Atitude.com, na sexta-feira.
 
No sábado foi a vez de Darlei e Darlan e da Banda Tradição do Forró.  Quem fechou a festa, no domingo, foi Paulinho do Teclado e Wasley.

O deputado estadual Cláudio Meirelles (PR) foi um dos convidados do prefeito, que viajou até cidade de para prestigiar a festa. Segundo sua assessoria, a festa contou com o apoio do deputado, que fez emenda parlamentar para garantir recursos.

Foto: Acontece.com

domingo, 24 de junho de 2012

Todas as escolas de São Domingos vão ganhar ar-condicionado. Verbas vêm de multas por desmatamento



Todas as salas das escolas municipais de São Domingos, cidade onde os termômetros chegam a marcar mais de 40 graus de temperatura nos meses mais quentes do ano, passarão a contar com aparelhos de ar-condicionado dentro da sala de aula a partir da próxima segunda-feira (25). 
Mais de mil estudantes e professores serão beneficiados por uma iniciativa do Ministério Público de Goiás, que destinou recursos provenientes de multas por crimes ambientais e delitos de menor potencial ofensivo para comprar 22 equipamentos.
Os aparelhos de ar-condicionado não são comuns na cidade, principalmente nas residências, e a novidade já está mexendo com os ânimos dos educadores. 
Eles acreditam que a mudança poderá ter um impacto positivo no desempenho escolar dos alunos, que obteve Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 3,2 em 2009. 
A nota do estado foi 4,9 e a do país, 4,6. Parte desse benefício viria da climatização do ambiente por si só e pelo provável fim da necessidade de dispensar os estudantes uma hora antes do fim das aulas, nos meses mais quentes do ano, entre agosto e outubro.
Climatização
Para o promotor Douglas Roberto Ribeiro de Magalhães Chegury, a medida representa muito para a comunidade. 
Ele acredita que, ao climatizar o ambiente, dará mais condições para o desempenho escolar de crianças e adolescentes.
“Pretendemos acompanhar esse desenvolvimento e comparar com o período anterior a aquisição dos aparelhos”, diz.Segundo Chegury, o sofrimento dos estudantes que saem da zona rural para a cidade começa em casa. 
Eles saem ainda de madrugada, por volta das 4h e 5h, e chegam à escola somente às 7h30. Os alunos permanecem em sala de aula até a hora do almoço, fazem a refeição e retornam para casa. 
“O ar-condicionado faz parte de um pacote mais amplo de ações para dar mais dignidade às crianças e professores da região nordeste de Goiás. 
Tivemos a oportunidade de realizar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e ao pensar para onde direcionar o recurso, decidiu-se pelas escolas”, antecipa. No dia 22 de março deste ano, Douglas Chegury ficou conhecido no estado por ter sido alvo de um tentado, entre os municípios de Campos Belos e São Domingos. 
O carro dele foi alvejado por pelo menos três tiros, mas nenhum o atingiu. Ele acontou que conseguiu correr no meio da vegetação e foi encontrado somente a 5 km de onde teria passado pela emboscada.


Na quinta-feira (14) da semana passada a Secretaria de Educação do município recebeu 22 aparelhos do modelo split, que são mais silenciosos.


A contrapartida da prefeitura municipal será providenciar forros para que as escolas possam receber os equipamentos. 


Em uma primeira etapa, as três escolas da cidade (distribuídas em quatro unidades) serão beneficiadas, mas o projeto visa atingir também aos seis estabelecimentos de ensino da zona rural.  


A previsão é de que os aparelhos das escolas da zona rural sejam custeados pelo município.


A secretária de Educação de São Domingos, Júnia Costa Madureira Silva, também acredita que a iniciativa vai ajudar a melhorar o desempenho dos alunos e servir como incentivo aos professores. “Não é utopia, é fato. 
O calor excessivo realmente interfere no processo de aprendizagem. Os alunos do período matutino costumam ter melhor desempenho que os estudantes do turno vespertino”, afirma. 


Segundo ela, no Setor Aeroporto, localizado na periferia da cidade, muitas casas são feitas de placas de concreto - comumente usadas para fazer muros. 
Ela conta que a escola do bairro já é uma atração para as crianças por ser um local de estudo e pelas atividades extraclasse como aulas de balé. 


