domingo, 20 de abril de 2014

Língua e leitura: mal necessário e que poucos contraem


Por Professor Luiz Marles,

Estamos passando por um momento em que todas as pessoas estão se interessando cada vez mais pelo nosso idioma, e também, pela leitura, pois, numa sociedade competitiva, e, às vezes escravista, o homem precisa estar bem preparado e ser conhecedor daquilo que fala. 

Só isso apenas não basta, pois, se damos tanta importância a nossa língua portuguesa, faz-se mister conhecer um pouco sobre sua origem, e os principais lugares onde se fala este idioma.

Vendo um pouco a respeito da origem da Língua Portuguesa, descobrimos que esta faz parte das neolatinas, onde podemos citar: francês, italiano, espanhol e outras. Há uma dessas, a romena, que é a que mais se afasta da língua latina. Hoje temos quase um bilhão de pessoas no mundo que falam os idiomas derivados do latim. Na América Latina a única nação que fala o idioma português é o Brasil. Além disso, existe na Europa, Portugal, que é nação mais importante que fala esse idioma.

Durante muito tempo ouvimos falar que os brasileiros leem pouco, fato passado, visto que na época em que estamos todos estão dando enorme importância ao ato de ler. Sabemos que mesmo as pessoas imbuídas de um espírito leitor, chegam às vezes a deixar de lado o livro indo em busca de algo mais instantâneo. Como é do conhecimento de todos, existem inúmeros cantores que ao lançar um CD, já existem mais de um milhão de cópias encomendadas. 

Um livro, raramente, quando Best-seller, ultrapassa o número de quinhentos mil vendidos. A maioria das pessoas sem exceção da classe que se encontra preferem ouvir uma música a ler um livro. Isso não pode ser assim, tendo em vista que estamos num mundo competitivo e que urge mais interesse pelos livros.

Existem pessoas que, às vezes, excomungam a língua portuguesa e dizem que se trata de uma das mais difíceis e complexas do planeta. Para muitos, não são as regras que atrapalham o entendimento e sim várias exceções. E, com tudo isso, existe muita falta de incentivo à leitura, o que cultiva falsos leitores, e, a língua portuguesa necessita de pessoas que leiam, para a cada instante mostrar novos frutos desta imensa descoberta a qual fertiliza a mente dos seres humanos.

Sendo assim, buscar, pesquisar e incrementa uma maneira de fazer com que as pessoas possam interessar pela língua é imprescindível, desde que se leve em conta que a nossa sociedade precisa reavivar o ânimo que há muito tempo vem escondido. 

O cotidiano clama por pessoas conhecedoras, aptas a abrirem a boca e pronunciar com clareza demonstrando ser merecedor do idioma que lhe foi concedido a falar. És preciso leitura. E, sabe-se que ela é um modo de aprendizado contínuo, onde não só possibilita a reconstrução e integração de certas mensagens, mas, sobretudo, porque é através dela que exercitamos e demonstramos todo nosso conhecimento.


sábado, 19 de abril de 2014

Novo apagão das telefônicas deixa Campos Belos mudo por 12 horas





Um novo apagão das telefônicas deixou todos os moradores de Campos Belos, nordeste de Goiás, sem serviço de telefonia móvel, fixa e sem conexão de internet por mais de 12 horas neste sábado, 19. 

Os serviços de empresas como OI, Claro, Vivo e TIM desapareceram por volta das 10h da manhã e só retornaram ainda há pouco, depois das 22h. 

Durante todo esse tempo, todos os moradores do município ficaram isolado do mundo. Apenas o serviço de Televisão estava disponível. 

Um verdadeiro absurdo, em pleno feriadão da Semana Santa. Ainda não sabemos se o apagão atingiu apenas a cidade de Campos Belos ou também afetou outras cidades do nordeste goiano ou do sudeste do Tocantins. 

De qualquer forma, as telefônicas, além de prestarem um mau serviço à comunidade, não conseguem, ao menos, se comunicar respeitosamente com os usuários.  

Todos nós consumidores ficamos sem o serviço e não sabemos o que ocorreu ou o que tem ocorrido.  

Foi uma interrupção programada ou um problema de rompimento em algum cabo de fibra ótica, por exemplo? Mas por que caiu todos os sistemas? E os links por satélites também caíram? 

Por que não mandar mensagens para os consumidores informando da interrupção do serviço? 

Por que não emitir uma nota para os meios de comunicação local, informando sobre a interrupção? 

Por que essa sanha em desrespeitar os consumidores como se ele não necessitasse do serviço e não tivesse prejuízo algum com a falta dele?

O estranho é que o comércio local, que faz uso do serviço de cartão de crédito, não foi afetado e funcionou por todo o dia. 

Será que essa rede de cartões usa a mesma linha de telefonia móvel e fixa? 

Se usa, por que não foi afetada? há algum tipo de discriminação na cessão do serviço para o público em geral e ao empresariado do comércio?

"Os pais que mandam seus filhos estudar nos grandes centro têm padecido constantemente com as consequências causadas pela ausência de um serviço pelo qual pagamos e, diga-se de passagem, pagamos muito bem. 

