quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Promotor de São Domingos se recusa a sentar-se à mesa com a Agetop e classifica estrada como “asfalto sonrisal”

Promotor Douglas, de barbas, foi duro com a Agetop

O promotor da cidade de São Domingos, nordeste de Goiás, Douglas Roberto Ribeiro de Magalhães Chegury, se recusou a sentar-se à mesa com os representantes da Agência Goiana de Transporte e Obras ( Agetop).

Ele cedeu seu lugar a uma vereadora de Divinópolis-GO, que foi visto como mais um recado duro aos gestores da Agetop. Um gesto de insatisfação com a maneira como o órgão tem tratado a comunidade regional.


O Promotor Douglas Chegury fez parte da tropa de choque do Ministério Público de Goiás, que reuniu centenas de autoridades de oito municípios para cobrar a imediata intervenção do governo nas condições precárias das rodovias estaduais.


Em suas palavras, Chegury chegou a classificar o capeamento das rodovias de “asfalto sonrisal”, uma referência à mistura de piche e areia, segundo ele, irresponsável, que as empresa contratadas pelo governo usam para fazer a manutenção nas ações “tapa buraco”.


“Nos queremos um solução prática, mesmo que seja arrancar todo aquele asfalto sonrisal e deixar em terra batida”, afirmou.

Além de Douglas Chegury, outros promotores estiverem presentes no encontro: os coordenadores do Centro de Apoio Operacional da Educação e do Patrimônio Público, Simone Disconsi e Umberto Machado, respectivamente, e o promotor de Alto Paraíso e Cavalcante, Julimar Alexandro da Silva.

Também marcaram presença prefeitos e vereadores dos municípios de São Domingos, Divinópolis, Monte Alegre, Cavalcante, Terezina de Goiás, Campos Belos, Alto Paraíso e São João da Aliança.

Corredor da miséria

O Promotor Douglas Chegury também fez um discurso mais político.

Ele afirmou que o momento era histórico para região do nordeste goiano, pois seria como um grito de independência, uma alforria de uma região que tem sido explorada durante muitos anos pelos poderes públicos do estado.

“Nós, promotores, quando chegados à região encontramos um eco muito grande dos poderes públicos. Chegou a hora de abandonamos a retórica, as palavras, o papel e partir para a prática, passar para o mundo real”, desabafou, arrancando aplausos efusivos.

8 comentários:

  1. Tem cara de mal! Está aterrorizando a região

    ResponderExcluir
  2. Existe muitos acontecimentos que esse promotor abusa de sua autoridade,tem que tomar cuidado com esse abuso!!!!!Pensa que é o dono da verdade ???!!!.Se souber usar o seu poder poderá ajudar muito,mas existe direitos e deveres.

    ResponderExcluir
  3. nao sei se esse promotor ta fazendo o certo,mais 90% da populaçao estao loucos que ele vai embora da região para que todos poção trabalhar e continuar o antes,ja tem gente na miseria por causa dele NEM QUEIJO NA FEIRA PODE MAIS VENDER QUE ELE NAO DEIXA .

    ResponderExcluir
  4. É desse jeito, quando chega alguém pra poder ajudar o povo que necessita, pra poder mudar a história de miséria de um lugar, aparecem os ignorantes, atrasados, escravisadores pra urubuzar, torcer contra e querer continuar na mesmice de sempre, comendo o pão que o diabo(políticos) amassou. Para de pobreza espiritual e ajuda a mudar a cidade cambada de preguiçosos...
    Alguém nessa vida tem que ser homem e tomar uma atitude pra mudar esse mundo sujo em que vivemos e pra isso tem-se que começar por algum lugar e que esse lugar seja esse ninho de cobra que é São Domingos.

    ResponderExcluir
  5. Seu porco, se quer vender queijo na feira vai abrir uma empresa e fazer tudo dentro da lei. Se for pra vc ficar vendendo essa imundície, sem higiene nenhuma por ai, o promotor e a polícia tinham que mandar é te prender...

    ResponderExcluir
  6. Moro na região há mais de 15 anos e posso dizer que sempre foi um curral elitoral onde uma meia dúzia manda e desmanda. Este procurador de justiça, desde que chegou aqui está desafiando este atraso e os coronéis. Só prendeu os cabeçudos da região, que se prevalecem da miséria do povo para enriquecer. Abuso de autoridade é o que fazem os bonzões da região, os empresários, os fazendeiros, os políticos. Abuso de autoridade é as escolas caindo aos pedços, os professores mal pagos, as estradas esburacadas, as crianças abandonadas, os hospitais cacrecos. força procurador, estamos com o senhor em nossas orações!!!

    ResponderExcluir
  7. otimas atitudes senhor promotor, tem que fazer isso e muito mais. so assim são domingos vai para frente...

    ResponderExcluir
  8. Apoiado Dr. Douglas, vc esta fazendo a diferença.

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.