terça-feira, 22 de abril de 2014

Universidade Estadual de Goiás: prefeito ameaça, diz estudante


"Sou estudante da UEG e dependo do transporte escolar para estudar. E agora o prefeito anda espalhando que se continuarmos com os protestos, ele vai tirar até o ônibus velho que temos para vim estudar. 

Esse é o Brasil minha gente os fortes tentam oprimir e calar a voz dos mais fracos. Não estamos pedimos muito tudo que queremos é estudar, apenas isso..."

Anônimo 

Já publicamos:


Vergonhoso: Universitários da UEG pedem socorro. Transporte sucateado e muita dificuldade para estudar

Professores do Tocantins suspendem greve. Aulas voltam nesta quinta-feira, 24

A greve dos trabalhadores da rede estadual de educação do estado do Tocantins foi suspensa pela categoria durante assembleia realizada nesta terça-feira, 22, em Palmas. 
Os profissionais aguardam agora pela imediata aprovação MP 11/2014, com Emenda elaborada pelo Sindicato dos Professores do Estado do Tocantins e deputados, sob risco de retomarem a greve caso não ocorra.
Segundo os sindicalistas, a  categoria acredita que a Emenda junto a Medida Provisória contempla parte das reivindicações da categoria.  
As aulas na rede estadual de ensino retomam a partir desta quinta-feira, 23, A categoria aprovou também a diretoria negociar com o governo sobre o corte de pontos.

Portal G1 repercute notícia deste Blog: Jovens plantam árvores em buracos e pintam ruas em sinal de protesto



O portal G1 no Tocantins repercutiu a matéria que publicamos ontem em nosso Blog sobre o protesto feito pelo moradores de Taguatinga, sudeste do Tocantins, contra a buraqueira nas vias e ruas da cidade. 

"A população de Taguatinga está pedindo socorro". As palavras são de um estudante de 18 anos que participou, juntamente com um grupo de jovens com idade entre 17 e 19 anos, de uma manifestação no município ao sul do Tocantins. 

Eles preferiram não se identificar, mas deixaram registradas nas ruas da cidade frases de protesto por causa da falta de infraestrutura da cidade", escreveu o G1. Leia a reportagem completa 



Quem também repercutiu nossa matéria foi o Portal Conexão Tocantins, um dos mais importantes do estado. 

"Protestos por melhorias na administração pública em Taguatinga/TO marcaram o feriado da semana santa. 

Árvores foram plantadas no último sábado, 19 de abril, em buracos nas ruas município localizado na região sudeste do Tocantins", escreveu. Leia a reportagem no Conexão Tocantins 


Concurso Miss Goiás tem nova data. As inscrições estão abertas


Por Evônio Madureira, 

O evento que elegerá a representante de Goiás no Concurso Miss Brasil tem nova data, 04 de agosto de 2014. Máxima atenção aos detalhes e cuidado extremo ao novo formato foram fatores determinantes para prorrogação do Concurso Miss Goiás. 

Pelo 11º ano consecutivo sob a coordenação da empresária Fátima Abranches, a noite de coroação da mais bela goiana de 2014 acontecerá em Goiânia.

Além de garantir sua vaga na 60ª edição do Miss Brasil, a nova Miss Goiás levará para casa um carro zero quilômetro!

As inscrições para disputar o concorrido título ainda estão abertas. Participe!

Os critérios básicos para participação são:

– ter 18 anos de idade completos no momento de inscrição e no máximo 25 anos de idade até 31 de dezembro de 2014;

– ter, no mínimo, 1,68m de altura;

– não ser ou nunca ter sido casada, nunca ter tido casamento anulado, não conviver maritalmente;

– não ter filhos, bem como não estar grávida;

– ter nascido no município que representará ou residir no Estado de Goiás por um período de, pelo menos, seis meses, no momento da inscrição;

– nunca ter sido fotografada ou filmada totalmente despida, expondo seios e/ou partes íntimas, tampouco em cena de sexo explícito;

– cobrir despesa referente à taxa de inscrição determinada pela Comissão Organizadora;

Para mais informações, entre em contato com a Organização Miss Goiás:

concursomissgoias@yahoo.com.br
(62) 8133-8119
(61) 9337-5995
Armando Abranches - Diretor de Produção
(62) 8325-2583
Thiago Juliani – Scouter

Para candidatas interessadas em participar de eventos municipais é necessário se certificar se os mesmos estão credenciados junto à Abranches Entretenimento e Idéias. 