“Agora, com o ar-condicionado, a escola vai ser melhor lugar ficar: pelas atividades e pelo ambiente”, acredita.
Ajuda
A diretora da Creche Municipal Infância Feliz, Joana D’Arc Soares Barbosa, comemora o benefício concedido às escolas. “A cidade é muito quente. Muito mesmo. 
Com certeza, esse ar-condicionado vai ser uma ajuda muito boa”, diz.
A unidade funciona nos períodos matutino e vespertino. 
Durante todo o dia, 21 funcionários entre merendeira, porteira, serviços gerais, professor e coordenador se revezam nos cuidados a 140 crianças de seis meses a cinco anos de idade.
Além do conforto em sala de aula, Joana D’Arc também gostaria de melhores condições do lado de fora.
 “A creche precisa de uma cobertura para o pátio. Dessa forma, as crianças vão ter mais espaço para brincar. 
O único local que temos hoje é pequeno e muito quente”, observa a diretora.
Percepção
A destinação do dinheiro de TACs para comprar aparelhos de ar-condicionado foi decidida após reunião com a comunidade de São Domingos, mas a semente foi lançada antes. 
Na cidade, não existem colégios particulares e os filhos do promotor estudam em escolas públicas. “Um dia, o meu filho de 7 anos percebeu que um coleguinha dormia na sala de aula pela jornada cansativa.
Ele chegou em casa e me contou o fato e terminou dizendo que a escola era realmente muito quente e que deveria ter um ar-condicionado. 
Começamos a conversar com professores, alunos, pais e a prefeitura até chegarmos a ideia de utilizar o dinheiro do TAC”, conta o promotor.
Segundo Chegury, os aparelhos custaram em torno de R$ 22 mil. “Isso é pouco dinheiro se lembrarmos que praças são construídas por até R$ 200 mil”, observa.
Apesar de desejar que o exemplo de São Domingos seja seguido por outras prefeituras e estados, o promotor acha difícil lidar com o dinheiro público, devido à cultura do “desvio do recurso público”.
Para Chegury, esperar por recursos públicos para realizar esse tipo de ação parece ser o caminho mais lógico, mas acaba sendo o mais complicado devido à burocracia e da necessidade de realizar licitações para a compra de material e equipamentos. 
“O que pode dar margem ao superfaturamento, à corrupção e ao travamento da máquina pública”.
Fonte: Portal G1 Goiás



sexta-feira, 22 de junho de 2012

Entenda a Rio+20: Globo News faz um grande resumo do que ocorreu no encontro planetário


O vídeo do Cidades e Soluções revela um esforço coletivo de reportagem para registrar – com todas as óbvias limitações inerentes à essa missão – o que de importante houve nos dias da Rio+20, especialmente nos eventos paralelos à cúpula dos chefes de Estado. 

De viva voz, as pessoas que participaram desses movimentos expressam os resultados alcançados. 

Esse mosaico de ideias e atitudes configura um dos mais belos retratos de como a sociedade civil organizada – e outras esferas de governo – não desperdiçou tempo no Rio.

Da mobilização dos prefeitos da C-40 ao programa Municípios Verdes no Pará.

Da espiritualidade contagiante de Leonardo Boff ao esmero tecnológico sustentável da dupla Imazon/Google.

Da erudição engajada de quem foi presidente (FHC) à forma esverdeada de fazer política de quem quase chegou lá (Marina).

Um formigueiro humano alastrou o vírus da “cidadania ecológica planetária” a partir do Aterro do Flamengo.

As mais incríveis e revolucionárias ideias foram transmitidas on line pelo do TedxRio+20 no Forte de Copacabana.

O consistente avanço do conhecimento científico na PUC.

Você pode até continuar achando que a Rio+20 não teve resultados importantes.

Mas o fato é que, a partir da Conferência, o mundo ficou melhor.

Se os governantes hesitam, há quem tome a dianteira e faça a diferença em favor de um mundo melhor e mais justo.

O mundo que nós queremos.

ASSISTA AO VÍDEO DA GLOBO NEWS

Fonte: Globo News 

Detentos transferidos de Campos Belos para Barreiras



Os fugitivos Jeferson Pinheiro Mendes e Reginaldo Alécio de oliveira, este conhecido por Cigano, foram transferidos da penitenciária de Campos Belos para o Complexo Policial de Barreiras (CPB), região Oeste da Bahia. 