Isso sem falar nas impossibilidades de contactar serviços de emergência, tais como o SAMU e a polícia. E o que mais angustia é o silêncio de nossos representantes diante de tal situação. 

Sim porque a prefeitura municipal possui um departamento que pela titulação deveria cuidar dos problemas dessa ordem e, até onde eu sei, ninguém tomou providências com o intuito de sanar esses "apagões". 

A cidade está sendo abduzida, como ironizam nas redes sociais, e as autoridades não se pronunciam e, mais do que isso, não dão satisfação ao cidadão comum. Talvez alguém saiba, mas eu, até o presente momento, não sei qual tem sido o motivo dessas constantes quedas", desabafou Larissa Beltrão ao comentar sobre o apagão. 

Mundial 2014 e eleições presidenciais: uma mistura que não deu certo



Por Jefferson Victor,

A realização da copa do mundo e eleições presidenciais no Brasil vem provando  ultimamente  que esta mistura não deu certo.

Quando a Fifa anunciou o Brasil como o escolhido para presidir o mundial 2014, foi uma euforia em todo país. Pesquisas de opinião apontavam mais de 70% de aprovação do evento.

Este fato preocupou os partidos de oposição, pois sabem que o sucesso da copa reverte em benefícios políticos à  atual presidente.

A primeira providencia dos opositores foi divulgar em toda mídia que não aceitariam dinheiro público nas reformas dos estádios e na infraestrutura necessária à sua realização.Com isso, houve um grande atraso na definição de recursos, e consequentemente  atraso significativo no inicio das obras.

Aeroportos, estradas, hotéis estão com obras atrasadas e em muitos casos não ficarão concluídas antes do mundial. Nem o aeroporto de Brasília, um dos mais importantes do país ficará pronto em tempo hábil. A Arena Corinthians, palco da abertura, está sendo improvisada com arquibancadas provisórias, numa demonstração clara que as coisas não estão evoluindo a contento.

Apesar da mídia ter dado pouco ênfase ao episódio, a participação de partidos de oposição em vandalismos que se espalharam pelo país e que, inclusive, culminaram com a morte do repórter da Bandeirantes, é uma prova concreta de que querem desestabilizar o governo central, com o intuito  de tirarem proveito político.

É inadmissível o vandalismo que se estendeu na Copa das Confederações, onde centenas de ônibus foram queimados, patrimônios públicos e privados depredados se estenda por tanto tempo, inclusive com previsão de que serão intensificados durante a realização da Copa.

Hoje, dia 15 de abril, ao passar pelo Terminal Bandeiras em Goiânia, pude presenciar cerca de 30 pessoas, com uma faixa improvisada tumultuarem o trânsito nas imediações.

Gritando palavras de ordem, adentraram ao terminal, onde centenas de trabalhadores e estudantes esperavam pelo transporte e batendo em latas impediram que os  ônibus se posicionassem para recolher os passageiros.

E o interessante nisto tudo é que havia no local quatro viaturas da Polícia Militar. Havia número suficiente de policiais para desobstruir as pistas, mas nada fizeram, acompanharam à distância, já que havia uma equipe da TV Record fazendo cobertura. E isto certamente dá combustível para os vândalos, inclusive mascarados, se sentirem uns verdadeiros artistas.

Pude notar que estudantes, passageiros, motoristas e funcionários do terminal não apoiavam o movimento, pelo contrário, questionavam o porquê  dos policiais não agirem, já que eram tão poucos manifestantes.

Estou preocupado com o que vem por ai, já que o serviço de inteligência da policia já descobriu até mesmo facções criminosas se preparando para agirem no período da copa. O propósito do mundial é realmente divulgar o país para mundo, prova disto é que cidades  sem nenhuma tradição no futebol, como Cuiabá e Manaus foram agraciados para sediarem  jogos da copa.

O que se desenha para o período é um festival de vandalismo.  O Brasil pode ser marcado lá fora não pelo futebol, mas sim pela desordem que se instalará em diversas localidades. Turistas do mundo inteiro ficarão sobre fogo cruzado, muitos serão feridos ou mesmo perderão a vida nesta batalha política que se trava na atualidade em nosso país

Acredito que uma ação bem coordenada pelo governo pode amenizar o problema, porém uma situação de total normalidade e segurança no  evento não será  possível, e este fato é preocupante.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Comunidade de Campos Belos encena Paixão de Cristo








Assista ao vídeo e veja uma das encenações

Centenas de pessoas acompanharam nesta sexta-feira, 18, pelas ruas da cidade de Campos Belos, nordeste de Goiás, a tradicional Paixão de Cristo. 

A encenação é organizada pela Paróquia local, em parceira com a comunidade católica da cidade. A procissão partiu da Igreja Matriz, no centro, e percorreu as vias até a Igreja do Divino Espírito Santo, no setor Buritis. 

No papel de Cristo, o empresário Wendel Galvão, que há muitos anos encena o papel do homem mais importante do cristianismo. 

As cenas começaram por volta das 20h e eram aguardadas com ansiedade pelos fieis. 

Antes de percorrer as estações da via-crúcis, no palco armado em frente à Igreja Matriz os atores encenaram passagens importantes, como a "O Beijos de Judas", o "Lava-Mãos de Pilatos" e "A Negação de Pedro".  

