sexta-feira, 9 de julho de 2010

Pelé não comparece e Lula abandona final da Copa 2010



A logomarca oficial da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, foi lançada nesta quinta-feira, em cerimônia realizada em Joanesburgo, na África do Sul.

O evento contou com show de artistas brasileiros.

O presidente da República Luís Inácio Lula da Silva, da Fifa, Joseph Blatter, e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, estiveram presentes à cerimônia.

Além de craques do passado, como Bebeto, Michel Platini e Franz Beckenbauer.

Lula fez discurso descontraído, citando craques de Copas do passado.

Em momento mais sério, o presidente da República garantiu transparência nos gastos públicos com o Mundial.

Mas uma ausência chamou a atenção. O maior ídolo futebolístico de todos dos tempos, o brasileiríssimo Pelé, não estava presente.

O eterno Rei, no lançamento da pedra fundamental do maior espetáculo de futebol a ser realizado no Brasil, não deu as caras.

Mas não foi sua culpa. Simplesmente não foi convidado para a festa.

É especulação, mas a sua ausência deve-se à sua briga com o Comandante-em-Chefe da CBF, Ricardo Teixeira. Com Ricardo no comando da entidade máxima do futebol no país, Pelé é uma pessoa "não grata" nos eventos da FIFA.

Estão achacando o nosso Rei.

Lula, durante a cerimônia, citou diversas vezes o nome do Rei. E depois, em declaração à imprensa, disse que os cargos de dirigentes de entidade de futebol não poderia passar de oito anos.

E posteriormente, informou à FIFA que não participaria da cerimônia da Copa 2010 e nem assistiria à final entre Holanda e Espanha. Disse que estava cansado da viagem.

Seria um recado aos "homens da copa"? Parece que é.

Duvido Lula sair de um evento de tamanha importância para o Brasil por mero cansaço.

Nada ainda foi dito, mas tudo dá a entender que há uma queda de braço entre Lula e CBF/FIFA.

E para temperar ainda mais a salada, a Rede Globo chegou por cima.

No lançamento da logomarca da Copa do Brasil em 2014, a emissora foi protagonista. Até os mestres de cerimônia do evento eram globais.

Tá na hora do povo reagir. Cadê o Pelé!?

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Oportunidade de frio, música, cultura e natureza para quem mora na região geoeconômica de Brasília


Amigos, publico abaixo uma matéria sobre o 10º Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros.

É uma oportunidade para você curtir o frio, música, cultura e a majestosa natureza do serrado, principalmente  para quem mora na região geoeconômica de Brasília.

Começa  no dia 16  e vai até o dia 31 de julho. E pertinho da capital federal, a 250 km.

Curta suas férias pra valer!!

Alto Paraíso vai sediar o 10º Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros


Alto Paraíso de Goiás vai sediar o 10º Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros.




O evento vai ocorrer entre os dias 16 e 31 de julho, na Vila de São Jorge, distrito do município, distante de 250 km de Brasília.

Artistas e grupos culturais de vários estados do Brasil e da própria região da Chapada já confirmaram presença.

A programação conta com oficinas culturais, cantores,  palcos, rodas de prosa e muitos artistas e grupos, a exemplo da Comunidade Kalunga, Catireiros da Chapada dos Veadeiros, Circo Lahete, Fantoche La Fafarria,  Doroty Marques e a Turma que faz, Meninas de Sinhá, Suça de Natividade, dentre outras atrações.

Perto de Brasília, bem ao norte, a região de serrado goiano ocupa uma área de aproximadamente 21 mil km², abrangendo oito municípios: Alto Paraíso, Campos Belos, Cavalcante, Colinas do Sul, Monte Alegre, Nova Roma, São João d`Aliança e Teresina.

A natureza da Chapada dos Veadeiros é estudada por ambientalistas, cultuada pelos alternativos, amada pelos turistas, cantada em verso e prosa pelos escritores, vivida e preservada pelos moradores.

A população do território é de cerca de 60 mil habitantes, dentre eles, o povo indígena Avá-Canoeiro (Minaçu e Cavalcante) e nove comunidades quilombolas, sendo a do Quilombo dos Kalungas (Cavalcante, Teresina e Monte Alegre), a maior área do Brasil e a mais conhecida.

Além disso, a natureza dá um banho.

A diversidade dos seres vivos, a imponência das águas, as minas de cristais e a paisagem espetacular deram motivo à criação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros em 1961, pelo IBAMA, e, mais tarde, ao seu reconhecimento como Patrimônio Natural da Humanidade em 2001, pela UNESCO.

