terça-feira, 23 de abril de 2019

Municípios das Serras Gerais discutem com governo potencial turístico da região


A Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) realiza nesta quarta-feira, 24, às 9 horas, na sede do órgão, uma reunião com os representantes dos oito municípios que integram a região das Serras Gerais para discutir sobre as ações e o potencial do turismo. 

À noite, no auditório do museu Coluna Prestes, na Praça dos Girassóis, ocorrerá a apresentação cultural e turística das Serra Gerais, a partir das 19 horas.

No primeiro encontro, os participantes apresentarão as demandas dos municípios e o portfólio da região. 

A reunião também servirá para elaboração de um inventário de toda a estrutura turística dos municípios de Arraias, Almas, Aurora, Dianópolis, Lavandeira, Rio da Conceição, Natividade e Taguatinga.

Na pauta, também serão discutidos assuntos relacionados ao diagnóstico da infraestrutura; atualizar a promoção do Estado incluindo as Serras Gerais; viabilização da presença das Serras Gerais em feiras e eventos; valorizar a imagem das Serras Gerais nas plotagens de stands promocionais; fomentar os registros no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur); apoiar o fortalecimento do fórum regional e a participação da região no fórum estadual; sinalização turística, dentre outros.

Memorial

No período noturno, que será realizado no Memorial Coluna Prestes, o presidente da Adetuc, Tom Lyra, ministrará palestra com o tema O papel do Estado na articulação do turismo nas Serras Gerais. 

Já o coordenador da Cadeia Produtiva do Turismo do Sebrae/TO, Alex Veras Dias, e a consultora em Desenvolvimento de Territórios Turísticos do Sebrae/TO, Tatiana Fernandez, apresentarão ações de ordenamento das Serras Gerais.

O potencial turístico da região será o tema apresentado por Roosevelt Moldes, coordenador do curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental da Universidade Federal do Tocantins (UFT), câmpus de Arraias. 

Fernanda Tainã Castro, vice-presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) de Rio da Conceição, dará uma visão geral sobre o trade turístico dos oito municípios. Também estão previstas apresentações culturais, degustação de pratos típicos e exposição do artesanato da região.

Serras Gerais

Localizado na região sudeste do Tocantins, a 360 km de Palmas, a região das Serras Gerais é composta de rios de águas caudalosas, cachoeiras, lagoas, cânions, cavernas, mirantes e vales. Esses locais estão ganhando destaque e integram os novos roteiros de ecoturismo propostos pelo programa de incentivo ao turismo implementado em oito cidades do sudeste tocantinense.

A região está situada entre os municípios de Aurora do Tocantins e Taguatinga. 

As Serras Gerais do Tocantins fazem parte da maior cadeia de serras do Brasil e, além das maravilhas naturais, guardam tradições, arquitetura colonial, história e cultura como as Cavalhadas, as festas do Senhor do Bonfim e do Divino Espírito Santo, entre outras festas folclóricas e religiosas herdadas do colonialismo e da era do ciclo do ouro. (Com informações da assessoria)

Potencial turístico das Serras Gerais é tema de evento em Palmas


Com o tema “Serras Gerais: caminhos a serem percorridos”, a Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), realiza nesta próxima quarta-feira, 24, as 9 horas, na sede do órgão, uma reunião com os representantes dos municípios que integram a região das Serras Gerais. 


No período da noite, a partir das 19 horas, no auditório do museu Coluna Prestes, na Praça dos Girassóis, ocorrerá a apresentação da região turística Serra Gerais.

No primeiro encontro, os participantes apresentarão as demandas dos municípios e a apresentação do portfólio da região. A reunião também servirá para elaboração de um inventário de toda a estrutura turística dos municípios de Arraia, Almas, Aurora, Dianópolis, Lavandeira, Rio da Conceição, Natividade e Taguatinga.

Na pauta, também serão discutidos assuntos relacionados ao diagnóstico da infraestrutura considerando acesso, comunicação (telefonia e internet), Centro de Apoio ao Turista (CAT), secretaria municipal e seu aporte técnico e estrutural, modelo de governança, saneamento, segurança; atualizar a promoção do Estado incluindo Serras Gerais no site, folheteria, vídeos e todos os demais veículos de distribuição da imagem do turismo de Tocantins; viabilização da presença das Serras Gerais nas feiras contando com crachás de expositores para que possam ter acesso a rodadas de negócios e outras articulações; valorizar a imagem das Serras Gerais nas plotagens de stands promocionais; fomentar os registros no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur); apoiar o fortalecimento do fórum regional e a participação da região no fórum estadual; sinalização turística, dentre outros.

Participam da reunião representantes dos oito municípios que compõem a região das Serras Gerais; representante do curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental-UFT/Arraias; Sebrae, Senac, além de representantes da Associação Brasileira de Agencia de viagens (ABAV/TO); Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Tocantins (ABIH/TO); Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet/TO); Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/TO); Associação dos Profissionais de Turismo do Estado do Tocantins (Aprotur); Associação Tocantinense de Turismo Receptivo (ATTR); Pesca Esportiva do Tocantins; dentre outros.

Memorial

No evento do período noturno, o presidente da Adetuc, Tom Lyra, ministrará palestra com o tema “O papel do Estado na articulação do turismo nas Serras Gerais”. Já o coordenador da Cadeia Produtiva do Turismo do Sebrae/TO, Alex Veras Dias, e a consultora em desenvolvimento de territórios turísticos do Sebrae, Tatiana Fernandez, apresentarão ações de ordenamento das Serras Gerais.

O potencial turístico da região será o tema apresentado por Roosevelt Moldes, coordenador do curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental da UFT/Arraias.

Fernanda Tainã Castro, vice-presidente do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) de Rio da Conceição, dará uma visão geral sobre o trade turístico dos oito municípios.

Também estão previstas apresentações culturais, degustação de pratos típicos e exposição do artesanato da região, com apoio do Sebrae/TO.

Serras Gerais

Localizado na região sudeste do Tocantins, a 360 km de Palmas, a região das Serras Gerais é composta de rios de águas caudalosas, cachoeiras, lagoas, cânions, cavernas, mirantes e vales. 

Esses locais estão ganhando destaque e integram os novos roteiros de ecoturismo propostos pelo programa de incentivo ao turismo, implementado em dez cidades do sudeste tocantinense.

A região está situada entre os municípios de Aurora do Tocantins e Taguatinga. As Serras Gerais do Tocantins fazem parte da maior cadeia de serras do Brasil e, além das maravilhas naturais, guardam tradições, arquitetura colonial, história e cultura como as Cavalhadas, as festas do Senhor do Bonfim e do Divino Espírito Santo, entre outras festas folclóricas e religiosas herdadas do colonialismo e da era do ciclo do ouro.

Programação

19h às 20h

· Abertura

· Apresentação: A Região Turística - Serras Gerais

· O Trade Serras Gerais – Um representante do Trade

· Ações de ordenamento das Serras Gerais - Sebrae/TO

· O Potencial Turístico – UFT/Arraias

· O papel do estado na articulação do turismo nas Serras Gerais – Tom Lyra

20h às 21h30 - Apresentação cultural:

· Teatro – Retalhos de Arte – Rio da Conceição

· Capoterapia – Dianópolis

· Suça – Natividade

· Orquestra Sanfônica e Catarina – Arraias

· Catira - Almas

21h30 às 22h30 - Degustação/artesanato


Fonte: Surgiu

Campos Belos (GO): Escola Superior da Advocacia de Goiás leva para o interior palestras sobre ônus da prova e aspectos polêmicos da reforma da Previdência



O professor e advogado Paulo Sérgio Pereira da Silva estará em várias cidades do interior esta semana para a palestra sobre audiência e ônus da prova no Processo Civil. 