Conheça mais sobre a Paixão de Cristo 

A via-crúcis (do latim Via Crucis, "caminho da cruz") é o trajeto seguido por Jesus carregando a cruz, que vai do Pretório até o Calvário. 

O exercício da via-sacra, como também é chamada, consiste em que os fiéis percorram, mentalmente, a caminhada de Jesus a carregar a Cruz desde o Pretório de Pilatos até o monte Calvário, meditando simultaneamente à Paixão de Cristo. 

Tal exercício, muito usual no tempo da quaresma, teve origem na época das Cruzadas (do século XI ao século XIII): os fiéis que então percorriam, na Terra Santa, os lugares sagrados da Paixão de Cristo, quiseram reproduzir, no Ocidente, a peregrinação feita ao longo da Via Dolorosa em Jerusalém. 

O número de estações, passos ou etapas dessa caminhada foi sendo definido paulatinamente, chegando à forma atual, de quatorze estações, no século XVI. 

O papa João Paulo II introduziu, em Roma, a mudança de certas cenas desse percurso não relatadas nos Evangelhos por outros quadros narrados pelos evangelistas. 

A nova configuração ainda não se tornou geral. O exercício da via-sacra tem sido muito recomendado pelos Sumos Pontífices, pois ocasiona frutuosa meditação da Paixão do Senhor Jesus.

Quando associado à Via Crucis, Jesus é especialmente venerado sob o nome de Nosso Senhor dos Passos.  

Esta reflexão é baseada em quatorze estações ou etapas, em que cada uma apresenta uma cena da Paixão a ser meditada pelo discípulo de Cristo:

Estação 1: Jesus é condenado à morte
Estação 2: Jesus carrega a cruz às costas
Estação 3: Jesus cai pela primeira vez
Estação 4: Jesus encontra a sua Mãe
Estação 5: Simão Cirineu ajuda a Jesus
Estação 6: Verônica limpa o rosto de Jesus
Estação 7: Jesus cai pela segunda vez
Estação 8: Jesus encontra as mulheres de Jerusalém
Estação 9: Terceira queda de Jesus
Estação 10: Jesus é despojado de suas vestes
Estação 11: Jesus é pregado na cruz
Estação 12: Jesus morre na cruz
Estação 13: Jesus é descido da cruz
Estação 14: Jesus é Sepultado

Com informações da Wikipedia




Vergonhoso: Universitários da UEG pedem socorro. Transporte sucateado e muita dificuldade para estudar


Este é mais um exemplo da situação vexatória a que estão expostos nossos estudantes. 

Dezenas de alunos da Universidade Estadual de Goiás, campus de Campos Belos, reclamam da falta de transporte apropriado e até da falta dele para se deslocarem de suas residências diariamente. 

A grande maioria mora distante, muitos em outros municípios ou em distritos rurais, e só podem contar com a ajuda do Estado para continuarem a jornada diária de estudos. 

São jovens estudantes da região da Prata, Aurora do Tocantins, Monte Alegre e de muitos outros lugares, que pedem ajuda. Precisam de um ônibus, pois o que o governo tem fornecido está totalmente sucateado.

O prefeito de Monte Alegre, segundo um dos alunos, seria o responsável pelo transporte dos que moram na Região da Prata, por exemplo, mas diz que não tem dinheiro para a manutenção no ônibus.

Esta semana, o veículo está quebrado e sem previsão para o conserto. Aos alunos, ou faltam às aulas ou fazem uma "vaquinha" para fretar um carro. Uma viagem fretada não sai por menos do que R$ 6,00. 

Peço à Secretaria Estadual de Educação que dê atenção, urgentemente, ao pleito dos alunos. Não se admite que, em pleno século 21, nossos estudantes ainda tenham tanta dificuldade para estudar. 

Pedimos ao representante da Secretaria Regional de Educação, em Campos Belos, que nos mande um comunicado, uma nota ao menos, informando quais as medidas que serão tomadas para a resolução desse gravíssimo problema.  

Casa do Estudante de Arraias seleciona moradores


Alunos da Universidade Federal do Tocantins (UFT), em situação de vulnerabilidade econômica, e interessados em morar na Casa do Estudante de Arraias "Renarly Gáspio dos Santos" têm de 17 a 23 de abril para se candidatar.

Estão disponíveis 11 vagas, sendo cinco para mulheres e seis para homens.

A lista de documentos exigida para a inscrição e outras informações encontram-se no edital nº 01/2014


O resultado da seleção será divulgado no dia 25 de abril.

Fonte: JusTocantins

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Campos Belos: morre "Tia Derita", minha primeira professora



É com muito pesar e tristeza que noticiamos a morte da professora Derita José dos Santos, a "Tia Derita", 76. Ela foi encontrada falecida em sua residência hoje, em Campos Belos, por volta das duas horas da tarde. 

Tia Derita foi professora por quase 30 anos e por todo esse tempo esteve presente no cotidiano de milhares de campos-belenses e permanece na lembrança de todos, apesar de ter lecionado sempre na fase de alfabetização. 

