terça-feira, 25 de junho de 2019

Convite: Adventismo em Campos Belos completa 82 anos



A comunidade Adventista do 7º Dia de Campos Belos (GO), como faz a cada ano, convida os amigos para as comemorações e ação de graça a Deus pelos 82 anos da chegada do adventismo e também do protestantismo a nossa amada cidade.

Desde 1937, com nossos pais pioneiros, Liciria e Agripino Almeida e até os dias de hoje, com nossa comunidade de aproximadamente 200 pessoas, somos gratos ao Senhor pelo convívio amistoso e pelo bom relacionamento com todos em nossa Campos Belos. 

Como forma de agradecer pelo passado, registrar o presente e rogar bênçãos pelo futuro, estendemos nosso cordial convite para nossa cidade:
No dia 29/09, sábado, às 9h, culto de ação de graças no auditório da Câmara Legislativa;

No mesmo dia às 15h, ação social no Centro Olímpico do Cruzeiro com atendimento de saúde (aferição de glicose e pressão arterial), apoio psicológico, espiritual e emocional e equipe de cuidado infantil.

Após, as 17h, no mesmo local, Musical de Agradecimento e Louvor a Deus com o Coral Jovem da Asa Norte, de Brasília - DF.

Participe conosco! Você é nosso convidado especial.

“Nada temos a temer quanto ao futuro, a menos que nos esqueçamos como Deus tem nos conduzido no passado.” Ellen G. White

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Publicado edital de chamada pública para aquisição de alimentos no IF Goiano


O IF Goiano - Campus Campos Belos, por meio de sua Comissão de Chamada Pública, torna público o Edital de Chamada Pública para aquisição de gêneros alimentícios para alimentação escolar através do Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE. 

A aquisição se dá por meio de dispensa de licitação conforme estabelecido pela Lei nº 11.947/2009 e Resolução/CD/FNDE nº 26/2013.

A entrega dos projetos de venda está marcada para o dia 10 de julho de 2019. 

O resultado será publicado no dia 15 de julho e os fornecedores habilitados deverão enviar as amostras no dia 17 de julho. 

O fornecimento acontecerá de agosto a novembro do ano vigente.

Abaixo seguem os quantitativos e produtos a serem adquiridos:




O preço unitário de referência foi composto a partir de pesquisa de preço em mercado local, conforme o Art. 29 da Resolução/CD/FNDE nº 26/2013. 

Os participantes devem ficar atentos à documentação necessária para o envio das propostas.

Informações pelo telefone (62) 3451-2595 ou pelo e-mail licitacao.cbe@ifgoiano.edu.br.

Clique aqui para acessar o Edital de Chamada Pública

Clique aqui para acessar os Anexos do Edital

Fonte: Assessoria de Comunicação Social e Eventos - Campus Campos Belos

MP aponta esquema onde o prefeito de Iaciara/GO teria recebido mais de R$ 100 mil em diárias


Servidores da prefeitura de Iaciara, entre eles o prefeito Haicer Sebastião Pereira Lima, estão sendo investigados pelo Ministério Público de Goiás por suspeita de participarem de um esquema de desvio de recursos públicos. 

Na última quarta-feira (19), a Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão em prédios da administração municipal.

Na ação, agentes de PC apreenderam um computador e 325 caixas de arquivos do Controle Interno e da Secretaria de Administração, além de documentos relativos a ordens de pagamento. 

A operação batizada de Voucher Público aponta que secretários, servidores e o próprio prefeito estão, supostamente, cursando seminários, indo a palestras, congressos e recebendo diárias de viagens. Segundo o promotor de Justiça Asdrear Salinas Macias, os valores são exorbitantes.

De acordo com a ação do MP, somente no ano de 2017, o prefeito Haicer Sebastião passou 46 dias viajando. Daquele ano até o dia 11 de junho de 2019, foram concedidas 126 diárias ao gestor. 

O montante pago ao prefeito teria ultrapassado R$ 100 mil, sete vezes o valor do salário que ele recebe como prefeito do município de Iaciara.

A promotoria considera que a situação fica ainda pior quando foi identificado que outras cinco secretárias, entre elas a irmã e mãe do prefeito, também eram beneficiadas do esquema. 

A matriarca é Zélia Pereira Lima, que ocupa o cargo de secretária de Assistência Social. Já a irmã do prefeito, Iévora Aparecida Lima, é secretária de saúde do município. Desde o ano 2017, o MP calcula que mãe e filha já teriam embolsado mais de R$ 45 mil.

Na decisão, que determinou o cumprimento dos mandados, o juiz Gustavo Costa Borges afirmou que “percebe-se a existência de indícios de autoria e materialidade que autorizam a busca e apreensão dos documentos referentes a todos os envolvidos e, porventura, outros que durante a investigação forem descobertos”. 

O magistrado acolheu ainda pedido feito pelo MP-GO e determinou o bloqueio de bens dos réus.


Fonte: O Popular

Cleusa 'de mala e cuia' faz festa em Formosa/GO para comemorar divórcio que ex assinou após 25 anos


A cabeleireira Cleusa Cruz, que viralizou na web quando fez um post “ameaçando” se mudar “de mala e cuia” para a casa do ex que não assinava o divórcio há 25 anos, deu uma festa neste sábado (22) para comemorar a separação oficial no papel, em Formosa, no Entorno do Distrito Federal.

Cleusa, que mora no Rio desde de 1984, havia prometido comemorar na sua terra natal o fim de uma luta para que o ex-marido assinasse a separação. Com o tema, “Arraiá da Cleusa de Mala e Cuia - A Divorciada”, a festa reuniu cerca de 200 pessoas, entre familiares e amigos..

“Vim comemorar com os meus conterrâneos. Afinal, foram 25 anos de espera. Minha festa está bombando. Estou reencontrando amigo e até encontrei um irmão que não via há seis anos”, comentou Cleusa.

Na festa, a cabeleireira fez questão de mostrar para todo mundo o novo documento de identidade, com o nome de solteira: Cleusa Ferreira da Cruz.

Aos 51 anos, a mãe de quatro filhos, diz que segue solteira, mas não com o coração desocupado.

“Estou solteira, mas tenho um amor no coração. Amor secreto”, contou rindo.

A animação de Cleusa contagiou os amigos e não faltaram bebida, comida típica e muita dança na festa, que começou por volta das 14h e ganhou a noite.

Repercussão nacional

Cleusa conta que tentou por três vezes o divórcio, tendo organizado tudo para conseguir se separar oficialmente do ex, mas que nunca conseguia que ele fosse assinar os papéis. Na terceira tentativa, quando ficou esperando ele no cartório e ele não apareceu, ela voltou para casa e publicou um texto nas redes sociais desabafando.

“Me aguarde, bofe. Dia 19 de maio tô chegando de mala e cuia”, dizia ela ao fim da publicação feita no último dia 8 de maio.

Neste post ela teve 443 mil comentários e 128 mil compartilhamentos. Depois ela chegou a publicar dois vídeos comentando a situação e respondendo perguntas de internautas.

Além dos comentários de apoio, muitas pessoas criaram imagens da cabeleireira chegando de mala e cuia na casa do ex. Até famosos entraram na “campanha” de Cleusa pelo divórcio. O cantor Leonardo publicou uma foto dele com a cabeleireira apoiando-a na sua saga.

“Olha quem veio no meu show de mala e cuia! #Cleusa! Você é sensacional! Rumo ao divórcio Juntos e Shallow Now”.

Ela também virou notícia com o Luciano Huck e no Encontro com Fátima Bernardes. Após a fama, participou de campanha no HemoRio, para incentivar a doação de sangue.