As palestras fazem parte da programação de eventos promovidos pela Escola Superior da Advocacia de Goiás (ESA), que começa a semana com a palestra Educação Financeira e Investimentos, com o professor Henrique Câmara, nesta segunda-feira (22), às 19 horas, na ESA, no Setor Sul, em Goiânia.

No dia 23, Paulo Sérgio estará na subseção de Posse, às 19 horas. No dia seguinte, no mesmo horário, é a vez de Campos Belos receber o profissional no fórum local. 

 No dia 25, das 09h às 12h, Paulo Sérgio estará em Alvorada do Norte. À noite, a partir das 19 horas, é a vez de São Domingos receber a palestra.

A ESA também reservou esta semana para levar a palestra Aspectos Polêmicos da Reforma da Previdência para várias cidades do interior e com palestrantes diferentes: Rodrigo Mariano, Marly Marçal, Alexandre Nascimento Pinheiro, Delzira Menezes, Jefferson Maleski.

Confira a programação da semana

Evento em Goiânia
– Data: 22/04/2019
– Tema: Educação Financeira e Investimentos
– Professor: Henrique Câmara
– Horário: 19h
– Local: ESA

Evento em Caldas Novas, Goiás, Goiatuba, Jataí, Posse, Rio Verde, Santa Helena de Goiás, São Luís de Montes Belos

– Data: 22 a 25/04/2019
– Tema: Processo de conhecimento – temas atuais e controvertidos
-Professor: Claudio cintra zarif, Cláudia elisabete schwerz, Luís eduardo simardi fernandes, Anselmo prieto alvarez
– Horário: 19h
– Local: Subseções
http://www.oabgo.org.br/esa/eventos/subsecoes/22-a-25-04-aasp-processo-de-conhecimento-temas-atuais-e-controvertidos/

Evento em Posse

– Data: 23/04/2019
– Tema: Audiência e ônus da prova no Processo Civil
-Professor: Paulo Sérgio Pereira da Silva
– Horário: 19h às 22h
– Local: Subseção
http://www.oabgo.org.br/esa/eventos/subsecoes/23-04-posse-audiencia-e-onus-da-prova-no-processo-civil/

Evento em Campos Belos

– Data: 24/04/2019
– Tema: Audiência e ônus da prova no Processo Civil
-Professor: Paulo Sérgio Pereira da Silva
– Horário: 19h às 22h
– Local: Fórum
http://www.oabgo.org.br/esa/eventos/subsecoes/24-04-campos-belos-audiencia-e-onus-da-prova-no-processo-civil/

Estudantes do DF que desapareceram em trilha em Planaltina (GO) são encontrados



Bombeiros iniciaram na manhã desta segunda-feira (22) uma operação de busca de nove pessoas que desapareceram no domingo (21), após saírem para fazer uma trilha em Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal.

Cerca de dez horas depois do comunicado desaparecimento às autoridades, familiares informaram que o grupo conseguiu chegar à fazenda que era o ponto final do percurso por volta das 13h desta segunda-feira.

O grupo – formado por oito estudantes e o pai de um dos jovens – tinha começado a trilha na sexta-feira (19), na Cachoeira do Indaiá. No domingo, por volta das 15h, eles iniciaram um novo percurso e deveriam chegar ao destino final quatro horas depois – o que não ocorreu.

Entenda

A família de Gabriel Siqueira de Sousa Breves – um dos jovens que integrava o grupo – acionou o Corpo de Bombeiros por volta das 3h30 desta madrugada. O rapaz tem 22 anos, mora no Guará, região do DF, e é estudante da Universidade de Brasília (UnB).

A irmã de Gabriel, Maria Clara Siqueira, contou que os jovens saíram na última sexta-feira (19) para um acampamento. O grupo estaria sem sinal de celular.

Segundo ela, no domingo, o plano do grupo era sair às 15h do município de São Gabriel (GO) com destino à Cachoeira Água Fria. Depois, eles voltariam para Brasília.

Como Maria Clara não recebeu notícias do irmão, decidiu pedir ajuda ao Corpo de Bombeiros para localizar os rapazes.

Buscas

De acordo com o tenente do Corpo de Bombeiros de Goiás João Paulo Pereira Santos, que auxiliava na logística das buscas, as equipes iniciaram a operação no início da manhã. Participaram 15 bombeiros, um helicóptero e dois cães.


Militares da Polícia Militar do DF também ajudaram no resgate. À reportagem, o capitão da PMDF Marcus Werneck disse que grupo estava muito cansado:

"Ao ouvir o som da aeronave da PM, o grupo começou a acenar e seguir o sentido do helicóptero. Eles estavam cansados e tinham caminhando por um terreno muito difícil. Isso dificultou a chegada no horário final previsto".

Fonte: G1

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Em Campos Belos (GO), o Força Jovem, de Lavandeira (TO), empata com o Interporto, de Porto Nacional (TO), pelo Tocantinense da primeira divisão


Apesar das inúmeras oportunidades de gols para o Força Jovem, de Lavandeira (TO), o jogo foi morno, assim como o resultado, contra o Interporto, de Porto Nacional (TO), pela 4ª rodada da 1ª divisão do campeonato estadual do Tocantins. 


O duelo ocorreu no estádio Xeco, em Campos Belos, nordeste de Goiás, divisa com o Tocantins.  

Na partida, nada de gols. Resultado ruim para Força Jovem, mandante, e Interporto, visitante. Ambos permanecem nas últimas posições do Grupo A. 

Apesar disso, com um ponto a mais, o Força está indo à segunda fase.

Em relação ao estádio, que deve continuar a receber outros jogos, houve reclamações dos jogadores contra o estado duro do gramado. 

Há que se tomar algumas ações para se bem receber os próximos jogos.  

Essa oportunidade é única para o desporto regional. 

Por isso, não se deve desperdiçar qualquer oportunidade, inclusive de visibilidade institucional do município. 

Acompanhe acima a reportagem, com o repórter Célio Carlos.




“Não precisamos de mais um nome para o Entorno, precisamos é fazer a Ride funcionar”, diz Caiado


O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), durante encontro com prefeitos de Goiás e Minas Gerais, criticou Medida Provisória que cria a Região Metropolitana do Distrito Federal, abrangendo cidades goianas do Entorno da Capital Federal.

“Não precisamos de mais um nome, precisamos é fazer a Ride funcionar”, disse.

Em Águas Lindas, Caiado se encontrou com prefeitos do que é chamada hoje de Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride). 

Ela foi criada por lei, há 20 anos, e composta atualmente pelo Distrito Federal, por 29 municípios de Goiás, e quatro de Minas Gerais.

“Eu estou com dificuldade de entender porque vamos abandonar uma Lei que existe desde 1998, a da Ride, para embarcar num projeto de metrópole sem dotação orçamentária. 

Esse projeto de Lei não apresenta nenhum fundo financeiro para financiar a metrópole. Onde é que está a dotação orçamentária?”, argumentou.

Caiado ressaltou também que uma das principais vantagens da Ride é a participação do governo federal, que, assim, assume suas responsabilidades por todas as questões sociais desencadeadas pela instalação da capital do país no Centro-Oeste: 

“Se você cria uma Capital, claro que vai se criar uma região de entorno, porque a Capital é o centro administrativo do país. Acontece um crescimento desordenado em volta do centro do Poder, com todos os problemas sociais e urbanísticos que a população do Entorno conhece muito bem”.

A Ride, segundo Caiado, foi abandonada durante os governos do PT, mas é o instrumento mais adequado para a construção de soluções concretas para os municípios do Entorno, inclusive porque permite que as três esferas do Executivo – municipal, estadual e federal – trabalhem conjuntamente, com total respeito à autonomia de cada ente.

“Com a retomada da Ride, podemos ter a presidência da República, diretamente com a Casa Civil, sentada com os governos de Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal, e com todas as prefeituras da região. As matérias têm que ser tratadas pelos governantes nesses três níveis de Poder. Vocês querem ser comandados por Brasília, ou trabalhar junto com o presidente da República para achar soluções reais?”, alertou.

