terça-feira, 27 de março de 2012

Atentado contra promotor de São Domingos repercute em todo o país



O atentado contra o promotor teve repercussão em todo o País, com ampla cobertura da imprensa nacional.


As manifestações também foram intensas nas redes sociais, com mensagens de apoio tanto ao promotor quanto ao MP goiano.


No início da noite, o procurador-geral de Justiça recebeu um telefonema do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que colocou o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) à disposição para colaborar no caso.


Além da manifestação do procurador-geral da República, o MP de Goiás recebeu a solidariedade e o apoio de diversas instituições, incluindo o governo do Estado.


O governador Marconi Perillo colocou à disposição das investigações delegados, policiais militares e civis, veículos e helicópteros, visando contribuir tanto com as buscas ao promotor – que esteve desaparecido por cerca de nove horas – como pelo autor do atentado.


Por meio da sua assessoria de imprensa, o governador também manifestou sua posição sobre o ocorrido, informando que considerou o ataque ao promotor um ataque a todo o MP, “instituição que se destaca na proteção à cidadania, aos interesses da sociedade”.


Ele pontuou ainda que o governo de Goiás tem total interesse em que os responsáveis sejam presos e que seja feita justiça.


O MP recebeu ainda a oferta de colaboração da Polícia Federal, que se colocou à disposição para auxiliar na apuração dos fatos desde o dia do atentado. Outro apoio importante assegurado à instituição foi do Tribunal de Justiça do Estado.


Os Ministérios Públicos de todo o País também ressaltaram a indignação com o ocorrido, por meio de manifestações ao procurador-geral de Justiça, bem como com a divulgação de nota de repúdio, a ser publicada nos jornais, assinada conjuntamente pela Associação Goiana do Ministério Público, Associação Nacional dos Membros do MP (Conamp) e Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR).


Outra manifestação por escrito foi feita pelo Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Goiás (Sindsemp), que também publicou nota de repúdio em relação ao atentado.


(Texto: Ana Cristina Arruda – Fotos: João Sérgio/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.