“Graças a Deus que eu estou podendo ajudar em ações sociais, que é tudo que eu mais gosto. Estou usando a minha imagem para o bem”, afirmou a cabeleireira.

Fonte: G1

Mãe e filho são presos após policiais acharem cocaína escondida em carro na BR-020, em Alvorada do Norte/GO


Uma mulher e o filho dela foram presos após policiais encontrarem 20 kg de cocaína no carro em que viajavam na BR-020, em Alvorada do Norte, na região nordeste de Goiás.

Parte da droga estava na bolsa da motorista, e o restante, no fundo falso no porta-malas.

A abordagem aconteceu na sexta-feira (21). Segundo a Polícia Rodoviária Federal, inicialmente, a equipe achou cinco gramas de cocaína na bolsa da mulher. 

Em seguida, os policiais fizeram uma revista minuciosa e encontraram o restante da droga.

Ao todo, a dupla escondia 20 tabletes de pasta base de cocaína, quatro pacotes em forma de pó e 1kg de agrotóxico que, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), seria adicionado ao entorpecente.

Mãe e filho foram levados para a delegacia de Alvorada do Norte.

A Polícia Civil informou que ambos foram indiciados por tráfico de drogas e encaminhados para o presídio de Simolândia.

Fonte: G1

Goiás EC empresta jogador natural de Cavalcante/GO para o futebol da Coréia do Sul


Utilizado pelo técnico Augusto César no time de Aspirantes do Goiás Esporte Clube, o volante Ratinho está deixando a equipe esmeraldina para atuar no futebol da Coréia do Sul. 

A negociação foi confirmada pelo vice-presidente Mauro Machado em entrevista na Rádio Sagres 730.

Detalhes a respeito dos valores da transferência e o clube que o jogador vai atuar, não foram revelados.

O dirigente disse que a saída do volante por empréstimo será boa para as duas partes. "Para ele vai ser importante ir atuar em um clube fora do Brasil, para que possa ter uma experiência ainda maior. 

Confiamos muito no potencial do jogador e eu acredito particularmente que ele tem um futuro grande. A experiência será boa para ele e para nós também".

Ratinho tem 22 anos e nasceu na cidade de Cavalcante-GO. Ele chegou ao Goiás em 2018 após passagem pela Evangélica, Itabiana-SE e Itaberaí. Pelo time principal do Goiás atuou em quatro partidas.

Fonte: Sagres

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Mais um crime contra a imprensa:vídeo mostra encapuzado atirando contra jornalista em Maricá



Um vídeo de uma câmera de segurança mostra um homem encapuzado executando o jornalista fundador do site Lei Seca Maricá, Romário da Silva Barros, de 31 anos, no final da noite desta terça-feira (18), no município da Região Metropolitana do estado. 

Ele foi morto com três tiros, após praticar exercícios físicos no bairro Araçatiba. 

O corpo do jornalista foi encontrado na Rua Álvares de Castro, no município da Região Metropolitana do estado. A investigação ainda não descarta que o crime possa ter motivação política.

A Polícia Civil trabalha com a hipótese da morte do jornalista ter sido uma execução e que o crime foi encomendado. 

A perícia feita no local constatou que os tiros disparados contra Romário se concentraram em duas regiões do corpo dele: foram dois tiros no lado esquerdo da cabeça e um no pescoço.

"Já temos imagens de câmeras de segurança e sabemos que foram dois executores. 

Fizemos perícia no local e estamos ouvindo os familiares da vítima", conta o chefe do Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP), o delegado Antônio Ricardo Nunes.

Esse foi o segundo caso de jornalista morto em Maricá em menos de um mês. No último dia 25 de maio, o dono do Jornal O Maricá, Robson Giorno, de 45 anos, foi assassinado perto de casa. 

Ele e Romário eram conhecidos por noticiar acontecimentos políticos no município. Os covardes sempre se encondem atrás de armas.

Importante conquista: Projetos sociais musicais irão atender quase 200 crianças em Arraias (TO), todos tocados pela prefeitura local



No último sábado (15), a Prefeitura Municipal de Arraias, através da Secretaria de Assistência Social, fez o lançamento de dois Projetos Sociais que inicialmente irão atender 160 crianças, adolescentes e jovens.


O evento ocorreu na Praça da Juventude, às 9 horas da manhã.

O Projeto Arte&Balé, com 100 crianças matriculadas de 4 a 9 anos, terão aulas de balé duas vezes por semana e a terceira etapa do Projeto Accordes de Anjos: Ao Som de Violinos, que atenderá 60 alunos de 9 a 22 anos com duas horas de aula semanais.

Nesta etapa eles terão acesso diversos instrumentos clássicos, como violino, viola, violoncelo e baixo acústico.

A Prefeitura de Arraias fez ainda a inauguração da sala que abrigará as aulas de balé com total conforto e segurança.

Participaram do lançamento dois bailarinos profissionais do Studio Innovare e Núcleo de Artes e Danças de Palmas que encantou o público com o Espetáculo Simplesmente Alice e Príncipe de Copas, que fizeram apresentações solo e pass de deux.

O Quarteto Tocantins, sob a regência do maestro Eddi Guita, trouxe a beleza e a leveza da música. "Foi uma manhã rica em aprendizado e de conquistas importantes para o futuro de Arraias. Cuidar das pessoas é uma marca dessa gestão", disse Liz Adriana, uma das coordenadoras do evento.

Na mesma oportunidade, a Prefeitura de Arraias entregou ainda ao Projeto Accordes de Anjos 8 violinos, 3 violas, 1 violoncelo e 1 baixo acústico.

Outra importante conquista é de que a parceria firmada entre o Prefeito Wagner Gentil e o Comandante Coronel Autierrez da Polícia Militar de Arraias garantirá o transporte das crianças para as aulas de balé.






DRE de Arraias reúne diretores e coordenadores escolares para debater resultados do 1º semestre




Diretores escolares, coordenadores pedagógicos e servidores da Diretoria Regional de Educação (DRE) de Arraias participaram de reunião nesta quarta-feira, 19, no auditório da Universidade Federal do Tocantins. 

O objetivo da reunião foi o alinhamento dos processos de gestão, ensino e aprendizagem desenvolvidos pela Diretoria e pelas unidades escolares durante o primeiro semestre de 2019.

A pauta da reunião incluiu a divulgação do Selo Quem Educa, Faz! e de outros programas e projetos, o calendário escolar e, ainda, foi uma oportunidade de homenagear os servidores que promoveram formações continuadas na DRE. 

Outras temáticas como gestão de pessoas, alimentação e transporte escolar também foram abordadas.

Foi realizada, ainda, uma palestra sobre gestão democrática e de pessoas, ministrada pelo Juiz de direito Márcio Ricardo Ferreira Machado.

O diretor regional de Educação, Leonardo Victor dos Santos, comentou sobre os resultados da ação. “Todas as temáticas tratadas na reunião foram voltadas para a valorização dos servidores e para o trabalho que desenvolveram. 

Neste fechamento de semestre, é importante debatermos os resultados para melhorarmos os índices e o trabalho nas escolas”.

Diretora da Escola Estadual Brigadeiro Felipe, Marina Gomes Soares falou que “as temáticas deste encontro colaboram para a união no trabalho escolar, fortalece a parceria DRE/Escola e nos subsidia na formação contínua como gestores. 

Hoje, em especial, a fala do Dr. Márcio nos relembrou a importância do cuidado com os servidores da escola enquanto seres humanos e colegas de trabalho".