Nesse sentido, o governador lembrou seu bom trânsito junto ao governo federal e acentuou que não precisa de interlocutores para falar com o presidente da República e seus ministros: “Não abro mão do comando de Goiás. Não tenho que discutir problemas do Entorno a não ser com quem a Lei (da Ride) determina”, assinalou.

Ele sugeriu aos prefeitos uma agenda imediata com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para negociar a retomada da Ride e defendeu o direcionamento dos recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) para resolver os problemas mais graves dos municípios do Entorno.

Caiado lembrou que o DF tem o maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), a maior renda per capta do Brasil e um financiamento a fundo perdido, de R$ 14 bilhões, pela condição de capital federal, enquanto muitas cidades do Entorno convivem com a extrema pobreza.

“A norma constitucional diz claramente que o fundo só deve ser usado para combater desigualdades. Não é justo que Brasília tenha uma parcela do FCO em detrimento de regiões que foram superpovoadas. Eu acredito em iniciativa com verdadeiro espírito público, ou seja, pra dividir com quem não tem; aí tudo bem”.

União de esforços


Anfitrião do encontro, o prefeito de Águas Lindas, Hildo do Candango, agradeceu ao governador por sua presença e esclarecimentos, e conclamou os demais prefeitos a “apoiarem o governo, aproveitarem sua experiência, liderança e trânsito junto ao governo federal na busca de mais recursos para os municípios goianos”.

“Nunca tivemos um governador com a experiência que o senhor tem. Concordo com Ronaldo Caiado porque nós já temos a Ride. O que quero é atender a população na minha cidade, sem que ela tenha que buscar serviços em Brasília. O Distrito Federal tem que entender isso”, afirmou o prefeito de Unaí, Branquinho.

“Eu prego que 20% do FCO destinado ao Distrito Federal sejam redirecionados aos municípios do Entorno e que a gestão do fundo seja feita pelos prefeitos”, destacou o prefeito de Arinos, Carlos Alberto. “Estamos firmes, juntos, e agora é governar”, afirmou o prefeito de Planaltina de Goiás, Eles Reis de Freitas.

Vice-prefeito de Flores de Goiás, Wagner Brito também ressaltou a boa relação do governador Ronaldo Caiado com o governo do presidente Jair Bolsonaro, o que deve render bons frutos para o Estado. Segundo ele, “Caiado é o maior abre-alas que já existiu em Goiás, e agora temos o privilégio de tê-lo como governador”.

O deputado estadual Diego Sorgato, que representa a região do Entorno na Assembleia Legislativa, também participou da reunião e se mostrou otimista após o encontro com o governador. “Hoje é um dia animador, contando com a liderança do senhor, Ronaldo Caiado, para nos representar em Brasília.”

Caiado encerrou sua fala deixando claro que está atento às demandas dos municípios goianos e enfatizou que o Entorno será eixo estratégico de sua gestão. “Só acredito em desenvolvimento que enfrenta as dificuldades regionais. Vamos priorizar os municípios do Entorno fazendo do jeito certo e de mãos dadas com os prefeitos e o governo federal”, frisou.

O governador reafirmou ainda que sua gestão é voltada, em primeiro lugar, para o cuidado com a parcela da população mais carente e que, nesse sentido, já deu início à política de combate à desigualdade, com foco no Entorno e no Nordeste Goiano, por meio do Índice Multidimensional de Carência das Famílias Goianas (IMCF). “Desenvolvimento, pra mim, é quando seu Estado tem o menor índice de desigualdade do País”, acentuou.

Ele apresentou aos prefeitos um levantamento feito pelo Gabinete de Políticas Sociais, comandado pela primeira dama do Estado, Gracinha Caiado, dos recursos federais nas áreas de Assistência Social e Saúde que estão parados nas contas das prefeituras do Entorno, carecendo de projetos para que sejam utilizados. O governador afirmou aos prefeitos que terá uma equipe técnica à disposição das cidades que fazem parte da Ride para ajudar na efetiva captação desses recursos, que, sem projetos adequados, serão devolvidos ao caixa da União.
Ride

A Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno foi criada pela Lei Complementar nº 94, de 19/02/1998. Foi modificada pela Lei Complementar nº 163, de 14/06/2018, quando foram acrescidos novos municípios goianos.

Os municípios goianos que compõem a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride) são: Abadiânia, Água Fria de Goiás, Águas Lindas de Goiás, Alexânia, Alto Paraíso de Goiás, Alvorada do Norte, Barro Alto, Cabeceiras, Cavalcante, Cidade Ocidental, Cocalzinho de Goiás, Corumbá de Goiás, Cristalina, Flores de Goiás, Formosa, Goianésia, Luziânia, Mimoso de Goiás, Niquelândia, Novo Gama, Padre Bernardo, Pirenópolis, Planaltina, Santo Antônio do Descoberto, São João D’Aliança, Simolândia, Valparaíso de Goiás, Vila Boa e Vila Propício.

Fonte: Assessoria do Governo de Goiás

Hospital de Aparecida abre 124 vagas de empregos


O Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMMAP) abriu inscrições para selecionar 124 profissionais de diversas áreas para contratação imediata e outras para cadastro de reserva. 

Os postos de serviço são para nível médio e superior e diversificados em áreas de saúde, administrativa e de apoio.

Segundo a diretora-geral do HMAP, Lázara Mundin, são ofertadas vagas para cargos distintos como técnico em enfermagem, técnico em segurança do trabalho, odontólogo, fonoaudiólogo, fisioterapeuta e pessoal administrativo em várias especialidades.

"A seleção acontecerá nas próximas semanas e a contratação é imediata", explicou. Os interessados podem se inscrever pelo site: 

Francielle Braz lança livro sobre Divinópolis de Goiás



Por Francielle Braz,

Escrever um livro é algo extraordinário. Eu passei quase quatro anos pesquisando sobre os aspectos regionais, políticos e geográficos que envolvem a pequena Divinópolis de Goiás. 

Fui em busca da identidade desses tantos sujeitos do cantinho do Nordeste Goiano. O trabalho contou com apoio de muitas pessoas. 

E nesse momento final preciso vender Vale-livros para conseguir publicar essa linda e grandiosa obra, pois não conto com nenhum apoio financeiro. Conto com apoio de todos para conseguir publicar essa obra. 

Caso queira ajudar adquira um Vale- livro por apenas 20,00.

O lançamento está previsto para o dia 22 de Junho às 16h no Clube Monjolo em Divinópolis de Goiás. Francielle Rego. Contato 62 998362522.

Alto Paraíso (GO): ciclistas pedem roçagem de pistas





Por Clesia Mattos, 

Desejo fazer um pedido em nome de todos os ciclistas de Alto Paraíso-GO.

Nós usuários da ciclovia que utilizam o trecho da rodovia GO-239, até São Jorge, pedimos a roçagem à beira das estradas.

O capim está imenso, tomando conta da ciclovia. Pedimos, por gentileza, ao departamento de limpeza do município ver o que se pode fazer.

Realizando o Serviço ou solicitando aos órgãos competentes para que o faça.

É urgente o pedido, tendo vistas vidas estarem em perigo iminente.

Posse (GO): IF Goiano tem processo seletivo aberto para Professor Substituto


O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano (IF Goiano) tem processo seletivo aberto para Professor Substituto. A seleção é regulada pelo Edital nº 17/2019.

A oportunidade é aberta na áreas de Informática, devendo o interessado possuir graduação na área de Informática. O vencimento básico oferecido é de R$ 3.121,76. A lotação do aprovado será feita no Campus Posse.

Inscrições devem ser efetivadas no https://www.ifgoiano.edu.br, com prazo final marcado para esta segunda-feira, 22, até 23h59min. A taxa de participação ficou definida no valor de R$ 50,00.

Os candidatos serão classificados através de prova de desempenho didático e avaliação de títulos. 