Profissionais autônomos ou possíveis patrocinadores que se identificarem como responsáveis por inscrever candidatas no evento não estão autorizados a dar andamento à participação de concorrentes. 

Qualquer contato com interessadas, por meio de terceiros, deve ser comunicado à Organização Miss Goiás para esclarecimentos.

Convite: lançamento do Edital da Incubadora 3D


No dia 23, às 8h30, a Secretaria de Indústria, Comercio, Ciência e Tecnologia – SICCT, realizará na Associação Comercial e Industrial – ACIAG um Café de lançamento do Edital 01/2014 de Seleção de Empreendimentos para Programa de Incubação de Empresas do Município de Aparecida de Goiânia (Incubadora 3D).
Esse evento é fruto de uma parceria da Prefeitura Municipal de Aparecida de Goiânia e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás(IFG), por meio da Secretaria de Indústria, Comércio, Ciência e Tecnologia – SICCT, com objetivo de estimular a interação entre o setor produtivo e as instituições de ensino; apoiar a criação, o desenvolvimento e a consolidação de empreendimentos que se proponham a desenvolver inovação tecnológica ou agregar valor a processos, produtos e serviços; e selecionar propostas de negócio para ingressar na Incubadora 3D.
Durante a fase de incubação, os participantes terão acesso à infraestrutura da Incubadora 3D e aos serviços de assessoria, consultaria, treinamento e participação em eventos, a fim de melhor qualificá-los para enfrentar o mercado.
O Edital 01/2014 e demais documentos estão disponíveis no siteaparecidatec.com.br.

Antonio Gomide, pré-candidato do PT ao Governo de Goiás visita 11 cidades do sul do Estado


A caravana do Partido dos Trabalhadores vai percorrer as cidades de Goiás apresentando Antônio Gomide ao povo goiano. Com este objetivo, o Partido dos Trabalhadores inicia as ações da Caravana do PT. 

A intenção é conversar com todos os setores da sociedade, conhecendo melhor as demandas e os anseios dos municípios para a elaboração de um Plano de Governo capaz de atender todo Estado.

A caravana começa nesta terça-feira, 22, às 8 horas, na cidade de Professor Jamil. Ao longo do dia, Gomide visitará ainda Pontalina, Joviânia, Aloândia e Goiatuba, onde será realizado Encontro do PT com lideranças partidárias, segmentos organizados e a população em geral, às 19 horas.

“Até junho, vamos visitar todas as regiões do Estado, as principais cidades e todos os segmentos interessados em nosso projeto. Ninguém em Goiás aguenta mais ouvir promessas. 

É preciso resultados, planejamento nas ações e uma equipe voltada para servir às pessoas”, afirma Gomide, que nos últimos dias já visitou mais de dez cidades do interior.

A Caravana do PT continua na quarta-feira, 23. Logo pela manhã, o petista visita os veículos de comunicação de Itumbiara. Depois a comitiva segue para Buriti Alegre, Água Limpa, Marzagão, Caldas Novas e Morrinhos, quando participará da abertura da 12ª edição da Agro Centro-Oeste Familiar 2014, na sede do Instituto Federal da cidade.

Mais visitas

Nesta segunda-feira, 21, Gomide esteve nas cidades de Vianópolis, Orizona, Pires do Rio e Formosa, participando de entrevistas em rádios locais e de reuniões com os moradores das cidades. “Não temos tempo a perder. Precisamos chegar a todos os municípios goianos e é o que estamos fazendo”, disse.


Fonte: Assessoria de Imprensa

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Taguatinga (TO): protesto contra prefeito marca feriadão da Semana Santa





Os moradores da cidade de Taguatinga, sudeste do Tocantins, não aguentam mais a buraqueira nas ruas da cidade e por isso resolveram protestar contra o prefeito, Eronildes Teixeira (PSDB). 

Os próprios buracos serviram como porta-vozes para moradores, revoltados com o descaso da Administração Pública local.

No último sábado,19, dezenas de árvores foram plantadas nas principais vias do perímetro urbano do município. 

