quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Muitas coisas em nosso país são assim... "tem que fazer rir"


A cena do filme "Tropa de Elite" explicita de forma muito direta como funciona muitas coisas em nosso país.

Uma delas é a corrupção. Hoje mais um ministro pediu "chapéu" por conta do envolvimento com a questão de sempre: propina.

O ministro das Cidades, Mário Negromonte, diz na carta de demissão que redigiu para entregar à presidente Dilma Rousseff que agradece a confiança que recebeu e que sempre se manteve fiel ao governo da presidente.


O problema é que ele não tem  mais a confiança de ninguém, principalmente da sociedade.

Há menos de duas semanas, o ex-chefe de gabinete do ministro das Cidades, Cássio Peixoto, e um assessor de Negromonte foram exonerados.

Em novembro, segundo reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo", Peixoto teria pressionado funcionários do ministério a fraudar um parecer técnico que recomendava um sistema de transporte mais caro para Cuiabá na Copa do Mundo.

Na época, a diretora de Mobilidade Urbana do Ministério, Luiza Gomide, negou a fraude. Negromonte mandou abrir sindicância interna para investigar o caso.


Não adianta argumentar ou negar. A cena de Tropa de Elite desmente todos. É uma fotografia da realidade que paira sobre a capital federal. "Quem quer rir, tem que fazer rir". Assista e comente.


Um comentário:

  1. Dinomar, ligue na delegacia de campos belos e procure algumas informações sobre algo importante, pre candidato a prefeitura de campos belos, foi detido na rua do banco do brasil, por campanha antecipada, o promotor cortava o cabelo em salão quando pre candidato entrou pedido votos, o promotor deu voz de prisão e abriu 2 processos por crime eleitoral, o carro do candidato foi revistado, e foi encontrado sacos de balinhas e a quem diga que também propaganda eleitoral. o fato ocorreu na parte da manha em um salão ao lado do posto de gasolina, mas pessoas do barrerão falaram que na parte da tarde ele já estava por la pedido votos, e no dia seguinte já estava novamente na rua pedindo votos, ou seja não a mais respeito pelas leis eleitorais.

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.