Ambos foram recapturados na cidade de Campos Belos/GO e faziam parte dos 82 presos que fugiram da delegacia de Barreiras no dia 25 de novembro de 2011.

Os dois estavam detidos no CPB mas respondiam criminalmente à justiça de Luís Eduardo Magalhães. Cigano responde por assassinato e Jeferson por tráfico de drogas.

Fonte: Jornal Nova Fronteira 

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Mas a emoção é forte na festa de peão


O locutor Gleydson Rodrigues é um dos principais nomes da festa de peão. Acompanhe a narração. 

Rodeio: diversão ou maus tratos aos animais?




Por Jéssica Ferrari* 


“Alô meu povo! Na batida da mão, no gingado do pé. Grita as crianças, gritas os homens e também grita as muié.” (Marco Brasil)


Os versos entre uma montaria e outra são rotinas para os locutores de rodeio. 


A voz forte e as palavras rápidas, misturadas a músicas com batidas animadas, arrancam gritos de milhares de pessoas, que todos os anos vêem as festas de rodeio como opção de lazer e diversão, no Brasil ou no exterior.

Animação, luzes, bebidas, disputas e efeitos especiais compõem a mistura explosiva das festas de peão. 



As atrações também incluem lindas mulheres, que concorrem a vagas de rainha e princesa do rodeio, shows com artistas consagrados e competições de várias modalidades, que parecem deixar o público em êxtase!


A cidade brasileira mais famosa quando se fala nesse assunto é com certeza Barretos. 


Ela faz parte da história das festas, como a sede da primeira edição do evento, e serve como referência para todos os eventos do país, como o rodeio de Itu (SP). 


O nervosismo é grande e o público ansioso. Os olhos atentos parecem ajudar a mão a segurar firme no laço. 


De repente os ferros se abrem e a emoção pula na pele, deixando nítida a sensação de adrenalina que misturada aos gritos do público, faz do rodeio um esporte, um modo de vida.


Por outro ângulo


Por outro ângulo, a corda aperta. A visão, por entre barras e pernas, faz o coração disparar e os nervos aflorarem. 


O espaço é pequeno e às vezes parece faltar ar. A arena à frente representa liberdade, mas não explica o que há de se pagar, nem quantos pulos terá que dar.


Todo o espetáculo das festas de peão, organizado para atrair e vislumbrar os quatro sentidos humanos, não são atraentes e nem prazerosos para os principais “atores” do evento, os animais!


 “Ainda que, em alguns rodeios não se usem instrumentos que provoquem dor, como as esporas, só o fato de se colocar animais de hábitos diurnos em ambientes barulhentos, cheios de luzes, em corredores apertados e, depois, um ser humano sobre eles, é uma agressão evidente”, afirma o ambientalista e coordenador do movimento que virou lei, "Sorocaba sem Rodeio", Gabriel Bitencourt.


A polêmica dos maus tratos a bois, touros e outros bichos utilizados em festas consideradas culturais, retrata outro ângulo, talvez não conhecido ou refletido por quem frequenta esses eventos. 


Materiais como o conhecido sedém, são apontados como causadores de dor e sofrimento aos animais. 


Já pesquisas feitas pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) garantem que ele não machuca os bichos


Mas não ficam só nos objetos os diversos maus tratos expostos pelos defensores dos animais. 


O transporte estressante e doloroso dos mesmos, o abate sem piedade e as competições de laçadas são atitudes que demonstram que algo está muito errado nesse tipo de “lazer” humano.


“O rodeio é uma forma antiga e cruel dos seres humanos se relacionarem com os animais. 


Uma forma de quem os vê como meros seres objetos, feitos apenas para suprir as necessidades (comida, vestuário, entretenimento....) dos humanos.”, explica Bitencourt.


Outras festas parecem ser ainda mais cruéis, como no caso das “touradas” na Espanha. 


A disputa sangrenta normalmente acaba com o touro caído, cheio de lanças, enquanto o heróico toureiro recebe aplausos da platéia. 


Mas será que para se divertir as pessoas precisam mesmo usar os animais? 


Para Bitencourt, por mais que se diga que as touradas representam algo importante para o turismo, para a economia e que é expressão da cultura espanhola, ela é uma das formas mais cruéis e covardes de “diversão”.