Foi também a minha primeira professora e participou ativamente da minha alfabetização. Foi com ela que aprendi a ler e a escrever. 

Até recentemente lembrava da minha grande luta com a letra "T". 

Eu a trocava pela letra "D" e por meses fiquei patinando na lição do "Tatu", no início da década de 80, no Colégio Estadual Professora Ricarda.

Era uma professora rígida e não "alisava" aluno. Todas as vezes que eu vinha a Campos Belos, ela fazia questão de me visitar e cobri-me de beijos, cheiros e abraços. 

Era muito carinhosa e tinha um orgulho danado deste seu sobrinho, que anos depois tornara-se jornalista. 

Tinha o costume de mostrar orgulhosamente nosso blog a todo mundo. "Você já pegou Dinomar aí no seu computador", perguntava quando chegava na casa de um parente ou de um amigo. 

E nunca esquecia as minhas atrapalhadas com a letra "T". Dinomar, você não se esqueceu da lição do Tatu, né!?", perguntava religiosamente, quando me encontrava.

Tia Derita era minha tia mesmo e não apenas "tia de escola".

Ela era irmã do meu avô materno (Otávio). Era também irmã de Tia Laurita, esposa de Tio Dó  (do lanchinho próximo à Casa de Saúde). 

Tinha também como irmão, Tio Zeta (pai de Osmar do Novo Foto, Maria Lice do Salão...); Tia Bela (mãe de Valmir Padeiro, Eronias, Vera, Deusa...); Tio Abílio (pai de Mazim PM, de Neuri); de Tio Zeca (pai de Claudia, Zezinho); Tio "Neza" (Pai de Zezinho Carreteiro, de Jovino), Tio Pombo (pai do Vereador Juranda, de Zu, de Prego), irmão de Tio Olímpio (Pai de Gerson, Silvânia e Tânia) e de Tio Marciano ( pai de Reni, Maria Divina do Salão e Raimunda). 

A morte de tia Derita pegou todo mundo de surpresa e nos deixou muito entristecidos. Ela já vinha um pouco adoentada e morreu de causas naturais. 

O corpo está sendo velado nesta quinta-feira, 17, na sua residência, na rua 7 de setembro, próximo ao Cartório. 

O sepultamento está marcado para ocorrer nesta sexta-feira, 18, às 8 horas da manhã. 

Tia Derita, vá com Deus. Falo em nome de todos os parentes e de todos os seus ex-alunos. Além do seu enorme carinho a nós concedido, você deixou uma marca indelével. Principalmente, a marca do conhecimento, a marca da liberdade e dos sonhos. 

Onde quer que esteja, temos a certeza que você está bem, porque entre nós você sempre praticou o bem. Estaremos aqui sempre em oração.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Em Monte Alegre, governador inaugura reconstrução da GO-118



Finalizando a agenda pelo Nordeste goiano o vice-governador José Eliton esteve hoje em Monte Alegre acompanhando o governador Marconi Perillo, para inaugurar a obra de reconstrução da rodovia GO-118, que liga Campos Belos, Monte Alegre e Teresina até a divisa com o Tocantins. 

A obra era uma reivindicação dos moradores da região que há anos sofria com a condição precária da via.

“Somente na GO-118 foram 390 quilômetros de asfalto reconstruído, isso não representa nem 10% do que vem sendo feito em todo o Estado”, contabilizou Marconi em seu discurso. 

Ele evidenciou as realizações do programa Rodovida, que através da Agetop, já construiu e reconstruiu mais de seis mil quilômetros de rodovias. “Estamos transformando Goiás em dos melhores estados quando o assunto é malha viária”, pontuou.

José Eliton, que desde segunda-feira, acompanha Marconi inaugurando obras e levando benefícios ao nordeste, fez questão de lembrar a transformação que passa a região. “São mais de 500 milhões investidos em infraestrutura, saúde e educação”. 

Eliton se disse orgulhoso de participar de uma administração pública que cuida do cidadão, dando a ele, qualidade de vida e oportunidade de sonhar com um futuro melhor, ao reformar escolas, construir rodovias e investir em saneamento básico e moradias.

Durante a solenidade em Monte Alegre, o governador anunciou também, a liberação de recursos para investimento na recuperação do asfalto urbano, na ordem de R$ 1 milhão. 

Além disso, autorizou também a obra de construção do asfalto que liga a cidade de Monte Alegre à Divinópolis, um sonho antigo das comunidades. Ao lado de diretores e alunos, Marconi e Eliton descerram placas inaugurativas de cinco escolas reformadas pelo programa Nossa Escola, na cidade de Monte Alegre e comunidades Calungas que circundam a cidade.

O Estado fica presente na cidade de Monte Alegre durante todo o dia através do programa Balcão de Direitos, Secretaria de Cidadania e Trabalho (SECT). 

A população poderá usufruir de serviços como emissão de documentos, fotos, cadastro nos programas sociais do governo, consultas oftalmológicas e ainda corte de cabelo. As crianças têm espaço para lazer e brincadeiras no playground montado junto à estrutura do governo itinerante. 