A aplicação da etapa didática ocorrerá na data de 30 de abril de 2019, no Instituto Federal Goiano - Posse, localizado às Margens da Rodovia GO - 453, KM 2,5, Fazenda Vereda do Canto, Distrito Agroindustrial, Posse, Goiás.

É responsabilidade do candidato conferir a íntegra do edital e acompanhar possíveis mudanças nas datas e demais itens.

O processo seletivo terá validade de 03 meses, podendo ser prorrogado por igual período.

edital processo seletivo

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Força Jovem fará domingo histórico em Campos Belos (GO)



"Boa noite,


A população de Campos Belos, tem a oportunidade de fazer uma grande festa, querendo ou não é um fato novo no Campeonato Tocantinense. Pela informação que tenho é a primeira vez que um time que disputa a 1° Divisão que disputará uma partida fora do estado do Tocantins. 

Campos Belos tem a oportunidade de fazer uma grande festa, a impressa do Estado de Tocantins vai esta falando da cidade de Campos Belos. 

É hora de todos os dirigentes de time tanto da cidade como da zona rural fazer um esforço é incentivar a todos para estar presente. 

Creio que é a primeira vez que o Estadio XECO recebe uma partida de 1° Divisão, os treinadores de nossa cidade e região terão a oportunidade de vez como atua e se comporta um técnico de 1° Divisão de um Campeonato Estadual que visa a Copa do Brasil. 

Pois sabemos que a equipe Campeã vai para a Copa do Brasil. 

Fica aqui o meu chamamento para toda a população de Campos Belos para comparecer é encher o Estádio. O nosso Estádio está apto para 3.000 torcedores."

Divino Nascimento 

Escola Agrícola de Arraias emite Nota de Esclarecimento


NOTA DE ESCLARECIMENTO

Senhores pais, alunos e comunidade escolar:

Esclarecemos à todos que nessa terça feira (16/04) foi creditado na Conta Alimentação da Escola Agrícola de Arraias, recursos oriundos do Governo Federal (FNDE) que nos permitem a retomada das atividades conforme combinado em 12/04, na dispensa dos alunos.

Informamos que através de esforços empreendidos pela Secretaria Estadual de Educação/Diretoria Regional de Educação de Arraias/Unidade Escolar (UE), tivemos a confirmação por parte do Tesouro Estadual da normalização dos repasses de 2019, programado para ocorrer na terça feira dia 23/04, fazendo cumprir o cronograma de desembolso mensal à Escola.

Seguimos com nossas atividades, reiterando o compromisso público de ofertar Educação Profissional de qualidade às Comunidade rurais das várias regiões do Estado do Tocantins.

Agradecemos os apoios que chegaram de várias formas e lugares, seja via rede social e ou através de doações vindas de servidores, pais, instituições religiosas, comércio local e parceiros da Escola. Isso demonstra a importância da Escola Agrícola de Arraias às Comunidades locais.

Contamos com a compreensão da Comunidade Escolar no sentido da reposição dos dias em que as aulas foram suspensas, evitando prejuízos nos conteúdos programados. Conclamamos aos pais e responsáveis para que possam enviar seus filhos domingo dia 21/04, evitando assim que percam aulas na retomada segunda feira dia 22/04.

Por fim, deixamos nossos agradecimentos ao Professor Leonardo Victor dos Santos e equipe pelo compromisso que tem demonstrado a UE desde que assumiu a Diretoria Regional de Educação de Arraias em 2018. Em especial nesse episódio que ora se encerra.

Assinam essa nota:

Professora Cristiane de Oliveira Araújo – Secretária Escolar;
Professora Veronice Pereira da Costa – Presidente da Associação de Apoio Escolar;
Professora Maria Lúcia Ferreira Barbosa – Coordenadora Pedagógica;
Professor Valmir Crispim dos Santos – Coordenador de Curso Profissionalizante;
Professora Janaína Nunes de Oliveira – Coordenadora Pedagógica

Polícia Militar do Tocantins decide cancelar concurso público após comprovar evidências de fraude


Um envelope de provas previamente cortado em uma das salas na qual o concurso público da Polícia Militar (PM) foi realizado no município de Arraias foi determinante para que a comissão organizadora pedisse a rescisão contratual unilateral com a empresa Assessoria em Organização de Concursos Públicos LTDA (AOCP). 

As suspeitas foram comprovadas por meio de uma perícia realizada no envelope, na qual se constatou que o mesmo foi, propositalmente, rompido.

Após conclusão de toda a fase legal do processo administrativo instaurado pela PM, com direito à ampla defesa por parte da AOCP, banca responsável pelo certame do Curso de Formação de Soldado (CFSd) e Curso de Formação de Oficiais (CFO), a decisão foi repassada para o comandante-geral, coronel Jaizon Veras Barbosa, que determinou a rescisão do contrato com a empresa.

A decisão da PM de cancelar o concurso para CFSd e CFO foi anunciada durante entrevista coletiva na sede do Comando Geral, em Palmas, nesta terça-feira, 16, que contou com a participação do secretário de Estado da Comunicação João Neto; e dos membros da comissão do concurso tenente coronel Honorato Mello; coronel Jefferson Nunes Alecrim; e da tenente coronel Lorena Alfonso, que também participou do processo administrativo.

“A empresa incorreu no descumprimento de cláusulas contratuais que envolvia a segurança dos envelopes e a quebra de sigilo, por conta disso, houve a decisão pela recisão do contrato e, consequentemente, pelo cancelamento do concurso”, explicou o secretário João Neto.

A publicação completa da decisão também será feita na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira.

Resgate Histórico

O certame da Polícia Militar foi lançado ainda na gestão passada, no dia 8 de janeiro de 2018. Antes da sua realização, o Governo fez um estudo sobre o quantitativo de vagas deficitárias na corporação e enviou cartas convite para duas grandes empresas de concurso público no País, que declinaram da proposta.

Após isso, um processo de licitação foi aberto para contratação de uma empresa especializada em concurso público, seguindo os trâmites previstos na Lei Federal nº 8.666/93. A vencedora do processo licitatório foi a AOCP LTDA.

O contrato com a empresa contemplava a realização do concurso para soldado e o oficial, nas quatro fases estabelecidas, sendo a primeira fase a parte intelectual (provas escritas), realizada no dia 11 de março de 2018; a segunda o exame de capacidade física; a terceira a avaliação médica, psicológica e odontológica; e a última parte a de investigação social.

O certame da Polícia Militar ofereceu 1.000 vagas para soldados e 40 para oficiais, contando com 86.523 inscrições deferidas. A primeira etapa das provas foi realizada no dia 11 de março de 2018, em 17 municípios do estado.

Investigações

Após a realização do concurso, várias suspeitas foram levantadas sobre possíveis irregularidades que teriam ocorrido nos municípios de Palmas, Araguaína e Arraias. 

Na Capital, a ocorrência dizia respeito a um celular que foi apreendido no Colégio Darcy Ribeiro, após emissão de sinal sonoro. Já em Araguaína, na Faculdade Católica Dom Orione, um aparelho de celular foi apreendido dentro de um banheiro. Em ambos os casos, havia suspeitas de um suposto vazamento de informações e de um possível repasse de gabarito a candidatos.

Também estavam sob investigação uma suposta substituição de prova de uma candidata em virtude da mesma ter marcado no gabarito o número errado da prova. O fato teria ocorrido em Araguaína, na Escola Estadual Marechal Rondon. 

No mesmo local, uma fiscal de prova teria alertado uma candidata da ausência de título em sua redação, possibilitando que a mesma fizesse a correção.

Além dos fatos citados acima, havia ainda a apuração de uma possível violação do envelope de provas ocorrida no Câmpus da Universidade Federal do Tocantins (UFT), em Arraias. 

O corte no envelope, segundo a perícia realizada, possibilitava que uma das provas pudesse ter sido retirada do pacote. Na ocasião, nenhum dos candidatos presentes na sala quis atestar a inviolabilidade do envelope de provas.