Sua covardia é tanta que há cada vez mais pessoas que “torcem pelo touro”.


No meio de tanta tecnologia e opções de diversão, talvez seja preciso olhar por um outro ângulo para os bichos. 


Eles são seres que podem beneficiar e muito os humanos, tanto que a relação homem - animal avançou e os transformou em “membros” da família. 


Também não podemos esquecer que foram as pessoas que invadiram o território deles e transformaram seu modo de vida. 


Utilizá-los apenas para arrancar gritos de um público faminto por lazer, não deve ser uma maneira certa de recompensá-los, não que isso seja preciso. 


Afinal, o ser humano é capaz de se divertir sozinho, sem sofrimento, sem polêmica, nem aplausos.




* Publicado originalmente no site Itu.com.br



"E deveria haver rodeios?"

"E deveria? É certo torturar animais somente para diversão alheia? Os Rodeios, assim como outras barbaridades deveriam ter sidos extintas há muito tempo. Lendo uma opinião dessas, agora entendo porque a cidade de Campos Belos é tão atrasada...!!"

Ps.: Este é um comentário de um leitor feito no post abaixo, por isso está aspeado e não reflete a minha opinião.

A "Pecuária" de Campos Belos não terá rodeio?

Amigos, esta manhã recebi a seguinte mensagem: "Oiii, tudo bem?, passei para te dar uma informação muito desagradável. Não sei se você sabe, mas a festa mais tradicional de Campos Belos e melhor do ano não terá rodeio. Você já viu falar nisso?! abraços e parabéns pelo seu profissionalismo!"

É verdade isso, gente?  a "Pecuária" de Campos Belos não terá rodeio?




Em redes sociais, sociedade execra união entre Lula e Maluf





A união entre Lula e Maluf em torno da candidatura de Fernando Haddad a prefeito de São Paulo teve uma repercussão  muito negativa. 


A reprovação do gesto político de Lula em troca de 1 minuto e 40 segundos do tempo de TV foi amplamente citada no Facebook, no Twitter e em outras redes.  


A imagem "cavalheiresca" do aperto de mão entre o ex-presidente e a figura que mais representa a corrupção e impunidade no país rodou as redes como um vírus. 


Obviamente, cada compartilhamento recebia um comentário que em nada ajuda a imagem do ex-presidente Lula e dos homens públicos em geral. 


Nas entrelinhas, o recado que ficou é que "o crime compensa", " a corrupção é aceitável", " o dinheiro público serve para isso mesmo". 


Ainda bem que a ex-prefeita de São Paulo e atual deputada federal Luiz Erondina, que seria a vice na chapa de Haddad, num gesto de grandeza e coerência, pulou fora  em repúdio à pequenez do PT, que cada vez mais cava a própria cova, principalmente numa cidade sociedade com sede de ética. 


PS.: Em tempo, execrar significa abominar, amaldiçoar, detestar, repelir, esconjurar, blasfemar, praguejar, antipatizar, indispor, afugentar, escorraçar, repudiar, rejeitar, recusar, impugnar, rebater, relegar.... 




“O símbolo da pouca-vergonha nacional está dizendo que quer ser presidente.  Daremos nossa própria vida para impedir que  Paulo Maluf seja presidente”. Lula, 28 de junho de 1984 



segunda-feira, 18 de junho de 2012

Sabendo direito: qual a diferença entre calúnia, injúria e difamação?



Muitos usam os chamados crimes contra a honra como sinônimos.

Mas há diferenças sutis, definidas no Código Penal Brasileiro. 
Calúnia, que está no artigo 138, é acusar alguém publicamente de um crime, que se sabe que ele não cometeu. 

Sei que Beltrano não furtou as minhas galinhas, mas digo a todos que ele é o ladrão. Então posso ser processado penalmente por caluniar alguém. 

Difamar, que está tipificado no artigo art. 139 no CPB, é ter a intenção de denegrir a imagem de outra pessoa, é espalhar um ato desonroso. 

Sei que a mulher de fulano é prostituta, ganha a vida fácil, então começo a falar para outras pessoas sobre a profissão da guerreira. 

Mesmo sendo verdade, estou desonrando o camarada junto à sociedade. É crime de difamação.   
Já a injúria (art. 140) é basicamente uma difamação que os outros não ouviram. É o próprio xingamento cara a cara.

