quarta-feira, 1 de junho de 2011

Pallocigate: Dilma precisa exorcizar a Casa Civil

Ministro Palloci em nova encrenca
A presidente Dilma precisa, com urgência, contratar um pai de santo ou coisa parecida para poder tirar a mandinga que abate a Casa Civil da Presidência da República.

A "coisa" beira o Planalto há muito tempo.

O gato tomou forma com o mensaleiro José Dirceu, que explicou, explicou e nada justificou o valerioduto por onde sumia o dinheiro público.

Antes das eleições do ano passado, foi a vez da apadrinhada Erenice Guerra.

Ela foi mais ousada e colocou a parentela toda para tomar conta do galinheiro.

Explica-se, usou os filhos para o tráfico de influência.

Mal 2011 começou, já apareceu o Pallocigate.

O cabra somou 20 milhões de reais, em pouco mais de quatro anos, só em "consultorias" e "palestras".

Em uma delas, o consultor faturou R$ 1.000.000,00.

Pelos visto os autores do "Aurélio" terão que arranjar um outro sinônimo para a palavra tráfico de influência.

E o pior de tudo isso é que todos acham normal, inclusive a Presidente.

Palestrão ( da Folha On Line)

"O ministro Antônio Palocci (Casa Civil) relatou a senadores petistas ter recebido R$ 1 milhão em apenas um projeto de consultoria da empresa Projeto, em um processo de fusão.

Segundo o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), o ministro disse que os ganhos por projeto da Projeto poderiam chegar até R$ 2 milhões ou R$ 3 milhões se Palocci tivesse mantido a empresa ativa --antes de retornar ao primeiro escalão do governo como chefe da Casa Civil.

"Em um processo ele ganhou R$ 1 milhão, mas ele disse que os ganhos poderiam ser maiores com o tempo. Mas como se tornou ministro, fechou a empresa", disse Suplicy, confirmando o que havia dito em reportagem publicada hoje pelo jornal "O Estado de S. Paulo".


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.

De Campos Belos (GO): Escolinha K10 mede forças com o Goiás e Atlético Goianiense

Por Morgana Tavares, A Escolinha de Futebol K10, presidida pelo ex-jogador de futebol profissional Kássio Fernandes, compareceu pe...