domingo, 25 de março de 2012

Greve dos professores: justiça cobra explicações


O Governo do estado de Goiás tem 72 horas para se manifestar à justiça sobre as leis estaduais que achataram ilegalmente a carreira dos educadores da rede estadual, quando incorporaram as gratificações de titularidade ao vencimento dos trabalhadores.

A decisão foi proferida na sexta-feira passada, 23, pela justiça, que somente depois de ouvir o estado, decidirá sobre a ação civil pública representada pelo Sintego (Sindicato da Categoria).

Enquanto isso, a greve continua.  Uma das reivindicações da categoria é a volta da titularidade, uma gratificação para especialistas, mestres e doutores, que segundo os professores, foi retirada pelo governo. A greve já dura mais 40 dias.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.

Chapada: Bruna Griphao mostra tanquinho trincado em passeio na cachoeira

Viagem e foto boa tem mais que relembrar! Bruna Griphao usou seu instagram na última quinta-feira (13) para fazer um #tbt de viag...