Já a coordenadora Creusa Elaine Ferreira, da Escola Estadual Girassol de Tempo Integral de Combinado, destacou um dos momentos que mais gostou na programação da reunião. 

“A palestra do doutor Márcio nos faz refletir e rever algumas práticas. Ele usou falas simples e condizentes com as dificuldades das nossas escolas. Os temas foram significativos e as cobranças necessárias uma melhor gestão na escola”, finalizou.

Fonte: Seduc

Para se proteger de ameaças, maior quilombo do país, o Kalunga, mapeia território em Goiás



Por Caio de Freitas Paes, de Cavalcante (GO),

Pouco a pouco, a tecnologia se esgueira por entre os vãos das serras entre Cavalcante, Monte Alegre de Goiás e Teresina de Goiás, no nordeste goiano. 

Nos três municípios, está o maior quilombo reconhecido oficialmente no país: o território Kalunga. Hoje, os kalungas estão finalizando um georreferenciamento próprio de suas terras: são mais de 262 mil hectares, reconhecidos há quase vinte anos pelo governo federal, com aproximadamente 1.500 famílias espalhadas por ao menos 39 comunidades no quilombo. 

Para além de sistematizar as informações sobre o solo, nascentes e cursos fluviais – e sobre o perfil dos quilombolas – o objetivo dos kalungas é usar o georreferenciamento para proteger suas terras.

Os quilombolas defendem que, com dados abrangentes sobre o uso do território e sobre sua população, eles vão tornar as terras mais seguras. A iniciativa vai fornecer imagens atualizadas a cada cinco dias de todo o território, o que facilita ações preventivas e pedido de apoio oficial para coibir práticas ilegais de invasores no quilombo. 

Há diversas ameaças rondando o quilombo, segundo o presidente da Associação Quilombola Kalunga, Vilmar Souza:

– Qualquer um pode ver as balsas que extraem minérios ao longo do rio Paranã, o domínio da soja ao redor e a presença de grileiros, que ‘transformam’ um título de terras de 5 hectares em um de 700, sempre pra dentro de nosso território.

Em um momento histórico em que dados – e sua segurança – são poderosas ferramentas, os kalungas garantem que há cuidados específicos para a proteção das informações colhidas. É restrito o acesso ao conteúdo dos questionários socioeconômicos, aplicados por jovens em suas respectivas comunidades, por exemplo.

“O número de usuários que pode extrair e acessar dados é limitado, e trabalhamos com técnicas offline, em formatos muito específicos, para diminuir a exposição”, explica o assessor técnico do georreferenciamento, Elizon Dias Nunes. Geógrafo, ele é especialista em geociências e frequenta as terras kalungas há mais de 15 anos. Dados geográficos do território – como a presença de minérios, formação do solo e nascentes – serão compartilhados com a Universidade Federal de Goiás. Esse é um dos acordos firmados por meio do convênio que viabiliza o georreferenciamento.

Partes do quilombo estão sob disputa fundiária e o projeto lida com informações pessoais da população e detalhes sobre a abrangência de minérios e de espécies nativas muito cobiçadas, como a baunilha do Cerrado. Tal como em outros pontos da Chapada dos Veadeiros, há ameaças como o agronegócio, a mineração ilegal ou a pesca predatória à espreita.

“Os dados preliminares ajudam os kalungas a mapearem as zonas de solo mais rico em minérios como a laterita, usada em ligas para fazer asfalto, ou o ouro – que ainda atrai muita cobiça sobre o quilombo -, e também os cursos fluviais e as nascentes, regiões onde há conflitos latentes – seja pela degradação ambiental ou pela disputa por terra”, diz o assessor técnico do projeto, Durval Mota.

Na área, há mais de 300 nascentes d’água – muitas delas localizadas em regiões fronteiriças, o que eleva a tensão sobre seu controle e resguardo. Para a associação, ter informações como essas sistematizadas vai ajudar na proteção da área. Souza diz:

– Temos muitas riquezas aqui, sabemos que tem muito ‘olho grande’ pra cima de nós. Integrar os mais jovens fortalece nossos vínculos e prepara uma nova geração para lidar com essas ferramentas.

MORADORES AINDA LUTAM POR POSSE DEFINITIVA DA TERRA

Para os quilombolas, um dos ganhos imediatos da iniciativa é sistematizar quais regiões precisam de melhorias em condições básicas, como saneamento e energia elétrica, por exemplo. “Não temos um número exato de habitantes e sequer de comunidades [dentro do quilombo], o que é uma dificuldade para entendermos onde é mais urgente lutar pela chegada da energia elétrica, para combater problemas de saúde – como a doença de Chagas, um risco para quem tem galinheiro muito perto de casa – ou nos adaptar para proteger o meio ambiente”, diz o presidente da associação.

Suas estimativas apontam a presença de, no mínimo, 8 mil quilombolas vivendo no território, que ainda não é totalmente titulado: eles batalham pela posse definitiva de pelo menos 118 mil hectares de suas terras. 

De posse dos dados, os kalungas saberão com mais clareza onde estão as zonas que precisam ser protegidas do desmatamento, da invasão do agronegócio e das ameaças de grileiros e mineradoras.

Oficialmente, o projeto ainda visa proteger pelo menos dezenove espécies de flora e fauna em risco – como a Águia Cinzenta – e controlar a caça e as queimadas. “São práticas muitas vezes aplicadas no processo de preparo para o plantio, seja de invasores ou pelos próprios kalungas, por métodos mais tradicionais, que precisamos adaptar”, detalha Mota.

O georreferenciamento conta com verbas estrangeiras para sua realização. A iniciativa é fruto de um convênio firmado entre a associação com o Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos, que tem entre seus financiadores a União Europeia, o governo do Japão e o Banco Mundial.

No total, a parceria rende aos quilombolas um repasse total de US$ 139 mil, que deve ser investido até o fim de 2019 na realização dos questionários, compilação e tratamento dos dados, aquisição de equipamentos para análise – como computadores – e de um veículo com tração 4 x 4, para ajudar na gestão do território, com diversos pontos de difícil acesso.

Nascido e criado no Engenho II, comunidade às voltas de cachoeiras como Candaru e Santa Bárbara, Adriano Paulino da Silva cursa Sistemas de Informação na Universidade Federal de Goiás: é ele quem lida com o tratamento e análise dos dados do georreferenciamento. Sua participação simboliza um dos principais objetivos da iniciativa: aliar saberes ancestrais a novas tecnologias disponíveis para o manejo e a proteção do quilombo:

– Durante meses fiz especializações em programas de cartografia virtual e organização de dados, nós que editamos e criamos o questionário que foi aplicado por mais de 27 jovens em suas comunidades.

Por questões técnicas, a primeira etapa do projeto é focada em informações técnicas sobre as terras kalungas e seus usos – o embrião do questionário continha perguntas sobre costumes, rituais e práticas culturais, o que demandava entrevistas de pelo menos cinco horas de duração com os quilombolas. “Enxugamos ao máximo para manter em algo como duas horas de coleta para cada pessoa, porque assim fica mais viável sistematizar e tratar os dados”, detalha Paulino.

Hoje, o georreferenciamento está em fase de revisão das primeiras coletas e inserção de dados em um Sistema de Informações Geográficas. Paulino participa ativamente do processo e defende seus benefícios. “A gente trabalha pra poder traduzir esse conhecimento para uma linguagem nova”, diz. “As informações permitem que a gente cuide do solo nas roças coletivas para diminuir as perdas nas lavouras de arroz, feijão e milho, por exemplo”.

