terça-feira, 27 de março de 2012

Investigações do atentado no nordeste goiano



O grupo especial do Ministério Público de Goiás, que atuará por um prazo pré-definido, vai se somar a uma outra força-tarefa que já está em ação no Nordeste goiano, composta por integrantes do MP e das Polícias Civil e Militar.

Este grupo, que conta com promotores e agentes do Centro de Segurança Institucional e Inteligência (CSI) e do Grupo de Atuação Especial de Combate a Organizações Criminosas (Gaeco), está encarregada da apuração sobre o atentado.

Na entrevista coletiva concedida na sexta-feira, 23 , logo após retornar de Campos Belos, onde esteve durante toda a manhã, o procurador-geral de Justiça informou que as investigações sobre o atentado já avançaram, mas não adiantou detalhes sobre o que foi apurado, para não prejudicar o trabalho.

Ele relatou, contudo, que o depoimento do promotor foi colhido, bem como de algumas testemunhas, além de ter sido realizada a reconstituição do crime.

O veículo que Douglas Chegury dirigia quando sofreu a emboscada foi encaminhado para perícia na Polícia Técnico-Científica em Formosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.