É chegar e dizer para um sujeito algo que esse sujeito considere prejudicial, desonroso. 

É possível cometer os 3 delitos de uma vez só. 

Se, num programa de TV, um entrevistado disser que o apresentador é cafetão, estará acusando em público de um crime ( calúnia) desonroso (difamação), cara a cara (injúria).

Além de responder na instância penal, o autor dos crimes pode também ser processado na esfera cível, por exemplo por danos morais e materiais e pagar um boa grana. 

Estes delitos também são aplicados, e principalmente, para crimes da Internet.

Sabendo direito: diferença entre roubo e furto

Muita gente boa por aí não sabe a diferença entre o roubo e o furto. 

Simplesmente chama qualquer desses crimes de roubo. 

Mas a diferença entre ambos é grande.

Em linhas gerais pode-se dizer que a diferença entre eles está no uso da violência, que pode ser física ou psíquica. 

O furto

O furto ocorre quando o autor do crime, se apropria de um objeto, ou valor financeiro no qual ele não possui nem a posse (caixa de supermercado), nem o direito(dono da grana). 



Esse crime comporta a forma qualificada quando o ladrão precisa ultrapassar barreira (um muro por exemplo) ou destreza, por exemplo, precisa detrancar uma porta com um grampo. 


Aqui não há violência contra a pessoa, um empurrão, um arma, um soco, o grito, uma ameaça. 

O Roubo


Este tipo penal (crime ou contravenção penal) acontece quando com emprego de violência (Grita, dá um soco, esbarrão) ou grave ameaça (fala que vai matar se não entregar a coisa) o autor se apropria de algo que não possui nem a posse nem o direito. 



Este crime possui sua forma qualificada quando a ameaça é feita com emprego de arma de fogo.


No roubo há o emprego da violência, seja ela física ou psíquica.


Estamos entendido? 



Mandou bem a organização da Expoagro na escolha dos shows


Vi alguns comentários negativos sobre a "Festa de Peão" de Campos Belos, a 19ª Expoagro.

A principal questão seria  as atrações da festa, que estariam a quem do esperado e o gosto musical não seria dos melhores.

Eu acho que a organização do evento andou bem.

Para os empresários do agronegócio, o que mais interessa é a movimentação dos negócios, leilões, compras e vendas de gado, caprinos, equinos, máquinas e implementos.

Para a  povo em geral, são as atrações musicais o que mais chama a atenção. E vi que a organização se preocupou com os variados gostos. Tem show gospel, axé, sertanejo e forró, por exemplo.

Trouxe uma dupla de peso, que é "Gian e Giovani" e  deu apoio a um músico local, Roger, da dupla "Roger & Leo".

Manteve a música contagiante do forró com "Os Feras do Baile" e trouxe o "Chiclete com Banana", mesmo que cover.

Se enchesse o palco com grandes atrações, por exemplo com o "Chiclete com Banana" Original, os custos ficariam elevados, o que resultaria em ingressos no mínimo três vezes mais caro.

Qualquer show aqui em Brasília de axé não sai por menos de 120 reais.

Aí ficaria a pergunta. O poder financeiro da população regional é suficiente para pagar ingressos tão caros?  seria legal excluir da festa muita gente por conta do alto valor dos ingressos? 

Então, mandou bem a organização.

Quem organiza, gestiona um grande evento como este tem que ver a "coisa toda", pensar nos mínimos detalhes, e que na maioria das vezes pode fazer e a diferença entre o sucesso e o fracasso.   

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Chiclete com Banana COVER, Gian e Giovani e Roger e Leo estarão na XIX Expoagro de Campos Belos



Quem gosta de festa de rodeio, música sertaneja, axé music, cavalgadas, agronegócios e do ambiente rural já tem point de primeira para curtir.

A 19ª Exposição Agropecuária de Campos Belos, nordeste de Goiás, a 400 km de Brasília, terá tudo isso e mais alguma coisa. 

Gente bonita, cawboys, cavalgada, shows musicais, diversões, exposição de animais de elite, veículos, máquinas e equipamentos agrícolas.

A festa, organizada pelo Sindicato Rural de Campos Belos, vai ocorrer entre os dias 11 e 15 de julho, no Parque de Exposição da cidade.