Estudos acadêmicos e inventários estão em vias de patrimonializar as expressões culturais da região, como a Caçada da Rainha (Colinas do Sul). A Chapada, então, é toda Patrimônio, cultural, histórico e natural.

O Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, que é organizado pela Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge desde 2001, evoluiu a partir da experiência do Festival de Cultura da Vila de São Jorge (Alto Paraíso), nascido em 1998.

Simultaneamente, diversas atividades culturais (Shows, Momentos Rituais, Oficinas, Prosas, Encontro de Capoeira e Feira de Oportunidades Sustentáveis), em diferentes espaços (Aldeia Multiétnica, Palco, Igreja, Espaço Dona Chiquinha e Seo Domingos, Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, Espaço Seo Tilu, Espaço Mamulengo, Escola, Galpão do Artesão e Raizama), propiciam, pelos cinco sentidos, uma intensa apreensão e uma vivência profunda das riquezas da Chapada.

De acordo com os organizadores, o evento veio fortalecer as expressões culturais da região, promovendo o intercâmbio  com realidades similares nacionais (Santa Rosa dos Pretos/MA, Povo Kayapó/PA, Povo Krahô/TO, Ganhadeiras de Itapoã e Zambiapunga/BA, Maracatu Leão Coroado/PE, Violas de Cocho/MT, etc.) e com o que é produzido por artistas que atuam em áreas diversas e com diferentes linguagens, de projeção nacional e, até mesmo, internacional, mas sempre ligados à estética das culturas populares e tradicionais (Naná Vasconcelos, Hermeto Pascoal, Siba, Roberto Corrêa, Marlui Miranda, Cordel do Fogo Encantado, etc.)

A organização do Encontro de Culturas mantém um site na internet. Maiores informações no endereço: http://www.encontrodeculturas.com.br/2010/index.php

Encontro Cultural fortalece políticas públicas locais


Segundo os organizadores do 10º Encontro das Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros,  realizou-se uma grande mobilização das lideranças tradicionais.
O melhor exemplo é o Projeto Turma que Faz, coordenado pela arte-educadora Dorothy Marques, para a discussão da realidade sócio-econômica dos Povos e Comunidades Tradicionais da Chapada.

Atuou-se também no fortalecimento das instituições e na introdução de novas formas de associação para a resolução de problemas comuns, através da demanda de políticas públicas mais efetivas e próximas aos anseios da população local.

Atualmente, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região é baixo, de apenas 0,68, demonstrando também baixos indicadores de educação formal, renda e longevidade.


Ainda segundo os coordenaores do projeto, as dificuldades iniciais foram sendo superadas com  políticas mais incisiva, sobretudo na área da cultura, e com o aprendizado proporcionado pela criação do Programa Nacional do Patrimônio Imaterial, gerido pelo IPHAN.

A luta dos organizadores obteve, em grande parte da história do Encontro, o patrocínio da PETROBRAS, via Lei Rouanet, além de outros apoios institucionais, públicos e privados, comos os recebebidos este ano através do Ministério da Cultura.

E mais, com a ascenção da cultura e da área social, como campos estratégicos para as políticas públicas, uma série de outros programas, ações e projetos puderam ser acessados ou discutidos dentro do processo de organização do Encontro, tais  como:

Programa Cultura Viva (Secretaria de Cidadania Cultural), Identidade e Diversidade Cultural: Brasil Plural (Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural), Brasil Quilombola (Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial), Territórios da Cidadania (Ministério do Desenvolvimento Agrário), Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais (Ministério do Meio Ambiente e Ministério do Desenvolvimento Social), o Turismo de Base Comunitária (Ministério do Turismo), o Economia Solidária (Ministério do Trabalho e Emprego), o Arteíndia (FUNAI), dentre outros inúmeros mecanismos.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Abrem-se hoje as inscrições para o MPU. Atenção para as dicas

O Ministério Público da União (MPU) abriu, hoje, as inscrições do concurso público para 593 vagas e mais cadastro de reserva para diversos cargos de analista (nível superior) e técnico (nível médio), em todo o Brasil.

O número de convocados deve ficar muito acima das vagas iniciais, pois uma lei que determina a criação de 6.804 cargos na instituição já está tramitando e pode ser aprovada a qualquer momento. As provas estão marcadas para 11 e 12 de setembro.

A maior demanda deverá ser pelos cargos administrativos, por isso os cursinhos abrirão turmas específicas nessa área, além daquelas voltadas para os conteúdos básicos, comuns a todos os cargos.