E o protesto na ficou apenas nas péssimas condições das vias e da infernal buraqueira. 

Nas árvores plantadas, cartazes chamavam a atenção para a falta de médicos nos postos de saúde. 

Muitas pessoas não chegaram a ver o protesto, pois logo cedo uma equipe da prefeitura passou recolhendo as árvores.

Mas isto não é problema. As imagens ficarão para sempre em nosso Blog. 

Na manhã desta segunda-feira, 21, os moradores encontraram outra forma para expressar o descontentamento com as péssimas condições do asfalto. 

Pintaram as bordas dos buracos com uma  tinta branca, que ocupou o local em que deveria estar a pavimentação. 

Centenas de buracos espalhados pelo município foram circulados com tinta e cal, além de frases de efeito. 

O site local, Taguavip, entrou em contato com o secretário de Infraestrutura de Taguatinga, Marco Aurélio Chaves de Almeida, que afirmou que o trabalho de recuperação das vias municipais ainda não foi iniciado devido ao período chuvoso.

O Secretário disse que a utilização do material nesse momento implicaria em desperdício, uma vez que a chuva estragaria todo o trabalho, e informou que dentro das próximas semanas o trabalho de recuperação das vias será iniciado.

Uma pesquisa informal feita pelos moradores contou cerca de 5 mil buracos nas ruas de Taguatinga no ano passado. Hoje, constatou-se que o número de buracos caiu para cerca de 4 mil. 

Mas os moradores dizem ter uma explicação. "Muitos se juntaram e viraram crateras". 


Com informações e fotos do site Taguavip



Diário do Haiti: As crianças perdidas de Cité Soleil







Especial Haiti, por Dinomar Miranda*  (Texto escrito no diário em 27 de novembro de 2006, às 20h)

Passava das 8h da manhã quando chegamos ao Porto de Waff, bem na periferia de Cité Soleil, a maior e a mais violenta favela de Porto Príncipe, a capital do Haiti. 

Dirigimo-nos, através de uns becos e vielas, para o local de uma peixaria comunitária, um dos primeiros projetos sociais da ONU na localidade, depois de décadas sob o domínio de perigosos bandos armados. 

Ao longe, coisa de dois quarteirões, podia se ouvir as rajadas de 5,56 mm, calibre dos vários grupos que brigam pelo controle da favela.

Depois de uns cinco minutos de uma tensa caminhada, chegamos ao “ancoradouro”.  Se Cité Soleil tem todos os adjetivos de uma favela de “quinto mundo”, imagine aquele lugar.

É característica do ser humano se acostumar, se adaptar facilmente aos lugares. E depois de seis meses de Haiti, muita coisa, infelizmente, já parece familiar. 


Mas aquele espaço, coisa de 500 metros quadrados, cercado por um amontoado de barracos,  irrigado por um fétido correr de esgoto, extrapolava toda e qualquer coisa semelhante a um ambiente humano.

O sol forte e o calor, com  o cheiro da lama e do lixo, que ornamentava toda a orla, compunha aquela atmosfera pesada.

E, misturado aos muitos porcos, estava um punhado de seres humanos sobreviventes de um tragédia social sem precedentes. Do que sobrevivem, isso eu não sei! Não há empregos, áreas de plantação, comércio. 

Talvez do mirrado pescado. E entre os adultos, muitas crianças, dezenas delas. A maioria nua ou enfiada em trapos de roupas. Como não se impressionar, não se comover, com a mais indigna vida social de um grupo. 

Como em qualquer lugar do mundo, os pequeninos logo se aproximam, curiosos com a magia da máquina fotográfica. Três logo se destacam do grupo, tão díspares as suas personalidades e seus comportamentos. 

A primeira delas chama a atenção por sua meiguice e afeto. É uma garotinha de 4 ou 5 anos. Foi uma das primeiras a ser fotografada e a se ver na tela da câmera. A nossa comunicação era por gestos. Ela às vezes  dizia algo em creole, o dialeto local, inutilmente. 

Agarrou-se na  barra da minha blusa e não mais soltou nos 30 minutos que passamos em seu habitat. Como se apegam facilmente e  por tão pouco. Parecia agradecida, pelos segundos mágicos proporcionados pela tecnologia.