Prepara-se para muito frio, quentão, música, churrasco, comidas caipiras e o mais autêntico ambiente rural.

Veja a programação musical:

11 de Julho  -  Show Gospel,  com Daniel e Samuel
12 de Julho  -  Show sertanejo, com Darley e Daniel 
12 de Julho  -  Show com Os Feras do Baile 
13 de Julho  -  Show axé music,  com Chiclete com Banana COVER 
14 de Julho  -  Show sertanejo,  com Gian e Giovani
15 de Julho  -  Show sertanejo, com Roger e Leo

Leilões

12 de Julho  -  Touros e vacas leiteiras, quinta, 18 horas
13 de Julho  -  Equinos, sexta, 18 horas,
14 de Julho  -  Gados de Corte,  sábado, 18 horas

Servidores da Justiça Federal fazem paralisação de 48 horas

Por Sheila Tinoco, coordenadora do Sindjus
Mais de 600 servidores do Judiciário atenderam ao chamado do Sindjus (sindicato da categoria) e participaram de um grande ato na tarde desta quarta-feira (13) em frente ao Palácio do Supremo Tribunal Federal, coroando o primeiro dia da paralisação de 48 horas, aprovada durante assembleia do dia 06 de junho. 
O ato mesclou a indignação dos servidores com o impasse em torno da aprovação do PL 6613/09 e a apresentação da quadrilha “Pau Melado”, de Samambaia. 
Afinal, hoje, dia 13 de junho, é dia de Santo Antônio, um dos santos celebrados nas festas juninas.

O coordenador do Sindjus, Jailton Assis, mostrou-se confiante no que se refere à conquista do reajuste. 
“Estamos confiantes que teremos revisão salarial”, afirmou após a caminhada pela Praça dos Três Poderes que paralisou parte da pista em frente ao Palácio do Planalto, chamando a atenção dos Três Poderes e da sociedade para a nossa reivindicação.

Com as palavras de ordem “Servidores na rua. Dilma a culpa é sua” e “PCS já ou a Justiça vai parar”, os manifestantes permaneceram por cerca de duas horas na Praça. 
Durante este período, o diretor-geral, Amarildo Oliveira, e o secretário-geral da Presidência do STF, Anthair Edgard, foram até a nossa manifestação pedir para reduzir o barulho.

“Nas inúmeras manifestações que fiz aqui nunca havia visto duas importantes autoridades descerem até nossa manifestação para dizer que estamos atrapalhando a sessão. Essa é aprova de que atingimos o nosso objetivo”, disse a delegada sindical Cristina Vidal.

Direção do movimento cobra resultado das autoridades

A direção do movimento aproveitou as presenças ilustres para informá-los que precisam de uma resposta do presidente Ayres Britto quanto a negociações em torno do PL 6613/09, que está parado na Comissão de Finanças da Câmara dos Deputados desde 2010. Os coordenadores Jailton Assis e Jean Loyola falaram com Amarildo e com Anthair na própria Praça dos Três Poderes. 
Deixaram claro que o movimento espera uma sinalização positiva do STF antes do início do ato desta quinta-feira (14), quando será votado em assembleia o indicativo de greve.

Paralisação é um sucesso 

Segundo balanço realizado ao final desta quarta-feira, a paralisação das atividades em alguns fóruns do DF chegou a 70%. 
Na Vara de Execuções penais, segundo informou Cristina Vidal, somente o efetivo necessário de cada área trabalho no dia de hoje. “Foi excelente o resultado alcançado neste primeiro dia de paralisação. Mais de 70% dos servidores pararam”, declarou a delegada. 

Ato tem cobertura da grande imprensa

O site do Correio Braziliense, com reportagem de Ana Carolina Dinardo, publicou matéria referente ao nosso ato, destacando a luta e a mobilização da nossa categoria. 
A reportagem esclarece o motivo da nossa mobilização e informa que amanhã realizaremos uma assembleia para decidir o futuro do nosso movimento grevista. 
Traz também uma fala da coordenadora Sheila Tinoco, que destacou que mesmo com o envio da previsão orçamentária pelo STF ao Ministério do Planejamento na última sexta-feira os servidores não têm garantia alguma de que seu projeto será aprovado. Para ler a matéria na íntegra, clique AQUI.