A produção agrária dos quilombolas é reconhecida por seus produtos orgânicos, como o arroz kalunga, a pimenta de macaco e o gergelim. Os kalungas são também protetores de inúmeras espécies graças à preservação de sementes crioulas, sem qualquer tipo de modificação genética.

O geógrafo Nunes acredita que esse tipo de dado, sistematizado, fortalece a agricultura coletiva e também melhora a produção nas “roças de toco”, menores e praticamente individuais. “O projeto deixará ferramentas com a comunidade para que ela veja, por si, diferentes porções do território que precisam de apoio, proteção ou trabalho”, afirma.

Ao fim do mapeamento, os kalungas terão acesso a imagens do território via satélite atualizadas a cada cinco dias, identificando pontos que precisam de manejo específico para a agricultura ou locais onde aconteçam degradação e invasões, segundo Paulino. Segundo ele, a presença dos mais jovens no projeto, responsáveis por aplicar os questionários, estreitou seus laços com lideranças históricas:

– Mesmo que os mais velhos, em geral, ainda confiem muito mais nos saberes tradicionais, eles têm se aberto aos mais jovens, têm acreditado que com novas ferramentas podemos proteger seus ensinamentos. Eles apostam em nós para manter viva a nossa cultura.
POLÍTICAS PÚBLICAS LEVARAM QUILOMBOLAS ÀS UNIVERSIDADES

Garantir que a juventude kalunga não abandone o território é um aspecto essencial para sua sobrevivência. Uma das descobertas preliminares do projeto trata justamente do êxodo dos mais jovens: segundo o assessor técnico do projeto, o perfil da população no quilombo mudou radicalmente desde a década passada. Fator relevante foram as políticas públicas de inserção social, como programas especiais de educação para povos tradicionais em institutos federais e universidades públicas – em risco sob a tutela de Jair Bolsonaro e seu governo.

“Há um êxodo considerável de homens e mulheres kalungas na faixa entre 18 e 29 anos: uma parcela considerável faz cursos técnicos ou de graduação fora do quilombo, em municípios como Brasília, Goiânia e Planaltina, e muitos não voltam – emendando mestrado e outros cursos de pós-graduação”, diz Nunes.

Um dos objetivos da iniciativa é oferecer alternativas para que o território quilombola possa acolher melhor seus jovens. Há expectativa que, com dados sobre suas necessidades, seja mais efetiva a integração de advogados, engenheiros ambientais, agrônomos, biólogos, historiadores e técnicos em informação kalungas ao desenvolvimento do quilombo.

“Sem contar o fato que, com o mapeamento sob seus cuidados, os kalungas poderão explorar melhor seus atrativos naturais, fortalecer o turismo sustentável – que exige uma qualificação que pode ser feita sem que futuros guias saiam do território”, afirma o assessor.

O georreferenciamento se alinha a outras tentativas de inovação na gestão kalunga. Este ano, as comunidades aprovaram o primeiro regimento interno de um quilombo no país, regulamentando quais práticas e usos são permitidos na agricultura, por exemplo. 

O documento foi elaborado após discussões nas comunidades, o que os ajudou na criação de um Conselho de Representantes na associação – que conta com pelo menos três lideranças de cada comunidade local. A aposta dos kalungas é que, munidos com novas ferramentas, possam fortalecer, pouco a pouco, sua autonomia.

Fonte: De Olho Nos Ruralistas 

terça-feira, 18 de junho de 2019

4 anos de prisão: colocar fogo em lixo ou no quintal de casa é crime e pode levar à cadeia



Tem muita gente que ainda não sabe, mas a Lei de Crimes Ambientais, nº 9.605 de 1998, em seu artigo 54, existe e descreve o crime de poluição, que consiste no ato de causar poluição, de qualquer forma, que coloque em risco a saúde humana ou segurança dos animais ou destrua a flora. 


Um exemplo clássico desse tipo de crime é a queimada de lixo doméstico, que emite poluição na forma de fumaça, causa risco de incêndio para as habitações locais, destrói a vegetação e pode causar a morte de animais que ocupem as redondezas. 

O objetivo da norma é proteger o manter o meio ambiente sadio e equilibrado, bem como evitar riscos para a vida humana, dos animais ou plantas. 

A pena prevista é de até quatro anos de reclusão. 

A Lei prevê penas maiores para hipóteses mais graves, como no caso de em razão da poluição, um área se tornar imprópria para habitação, ou causar a necessidade de retirar os habitantes da área afetada, dentre outras.

Como resolver isso?

No âmbito criminal, procure a Polícia Militar Ambiental e noticie os fatos. A lei tem que ser cumprida, e eles são pertinente ao caso.

Fonte: Destaque

Iso Moreira quer centro de hemodiálise em Campos Belos e defende uma agenda de obras para o Nordeste goiano


O deputado Iso Moreira (DEM) está empenhado para que a cidade de Campos Belos, no Nordeste goiano, tenha um centro de hemodiálise. 

Atualmente, as pessoas que precisam desse serviço recorrem a Formosa ou Brasília, distantes 363 km e 405 km respectivamente, ou a Barreiras, na Bahia, com percurso de 248 km. 

Dependendo do trajeto, o tempo de viagem pode chegar a 7 horas. 

Para a maioria dos portadores de doença renal crônica, é praticamente impossível manter a rotina exigida pelo tratamento de hemodiálise, considerado vital, por realizar a função de limpar e filtrar o sangue, quando o rim não dá mais conta de fazê-lo.

Ciente da falta que faz esses serviços na região, Iso Moreira encaminhou dia 30 de abril requerimento ao secretário de Estado da Saúde Ismael Alexandrino Júnior e ao governador Ronaldo Caiado em que pede a instalação urgente do referido centro. Segundo o parlamentar, a situação é crítica. 

Nos contatos feitos com o governo, o deputado defende uma agenda de obras para a região, dentre elas, as que atendam áreas prioritárias como saúde, educação e transporte. 

O parlamentar ressaltou ainda o que o Nordeste goiano tem potencial de desenvolvimento, especialmente nas áreas do ecoturismo, agricultura e pecuária, e que o investimento de recursos públicos alinhado com o perfil da região traria retorno para a economia goiana.

Localização – Campos Belos integra a microrregião da Chapada dos Veadeiros, faz divisa com o estados do Tocantins e da Bahia; é considerado um polo regional e está entre os municípios mais desenvolvidos do Nordeste goiano. O acesso à região é feito pela GO-118 e pela BR-020. 

Dada sua localização estratégica, a instalação do hemocentro viria beneficiar a população de várias cidades do entorno de Campos Belos, como Monte Alegre de Goiás, Divinópolis, São Domingos e Arraias.

Emendas – Municípios de várias regiões do Estado foram beneficiados com recursos de emendas parlamentares destinadas por Iso Moreira à saúde, este ano. Grande parte desses recursos será empregada na aquisição de ambulâncias para o traslado de pacientes. 

A distância dos municípios ao Norte e Nordeste de Goiás em relação à Capital, onde estão concentrados os serviços públicos de saúde, é um problema que afeta toda a população. 

Iso também destinou emendas para o reaparelhamento de hospitais públicos de Alvorada do Norte, Iaciara, Formosa, Cabeceiras, Turvelândia, Anápolis e Santa Bárbara de Goiás.

Fonte: Alego 

Para pensar: Pondé, Waack e o papel dos meios de comunicação na crise política brasileira


PMs evitam duplo homicídio em Alto Paraíso de Goiás



Por Roberto Nabofarzan, 

No final da manhã desta segunda-feira, 17, Policiais Militares da 14ª CIPM foram acionados para verificar denúncia de gritaria e quebradeiras em uma residência no Setor Novo Horizonte.