Cheguei a oferecer-lhe uma caneta BIC de presente, mas foi logo devolvida. Talvez desconhecesse a finalidade do “brinquedo”.

O segundo personagem tinha dois, no máximo três anos. Seu semblante sério, pesado, logo revelaria seu jeito criança, moldado pelo ambiente hostil, violento e insalubre. 

O tempo todo portava um pequeno objeto de plástico, que manejava como se fosse um revólver. Em todas as fotos, as poses eram como se apontasse a sua arma. E nas suas rápidas escapadas, parecia se duelar com um inimigo imaginável. 

O que será dele daqui a oito ou dez anos?

E num canto, bem afastado daquele circo, uma pequena lavadeira.  Embrenhada, até os joelhos, na maré de lama, com o amarelo de seu vestido se misturando ao multicolorido do lixo.  

Esfregava, pacientemente, sua peça de  roupa, como se estivesse no mais límpido dos rios, atarefada, não nos afazeres de uma criança, mas de uma dona-de-casa. Próximo, uma bacia verde indicava que havia muito mais a lavar do que roupas.

Os insistentes cliques de máquina fotográfica talvez tenham mexido com seus brios e com a sua dignidade, ainda restante. Ela logo se afugentou. Mas as lentes foram mais rápidas e conseguiram eternizar alguns momentos de sua insalubre labuta diária e a piedosa vida das “crianças perdidas” de Cité Soleil.

Nota do autor: provavelmente grande parte das pessoas fotografadas (adultos e crianças) estão mortas, depois do grande terremoto que sacudiu o Haiti em 2010 e matou 300 mil pessoas e deixou 1,5 milhão de desabrigados.  



* Em 2006 este jornalista blogueiro integrou a missão da ONU no Haiti. Nós registramos os sete meses da missão em um Diário Pessoal, em fotografias e em gravação de áudio e vídeo. 

A partir de agora você vai acompanhar boa parte dos registros desse Diário de Missão e conhecer um pouco mais sobre um dos países mais miseráveis do planeta. 

Note esta criança hatiana também nas outras fotos.
O tempo todo aparece em tom ameaçador,
como se empunhasse uma arma. É impressionante.









Acidente de moto mata jovem de 17 anos na rodovia que liga São Domingos e Divinópolis



Uma batida entre uma moto e uma camioneta matou um jovem e deixou uma moça ferida na madrugada deste domingo, 20, na rodovia GO-110, que liga as cidades de Divinópolis de Goiás e São Domingos, no nordeste do estado.

A vítima fatal foi Mario Roberto, de apenas de 17 anos. O casal seguia de Divinópolis de Goiás para São Domingos, cidade onde morava, quando ocorreu a colisão.

A jovem Brigith Kyenny, de 18 anos, que estava na garupa da moto, sofreu fratura em umas das pernas e foi encaminhada a um hospital de Brasília, onde foi medicada e não corre risco de morrer. 

Mario foi socorrido pelo SAMU, mas não resistiu e faleceu.Os jovens estavam voltando de uma festa na cidade de Divinópolis de Goiás.

Com informações do Blog de Antônio Carlos 

domingo, 20 de abril de 2014

Língua e leitura: mal necessário e que poucos contraem


Por Professor Luiz Marles,

Estamos passando por um momento em que todas as pessoas estão se interessando cada vez mais pelo nosso idioma, e também, pela leitura, pois, numa sociedade competitiva, e, às vezes escravista, o homem precisa estar bem preparado e ser conhecedor daquilo que fala. 

Só isso apenas não basta, pois, se damos tanta importância a nossa língua portuguesa, faz-se mister conhecer um pouco sobre sua origem, e os principais lugares onde se fala este idioma.

Vendo um pouco a respeito da origem da Língua Portuguesa, descobrimos que esta faz parte das neolatinas, onde podemos citar: francês, italiano, espanhol e outras. Há uma dessas, a romena, que é a que mais se afasta da língua latina. Hoje temos quase um bilhão de pessoas no mundo que falam os idiomas derivados do latim. 

Na América Latina a única nação que fala o idioma português é o Brasil. Além disso, existe na Europa, Portugal, que é nação mais importante que fala esse idioma.

Durante muito tempo ouvimos falar que os brasileiros leem pouco, fato passado, visto que na época em que estamos todos estão dando enorme importância ao ato de ler. 