Fonte: Vice-Governadoria
Foto: Osmar Santos 




Marconi no nordeste do estado: governo diz que vai pavimentar trecho de Divinópolis a Monte Alegre




Divinópolis de Goiás foi o penúltimo dos 14 municípios visitados em três dias pelo governador Marconi Perillo. 

Ele foi recebido nesta quarta-feira, dia 16, por inúmeros moradores que o aguardavam no Clube Recreativo Monjolo, para agradecer, junto ao prefeito Filoneto José dos Santos, pelas obras de infraestrutura e, principalmente, pelos programas sociais que atendem a grande parte da população. 

Ele confirmou para a próxima semana o início das obras da GO-477, ligando Divinópolis a Monte Alegre de Goiás.

Marconi informou à população sobre convênios e ordens de serviços que foram assinados recentemente. 

O governo estabeleceu parceria com a prefeitura para recapeamento de vias urbanas do município por meio de repasse de R$ 1 milhão; autorizou liberação de recursos para realização das obras do Parque do Fervedouro; está com as licitações em andamento para construção do terminal rodoviário, do ginásio de esportes e para instalação de uma agência do Vapt Vupt.

O governador anunciou que as obras de construção do trecho da GO-447, que liga Divinópolis a Monte Alegre, devem ser iniciadas na próxima semana e autorizou a entrega de equipamentos hospitalares, como aparelhos para realização de exames. “Nós estamos disponibilizando R$ 60 milhões em aparelhos para realização de exames a todos os municípios que necessitam. 

O Governo do Estado não falta com as prefeituras, mesmo quando as obras não são de nossa responsabilidade, porque entendemos o quanto é difícil para os prefeitos, sozinhos, atenderem a todas as demandas de seus municípios”, declarou. 

Fonte: Gerência de Comunicação do Governo 
Fotos: Rodrigo Cabral 






São Domingos recebe recursos para recuperar asfalto urbano



O governador Marconi Perillo anunciou a destinação de R$ 1 milhão para a Prefeitura de São Domingos investir na recuperação de asfalto urbano. 

O anúncio foi nesta quarta-feira, dia 16, em visita ao município para inauguração simbólica da reforma de cinco escolas estaduais. 

De acordo com o governador, ele recebeu da prefeita Etélia Vanja a solicitação de R$ 500 mil para recapeamento urbano, mas que decidiu aumentar a ajuda em mais R$ 500 mil face a necessidade de recuperar a pavimentação de grande parte da cidade, bastante castigada pelas últimas chuvas.


A prefeita de São Domingos também enfatizou a importância da pavimentação da rodovia que liga o município a Iaciara, obra que deve ser iniciada após o período chuvoso.

“Vamos ter uma melhora significativa na nossa economia e na atração de turistas para São Domingos”, acredita. Sobre esta obra, o governador lembrou que há dois anos trabalha para a sua viabilização.


“Algumas pessoas perguntam porque está demorando tanto para que ela seja iniciada. Primeiro, porque não tínhamos dinheiro. 

Depois de viabilizarmos os recursos, tivemos que esperar praticamente dois anos para que os projetos de engenharia e executivo fossem concluídos. 

Após essa etapa, tem o processo licitatório, que também demanda tempo. Em seguida vem a Ordem de Serviço para que a empresa selecionada possa iniciar o trabalho”, destacou Marconi.

O governador afirmou que deixará recursos no orçamento do ano que vem para que a obra não pare. “Vamos começar agora e deixaremos o dinheiro para que ela seja concluída. Será uma das mais importantes obras da região Nordeste.


Através dessa rodovia virão mais turistas e investimentos”, salientou. Marconi falou ainda da pavimentação da rodovia que liga Divinópolis (cidade a 15 quilômetros de São Domingos) à GO-118. 

Também este asfalto deve ser iniciado após as chuvas, abrindo uma nova opção de trajeto entre a região e Brasília e o Norte de Goiás, que poderá ser feito através de Alto Paraíso/Colinas/Minaçu e Niquelândia. Nas duas novas rodovias o Governo do Estado investirá R$ 130 milhões.


Fonte: Gerência de Comunicação do Governo de Goiás


Obra vai resolver o problema de água em Campos Belos, diz Perillo


Um sonho, alimentado por mais de 60 anos pela população de Campos Belos, começa virar realidade. 

O governador Marconi Perillo, em visita ao município na noite desta terça-feira, dia 15, entregou obras, autorizou benefícios e anunciou que no dia 30 de setembro deste ano o problema da água salobra será finalmente solucionado, com a captação de água doce do Rio Mosquito para abastecer a população local. 


A obra, iniciada pela Saneago, é uma das maiores do Estado. Serão 54 quilômetros de rede de captação, seis estações elevatórias e 4,8 quilômetros só de adutoras. 


O custo total da obra é de R$ 54,5 milhões (R$ 37 milhões para o sistema produtor do Rio Mosquito e R$ 17,5 milhões para construção de 50 quilômetros de rede de esgoto na cidade).


Uma das cidades polos do Nordeste de Goiás, Campos Belos sempre teve na água salobra um dos maiores dramas da população. 