Em março de 2018, com a cassação do então governador Marcelo Miranda e da sua vice-governadora, Claudia Lelis, o Ministério Público do Estado (MPE) acionou a Justiça para que o concurso fosse suspenso, proibindo assim o ex-gestor a dar continuidade ao certame e assinar novos atos que pudessem ser contestados posteriormente.

O pedido foi aceito pela Justiça estadual, que no final do mês de março de 2018, ainda na gestão anterior, determinou a suspensão do concurso, decisão que durou até o mês de novembro do mesmo ano. Por outra via, o MPE havia aberto um inquérito junto à Polícia Civil do Tocantins para investigar as suspeitas de irregularidades do certame.

O inquérito civil contra as irregularidades no certame da PM foi desencadeado na Operação Aleteia, deflagrada pela Polícia Civil de Araguaína em junho de 2018. 

Na investigação concluída em outubro do ano passado, os delegados encontraram 35 números de telefone que teriam recebido os gabaritos das provas.

De acordo com o relatório de conclusão do inquérito civil, o concurso "foi alvo de uma fraude engendrada por um grupo criminoso extenso, composto por integrantes de diferentes estados".

Além de recomendar a anulação do concurso da PM, para soldados, o MPE ofereceu, no mês de dezembro do ano passado, denúncia criminal contra 19 pessoas por associação criminosa e participação em fraude no concurso da Polícia Militar.

Para o MPE, não havia dúvidas da impossibilidade de continuidade do concurso público, uma vez que quase 70 mil candidatos foram prejudicados pela divulgação ilícita do gabarito da prova, além do risco da Polícia Militar aceitar em seus quadros candidatos com reputação criminosa.

Acionada pelo MPE, a Polícia Militar, por meio do seu comandante, coronel Jaizon Veras Barbosa, delegou à comissão responsável pelo concurso que instaurasse um processo administrativo para apuração de suposto descumprimento de obrigações contratuais por parte da empresa AOCP.

O processo administrativo aberto pela PM em novembro de 2018 deu amplo direito de defesa à empresa AOCP. Essa medida foi adotada para que as decisões tomadas sobre o concurso público não viessem a ser prejudicadas futuramente por vícios no processo.

Antes da decisão de cancelar o concurso, o mesmo já estava suspenso por decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), desde abril de 2018. O órgão alegou na época que o Estado registrava gasto com pessoal acima do permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e que havia deixado de enviar informações sobre a realização do certame.

De acordo com a PM, nenhum valor foi pago ainda à AOCP LTDA. Com o cancelamento do concurso, o contrato firmado entre a empresa e a PM será rescindido e a banca deverá sofrer as penalidades previstas na Lei nº 8.666/1993.

No dia 29 de janeiro deste ano, a AOCP de maneira unilateral divulgou o boletim de desempenho das provas objetivas. Na época, a organização do concurso notificou a empresa pela irregularidade, já que o certame encontrava-se suspenso.

Próximos Passos

A partir do cancelamento do contrato com a empresa AOCP LTDA, o Governo do Tocantins vai providenciar a devolução do dinheiro da taxa de inscrição para todos os candidatos do concurso.

A Polícia Militar iniciará um novo estudo para verificar o quantitativo de vagas necessário para o seu quadro de CFSd e CFO, além da capacidade de contratação do Estado devido à Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Após essa fase, uma comissão será montada para realizar o Termo de Referência que vai resultar no processo licitatório para contratação de uma nova empresa para realizar o certame. As etapas ainda não possuem datas definidas para acontecer.

Neste período, conforme o Governo do Tocantins, o trabalho realizado pela Polícia Militar será intensificado em todo estado com a designação de policiais militares do serviço administrativo para rua, além de pagamento de horário extraordinário para que os policiais trabalhem durante a sua folga, preenchendo temporariamente a necessidade de um maior efetivo para garantir a segurança da população.

Fonte: Governo

CBF libera mais seis jogadores do Força Jovem. Próxima partida será em Campos Belos, contra o perigoso Interporto, de Porto Nacional





Mais seis atletas foram liberados pela CBF para atuar pelo Força Jovem, de Lavandeira (TO), para o jogo contra o Interporto, de Porto Nacional (TO), no estádio Xeco, em Campos Belos (GO).


Entre os jogadores, está Anderson Negrão, que fará a sua estréia Domingo, jogando em sua casa, em Campos Belos.

A presença de Negrão é mais um aperitivo para o torcedor campobelense.

Outro jogador já liberado é Nego Dé, que junto com Rafael Arraias, representa a Cidade das Colinas (Arraias). 

Ambos veem encorpar a equipe do Força Jovem para esse terceiro e importante jogo na competição.

Agora é chamar a torcida para ser aquele fator extracampo importante, a ponto de desequilibrar o duelo. 

30 anos para ficar proto: O Homem que Matou Dom Quixote’ estreará nos cinemas brasileiros





Em maio, o filme “O Homem que Matou Dom Quixote” finalmente estreará nos cinemas brasileiros, após quase três décadas em produção. 


A gloriosa aventura, recheada de comédia e com um toque certo de drama e fantasia, conta a história de Toby, um diretor de cinema desiludido que é levado para uma aventura onde fantasia e realidade se misturam quando um sapateiro espanhol que acredita ser Dom Quixote o confunde por Sancho Pança.

Desde que o diretor e roteirista Terry Gilliam ("Monty Python em Busca do Cálice Sagrado", "O Mundo Imaginário do Doutor Parnassus", "Os 12 Macacos", "Brazil: O Filme") teve a ideia para a obra, baseada no icônico livro de Miguel de Cervantes, foram incríveis 30 anos até que ela ficasse pronta. 


Durante esse período, foram nada menos que dez tentativas de realização do projeto e um número ainda maior de problemas enfrentados, em uma das produções mais conturbadas da história do cinema.

“O Homem que Matou Dom Quixote” fez parte da seleção oficial do Festival de Cannes e também da Mostra Internacional de São Paulo. Adam Driver (“Star Wars”, “Infiltrado na Klan”, “Girls”) vive o protagonista Toby, enquanto no papel de Dom Quixote está Jonathan Pryce (“Game Of Thrones”, “A Esposa”, “Piratas do Caribe”). Completam o elenco Olga Kurylenko, Stellan Skarsgärd e Joana Ribeiro.


Sinopse

Um velho sapateiro espanhol que acredita ser Dom Quixote confunde Toby, um arrogante diretor de comerciais, com seu escudeiro Sancho. 

Ao longo de suas hilárias e cada vez mais insanas aventuras, Toby se vê preso nas absurdas alucinações do sapateiro, ao mesmo tempo em que é forçado a confrontar as trágicas consequências de um filme que fez em sua juventude e que destruiu a vida de um pequeno vilarejo na Espanha. 

Enfrentando seus demônios reais e imaginários, ele precisará salvar Dom Quixote de sua loucura e iminente morte.

Ficha técnica: O Homem que Matou Dom Quixote

Estreia: 30/05/2019

TRAILER OFICIAL

Gêneros: Aventura, Comédia, Drama

Duração: 132 min

Países: Espanha / Bélgica / França / Portugal / Reino Unido

Direção: Terry Gilliam

Roteiro: Terry Gilliam, Tony Grisoni

Elenco: Adam Driver, Jonathan Pryce, Olga Kurylenko, Stellan Skarsgärd, Joana Ribeiro

Crea-GO e Prefeitura de Flores de Goiás assinam termo de cooperação técnica



O presidente do Crea-GO, Eng. Francisco Almeida, e o prefeito de Flores de Goiás, Jadiel de Oliveira, assinaram, na tarde de hoje (16/4), em reunião realizada na sede do Crea-GO, termo de cooperação técnica com foco na fiscalização de obras e serviços relativos ao Sistema Confea/Crea no município, a partir do compartilhamento de informações entre os acordantes. 