Viatura com equipe composta pelo Sargento Costa Silva e pelo Cabo Xavier se dirigiu ao local, onde encontraram J.G. de F. trancado no banheiro, em pé no vaso sanitário, com uma corda amarrada no pescoço e na vigota da casa, gritando que iria se suicidar.

Usando o conhecimento profissional de negociação para esses casos, os policias militares argumentaram por vários minutos com J.G., sempre procurando acalma-lo e evitar que ele atentasse contra a própria vida.

Atentos aos detalhes, os policiais militares trouxeram o senhor J.A, pai do jovem, para próximo das negociações e, em um momento de distração de J.G arrombaram a porta do banheiro, abraçando o corpo de J.G, evitando que se atirasse, e rapidamente tiraram a corda de seu pescoço.

Depois de acalmar o jovem e constatar sua desistência de se matar, a equipe formada por Sargento Costa Silva e pelo Cabo Xavier recebeu informação que a mulher de J.G, a senhora L. da S.S. ao ver o marido transtornado, quebrando as coisas de casa e ameaçando se matar, também entrou em surto, saindo correndo, levando nas mãos um estilete, com o qual dizia que também iria se matar.

L.S foi encontrada pelos policiais em local próximo de sua residência, onde foi desarmada e convencida de que seu marido estava bem e que deveriam se ajudar.

Antes de ser encaminhado ao hospital municipal, e depois para a delegacia de polícia para os registros necessários, o jovem J.G afirmou aos policias militares que estava passando por problemas familiares, e que havia tido uma forte “desavença” com sua esposa, e que por isso teria decidido se matar.

A esposa, L.S. se negou a acompanhar a equipe militar para a realização dos exames médicos e também se recusou a comparecer a delegacia de polícia civil para dar maiores esclarecimentos.

Moradores na vizinhança aplaudiram a ação rápida e eficiente dos militares envolvidos, parabenizando-os pelo salvamento de duas vidas de pessoas em momentos de total descontrole emocional.

Fonte do jornal O VETOR nos passou um vídeo com a ação dos Policias Militares no momento de convencimento ao jovem J.G. Deixaremos de publica-lo para preservar a identidade da família dos envolvidos.

De Novo Jardim (TO) Para o Mundo: Tocantinense ajuda o Brasil a conquistar 1º lugar no Sul-Americano de Atletismo


Natural da pequena cidade de Novo Jardim, região Sudeste do Estado, a heptatleta tocantinense Paloma Dias Cardoso, 18 anos, ajudou o Brasil a ficar em primeiro lugar no torneio Sul-Americano Sub-20 de Atletismo, realizado em Cáli, na Colômbia, durante o último final de semana. 


Ela conquistou o bronze no heptlato e fez parte do grupo de 47 atletas (22 homens e 25 mulheres) que no total conquistaram 40 medalhas no campeonato internacional.

A seleção nacional garantiu a primeira posição na classificação masculina, feminina e geral. Ao todo foram 19 ouros, 15 pratas e 6 bronzes. 

A delegação masculina somou 212 pontos, seguida da Colômbia, com 135, e da Argentina, com 74. 

As meninas ficaram em primeiro, com 184 pontos e desbancaram as colombianas, que somaram 163 e as chilenas que marcaram 77. 

Na classificação geral, o Brasil somou 396 pontos e superou a Colômbia, um dos principais adversários do continente, que totalizou 298 pontos.

Modalidade


O heptatlo, é uma modalidade do atletismo voltada apenas para mulheres e é composta por sete etapas: corrida de 100m com barreiras, arremesso de peso, lançamento de dardo, salto em altura, salto em distância, corrida de 200m e 800m. 

Paloma Dias, que treina pelo Clube Esperia, em São Paulo (SP), é campeã brasileira de heptlato, após vencer com 4892 pontos, a competição nacional no início de junho em Bragança Paulista (SP). Ela é líder do ranking nacional da categoria Sub-20.

Fonte: Jornal do Tocantins

Comandante da Polícia Militar em Campos Belos (GO) é promovido a Tenente-Coronel



O Comandante da Polícia Militar de Goiás em Campos Belos (GO), Rosidan Divino de Abreu, foi promovido, nesta semana, ao horando posto de tenente-coronel.


Aos 49 anos de idade, o militar possui 29 anos de excelentes serviços prestados à PM e ao povo goiano. 

Natural de Goiânia, o tenente-coronel Abreu atualmente é lotado e comanda a 42ª CIPM Campos Belos, mas entrou na Polícia Militar em 15 de março de 1990, como sargento. 

Possui o Curso de Oficial de Polícia, Academia de Polícia Militar, concluso em 2001 e é formado em Direito, pela Universidade Salgado de Oliveira.

Além disso, possui diversas outras capacitações como  o de "Negociação/Pistola Mediante Stress"; "Agente de Direitos Humanos" e  "Identificação de Tipologias Vegetais".

Entre outras funções importantes, foi chefe da subseção de Inteligência, analista da corregedoria e subcomandante da P2 da PMGO (serviço de inteligência).

Pelos relevantes serviços prestados, foi condecorado com diversas medalhas, entre elas o Mérito Policial Militar e Ordem do Mérito de Tiradentes, no grau comendador, as duas mais importantes da PMGO.

Ao tenente-coronel Abreu, os nossos parabéns e votos de sucessos à frente do novo posto e novas responsabilidades. 

Imagem do Dia: o nascer da lua na Serra Geral do Tocantins


Guerra de narrativas e o ataque à Lava Jato



Crise em Campos Belos (GO): Pronunciamento do Prefeito Eduardo Terra



segunda-feira, 17 de junho de 2019

Upa de Dianópolis (TO) vira elefante branco e famílias sofrem com a falta de atendimento médico

Upa pronta e sem funcionamento há muito tempo. Elefante Branco, diz leitor 
"Caro Dinomar Miranda, 

sou um leitor assíduo de seu blog, eu o vejo como principal ferramenta de Comunicação do Nordeste Goiano e o Sudeste do Tocantins.

Por isso, eu gostaria que houvesse alguma matéria retratando a calamidade do Hospital Regional de Dianópolis-TO.

A situação está muito crítica, pois muitas das vezes, não há médicos no hospital.

Outro grande problema é a UPA, que está pronta há muito tempo, mas por descaso com o povo, nunca foi inaugurada.

Os moradores de Dianópolis e região têm que se deslocar para Palmas (TO) ou Luiz Eduardo Magalhães (BA), se quiserem algum atendimento que preste.

Diversas vezes, minha família e eu precisamos de atendimento e tivemos que nos auto medicar ou ir para outras cidades para recebermos cuidados médicos.
Quero que esta denúncia seja anônima, pois sei que eu e minha família sofreremos retaliações dos "donos" da região.

Do jeito que está, a UPA de Dianópolis é mais um " elefante branco " do Brasil."

Dia difícil em Campos Belos (GO). Muitos serviços públicos não funcionaram



"Prezado Dinomar Miranda, 


Hoje foi um dia muito difícil para todos nós.

Sem transporte escolar, ambulância, Lixeiro e sem merenda escolar.
A escola José Pereira liberou os alunos às 15h por falta de merenda.

Algumas crianças do meu setor não foram para a Escola "Zilma" por falta de transporte. 

Triste tudo isso, viu."