“Esse não é apenas um sonho do povo daqui, mas é um sonho meu também”, discursou o governador, durante encontro com a população da cidade no Centro Olímpico. Marconi afirmou que não foi à cidade para lançar obras, mas para vistoriar. 


No caso da captação da água do Rio Mosquito, os primeiros cinco quilômetros de rede já foram construídos. Na visita, ele vistoriou as obras de reconstrução dos 360 quilômetros da GO-118, que liga Campos Belos a Brasília, e as obras de pavimentação da GO-462. A GO-118 já teve 90% de sua extensão completamente reformada.


“Uma cidade que tem universalização de água e esgoto, tem mais qualidade de vida, mais saúde”, sublinhou o governador. Ele fez ainda um balanço dos investimentos do governo estadual em saúde, educação, habitação e infraestrutura, além da atração de novos investimentos privados. 


Na agenda oficial, em Campos Belos, Marconi inaugurou simbolicamente as reformas das escolas estaduais Professora Ricarda, Felismina Cardoso e Mariano Barbosa. 


Por meio de convênio, segundo o governador, a Secretaria de Infraestrutura destinará R$ 3,157 milhões para obras de pavimentação urbana, além da construção de um Vapt Vupt na cidade, ao custo de R$ 1,4 milhão, e de R$ 50 mil para reforma do estádio municipal e iluminação do Ginásio Ubiratan Oliveira. 


A Secretaria da Saúde destinou ao hospital municipal local um aparelho de ultrassonografia.



Prefeito Ninha agradeceu 

O prefeito Ninha lembrou que a questão da água é um sonho antigo alimentado pela população local e hoje, por ação direta do governador, começa a virar realidade. “Campos Belos será eternamente grata ao senhor por esta água”, assegurou, para acrescentar, sob aplausos do público presente: “Nossos corações transbordam de alegria quando pensamos na água doce do Rio Mosquito”. 

O vice-governador José Eliton, que nasceu em Posse, mas no governo representa todo o Nordeste goiano, disse no discurso que o feito da água é o maior da história de Campos Belos e o governador teve a coragem de assumir o compromisso de solucionar o problema. 

“Esse é o governador da superação, da transformação de sonhos em realidade, o governador da fé”, afirmou.

Participaram da solenidade ainda o presidente da Saneago, Júlio Vaz, o ex-prefeito de Itumbiara José Gomes da Rocha, o presidente da Agência de Desenvolvimento Regional (AGDR), Danilo de Freitas, o deputado estadual Iso Moreira (PSDB), os prefeitos Arlon Taveira (Monte Alegre) e Alan Gonçalves (Alto Paraíso) e diretores da Saneago.

Fonte: Gerência de Comunicação do Governo de Goiás

Vinte dias de greve: governo do Tocantins e professores não chegam a um acordo

Sintet se reúne com deputados da Comissão
de Educação da AL e pede emenda a MP 

Durante a assembleia realizada nesta quinta-feira, 10, os professores da rede estadual decidiram  que, enquanto a Medida Provisória (MP) nº 11/2014, que trata do Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios (PCCS) da Educação, e assinada pelo ex-governador Siqueira Campos (PSDB), não seja transformada em lei, a greve vai continuar. 

A paralisação, que teve início no dia 24 de março, deixa 180 mil alunos sem aulas.

Conforme a MP, o governo promove a equiparação salarial do professor normalista (Prono) ao de professor da Educação Básica (Proeb). A medida beneficia de imediato, 3.246 professores efetivos da rede estadual de ensino.

De acordo com o presidente regional de Palmas do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado (Sintet), Joelson Pereira dos Santos, além desta ressalva feita pela categoria, algumas exigências serão entregues aos deputados durante audiência pública realizada nesta quinta-feira na Assembleia. 

“Como a categoria decidiu que a MP não contempla as reivindicações, foram elaborados alguns tópicos que devem ser acrescentados como emendas na lei. Depois que os deputados votarem, será feita nova assembleia entre os professores e as atividades serão retomadas. Até lá a categoria continua unida e forte”, garantiu Santos.

Reividicações


Entre as reivindicações da categoria estão a cobrança de pagamento retroativo das progressões 2012 em parcela única e correção salarial com base no custo aluno do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).


Fonte: CT

Após sete meses, Câmara vai votar punição a tucano amigo de Cachoeira

Deputado responde a inquérito no STF
por suas relações com Carlinhos Cachoeira
Com sete meses de atraso, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), confirmou que vai incluir na pauta de votação do plenário, na próxima semana, parecer do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar que recomenda a suspensão do mandato do deputado Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO). 

Em setembro do ano passado, por 13 votos a três, o conselho sugeriu que Leréia fosse afastado do mandato por 90 dias por causa de suas relações estreitas como contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, preso na Operação Monte Carlo.
O deputado é acusado de usar a influência do cargo a favor da quadrilha do contraventor. Por essa suspeita, Leréia responde a um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF). 