Paralisação cobra acordo

A paralisação dos servidores cobra das autoridades competentes celeridade na negociação que levará à aprovação do PL 6613/09, que há dois anos está estacionado na Comissão de Finanças e Tributação. Para o PL 6613 andar, segundo informou o coordenador-geral do Sindjus, Cledo Vieira, é preciso que seja firmado um acordo concreto entre o Judiciário e o Executivo. 

“Os servidores estão há seis anos sem reajuste devido ao tratamento desrespeito que a presidenta Dilma tem dispensado a nossa categoria. Ela simplesmente tem se negado a cumprir com a Constituição. 
Com isso, vem deliberadamente sucateando o Poder Judiciário”, afirmou Cledo Vieira.

No momento, a maior reivindicação dos servidores é de que o presidente Ayres Britto informe o que está sendo negociado, qual o calendário de aprovação. 

“Queremos que ele consiga fazer o PL andar. Passamos 2010 e 2011 confiando e queremos agora algo de concreto. 
Falta transparência a essa negociação. Os servidores tem o direito de saber o teor dessas conversas entre presidentes”, destacou a coordenadora de Administração e Finanças do Sindjus, Ana Paula Cusinato.

Nesta quinta, ato e assembleia no STF

Nesta quinta-feira (14), todos os 600 servidores se comprometeram a levar mais 5 pessoas para o ato-assembleia que tem concentração marcada para às 15h, em frente ao Supremo. 
É importante também que todos se lembrem da importância de participar e reforçar os piquetes no início do expediente. 
O primeiro dia de paralisação foi bom. No entanto, cada servidor deve trabalhar para que o segundo dia seja ainda melhor. 
Com muita garra, participe e faça a diferença nessa paralisação.

Denúncias em blog motivaram execução do jornalista Décio Sá




As denúncias do jornalista Décio Sá sobre crimes de agiotagem, desvio de recursos públicos e extorsões foram as causas que levaram à sua execução na noite de 23 de abril, em um bar da Avenida Litorânea, em São Luís

Esta foi a conclusão apresentada pela polícia durante entrevista coletiva realizada na tarde desta quarta-feira (13), na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP). 

De acordo com o titular da SSP, Aluísio Mendes, “devido a suas publicações no blog, o jornalista incomodava há muito tempo essa quadrilha e por isso foi tramada a sua morte”.


A coletiva foi realizada em um auditório tomado pela imprensa e por familiares do jornalista, que em alguns momentos elogiaram o trabalho praticado durante os mais de 50 dias de investigações e em outros, manifestaram toda a sua revolta contra os suspeitos de envolvimento no crime.

 “Assassinos. Vocês vão pagar pelo que fizeram com meu irmão!”, gritou Vilcenir Sá, irmã do jornalista.

Segundo o secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, os presos são suspeitos de integrar uma quadrilha interestadual, que praticava diversos crimes como agiotagem e extorsão, por exemplo. 

“É importante salientar que essa investigação está apenas começando. O ponto inicial está esclarecido com a confissão do Jonathan. 

Em função dela foi descoberta uma verdadeira organização criminosa que é um verdadeiro câncer para a sociedade maranhense, atuando no desvio principalmente de recursos públicos, agiotagens e extorsões”, afirmou Mendes, que informou que em poder do ‘consórcio’ foram encontrados talonários e notas de empenhos de prefeituras. 

Essa descoberta, segundo Aluísio, levará a novas investigações, inclusive com a participação da Polícia Federal.


O secretário informou que a quadrilha também está envolvida no assassinato do empresário Fábio Brasil, ocorrida em março deste ano, em Teresina

Na ocasião, ele disse que outras seis pessoas estariam ‘marcadas’ para morrer. Dentre as possíveis vítimas, estaria um ambientalista.


quarta-feira, 13 de junho de 2012

Prefeitos visitam obras do IML em Campos Belos



Os prefeitos do nordeste goiano que se reuniram para tratar do Plano de Gestão de Resíduos Sólidos e a implantação de consórcio intermunicipal de saneamento básico e meio ambiente também visitaram as obras de construção de uma circunscrição do Instituto Médico Legal (IML) que vai atender pelo menos sete municípios. 

A construção da unidade foi articulada pelas Promotorias de Justiça de Campos Belos, São Domingos, o Judiciário local e a sociedade civil organizada. 