Vanderlan Cardoso recebe prefeito e vereadores de Alto Paraíso de Goiás



Por Roberto Nabofarzan, 

O senador Vanderlan Cardoso recebeu em seu gabinete, em Brasília, na quarta-feira, 12, comitiva de líderes políticos de Alto Paraíso de Goiás, composta pelo prefeito Martinho Mendes da Silva, pelo presidente da Câmara de vereadores, Carlos José Pereira “Tito”, vereadores Canela, Claudiomar, Zé Nêgo, Marlony, Uedison, Serginho, Fábio Reges, e João Yuji.

Por motivos de sua agenda, o vereador Serginho teve que deixar a reunião mais cedo.

A audiência junto ao senador foi provocada pelo vereador Tito, que, ao fim de uma recente sessão ordinária, propôs aos seus colegas de plenário que fosse levado a Vanderlan Cardoso, através do ex-deputado federal Pedro Chaves, ofício com solicitação de emenda para melhorias em Alto Paraíso de Goiás, visto o grande apoio dado ao senador nas últimas eleições majoritárias.

Com a anuência de todos, o prefeito Martinho Mendes foi convidado a integrar a comitiva, levando também reivindicação direta do executivo, e assim, mostrando o empenho e união dos poderes municipais na busca por soluções das demandas da comunidade.

No congresso nacional, a comitiva alto-paraisense foi recepcionada pelo ex-deputado federal Pedro Chaves, um dos fortes alavancadores da eleição de Vanderlan Cardoso e seu auxiliar direto em Brasília na relação com os municípios.

O senador, que esteve em Alto Paraíso de Goiás para agradecer o apoio recebido nas eleições e se colocar a disposição das demandas do município, reafirmou seu compromisso de trabalhar no auxilio de suas soluções.

“O que nos foi solicitado hoje pelo prefeito Martinho Mendes e pelos vereadores são obras e benefícios que realmente contribuirão para melhorias, principalmente nas áreas do esporte, saúde e educação. 

Dentro de nossas possibilidades como parlamentar, buscaremos destinar emendas para cada obra ou benefício solicitado. Sou grato a população de Alto Paraíso de Goiás pela confiança depositada em nosso trabalho, e vou buscar corresponder com muito empenho e dedicação” disse Vanderlan Cardoso ao receber os ofícios com as demandas.

O presidente da Câmara, vereador Tito, disse que esse foi o primeiro passo conjunto em busca de apoio de parlamentares que tiveram o respaldo das lideranças políticas e da comunidade de Alto Paraíso de Goiás nas últimas eleições.

“Vanderlan Cardoso foi o primeiro a ser por nós visitado, devido, principalmente, a aproximação de todos os vereadores e do prefeito com nosso amigo e sempre companheiro do município, ex-deputado Pedro Chaves, que mesmo sem um mandato, continua trabalhando para nos auxiliar. 

Nossa intenção é procurarmos também deputados federais e estaduais que têm ligação com nossa cidade, cobrando-lhes apoio para obtenção de recursos para construção de obras e benefícios. 

O senador Vanderlan Cardoso foi receptivo as nossas solicitações, se mostrando pronto a nos auxiliar na solução das demandas que aqui trouxemos, com pedidos coletivos, como emenda para a perfuração de cinco poços artesianos na região dos assentamentos e do sertão, ou individuais, como os apresentados pelos vereadores Alcenadir Canela e Claudiomar. 

Sabemos das limitações orçamentárias em todas as esferas, mas o que puder ser realizado, dentro do que aqui solicitamos, será muito bem aceito por toda nossa gente.” Ressaltou Tito.

Os vereadores entregaram ao senador Vanderlan Cardoso ofícios solicitando de forma coletiva (com a assinatura de todos) emendas para: Aquisição de uma pá carregadeira, aquisição de equipamento de Raio X digital no valor aproximado de 200 mil reais, a perfuração de cinco poços artesianos na região dos assentamentos e do sertão, recursos para troca da grama do estádio Odilon Nunes Bandeira, recursos para asfaltamento de várias ruas e avenidas da cidade, recursos para construção de passeios públicos (calçadas) em vários setores da cidade, obra que beneficiará principalmente as crianças, que circulam pela cidade em direção a suas escolas.

O vereador Alcenadir Canela entregou ofício ao senador ofício solicitando emenda para a construção de cerca na escola do Distrito do São Jorge, visando dar seguranças aos alunos e trabalhadores naquela instituição escolar, visto o grande número de mochileiros que têm invadido o espaço da escola para acampar, e outro ofício solicitando gestão de Vanderlan Cardoso junto aos órgãos e autoridades para que, enfim se conclua o calçamento das ruas do Distrito de São Jorge, obra iniciada e paralisada por mais de uma vez, e que é anseio e cobrança dos moradores daquela comunidade.

O vereador Claudiomar Teles entregou oficio solicitando emenda parlamentar para a construção de uma quadra poliesportiva na região do povoado do Sertão, devido a distância da sede do município e a carência de opções de lazer aos moradores daquela região.

Atentos as questões nacionais que afetam diretamente os municípios, os vereadores de Alto Paraíso de Goiás, após aprovação em plenário, e aproveitando a visita ao congresso nacional, protocolaram ofício com indicação coletiva, endereçado ao presidente do senado federal, senador Davi Alcolumbre, onde os vereadores de Alto de Goiás sugerem que os membros daquela instituição federal apresentem Proposta de Emenda a Constituição (PEC) para alteração no sistema atual das eleições Brasileiras, que utiliza o sistema proporcional para a maioria dos cargos eletivos do País (a exceção é exatamente no senado federal), onde muitas vezes quem tem mais votos de confiança do eleitor fica fora, privilegiando a representação partidária, agravada com o impedimento das coligações proporcionais para cargos legislativos, obrigando cada partido a atingir sozinho o quociente eleitoral para eleger um candidato.

A indicação dos vereadores de Alto Paraíso de Goiás, em resumo, é para que seja apresentada PEC abolindo do ordenamento jurídico o sistema proporcional e passe a adotar o sistema majoritário, ou seja, quem for mais votado seja o eleito, sendo aplicado para todos os cargos eletivos no Brasil.

Já o prefeito Martinho Mendes se mostrou otimista com o resultado da visita ao gabinete do senador Vanderlan Cardoso. Assuntos de relevância para Alto Paraíso de Goiás foram tratados, além dos vários ofícios apresentados pelos vereadores.“Fomos muito bem recebidos pela equipe do senador Vanderlan Cardoso, especialmente pelo nosso fraterno amigo, ex-deputado Pedro Chaves. 

O senador se mostrou firme nos compromissos assumidos durante a campanha eleitoral com nossa população. Todas as solicitações por nós encaminhadas foram bem recebidas e assimiladas. 

Trouxe aqui, em nome de nossa comunidade educacional e estudantil, o pedido de apoio do senador para o antigo projeto de ampliação do Polo da Universidade Aberta de Brasília (UAB), através de uma emenda no valor aproximado de 2 milhões de reais. 

Nesse Polo recebemos alunos oriundos de várias universidades, inclusive de Brasília, para fazerem suas especializações ou pós graduações. É uma obra que trará benefícios para muitos de nossos estudantes, permitindo que alcem maiores objetivos através do ensino superior realizado em nosso município. 

Outro ponto importante levado ao senador, foi um assunto tratado com o então deputado federal Pedro Chaves, apresentado por nós ao, na época, ministro Carlos Marun, que trata de uma elevação de cota no Fundo de Participação dos Municípios (FPM), aos municípios brasileiros que tenham áreas de reservas protegidas pelo governo federal, como é o caso de Alto Paraíso de Goiás, que abriga o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, no mesmo caminho que é feito com a divisão do ICMS Ecológico. Como o tema já havia sido ventilado por Pedro Chaves junto a Vanderlan Cardoso, medidas nessa direção já foram tomadas pela equipe do senador, visando provocar o congresso nacional para o debate do tema. 