Esse tipo de curso de base é para quem vai concorrer tanto em nível médio quanto superior e terá português, informática, direito constitucional, direito administrativo, legislação do MPU e redação, que todos os que forem participar terão de estudar.


Esperava-se que o concurso fosse lançado já com a criação dessas vagas previstas na lei, mas, de qualquer forma, os candidatos devem ficar de olho porque se trata de um cadastro de reserva com possibilidade de nomeação imediata devido à lei, que está em trâmite final de aprovação. 

Outra vantagem do concurso do MPU é o fato de abrir espaço para as mais diversas áreas, desde biomédicas, passando por tecnológicas e humanas.

É bem abrangente e vai ter vaga do fisiatra ao engenheiro.

A maior demanda deverá ser pelos cargos administrativos, por isso muitos cursinhos abrirão turmas específicas nessa área, além daquelas voltadas para os conteúdos básicos, comuns a todos os cargos.

O curso de base é para quem vai concorrer tanto em nível médio quanto superior e terá português, informática, direito constitucional, direito administrativo, legislação do MPU e redação, que todos os que forem participar terão de estudar.

O modelo de questões será “certo ou errado”. Esta fórmula é utilizada para beneficiar quem responde com convicção, evitando que candidatos possam “se dar bem” apenas chutando.

Não haverá pesos nas provas. O total de questões será de 150, cada uma valendo um ponto.

O "bizu" é  rever as matérias já estudadas e fazer muitas questões. 

Se houver ainda alguma matéria que você ainda não estudou, leia-a, pelo menos três vezes, fazendo apontamentos e exercícios.

Isso vai garantir melhor fixação do conteúdo. 

Mas atenção, as três leituras só valem se você tiver tempo disponível.

Do contrário, é bom fazer apenas  uma leitura, com rigorosa atenção.

Boa sorte.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Bilionário Eike Batista doa 2 milhões a Dilma e Serra

Enquanto a reforma política empaca no Congresso Nacional, ano após ano os empresários continuam dando as cartas.

Tradicional mão aberta, o empresário Eike Batista, um dos homens mais ricos do Brasil e que sempre foi caridoso com os políticos, não mediu esforços para fazer um mimo a dois presidenciáveis.

Desta vez, os presentinhos foram para Serra e Dilma. Cada um vai receber R$ 1 milhão para custear a campanha ao Palácio do Planalto.

Ele também vai abrir o cofre para vários candidatos nos estados onde sua empresa atua.

Uma perguntinha besta. O que ele espera em troca desses presentinhos?


Até quando o toma lá dá cá vai pautar a nossa política.

As informações são da Revista Veja.


PS... Segundo a Revista Forbes, o brasileiro Eike Batista, 52 anos, figura na 61ª posição da lista de bilionários do planeta.

Ainda de acordo com a Forbes, o homem mais rico do Brasil foi um dos poucos bilionários que viu sua fortuna aumentar no último ano, em parte por causa da venda da IronX à gigante Anglo American, por US$ 5,5 bilhões.



segunda-feira, 5 de julho de 2010

Uma pergunta que não quer calar. A seleção brasileira recebeu "ordens" no intervalo para entregar o jogo?

Meus amigos, beira à insensatez. Mas uma pergunta é inevitável. A seleção brasileira de futebol recebeu ordens para entregar o jogo à Holanda?

Muitas respostas para a derrota do Brasil na copa do mundo podem ser respondidas em cima de vários aspectos: incompetência e teimosia do Dunga; do pavio curto e lerdeza do Felipe Melo, do "amarelão" generalizado à francesa de todo o time.

Mas como uma equipe, que fez um primeiro tempo espetacular e impecável, volta apática e desorientada depois do intervalo?

Deve ter ocorrido algo muito grave no intervalo do jogo.

Não é mera especulação. Como pode uma defesa tida como a melhor do mundo, e provou ser com o capitão Lúcio no comando, tomar dois gols bobos como aqueles?

Como explicar o nervosismo exagerado de todos os jogadores? até o Robinho, moleque por natureza, estava transtornado.

A Holanda não tem time para ganhar do Brasil. O nosso plantel é muito superior. Não há outra explicação.

Depois dessa Copa de 2010 e daquela de 1998, em que aquele timinho francês venceu o Brasil na final, praticamente nas mesmas circunstâncias, só me vem uma interpretação: a copa do mundo é um grande circo e uma tremenda marmelada!!