Sabemos que mesmo as pessoas imbuídas de um espírito leitor, chegam às vezes a deixar de lado o livro indo em busca de algo mais instantâneo. Como é do conhecimento de todos, existem inúmeros cantores que ao lançar um CD, já existem mais de um milhão de cópias encomendadas. 

Um livro, raramente, quando Best-seller, ultrapassa o número de quinhentos mil vendidos. A maioria das pessoas sem exceção da classe que se encontra preferem ouvir uma música a ler um livro. Isso não pode ser assim, tendo em vista que estamos num mundo competitivo e que urge mais interesse pelos livros.

Existem pessoas que, às vezes, excomungam a língua portuguesa e dizem que se trata de uma das mais difíceis e complexas do planeta. Para muitos, não são as regras que atrapalham o entendimento e sim várias exceções. E, com tudo isso, existe muita falta de incentivo à leitura, o que cultiva falsos leitores, e, a língua portuguesa necessita de pessoas que leiam, para a cada instante mostrar novos frutos desta imensa descoberta a qual fertiliza a mente dos seres humanos.

Sendo assim, buscar, pesquisar e incrementa uma maneira de fazer com que as pessoas possam interessar pela língua é imprescindível, desde que se leve em conta que a nossa sociedade precisa reavivar o ânimo que há muito tempo vem escondido. 

O cotidiano clama por pessoas conhecedoras, aptas a abrirem a boca e pronunciar com clareza demonstrando ser merecedor do idioma que lhe foi concedido a falar. És preciso leitura. E, sabe-se que ela é um modo de aprendizado contínuo, onde não só possibilita a reconstrução e integração de certas mensagens, mas, sobretudo, porque é através dela que exercitamos e demonstramos todo nosso conhecimento.


sábado, 19 de abril de 2014

Novo apagão das telefônicas deixa Campos Belos mudo por 12 horas





Um novo apagão das telefônicas deixou todos os moradores de Campos Belos, nordeste de Goiás, sem serviço de telefonia móvel, fixa e sem conexão de internet por mais de 12 horas neste sábado, 19. 

Os serviços de empresas como OI, Claro, Vivo e TIM desapareceram por volta das 10h da manhã e só retornaram ainda há pouco, depois das 22h. 

Durante todo esse tempo, todos os moradores do município ficaram isolado do mundo. Apenas o serviço de Televisão estava disponível. 

Um verdadeiro absurdo, em pleno feriadão da Semana Santa. Ainda não sabemos se o apagão atingiu apenas a cidade de Campos Belos ou também afetou outras cidades do nordeste goiano ou do sudeste do Tocantins. 

De qualquer forma, as telefônicas, além de prestarem um mau serviço à comunidade, não conseguem, ao menos, se comunicar respeitosamente com os usuários.  

Todos nós consumidores ficamos sem o serviço e não sabemos o que ocorreu ou o que tem ocorrido.  

Foi uma interrupção programada ou um problema de rompimento em algum cabo de fibra ótica, por exemplo? Mas por que caiu todos os sistemas? E os links por satélites também caíram? 

Por que não mandar mensagens para os consumidores informando da interrupção do serviço? 

Por que não emitir uma nota para os meios de comunicação local, informando sobre a interrupção? 

Por que essa sanha em desrespeitar os consumidores como se ele não necessitasse do serviço e não tivesse prejuízo algum com a falta dele?

O estranho é que o comércio local, que faz uso do serviço de cartão de crédito, não foi afetado e funcionou por todo o dia. 

Será que essa rede de cartões usa a mesma linha de telefonia móvel e fixa? 

Se usa, por que não foi afetada? há algum tipo de discriminação na cessão do serviço para o público em geral e ao empresariado do comércio?

"Os pais que mandam seus filhos estudar nos grandes centro têm padecido constantemente com as consequências causadas pela ausência de um serviço pelo qual pagamos e, diga-se de passagem, pagamos muito bem. 

Isso sem falar nas impossibilidades de contactar serviços de emergência, tais como o SAMU e a polícia. E o que mais angustia é o silêncio de nossos representantes diante de tal situação. 

Sim porque a prefeitura municipal possui um departamento que pela titulação deveria cuidar dos problemas dessa ordem e, até onde eu sei, ninguém tomou providências com o intuito de sanar esses "apagões". 

