sábado, 14 de abril de 2012

Chefe do Ministério Público de Goiás sob suspeita

Benedito Torres, Procurador-Geral de Justiça

Senador Demóstenes Torres é irmão de Benedito Torres

Posse do Procurador
Enquanto os promotores de Goiás incrementam a difícil tarefa de coibir a criminalidade, como tem feito no Nordeste de Goiás, inclusive correndo perigo de vida, a exemplo do promotor de São Domingos de Goiás, Douglas Chegury, o mesmo não se pode dizer das ligações do Procurador-Geral de Justiça de Goiás (o chefe do Ministério Público), Benedito Torres.

Segundo o Correio Braziliense deste sábado, 14 de abril, interceptações telefônicas da Polícia Federal apontam que o Senador  Demóstenes Torres (sem partido) garantiu ao bicheiro Carlinhos Cachoeira interferir diretamente em procedimentos internos do Ministério Público Público de Goiás, comandado por Benedito Torres, que é irmão de Demóstenes, para favorecer o contraventor.

As conversas, obtidas pelo Correio Braziliense, mostram ainda a suposta influência da organização criminosa  sobre Alencar José Vital, presidente da Associação Goiana do Ministério Público, e Ronald Bicca, Procurador-Geral do Estado. Este pediu exoneração do cargo neste sábado.

Segundo os investigadores, os três eram acionados pelo Senador para atender interesses do bicheiro e contraventor Carlinhos Cachoeira.

Em um diálogo, em 16 de maio de 2011, Cachoeira pede a Demóstenes que converse com seu irmão para que interceda contra a transportadora Garbano, que estaria em área incômoda para o bicheiro.

Benedito Torres foi nomeado por decreto pelo Governador Marconi Perillo, em 2011, para o cargo de Procurador-Geral de Justiça do Estado.

Com essa informações, fica claro que as ramificações das influências do bicheiro Cachoeira eram bem amplas: nomeações de coronéis da PM de Goiás, ligações com Secretário de Governo de Goiás e do Distrito Federal, prefeitos, vereadores, e agora se descobre que também dava pitaco no Ministério Público de Goiás e também do Distrito Federal.

Logo o Ministério Público, que é o defensor da lei e tem se destacado no combate à corrupção.

Estamos no aguardo de um pronunciamento do Procurador-Geral de Justiça do Estado de Goiás, Benedito Torres, sobre os diálogos interceptados pela Polícia Federal e autorizados pela justiça.

Com informações do Jornal Correiro Braziliense.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.

Promotoria de Campos Belos e Programa Ser Natureza apoiaram Fica Itinerante

A Promotoria de Justiça de Campos Belos, por meio do Programa Ser natureza, em parceria com as Secretarias Estadual e Municipal de Ed...