A parceria firmada visa ainda à realização de ações que protejam a população e ofereçam qualidade de vida ao cidadão florense.

Além de Francisco Almeida e Jadiel de Oliveira, também participaram da reunião a secretária de Agricultura, Tatiana Agostinho; a vereadora Naiza Gualberto; a assessora da Câmara Juliana Cunha; e Vitor Moreira, diretor administrativo da Prefeitura. 

Pelo Crea-GO, o assessor institucional de Políticas Públicas Eng. Civ. Victor Resende; o gestor do Departamento de Fiscalização, Eng. Mec. Walter Santana; e o líder da Área de Gestão de Convênios, Eng. Contr. Autom. Roger Barcellos, também estiveram presentes. Flores de Goiás é a 43ª prefeitura a assinar o acordo com o Crea.

Com a assinatura do acordo, a Prefeitura de Flores de Goiás, polo produtor de arroz no Estado, se torna responsável por solicitar Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs) das obras/serviços da área tecnológica iniciados no município; e o Crea, por auxiliar a prefeitura na fiscalização das obras e serviços públicos e privados da Engenharia e da Agronomia. 

Por meio do acordo, o Crea-GO também disponibiliza à Prefeitura acesso aos programas “Casa Própria”, “Horta Caseira Sustentável”, “Calçada Acessível”. 

O município de Flores de Goiás também foi o primeiro a receber uma cópia simplificada do Código de Obras elaborado pelo Crea.

Para o presidente Francisco Almeida, o objetivo do Crea-GO, ao firmar termos de cooperação técnica com prefeituras goianas, é auxiliar no desenvolvimento sustentável dos municípios de todo o Estado de Goiás. 

“O Crea, enquanto instituição da Engenharia, tem compromisso com o desenvolvimento sustentável de Goiás e, com essas parcerias, queremos ajudar a promover o crescimento ordenado dos municípios goianos, incluindo, agora, Flores de Goiás. 

Ter acesso a informações que tornarão a fiscalização do exercício profissional na região ainda mais eficaz e eficiente é uma contrapartida que o Crea espera, para que possa, também, proteger a comunidade local”, frisou o presidente.

Já de acordo com o prefeito Jadiel de Oliveira, o acordo com o Crea é uma conquista para a Prefeitura de Flores de Goiás e toda sua população. 

“Os projetos aos quais passamos a ter acesso com a assinatura vão beneficiar toda a nossa cidade, colocando em ordem o município e deixando-o mais bonito. Gostei de todos os projetos e pretendo implementá-los por serem acessíveis e viáveis”, ressaltou.

Fonte: CREA-GO

terça-feira, 16 de abril de 2019

Uma casa, uma história de Campos Belos e de uma família da comunidade


Por Isvaldino Santos,

Residência oficial do casal Pedro & Messias, na Rua 7 de Setembro 54, Campos Belos (GO). 


Aqui começa praticamente a história da família Oliveira e Santos, nas décadas de 1940 e 1950. Pedro dos Santos era filho de Felipe Neres dos Santos e Brígida Martins Chaves. 

Messias era filha do casal Emídio José de Oliveira e Rosa da Costa Madureira. De Pedro e Messias nasceram os seguintes filhos: Rosemira, Felipa, Antenor, Maria, Camerino, Orlandino, Pedro (Pedrinho) e Isvaldino Oliveira dos Santos. 

A residência foi construída por Pedro e Messias dos Santos, proprietários, na ocasião, da Fazenda Petrolina. 

Após o falecimento de Pedro dos Santos, em 18/12/1966, Messias continuou morando na mesma até se mudar para Brasília, onde passou a morar com o filho mais novo, Isvaldino dos Santos. 

Esta casa foi alugada por algum período para o MPAS - FUNRURAL, que instalou aí a sua representação local. 

A foto acabou passando ao domínio público, sendo vista pela internet. Com o falecimento de Messias, a residência ficou com o filho Pedro dos Santos Filho. 

Com o seu falecimento, a casa passou para a sua família, que a vendeu posteriormente. Ela poderia ser, culturalmente, um patrimônio tombado. É uma das primeiras construções da cidade de Campos Belos. ©Isvaldino dos Santos

Nota:
1. Recentemente, esta foto foi publicada no Blog de Dinomar Miranda, filho de Orlandino, neto de Pedro e Messias.

2. Em frente à esta residência morava o clã dos Adelino Santos: Adelino e Aurora, que mantinham a grande pensão da cidade. 

Do casal nasceram os filhos: Merença, Ninha, Joviniano, Adelino, Edi, Adi, Francisco (Checo), Iaci e Genesi. Ninha e Adelino tornaram-se, futuramente, prefeitos da cidade.

Pelo segundo dia a Escola Agrícola de Arraias (TO) permanece sem aulas e sem nenhuma resposta das autoridades




A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esporte do Tocantins (SEDUC-TO) não apresentou, até o momento, nenhuma solução para a falta de merenda escolar que culminou na suspensão das aulas na Escola Agrícola David Aires França, que permanece de porteiras fechadas.

Membros do Observatório da Educação do Campo e Quilombola da UFT estiveram na Escola Agrícola em Arraias para acompanhar o caso e identificaram elementos que agravam ainda mais a situação. 

A Escola funciona em tempo integral e tem parte de seus alunos em regime de internato. 

Os estudantes que residem na Unidade Escolar no internato são, em sua maioria, de municípios muito distantes, como Caseara e até de outros Estados como Goiás e Mato Grosso. 

Parte destes estudantes oriundos destas localidades não tem recursos financeiros para custearem sua ida para casa e retornarem quando o problema da merenda for resolvido, ou seja, continuam na Escola.

Os estudantes que não tiveram condições para retornarem para suas casas estão se alimentando com doações feitas por funcionários da Escola, por instituições eclesiásticas e comerciantes da região. Nas imagens desta postagem vemos parte dos mantimentos doados.

A gravidade da situação é preocupante e implica responsabilidades. Estes jovens estão sob a tutela do Estado e não estão recebendo uma condição mínima de assistência que é a alimentação. 

Condição esta que está sendo contornada pelos funcionários da Escola que continuam fazendo doações do seu próprio bolso e conseguindo outras doações, como já citado anteriormente, contudo, não é o Estado quem está resolvendo esta situação e sim a equipe da Instituição.

Essa situação não pode permanecer como está! A SEDUC precisa vir a público e apresentar uma solução de imediato para as famílias destes jovens que permanecem na Escola, para os estudantes que estão sem aulas e para a sociedade como um todo.

A Escola Estadual Agrícola David Aires França funciona desde 1988 oferecendo uma educação profissional de qualidade para os jovens da região sudeste tocantinense. 

Várias gerações de Técnicos em Agropecuária se formaram na instituição e tem boas colocações no mercado de trabalho. Esta escola é a única possibilidade de formação da maioria dos estudantes lá matriculados, ou seja, sem ela já teriam parado os estudos sem concluírem a Educação Básica.

Há que destacar também outro impacto socioeconômico desta tão renomada Escola. O fato de receber e formar muitos jovens oriundos de Comunidades Remanescentes de Quilombo. 

Estudos informam que cerca de 20% dos estudantes da Escola Agrícola de Arraias são quilombolas vindos vários quilombos da região. Reafirmando ainda mais o papel desta Instituição de Ensino para o Estado do Tocantins.

Imagem do Dia: Rua de Novo Alegre (TO)



"Olha Dinomar Miranda, a situação precária que se encontra a nossa pacata Novo alegre. Posta aí no seu blog."

No Estádio Xeco: Força Jovem vai demandar jogos da primeira divisão tocantinense em Campos Belos (GO)



A Associação Atlética Força Jovem F.C de Lavandeira, único representante do Sudeste do Tocantins e do Nordeste Goiano na primeiro divisão do futebol profissional, vai mandar seus jogos, a partir de agora, em Campos Belos (GO), no Estádio Xeco.