Também tratamos com Vanderlan Cardoso e sua equipe sobre a melhoria no sistema de telefonia e internet em nossa região, que recebe milhares de turistas o ano todo, mas enfrenta imensa precariedade nesse setor. Estamos oficializando nossa posição através de ofício encaminhado ao senador, que nos assegurou empenho na busco por soluções urgentes. 

Parabenizo a Câmara de vereadores pela iniciativa de promover esse reunião com o senador Vanderlan Cardoso, incluindo também nossa agenda do executivo municipal. Vejo essa parceria harmônica como fator primordial no caminho para conquistas importantes para nossa comunidade.” Pontuou o prefeito Martinho Mendes.

O senador Vanderlan Cardoso, apoiado pelo ex-deputado federal Pedro Chaves, foi o candidato mais votado em Alto Paraíso de Goiás, obtendo 1.990 votos, com 30,28% de apoio do eleitorado. Logo após as eleições, Vanderlan e Pedro Chaves retornaram ao município, agradecendo, em entrevista a Rádio Paraíso FM/Jornal O VETOR, os votos recebidos e reafirmar os compromissos feitos com a comunidade local.

FOTOS: Lindomar Gomes (assessoria de gabinete)

Projeto desenvolvido pelo Ministério Público incentiva a leitura no município de Arraias


O Ministério Público do Tocantins (MPTO) realizou, na última segunda-feira, 10, uma reunião com pais, responsáveis, professores e diretores do Centro Municipal de Educação Infantil Irmã Lucília, no município de Arraias, para continuidade do projeto social "As leituras de histórias que transformarão nosso futuro", iniciado em abril deste ano.

A iniciativa é do promotor de Justiça João Neumann Marinho da Nóbrega, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Arraias, e visa estimular e fomentar a prática e o hábito de leitura de histórias para crianças, especialmente até 6 anos de idade, pelos pais e responsáveis. 

Outro objetivo da iniciativa é oportunizar o acesso a livros básicos de história de literatura infantil às famílias em situação de vulnerabilidade social.

“Nosso objetivo é contribuir para a melhoria da educação e, consequentemente, o desenvolvimento integral da criança na primeira infância. 

A prática da leitura de histórias melhora a capacidade de aprendizado, promove o desenvolvimento infantil, colabora para o estímulo ao hábito da leitura ao longo da vida e contribui para a dedicação aos estudos”, comentou o promotor de Justiça.

O projeto "As leituras de histórias que transformarão nosso futuro" possui cronograma de execução até dezembro de 2020 e contará com a participação da comunidade escolar e equipe pedagógica das unidades de ensino.

Fonte: Agência Tocantins 

Itego abre 180 vagas para cursos gratuitos em Campos Belos


O Colégio Tecnológico de Goiás (Cotec) de Campos Belos, região nordeste do Estado, abre matrículas nesta segunda-feira (17/06) para cursos de capacitação profissional. 

As vagas são para "Técnicas de Atendimento ao Cliente", "Preparação de Compotas e Doces", "Preparação de Bolos Artísticos" e "Corte e Costura". 

No mesmo dia, também estarão abertas as inscrições para cursos de qualificação profissional nas áreas de "Auxiliar Administrativo", "Pedreiro de Alvenaria" e "Pintor de Obras Imobiliárias".

São 180 vagas distribuídas nos turnos vespertino e matutino. Os interessados podem fazer a matrícula até o dia 21 de junho, na Secretaria de Assistência Social do município, localizada na Avenida das Indústrias, Qd.D22, Lt.06, Setor Industrial. 

Os interessados devem comparecer à Secretaria de Assistência Social de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 11h30, e das 13h30 às 17hs, com os seguintes documentos: cópias do RG, CPF, comprovante de endereço e comprovante de conclusão do ensino fundamental.

Os cursos de capacitação profissional possuem carga horária de 90 a 120 horas/aula, com duração de até dois meses. 

Já os cursos de qualificação profissional possuem carga horária de 200 horas/aula, com duração de até três meses. Os cursos serão oferecidos na modalidade presencial e o início das aulas está previsto para o dia 24 de junho.

Os Cotecs são unidades móveis de ensino, vinculados aos Institutos Tecnológicos do Estado de Goiás (Itego) mais próximo. O Cotec de Campos Belos é vinculado ao Itego Carmem Dutra de Araújo, em Formosa, unidade certificadora dos cursos oferecidos.

Para ter direito ao certificado de conclusão de curso, o aluno deverá ter frequência mínima de 75%, participação nos eventos acadêmicos e aprovação no desenvolvimento das competências previstas na matriz curricular. 

A idade mínima para o candidato se matricular em qualquer curso oferecido pela unidade é de 16 anos, sendo que para alguns é necessário que o candidato tenha 18 anos.

Fonte: A Redação 

Publicado Edital de seleção para curso de Inglês, do IF de Campos Belos (GO)


O curso de extensão “Inglês Básico”, promovido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano (IF Goiano) - Campus Campos Belos, configura-se como um curso de capacitação de estudantes e/ou profissionais que já estão no mercado de trabalho ou que pretendem ingressar nele. 

O curso objetiva proporcionar oportunidades de estudos da Língua Inglesa, nos níveis básicos A1 e A2 do Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (CEFR, em inglês), para o desenvolvimento de habilidades linguísticas, sociocomunicativas e culturais, para que assim possam tornar-se usuários da língua em diversos contextos sociais, estando aptos, inclusive, a aplicarem os conhecimentos adquiridos no curso às suas respectivas áreas de formação básica, técnica e tecnológica, vinculadas ou não ao campo de atuação do IF Goiano - Campus Campos Belos

O curso prevê a oferta de três módulos de Inglês Básico: Inglês Básico I, Inglês Básico II e Inglês Básico III. A carga horária de cada módulo é de 56h e a carga horária total do curso Inglês Básico é de 168 horas. 

O curso será prioritariamente ofertado na modalidade presencial. Mediante necessidade, o módulo correspondente poderá compreender atividades à distância, por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), respeitando o limite de 20% da carga horária de cada módulo, isto é, de 11 horas e 20 minutos. 

O curso será ofertado entre os meses de junho de 2019 a maio de 2020. Poderá haver alterações dos meses na duração do curso. 

Cada módulo de Inglês Básico será ministrado ao longo de 14 (catorze) semanas letivas, com 2 (dois) encontros semanais de 2 (duas) horas-aula cada, perfazendo um total de 4 (quatro) horas-aula semanais.

As inscrições no Processo Seletivo deverão ser realizadas presencialmente, no Núcleo de Apoio Pedagógico do IF Goiano - Campus Campos Belos durante o dia ou sala dos professores no período noturno, entre 17 e 19 de junho de 2019.

São documentos necessários para inscrição:

- Formulário de Inscrição, preenchido e assinado (Anexo I);

- Original e Cópia da Carteira de Identidade, CPF e comprovante de residência;

- Original e Cópia do Certificado e/ou de Declaração de Conclusão do Ensino Fundamental II, Ensino Médio ou Ensino Superior.

- Caso o(a) aluno(a) tenha todos os documentos do subitem será preferível a apresentação do Original e Cópia do Certificado e/ou Declaração de Conclusão do curso de maior nível.

