terça-feira, 17 de novembro de 2009

Atentado contra a liberdade de imprensa

O juiz Pedro Sakamoto, da 13ª Vara Cível de Cuiabá, proibiu em decisão liminar que dois blogueiros emitam "opiniões pessoais" sobre denúncias movidas pelo Ministério Público Estadual contra José Riva (PP), presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Riva é réu em mais de cem ações de improbidade administrativa por conta de um suposto esquema que, segundo a Promotoria, funcionou entre 1999 e 2002 e desviou mais de R$ 80 milhões da Assembleia.

É por decisões controversas como esta que muitos tendem a criticar o Poder Judiciário, principalmente as canetadas de juízes novos e inexperientes que vez por outra enterram os preceitos de liberdade de expressão e de imprensa, consagrados no Art 5º da Constituição Federal de 1988.

A imprensa e os jornalistas são olhos da sociedade. A partir do momento que determinado cidadão passa a ocupar um cargo público, ele renuncia parte de seus direitos de privacidade para justamente prestar contas à sociedade.

Ainda mais quando este tipo de Administrador Público desvia mais de R$ 80 milhões dos cofres públicos.

A decisão do Juiz, além de ser imatura e imoral, é uma censura à liberdade de imprensa.

Registramos aqui os nossos protestos de blogueiro e jornalista.

A matéria completa da Agência Folha segue abaixo.

Acesse aqui o Blog do Enok: http://paginadoenock.com.br/

Acesse aqui o Blog da Adriana Vandoni http://www.prosaepolitica.com.br/author/adriana-vandoni/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.

Promotoria de Campos Belos e Programa Ser Natureza apoiaram Fica Itinerante

A Promotoria de Justiça de Campos Belos, por meio do Programa Ser natureza, em parceria com as Secretarias Estadual e Municipal de Ed...