A diretoria do Força Jovem tomou a decisão depois que o Corpo de Bombeiros do Tocantins negou o laudo técnico, com a justificativa de que era preciso que a prefeitura de Lavandeira (TO) fizesse adequações no estádio do Complexo Esportivo professor Leyvalmir Rodrigues.

As medidas requerem prazo mínimo de 15 dias, após a vistoria do órgão de segurança.

A próxima partida será entre o Força Jovem e o Interporto, de Porto Nacional (TO), no próximo domingo de Páscoa, 21 de abril, às 16h horas.

Para quem não se lembra, o Interporto é acostumado a disputar a Copa do Brasil, com os grandes times do Brasil. 

Em 2018, por exemplo, o Interporto jogou contra o Juventude  e empatou de zero a zero, em partida disputada em outubro, no estádio General Sampaio, em Porto Nacional, válida pela primeira fase da Copa do Brasil. 

Com o resultado daquele jogo, o Juventude avançou no certame nacional e o Tigre de Porto Nacional foi eliminado. 

O próximo desafio da equipe de Caxias do Sul na ocasião foi contra Avaí.

É hora de a torcida de Campos Belos adotar o 
Força Jovem e com a alma de torcedor pé quente, ajudar a equipe a vencer as partidas, que de agora em diante, serão disputadas no Estádio Xeco. 

"Venha, traga sua família e torça pelo nosso pequeno clube", pediu um dos dirigentes. 

O ingressos promocional e meia entrada por apenas R$ 10 reais.

Alvorada e Força Jovem, de Lavandeira (TO), ficam no empate no Elias Natan


Alvorada e Força Jovem, de Lavandeira (TO), ficaram no empate por 1 a 1 no estádio Elias Natan Coelho, no último domingo, em partida valida pela 2.ª rodada da Série A do Campeonato Tocantinense.

O resultado mantém os dois times empatados no meio da tabela, com seu primeiro ponto dentro da competição.

O Força Jovem, se somados os últimos jogos da temporada passada,  chegou ao sétimo jogo sem vencer, o segundo em 2019 e com esse ponto adquirido em Alvorada está na terceira colocação do grupo A.

Já a Associação Atlética Alvorada fica em segundo, porque fez seu primeiro jogo no Estadual e tem o saldo de gols zerado enquanto o da Águia azul do sudeste é de menor 3.

Desde os primeiros minutos, o Alvorada que entrou em campo desfalcado de seu homem de referencia no ataque, o centroavante Carlos Henrique, que viveu um drama pessoal neste domingo com o falecimento prematuro de seu irmão. 

Ainda assim, o time alviverde buscava manter a posse de bola e controlava as ações do jogo no inicio da partida. 

Aos 14 minutos de jogo, o Força Jovem tentava o que seria a sua primeira pressão na defesa do Alvorada quando Marcelo Cardoso perdeu na disputa de bola cm Chagas que serviu a Pará e esse deu passe açucarado para Natan se livrar da marcação de Washingtonn Taguá e chutar para defesa parcial de Paulo Nunes, no rebote Lucas Samuel bem posicionado chutou e fez, Alvorada 1 x 0 Força Jovem.

O jogo seguia com os donos da casa pressionando o Forca Jovem ate os 37 minutos. O meia Marcelo Cardoso tentando ajudar na defesa acabou se envolvendo numa disputa de bola com o meia Pará do Alvorada e foi expulso de Campo pelo arbitro da partida Edvaldo Fonseca,

A águia azul do sudeste voltou melhor no começo da segunda etapa com a entrada de Rafael Baiano em lugar de Lima e a pressão surtiu efeito. Aos 3 minutos, o próprio Rafael Baiano na primeira ver em que tocava na bola fez uma linda jogada individual e finalizou sem ângulo colocando a bola no fundo das redes do goleiro Mario Jr.

A resposta, do Alvorada, no entanto, não demorou. Dois minutos mais tarde, Tagael Carioca deu passe para Gabriel e esse achou Natan que chutou para Marcelo Salas afastar o perigo.

O zagueiro Marcelo Salas, carinhosamente chamado pela comissão técnica e torcida da Aguia Azul como Marcelo Lavan e o goleiro Paulo inclusive foram os melhores jogadores do Força Jovem em campo enquanto os cariocas Chagas, lateral-esquerdo e Natan meio-campista foram os destaques dos donos da casa

A associação Atlética Alvorada volta a campo na quarta-feira fora de casa contra o Interporto, enquanto que o Força Jovem  volta a jogar no próximo domingo, muito possivelmente na cidade de Campos Belos, Goias contra o mesmo Interporto em duelo valido pela 4ª Rodada do Campeonato Tocantinense.

Fonte: Alo Esporte

Fim do embargo ao Rio Azuis; Associação se comprometeu a fazer adequações


Conforme adiantou o Portal T1, o acesso ao Rio Azuis foi novamente liberado no final da tarde desta terça-feira, 16, permitindo a visitação do ponto turístico durante o feriado da Semana Santa. 

A Associação dos Moradores e Amigos dos Azuis (AMMA) entrou com um Termo de Compromisso para o desembargo do local para comerciantes e turistas. O documento foi protocolado ontem, 15, no Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins).

Em conversa com a reportagem, o presidente do órgão, o coronel Marcelo Falcão Soares, disse que o termo estava sendo analisado pela área técnica e jurídica do Naturatins na manhã desta terça para possíveis ajustes.

Termo

No termo, a associação se compromete em resolver os problemas apontados pelo Naturatins, além de afirmar que os comerciantes da região foram pegos de surpresa, na véspera de um feriado nacional.

Defendem que o turismo no entorno do rio renda diretamente 18 frentes de trabalho, uma média de outras 60 empregos indiretos e fomenta a região turística da Serras Gerais, compondo roteiros com outros sete municípios.

Comprometimento


Os comerciantes da região se comprometeram em, no prazo de 90 dias, manter a interdição dos banheiros dos estabelecimentos para adequação estrutural segundo as orientações do Naturatins; interditar a rampa de madeira até que haja licenciamento da obra; e instalar um processo de encaminhamento de água das pias, inclusive de uso das cozinhas, para não desaguar dejetos nos rio ou lençol freático; e, no prazo de 90 dias, protocolar o requerimento de licenciamento ambiental para os referidos empreendimento autuados.

Entenda

Agentes do Naturatins interditaram na tarde de sábado, 13, o acesso ao Rio Azuis, em Aurora do Tocantins, multando comerciantes que possuem restaurantes às margens do menor rio do Brasil, um dos destinos mais procurados por turistas de todo Brasil e exterior, nas suas passagens pelo Estado.

O Governo do Estado informou que o Instituto encontrou irregularidades no local tais como: criação de porcos, banheiros irregulares, construção de passarelas e escadas, dentre outras obras e desmatamento sem a devida licença, além da utilização não autorizada da marca do Naturatins.

Diante o exposto, foram lavrados 05 autos de infração, 03 notificações e 04 termos de embargo, além da interdição de 05 restaurantes, pelo fato da construção e funcionamento de empreendimentos de lazer e turismo (restaurante, banheiros e balneário) na Área de Preservação Permanente do Rio Azuis, sem a devida licença do órgão ambiental competente.

Nenhum dos proprietários havia apresentado qualquer tipo de autorização ou licença para o funcionamento dos empreendimentos embargados.

Fonte e texto: T1 Notícias 

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Escola Agrícola de Arraias (TO) fecha as porteiras por falta de merenda


A Escola Estadual Agrícola David Aires França,  no município de Arraias (TO), paralisou suas atividades e dispensou seus alunos por falta de merenda escolar. 

Segundo o Observatório da Educação do Campo e Quilombola da UFT, a SEDUC (Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esporte) não repassou nenhuma verba referente a esta despesa no ano de 2019. 