(Texto: Cristina Rosa / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO - fotos: Promotoria de Justiça de Campos Belos)

Ministério Público e prefeitos discutem plano para implantação de aterro sanitário intermunicipal

Os prefeitos de seis municípios do Nordeste goiano estiveram reunidos ontem (12/6) com os promotores de Justiça André Luís Ribeiro Duarte e Douglas Roberto Chegury para tratar do Plano de Gestão de Resíduos Sólidos e a implantação de consórcio intermunicipal de saneamento básico e meio ambiente. 

Realizado no auditório Padre Rubens, do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) de Campos Belos, o encontro reuniu representantes dos municípios de Campos Belos, Cavalcante, Nova Roma, São Domingos, Monte Alegre, Teresina de Goiás, Divinópolis e Iaciara.

Na reunião, o promotor André Luís esclareceu que não é obrigação do Ministério Público agendar e participar de encontros para as definições sobre o consórcio, no entanto, a instituição pretende trabalhar em parceria com os municípios e contribuir para a conclusão das decisões. 

Conforme destacou, o prazo para a regulamentação dos aterros sanitários está expirando, já que a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), criada pela Lei nº 12.305, exige que até 2014 sejam extintos todos os lixões do País.

A proposta de um consórcio é facilitar a construção de um aterro, para que os municípios possam contratar uma equipe multidisciplinar para a realização do projeto, incluindo iniciativas de educação ambiental e conscientização da comunidade. 

Contudo, o promotor observou que o consórcio não impede que cada município tenha o seu aterro sanitário.

Os representantes dos municípios de Campos Belos, Monte Alegre, São Domingos, Divinópolis, Teresina, Nova Roma e Iaciara confirmaram o interesse em participar do consórcio, que foi denominado Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico e Ambiental do Nordeste Goiano.

Segundo esclareceu o promotor André Ribeiro, para a instituição de um consórcio é necessária a criação de uma associação, formada pelos municípios participantes e com personalidade jurídica própria, sendo presidido por um dos prefeitos. 

O promotor Douglas Chegury também destacou a necessidade de esclarecer aos prefeitos, vereadores e à comunidade sobre como vai funcionar o consórcio.

Uma nova reunião foi agendada para o dia 22 de junho, às 14 horas, no auditório do Tribunal do Júri de São Domingos. Neste encontro, deverá ser assinado um protocolo de intenções entre os municípios para a constituição do consórcio.

Texto: Cristina Rosa / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO - fotos: Promotoria de Justiça de Campos Belos)
 

terça-feira, 12 de junho de 2012

Dilma está preocupada com reajuste de servidores

O governo está preocupado com o aumento das pressões para que conceder reajuste aos servidores federais, incluindo os militares.

Esse foi o principal assunto da conversa na manhã de ontem da presidente Dilma Rousseff com as ministras Miriam Belchior (Planejamento) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil), o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, e o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, no Palácio do Planalto.

Na mesa, foram colocadas as dificuldades para o governo fechar o Orçamento de 2013, se tiver de conceder aumentos para todas as categorias que já começam a fazer campanha e greves. A proposta orçamentária tem que ser enviada ao Congresso até 31 de agosto.

Comentários


"É uma vergonha. Oficial das Forças Armadas com 30 anos de serviço ganha menos do que um soldado recém-incorporado na PMDF. Não acho que a PMDF ganha bem, mas sim os militares das FFAA são totalmente desmerecidos. É uma pena, pois se estivessem mais motivados $$, certamente contribuiriam ainda mais". (Celso Melo)

"Salário inicial de soldado PMDF hoje é R$ 4.800,00 líquido. Salário de Sargento controlado de tráfego aéreo da aeronáutica com quase 8 anos de serviço, R$ 2.500,00. Nem precisamos comentar a carga-horária e o estresse de trabalho de um militar controlador de tráfego aéreo". (Celso Melo)

"Sra. Miriam, subiu condominio, aluguel, remédio, telefone, comida, gasolina, aguá, luz vai ter reajuste agora. Sem contar com o nosso paôzinho de todo dia. Este agora não podemos mais comer. Aumento de 29%. Nós já perdemos o poder de compra há muito tempo. Isto sem contar que o executivo paga nada". (Vaneide Martins)

Com informações do Correio Braziliense