sábado, 1 de outubro de 2011

Com apoio da comunidade, começam as obras do IML de Campos Belos



Começaram, em Campos Belos, as obras de terraplenagem na área que foi doada pelo governo estadual para a construção de uma circunscrição do Instituto Médico Legal (IML) que vai atender pelo menos sete municípios do Nordeste Goiano – o IML mais próximo fica distante cerca de 400 quilômetros, em Formosa. 

Além da informação concreta, que é o início da obra, o que chama a atenção no caso é, também, a forma com que tudo aconteceu: negociada fora do âmbito judicial, com atos voluntários e de responsabilidade social, além de doações.

A população dos municípios de Campos Belos, Monte Alegre de Goiás, Teresina de Goiás, Cavalcante, Divinópolis, São Domingos e Alto Paraíso, deverá ser beneficiada com a unidade que terá 800 metros quadrados de área construída.

Por interveniência dos promotores de Justiça de Campos Belos, André Luís Ribeiro Duarte e Douglas Roberto Ribeiro de Magalhães, de São Domingos, o terreno foi cedido pela Agência Estadual de Transporte e Obras (Agetop). 

Assim, o IML ficará ao lado da Delegacia de Polícia, no Setor Industrial de Campos Belos.

Articulados também com o juiz das duas cidades, Fernando Oliveira Samuel, e com formadores de opinião, empresários e outros membros da comunidade, os promotores conseguiram outras parcerias vitais para o início a obra. 

A terraplenagem, por exemplo, é uma ação voluntária, de responsabilidade social das empresas MBAC Fertilizer Corporation e Engefort Construtora.

Conforme o promotor André, o trabalho braçal virá de detentos do sistema prisional. 

Areia e pedras já foram doadas por outros segmentos da sociedade, cita ele. “Outra parte dos recursos será obtida dos termos circunstanciados de ocorrência (TCOs), cabendo a administração dos recursos ao Conselho de Segurança de Campos Belos”, informou o promotor.

Os entendimentos para melhorar o atendimento da polícia técnica na  região do Nordeste Goiano começaram no início de agosto.

 Diante da situação precária, advinda da falta de instalação do IML, que gera demora e amplia o sofrimento de milhares de familiares de mortos, os promotores procuraram a Superintendência da Polícia Técnico-Científica. 

A superintendente, Rejane da Silva Sena, se comprometeu então em implantar o IML englobando perícia criminal, além de identificação civil e criminal. A doação da área e o início da terraplenagem foram na sequência.

A criação de uma circunscrição do IML em Campos Belos é uma das metas prioritárias do plano estratégico de atuação conjunta das Promotorias da Região Nordeste, estabelecido pelos dois promotores, tendo em vista que a precariedade das perícias prejudica a apuração de crimes. 

(Texto: Marília Assunção – Assessoria de Comunicação Social do MP-GO Fotos: Promotoria de Campos Belos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.

Promotoria de Campos Belos e Programa Ser Natureza apoiaram Fica Itinerante

A Promotoria de Justiça de Campos Belos, por meio do Programa Ser natureza, em parceria com as Secretarias Estadual e Municipal de Ed...