A cidade está sendo abduzida, como ironizam nas redes sociais, e as autoridades não se pronunciam e, mais do que isso, não dão satisfação ao cidadão comum. Talvez alguém saiba, mas eu, até o presente momento, não sei qual tem sido o motivo dessas constantes quedas", desabafou Larissa Beltrão ao comentar sobre o apagão. 

Mundial 2014 e eleições presidenciais: uma mistura que não deu certo



Por Jefferson Victor,

A realização da copa do mundo e eleições presidenciais no Brasil vem provando  ultimamente  que esta mistura não deu certo.

Quando a Fifa anunciou o Brasil como o escolhido para presidir o mundial 2014, foi uma euforia em todo país. Pesquisas de opinião apontavam mais de 70% de aprovação do evento.

Este fato preocupou os partidos de oposição, pois sabem que o sucesso da copa reverte em benefícios políticos à  atual presidente.

A primeira providencia dos opositores foi divulgar em toda mídia que não aceitariam dinheiro público nas reformas dos estádios e na infraestrutura necessária à sua realização.Com isso, houve um grande atraso na definição de recursos, e consequentemente  atraso significativo no inicio das obras.

Aeroportos, estradas, hotéis estão com obras atrasadas e em muitos casos não ficarão concluídas antes do mundial. Nem o aeroporto de Brasília, um dos mais importantes do país ficará pronto em tempo hábil. A Arena Corinthians, palco da abertura, está sendo improvisada com arquibancadas provisórias, numa demonstração clara que as coisas não estão evoluindo a contento.

Apesar da mídia ter dado pouco ênfase ao episódio, a participação de partidos de oposição em vandalismos que se espalharam pelo país e que, inclusive, culminaram com a morte do repórter da Bandeirantes, é uma prova concreta de que querem desestabilizar o governo central, com o intuito  de tirarem proveito político.

É inadmissível o vandalismo que se estendeu na Copa das Confederações, onde centenas de ônibus foram queimados, patrimônios públicos e privados depredados se estenda por tanto tempo, inclusive com previsão de que serão intensificados durante a realização da Copa.

Hoje, dia 15 de abril, ao passar pelo Terminal Bandeiras em Goiânia, pude presenciar cerca de 30 pessoas, com uma faixa improvisada tumultuarem o trânsito nas imediações.

Gritando palavras de ordem, adentraram ao terminal, onde centenas de trabalhadores e estudantes esperavam pelo transporte e batendo em latas impediram que os  ônibus se posicionassem para recolher os passageiros.

E o interessante nisto tudo é que havia no local quatro viaturas da Polícia Militar. Havia número suficiente de policiais para desobstruir as pistas, mas nada fizeram, acompanharam à distância, já que havia uma equipe da TV Record fazendo cobertura. E isto certamente dá combustível para os vândalos, inclusive mascarados, se sentirem uns verdadeiros artistas.

Pude notar que estudantes, passageiros, motoristas e funcionários do terminal não apoiavam o movimento, pelo contrário, questionavam o porquê  dos policiais não agirem, já que eram tão poucos manifestantes.

Estou preocupado com o que vem por ai, já que o serviço de inteligência da policia já descobriu até mesmo facções criminosas se preparando para agirem no período da copa. O propósito do mundial é realmente divulgar o país para mundo, prova disto é que cidades  sem nenhuma tradição no futebol, como Cuiabá e Manaus foram agraciados para sediarem  jogos da copa.

O que se desenha para o período é um festival de vandalismo.  O Brasil pode ser marcado lá fora não pelo futebol, mas sim pela desordem que se instalará em diversas localidades. Turistas do mundo inteiro ficarão sobre fogo cruzado, muitos serão feridos ou mesmo perderão a vida nesta batalha política que se trava na atualidade em nosso país

Acredito que uma ação bem coordenada pelo governo pode amenizar o problema, porém uma situação de total normalidade e segurança no  evento não será  possível, e este fato é preocupante.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Comunidade de Campos Belos encena Paixão de Cristo








Assista ao vídeo e veja uma das encenações

Centenas de pessoas acompanharam nesta sexta-feira, 18, pelas ruas da cidade de Campos Belos, nordeste de Goiás, a tradicional Paixão de Cristo. 

