Muitas coisas em nosso país são assim... "tem que fazer rir"


A cena do filme "Tropa de Elite" explicita de forma muito direta como funciona muitas coisas em nosso país.

Uma delas é a corrupção. Hoje mais um ministro pediu "chapéu" por conta do envolvimento com a questão de sempre: propina.

O ministro das Cidades, Mário Negromonte, diz na carta de demissão que redigiu para entregar à presidente Dilma Rousseff que agradece a confiança que recebeu e que sempre se manteve fiel ao governo da presidente.


O problema é que ele não tem  mais a confiança de ninguém, principalmente da sociedade.

Há menos de duas semanas, o ex-chefe de gabinete do ministro das Cidades, Cássio Peixoto, e um assessor de Negromonte foram exonerados.

Em novembro, segundo reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo", Peixoto teria pressionado funcionários do ministério a fraudar um parecer técnico que recomendava um sistema de transporte mais caro para Cuiabá na Copa do Mundo.

Na época, a diretora de Mobilidade Urbana do Ministério, Luiza Gomide, negou a fraude. Negromonte mandou abrir sindicância interna para investigar o caso.


Não adianta argumentar ou negar. A cena de Tropa de Elite desmente todos. É uma fotografia da realidade que paira sobre a capital federal. "Quem quer rir, tem que fazer rir". Assista e comente.