Caso o plenário confirme a orientação do Conselho de Ética, o tucano será o primeiro deputado a ter o mandato suspenso por quebra de decoro. 
Até 2011, só havia duas possibilidades de desfecho para esse tipo de processo: a cassação ou a absolvição.
A maioria dos integrantes do colegiado aprovou o relatório do deputado Sérgio Brito (PSD-BA), que considerou censurável a “estreita relação de amizade” entre Leréia e Cachoeira. 
Brito foi designado relator depois que a maioria do conselho entendeu que era rigorosa a punição com a perda do mandato, sugerida pelo relator inicial do caso, o deputado Ronaldo Benedet (PMDB-SC).  

O envolvimento com o contraventor levou o senador Demóstenes Torres (ex-DEM-GO) a ser cassado pelo Senado.
Fonte: Congresso em Foco 

Estudantes da UEG protestam contra governador Marconi Perillo. Assessores tomam faixas de universitários

Assessor do governador toma faixa de estudante 




Nem tudo foi flores na visita e campanha antecipada do governador de Goiás, Marconi Perillo, a Campos Belos, nordeste do estado, a 600 km de Goiânia. 

Um grupo de alunos da Universidade Estadual de Goiás (UEG), munidos de cartazes, apitos e gritos de ordem foram ao local protestar contar a péssima situação física do campus da universidade no município. 


Em uma das faixas, os alunos disseram que a UEG pede socorro. Em outra, solicitam urgentemente transporte escolar para aqueles que moram fora da sede do município. 

Mas a truculência por parte de membros da comitiva não deixou que o protesto pacífico e verdadeiro prosseguisse em paz.  

Na foto, o flagrante de um dos assessores do governador tomando uma faixa dos estudantes. 

Mas notem que a Saneago (empresa pública de água e esgoto do estado) pode fazer oficialmente sua propaganda, mesmo sendo enganosa.  

Fotografias: Silas Vinicius


Perillo em Campos Belos: campanha eleitoral já começou


Os humoristas Nilton Pinto e Ton Carvalho fizeram um show ontem à noite no Centro Olímpico Padre Magalhães, em Campos Belos, nordeste de Goiás. 

A dupla acompanhou a comitiva do governador Marconi Perillo, em plena e descarada campanha antecipada e antes da hora, à cidade. 


Será que tem dinheiro público "na parada" para o pagamento do cachê? 

terça-feira, 15 de abril de 2014

Governador Marconi Perillo desembarcou nesta terça em Campos Belos







O governador de Goiás, Marconi Perillo; o vice-governador José Eliton e o deputado estadual Iso Moreira desembarcaram no final da tarde desta terça-feira, 15, em Campos Belos, nordeste de Goiás. 

No aeroporto da cidade, eles foram recebidos pelo prefeito, Aurolino Santos Ninha, por dezenas de correligionários e por pessoas da comunidade. 

A comitiva está participando nesta noite de um evento público, com a participação de moradores e autoridades do município. Um dos objetivos da visita é entregar obras rodoviárias.    

Fotografias: Osmar Santos 



Morte de religioso em São João da Aliança: pastor diz que igreja não tinha dívida com assassino



O pastor André Miranda, da Igreja Assembleia de Deus de São João da Aliança, afirmou que a instituição não tinha nenhuma dívida com José Osmar de Castro, o Quitão, acusado e réu confesso de ter assassinado o "Pastor Beto", crime ocorrido no dia 27 de março passado.

O pastor foi morto a golpes de machado. A igreja fica na Rua Pedro Ludovico, na Vila Boa Esperança, em São João da Aliança. 

As primeiras informações repassadas pela polícia local davam conta de que o motivo do assassinato teria sido uma dívida da igreja com o assassino.

Segundo o pastor André Miranda, o terreno da igreja não pertencia a José Osmar, mas a uma senhora, que recebeu os valores pagos pela igreja.

“O Sr quitão nunca foi proprietário do terreno!  Conforme conversamos por telefone e fiquei de encaminhar a nota expedida pela Igreja e documentos que comprovam que não havia dívida alguma e que o terreno é da Igreja e sem qualquer dívida ou ressalva”, informou o pastor.

O religioso diz que a escritura e a certidão de ônus comprovam quem era o antigo proprietário. Veja o documento apresentado pelo pastor André Miranda.

Pelo documento, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Samambaia passou a ser proprietária do terreno em 20 de julho de 2012, quando comprou da proprietária, Tereza Xavier Pinto, o imóvel pelo valor de R$ 2 mil. 

A escritura pública foi lavrada pelo Cartório de São João da Aliança. 

O pastor também anexou ao documento uma Certidão Negativa de Ônus e uma Nota de Esclarecimento. Veja

Quitão está preso na cadeia pública de Alto Paraíso de Goiás. O  Inquérito Policial já foi concluído e o Ministério Público está ultimando a peça para denunciá-lo junto à justiça de Goiás pelo crime de homicídio doloso qualificado.

Já Publicamos: 

Barbaridade: em São João da Aliança (GO), homem mata pastor na porta da igreja a golpes de machado




Nordeste Goiano terá 200 milhões do FCO por ano, diz governo



Pela primeira vez a Região Nordeste de Goiás contará com um repasse fixo de recursos do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO). 

O repasse terá o valor de aproximadamente R$ 200 milhões, anuais. A notícia foi dada pessoalmente pelo governador Marconi Perillo durante giro por 12 cidades da região, junto com o vice-governador, José Eliton, e que segue até amanhã, 16.