A encenação é organizada pela Paróquia local, em parceira com a comunidade católica da cidade. A procissão partiu da Igreja Matriz, no centro, e percorreu as vias até a Igreja do Divino Espírito Santo, no setor Buritis. 

No papel de Cristo, o empresário Wendel Galvão, que há muitos anos encena o papel do homem mais importante do cristianismo. 

As cenas começaram por volta das 20h e eram aguardadas com ansiedade pelos fieis. 

Antes de percorrerem as estações da via-crúcis, no palco armado em frente à Igreja Matriz os atores encenaram passagens importantes, como a "O Beijos de Judas", o "Lava-Mãos de Pilatos" e "A Negação de Pedro".  

Conheça mais sobre a Paixão de Cristo 

A via-crúcis (do latim Via Crucis, "caminho da cruz") é o trajeto seguido por Jesus carregando a cruz, que vai do Pretório até o Calvário. 

O exercício da via-sacra, como também é chamada, consiste em que os fiéis percorram, mentalmente, a caminhada de Jesus a carregar a Cruz desde o Pretório de Pilatos até o monte Calvário, meditando simultaneamente à Paixão de Cristo. 

Tal exercício, muito usual no tempo da quaresma, teve origem na época das Cruzadas (do século XI ao século XIII): os fiéis que então percorriam, na Terra Santa, os lugares sagrados da Paixão de Cristo, quiseram reproduzir, no Ocidente, a peregrinação feita ao longo da Via Dolorosa em Jerusalém. 

O número de estações, passos ou etapas dessa caminhada foi sendo definido paulatinamente, chegando à forma atual, de quatorze estações, no século XVI. 

O papa João Paulo II introduziu, em Roma, a mudança de certas cenas desse percurso não relatadas nos Evangelhos por outros quadros narrados pelos evangelistas. 

A nova configuração ainda não se tornou geral. O exercício da via-sacra tem sido muito recomendado pelos Sumos Pontífices, pois ocasiona frutuosa meditação da Paixão do Senhor Jesus.

Quando associado à Via Crucis, Jesus é especialmente venerado sob o nome de Nosso Senhor dos Passos.  

Esta reflexão é baseada em quatorze estações ou etapas, em que cada uma apresenta uma cena da Paixão a ser meditada pelo discípulo de Cristo:

Estação 1: Jesus é condenado à morte
Estação 2: Jesus carrega a cruz às costas
Estação 3: Jesus cai pela primeira vez
Estação 4: Jesus encontra a sua Mãe
Estação 5: Simão Cirineu ajuda a Jesus
Estação 6: Verônica limpa o rosto de Jesus
Estação 7: Jesus cai pela segunda vez
Estação 8: Jesus encontra as mulheres de Jerusalém
Estação 9: Terceira queda de Jesus
Estação 10: Jesus é despojado de suas vestes
Estação 11: Jesus é pregado na cruz
Estação 12: Jesus morre na cruz
Estação 13: Jesus é descido da cruz
Estação 14: Jesus é Sepultado

Com informações da Wikipedia




Vergonhoso: Universitários da UEG pedem socorro. Transporte sucateado e muita dificuldade para estudar


Este é mais um exemplo da situação vexatória a que estão expostos nossos estudantes. 

Dezenas de alunos da Universidade Estadual de Goiás, campus de Campos Belos, reclamam da falta de transporte apropriado e até da falta dele para se deslocarem de suas residências diariamente. 

A grande maioria mora distante, muitos em outros municípios ou em distritos rurais, e só podem contar com a ajuda do Estado para continuarem a jornada diária de estudos. 

São jovens estudantes da região da Prata, Aurora do Tocantins, Monte Alegre e de muitos outros lugares, que pedem ajuda. Precisam de um ônibus, pois o que o governo tem fornecido está totalmente sucateado.

O prefeito de Monte Alegre, segundo um dos alunos, seria o responsável pelo transporte dos que moram na Região da Prata, por exemplo, mas diz que não tem dinheiro para a manutenção no ônibus.

Esta semana, o veículo está quebrado e sem previsão para o conserto. Aos alunos, ou faltam às aulas ou fazem uma "vaquinha" para fretar um carro. Uma viagem fretada não sai por menos do que R$ 6,00. 