Os únicos recursos para alimentação que a Escola recebeu neste ano são oriundos do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), ou seja, o Estado do Tocantins não repassou nenhum centavo para Merenda nesta Unidade Escolar no corrente ano.

"Tivemos a informação de que na semana passada, servidores da Escola fizeram uma "vaquinha" (doação de alimentos) para tentarem amenizar a falta da Merenda. 

Apesar da solidariedade da equipe, a SEDUC não se mostrou eficiente na solução do problema que culminou na suspensão das aulas na data de hoje.
As informações podem ser verificadas no próprio sítio da SEDUC-TO", informa o Observatório.

A Escola Agrícola enfrenta ainda outros problemas de gestão. 

Apesar do ano letivo ter começado em 04 de fevereiro, a Instituição não teve ainda seu diretor nomeado. 

Desde o início do ano, ela está sendo gerida por diretores interinos que respondem pela Escola. Impactando em muitos problemas no âmbito da gestão e do pedagógico.

"Convocamos toda a sociedade para cobrarem das autoridades uma solução para este caso e para o abandono que a Educação Pública tocantinense está vivendo",  informa o Observatório da Educação do Campo e Quilombola da UFT

Em Arraias (TO), homem é preso e três adolescentes apreendidos suspeitos de tráfico de drogas


Um homem foi preso e três adolescentes apreendidos por suspeita de tráfico de drogas em Arraias, no sudeste do Tocantins. 

De acordo com a Polícia Militar (PM) os flagrantes aconteceram nesta sexta-feira (12) durante uma operação da das polícias militar e civil do Tocantins, com apoio do Grupamento de Patrulhamento Tático e de Operações com Cães de Goiás.

Na cidade, as equipes cumpriram vários mandados de buscas em casas que poderiam ser usadas como local de venda de droga. Além dos entorpecentes, nas residências foram encontradas munições e papéis que comprovam a venda e o consumo de drogas.

Os envolvidos foram levados para a delegacia e devem responder por tráfico de drogas.

Fonte: g1

Escola Pública de Natividade (TO) faz campanha contra a dengue, após ação pedagógica



A professora Taiana Samara, natural de Campos Belos, atualmente trabalha na cidade de Natividade (TO), na Escola Estadual Nossa Senhora de Fátima, e tem promovido diversas ações pedagógicas junto aos estudantes da rede pública local. 

Um trabalho de formiguinha, mas de extrema importância. 

A direção da escola é de Hélio Aires Ribeiro. 


Um do exemplo de ação é o trabalho de produção de panfletos, com o gênero textual "propaganda", na disciplina de redação, com as três turmas de alunos do 7° ano.

O tema é combate ao mosquito Aedes aegypti.

A ação fez com que os panfletos fossem distribuídos a toda comunidade da cidade, pelos estudantes e todos os integrantes da escola.

Para complementar a ação proposta pela diretoria de ensino de Porto Nacional-To, a equipe da escola elaborou um questionário, onde os entrevistadores foram os alunos do 3° ao 9° ano,
 em parceria e apoio financeiro da Loja Maçônica João Araújo.

A Loja Maçônica, por sua vez, é uma importante parceira da Escola Estadual Nossa Senhora de Fátima, que ajudou na produção dos panfletos.

São ações e parcerias que devem ser reconhecidas e divulgadas, para conhecimento das comunidade e, por óbvio, para a valorização de todos os envolvidos.

Escola de Campos Belos (GO) promove campanha "Páscoa Solidária"



A Escola Janelinhas do Saber, um estabelecimento privado de educação em Campos Belos (GO), realiza a campanha "Páscoa Solidária".

O objetivo é arrecadar fraldas geriátricas e produtos de higiene pessoal, que serão doados ao asilo "Lar dos Idosos", o único do gênero na cidade.

Para doar é muito simples, basta adicionar o Wattzap (63) 99550-1683, e agendar uma coleta.

Que tal fazermos um ato de bondade?

Cada pessoa colabora com o que puder. Assim, você também estará ajudando. Peço que pense no pedido com carinho.

Naturatins interdita Rio Azuis, multa comerciantes e interrompe fluxo de turistas


Agentes do Naturatins interditaram na tarde de sábado, 13, o acesso ao Rio Azuis, em Aurora do Tocantins, multando comerciantes que possuem restaurantes às margens do menor rio do mundo, um dos destinos mais procurados por turistas de todo Brasil e exterior, nas suas passagens pelo Estado.

"Todos os comerciantes e a Associação dos Moradores AMMAA do Rio Azuis, foram notificados com multa e embargados", disse o comerciante e conhecido Chef de cozinha, Osmane Silva. 

A comunidade admite que há "passivos ambientais", e já vinha cumprindo determinação de recuperação das áreas do entorno do rio e acesso aos restaurantes. 

"O que não concordamos é com a ação de impedir o comércio local de funcionar às vésperas de um feriado prolongado. É muita crueldade".

Conforme Osmane Silva pousadas localizadas nas imediações do Azuis começaram ainda ontem a devolver depósitos e cancelar reservas para estadias que já estavam programadas para o feriado da Semana Santa.

Notificação cobra autorização para funcionar em APP
A notificação deixada na Associação dos Moradores e amigos do Azuis descreve a ocorrência como "funcionar atividades de lazer e turismo em Área de Preservação Permanente sem licença do órgão competente". 

A providência é a interdição do acesso de turistas com embargo de banherios, restaurantes e balenário". 

O local é explorado por famílias que moram na região há mais de 30 anos, e vinha recuperando as áreas de acesso, rampas, entre outros locais, informa Osmane Silva.

"Há 70 anos os primeiros moradores chegaram em Rio Azuis, a maioria das famílias no início viviam de cultura de subsistência. 

Era criação de gado,suínos, galinhas, plantações de cana de açúcar ,fábrica de rapadura e cachaça artesanal. 

Nas últimas décadas começou a migração para bares e restaurantes para atendimento de turistas e passantes da rodovia TO 110" explica o comerciante. 

Nos últimos 15 anos, intensificou-se a atividade turística, e nos últimos cinco anos, um litígio por terras, envolvendo herdeiros, passou a provocar denúncias de partes que se sentem prejudicadas, contra os que já estão ali instalados, contam moradores.

"Em outubro de 2017, dois moradores foram notificados pelo Naturatins na PTM 393 2017 parecer técnico de monitoramento e começaram as mudanças para adequação as exigências do órgão", relata Osmane.

A partir desta época foi impedido ó tráfico de veículos até as margens do rio, e ainda foi protocolado o perdido de outorgas de uso d'água. 

A Associação iniciou o replantio de sementes nativas as margens do Rio Azuis. 

Segundo relato dos moradores, algumas ações ainda estavam em atraso, assim como o licenciamento ambiental, mas já foi feita a contratação de um engenheiro ambiental que vinha cuidando dessas questões. 

"Queremos a sensibilidade do governo para nos ajudar a resolver. Temos contato com o vice-governador, Wanderlei Barbosa, que é parceiro nosso e estamos buscando a ajuda dele para encontrar uma solução que não sacrifique a nossa comunidade", finalizou.

Vice-governador garante ajuda para encontrar solução coerente


O vice-governador Wanderlei Barbosa gravou um áudio que foi compartilhado entre moradores de Aurora e comerciantes da região do Azuis prometendo ajuda para encaminhar o grupo da associação ao Naturatins em busca de uma solução que não sacrifique o comércio local e o turismo.

"Quero tranquilizá-los, que nós vamos olhar de maneira coerente, respeitando os direitos de propriedade que os senhores tem, ai nos Azuis, e trabalharemos para que o processo e o sistema de turismo aí no Azuis não seja impedido", afirmou em áudio o vice-governador. 

"Nós vamos trabalhar, claro, dentro das leis, dentro das regularizações possíveis de fazer, mas vamos fazer sabendo a importância do Azuis para todos os senhores e para os turistas que visitam os Azuis", garantiu.

Fonte e texto: T1 Notícias