Líder político do Nordeste Goiano, Eliton destacou a importância dos recursos conquistados no governo de Marconi, que foi o autor da emenda apresentada e aprovada na reunião do Conselho Deliberativo da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Condel), no dia 25 de março. 

A emenda vincula 10% do FCO (R$ 200 milhões por ano) para os 25 municípios do Nordeste do Estado.

Segundo o secretário executivo do FCO, Orcino Gonçalves, é a primeira vez, em 25 anos de existência do Condel, que uma verba é carimbada para uma região específica do Estado. 

“A emenda do governador já vigora, valendo para 2014, portanto, e tem duração perpétua”, citou Orcino. Segundo ele, o Banco do Brasil deverá articular a liberação do recurso para a região e as prefeituras devem estar em dias com a instituição bancária.

Sempre ao lado de Eliton, o governador anunciou ainda que será feito um FCO itinerante na região, iniciando dia 8 de maio em Alvorada do Norte, para orientar prefeitos e empresários sobre os recursos, voltados ao desenvolvimento de turismo, agricultura, mineração, comércio, indústria e outras atividades nas cidades do Nordeste de Goiás. 

Além disso, haverá investimento do Estado no treinamento de mão de obra da região para cada tipo de empreendimento que for atraído com os incentivos.

As novidades vieram junto com a garantia dada pelo governador de isenção de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para indústrias, mineradoras e outros empreendimentos econômicos que se instalarem no Nordeste, como forma de geração de riqueza.

 Como vice-governador José Eliton vem articulando e tem conquistado mais recursos para os 25 municípios do Nordeste de Goiás, o que foi reconhecido pelos prefeitos das cinco cidades visitadas hoje, e que comemoraram as novidades.

As notícias trazidas foram recebidas com entusiasmo e emoção também pelos moradores das cidades percorridas pela comitiva. Além das boas perspectivas futuras, a população também comemora obras e benefícios prontos ou em construção que estão sendo entregues ou vistoriados durante o giro pela região.

Um caso em especial são os recursos liberados para asfaltamento urbano que, aos municípios do Nordeste Goiano, por determinação do governador divulgada hoje, saltaram de R$ 500 mil para R$ 1 milhão para cada prefeitura da região que solicitar o recurso. 

Foi assim nos cinco municípios percorridos durante o dia: Sítio D´Abadia, Damianópolis, Mambaí, Buritinópolis e Alvorada do Norte.

A garantia do asfaltamento foi a confirmação de uma ajuda por parte do governo estadual que supera suas atribuições administrativas e reitera o caráter municipalista dos compromissos feitos pelo governador. 

Essa foi a tônica que permeou os discursos do vice-governador em sua região.

Nas cidades percorridas o governador enfatizou que está destinando 350 milhões para obras urbanas nos 246 municípios goianos, mas salientou que o Nordeste tem um olhar especial do seu governo. 

Em Mambaí, ele citou que os recursos liberados servirão para cobrir de asfalto mais de 25 mil metros quadrados de ruas que têm a peculiaridade de uma forte presença de areia.

“Marconi é homem que cumpre a palavra, um governador atento aos compromissos que faz, por isto estamos escrevendo juntos uma das mais belas páginas da história de Goiás, em especial para o Nordeste Goiano, interligando sonhos e diminuindo distâncias nos rincões da nossa região para que ela se desenvolva cada dia mais”, salientou o vice-governador. 

Vistoria

Rodovias pavimentadas fazendo a ligação entre várias cidades da região para melhorar também o escoamento da produção e atrair investimentos, foram vistoriadas hoje pela comitiva. 

Em Mambaí, por exemplo, Marconi fez questão de vistoriar a rodovia que liga o município à Bahia e destacou que vai inaugurar a pista quando ela estiver toda sinalizada e com infraestrutura de trânsito.

Em Sítio D´Abadia, além dos recursos para asfaltamento urbano, ele determinou que a Agetop faça um projeto para licitar e asfaltar a rodovia que liga o município a Minas Gerais. 

O deputado Iso Moreira, que também é da região, e apresentou várias emendas parlamentares para os municípios percorridos, compareceu em todos os municípios do giro das autoridades.

Em várias cidades foram simbolicamente inauguradas as escolas estaduais que foram reformadas pelo Estado. "Todas as escolas da Regional de Posse da Secretaria Estadual de Educação foram reformadas", frisou José Eliton.

Obras de saneamento básico, como a que está sendo realizada em Alvorada do Norte, envolvendo R$ 28 milhões, e o anúncio de licitação de um novo aeroporto na cidade, com investimento de R$ 5,2 milhões, também foram comemoradas. O mesmo ocorrendo com a confirmação de recursos para centros esportivos em Damianópolis e Alvorada. 

Os cinco prefeitos também foram informados de que podem solicitar desfibriladores e aparelhos de ultrassonografia se os municípios estiverem necessitando.

À noite governador e vice têm agenda em Campos Belos. Na quarta-feira, 16, eles encerram o giro da comitiva pela região com eventos agendados em São Domingos, Divinópolis e Monte Alegre.

Fonte: Vice-governadoria de Goiás