Peço à Secretaria Estadual de Educação que dê atenção, urgentemente, ao pleito dos alunos. Não se admite que, em pleno século 21, nossos estudantes ainda tenham tanta dificuldade para estudar. 

Pedimos ao representante da Secretaria Regional de Educação, em Campos Belos, que nos mande um comunicado, uma nota ao menos, informando quais as medidas que serão tomadas para a resolução desse gravíssimo problema.  

Casa do Estudante de Arraias seleciona moradores


Alunos da Universidade Federal do Tocantins (UFT), em situação de vulnerabilidade econômica, e interessados em morar na Casa do Estudante de Arraias "Renarly Gáspio dos Santos" têm de 17 a 23 de abril para se candidatar.

Estão disponíveis 11 vagas, sendo cinco para mulheres e seis para homens.

A lista de documentos exigida para a inscrição e outras informações encontram-se no edital nº 01/2014


O resultado da seleção será divulgado no dia 25 de abril.

Fonte: JusTocantins

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Campos Belos: morre "Tia Derita", minha primeira professora



É com muito pesar e tristeza que noticiamos a morte da professora Derita José dos Santos, a "Tia Derita", 76. Ela foi encontrada falecida em sua residência hoje, em Campos Belos, por volta das duas horas da tarde. 

Tia Derita foi professora por quase 30 anos e por todo esse tempo esteve presente no cotidiano de milhares de campos-belenses e permanece na lembrança de todos, apesar de ter lecionado sempre na fase de alfabetização. 

Foi também a minha primeira professora e participou ativamente da minha alfabetização. Foi com ela que aprendi a ler e a escrever. 

Até recentemente lembrava da minha grande luta com a letra "T". 

Eu a trocava pela letra "D" e por meses fiquei patinando na lição do "Tatu", no início da década de 80, no Colégio Estadual Professora Ricarda.

Era uma professora rígida e não "alisava" aluno. Todas as vezes que eu vinha a Campos Belos, ela fazia questão de me visitar e cobri-me de beijos, cheiros e abraços. 

Era muito carinhosa e tinha um orgulho danado deste seu sobrinho, que anos depois tornara-se jornalista. 

Tinha o costume de mostrar orgulhosamente nosso blog a todo mundo. "Você já pegou Dinomar aí no seu computador", perguntava quando chegava na casa de um parente ou de um amigo. 

E nunca esquecia as minhas atrapalhadas com a letra "T". Dinomar, você não se esqueceu da lição do Tatu, né!?", perguntava religiosamente, quando me encontrava.

Tia Derita era minha tia mesmo e não apenas "tia de escola".

Ela era irmã do meu avô materno (Otávio). Era também irmã de Tia Laurita, esposa de Tio Dó  (do lanchinho próximo à Casa de Saúde). 

Tinha também como irmão, Tio Zeta (pai de Osmar do Novo Foto, Maria Lice do Salão...); Tia Bela (mãe de Valmir Padeiro, Eronias, Vera, Deusa...); Tio Abílio (pai de Mazim PM, de Neuri); de Tio Zeca (pai de Claudia, Zezinho); Tio "Neza" (Pai de Zezinho Carreteiro, de Jovino), Tio Pombo (pai do Vereador Juranda, de Zu, de Prego), irmão de Tio Olímpio (Pai de Gerson, Silvânia e Tânia) e de Tio Marciano ( pai de Reni, Maria Divina do Salão e Raimunda). 

A morte de tia Derita pegou todo mundo de surpresa e nos deixou muito entristecidos. Ela já vinha um pouco adoentada e morreu de causas naturais. 

O corpo está sendo velado nesta quinta-feira, 17, na sua residência, na rua 7 de setembro, próximo ao Cartório. 

O sepultamento está marcado para ocorrer nesta sexta-feira, 18, às 8 horas da manhã. 

Tia Derita, vá com Deus. Falo em nome de todos os parentes e de todos os seus ex-alunos. Além do seu enorme carinho a nós concedido, você deixou uma marca indelével. Principalmente, a marca do conhecimento, a marca da liberdade e dos sonhos. 

Onde quer que esteja, temos a certeza que você está bem, porque entre nós você sempre praticou o bem. Estaremos aqui sempre em oração.