Clique aqui e acesse o Edital

Assessoria de Comunicação Social e Eventos - Campus Campos Belos

domingo, 16 de junho de 2019

Judiciário determina ao prefeito de Campos Belos (GO) retomar todos os serviços públicos. Na sexta, decreto municipal suspendeu atividades da prefeitura por falta de verba



Uma determinação judicial, tomada neste domingo (16), pelo juiz de Posse (GO), Pedro Henrique Guarda Dias, determinou ao prefeito de Campos Belos, Eduardo Terra, que retome imediatamente todos os serviços público prestados pelo município, sob pena de multa diária de R$ 10 mil. 

A determinação judicial foi tomada após uma Ação Civil Pública impetrada pelo promotor da Comarca Bernardo Frayha.


Na última sexta-feira, Eduardo Terra baixou um decreto suspendendo, por prazo indeterminado, todos os serviços públicos, inclusive de saúde e educação, supostamente por não ter mais dinheiro em caixa para bancar o custeio da Máquina Pública. 

A falta de verba pública, segundo a Administração Local, seria devido à não autorização da aprovação de um crédito suplementar por parte da Câmara de Vereadores.

Numa entrevista em uma rádio da cidade, o presidente da Casa, Márcio Valente, disse que o ano passado, durante a votação da Lei Orçamentaria Municipal, uma emenda da vereadora Karina Caetano reduziu de R$ 3 milhões para R$ 1,5 milhão as verbas de custeio da máquina, mesmo contrariando técnicos da Casa.

Para aprovação, houve um acordo, que segundo Marcio Valente, era de que se faltasse credito em 2019, haveria por parte da Casa o compromisso em se autorizar um credito suplementar de R$ 1,5 milhão. No entanto, sem o parecer da CCJ, o projeto não pode ir ao Plenário e à apreciação dos demais vereadores.

Neste sábado (15), o Ministério Público de Goiás propôs a Ação Civil Pública, com pedido de liminar, contra o prefeito , porque, segundo o que se extrai-se dos autos, o prefeito editou em 14 de junho de 2019, o Decreto nº 072, determinando a suspensão das despesas municipais, bem como redução dos horários nas escolas municipais, interrupção do serviço de transporte escolar, procedimentos médicos, coleta de lixo, entre outros serviços básicos, ao argumento de falta de orçamento.

Aduziu o promotor na peça que o decreto revela-se inconstitucional e ilegal, devendo ser liminarmente suspensos seus efeitos e no provimento final ser anulado.

Ao analisar a ação, o juiz Pedro Henrique Guarda Dias fundamentou sua decisão dizendo que os serviços públicos, visando a um interesse público, se incluem como um dos objetivos do Estado (União, Estados e Municípios), sendo por eles criados e regulamentados, a quem também incumbe a fiscalização.

A Constituição Federal de 1988, disse o magistrado, dispõe em seu artigo 23 e incisos, sobre a competência comum (competência administrativa) que recai sobre União, Estados, Distrito Federal e Municípios, e destaca que tal competência pode ser exercida através das mais variadas funções administrativas, dentre as quais:

a) serviços públicos; b) polícia administrativa; c) fomento; d) intervenção e, e) regulação.

"No que tange, especialmente aos serviços públicos de competência e responsabilidade dos Municípios, os serviços públicos de interesse local e que não sejam reservados à competência exclusiva da União e/ou dos Estados membros, podem ser ofertados e prestados pelos municípios, direta ou indiretamente (através da administração pública direta ou indireta)"

Ainda segundo o magistrado, dentre os princípios que dão alicerce aos serviços públicos, encontra-se o da continuidade dos serviços públicos, que significa que os serviços públicos não devem ser interrompidos, dada a sua natureza e relevância, pois são atividades materiais escolhidas e qualificadas pelo legislador como tais em dado momento histórico, em razão das necessidades de determinada coletividade.

"Na hipótese dos autos, a edição do Decreto nº 072/2019 determina a suspensão de todas as atividades municipais, afrontando o que dispõe o princípio da continuidade dos serviços públicos.

O art. 84, inciso IV, da Constituição Federal, outorga o exercício do poder regulamentar ao Chefe do Poder Executivo, estendido nas três esferas governamentais, ou seja, ao Presidente da República, aos Governadores e aos Prefeitos, lhes competindo a expedição de decretos e regulamentos para fiel execução das leis. 

O decreto regulamentar tem o seu conteúdo e limite definido em lei. Como necessitam sempre da edição prévia de uma lei, são considerados atos normativos ditos secundários.

Prevê a Lei Orgânica do Município de Campos Belos, em seu artigo 84, o poder regulamentar de seu prefeito. 



Não pode o Chefe do Executivo simplesmente deixar de cumprir a constituição e a lei, seja ela nacional, estadual ou municipal, isto porque é decorrência lógica do direito brasileiro, que o princípio da legalidade é diretriz de observância obrigatória no Estado Democrático de Direito."

Segundo o entendimento do julgador, caso haja arrocho das despesas públicas, não cabe ao chefe do poder executivo paralisar a máquina administrativa, mas sim, como administrador da coisa pública, buscar meios legais e viáveis que não coloquem a população em situação de penúria.

"Ademais, aquele que exerce função pública deve-se ater aos princípios administrativos sob pena de incorrer em improbidade administrativa e especialmente prefeitos e vereadores, que segundo Decreto-Lei 201, de 27 de fevereiro de 1967, podem ser responsabilizados penalmente se negarem a
execução a lei, ou deixar de cumprir ordem judicial sem justo motivo/impossibilidade.

Assim, ante o discorrido, vislumbro a presença do fumus boni iuris (fumaça do bom direito), eis que restou comprovado que o prefeito do Município de Campos Belos editou decreto em desconformidade com o disposto na Constituição Federal e na Lei Orgânica Municipal."

O juiz finalizou sua decisão dizendo que verificou estar presente periculum in mora (perigo da demora), visto que é obrigação do município, prestar os serviços públicos em atenção ao princípio da continuidade, não podendo sem fundamento concreto, com arrimo em normas constitucionais e infralegais, suspendê-los.

"Portanto, estão presentes os requisitos autorizadores da concessão da liminar. Desta feita, defiro a concessão da tutela de urgência, para suspender o decreto editado, determinado ao prefeito a obrigação de manter todos os serviços públicos em pleno funcionamento, sob pena de multa diária pessoal no valor de R$10.000,00, no limite de 30 dias, sem prejuízo de majoração em caso de descumprimento e das sanções penais e administrativas pela desobediência."

sexta-feira, 14 de junho de 2019

Por falta de crédito suplementar, serviços básicos de Campos Belos (GO) podem ser paralisados totalmente, diz prefeito


A prefeitura de Campos Belos (GO) pode parar nos próximos dias, por falta de dinheiro. 

Esta é a afirmação do prefeito Eduardo Terra e dos vereadores da base de apoio. 

Segundo os vereadores, serviços básicos como o de coleta de lixo e de atendimento hospitalar podem ser paralisados totalmente por falta de verba. 

Tudo porque a Comissão de Constituição Justiça e Cidadania da Câmara  de Vereadores (CCJ) está retardando em dar um parecer para o projeto de crédito suplementar da ordem de R$ 1,5 milhão de reais. 

Segundo o presidente da Casa, Márcio Valente, no ano passado, durante a votação da lei orçamentaria municipal, uma emenda da vereadora Karina Caetano reduziu de R$ 3 milhões para R$ 1,5 milhão as verbas de custeio da máquina, mesmo contrariando técnicos da Casa.

Para aprovação, houve um acordo, que segundo Marcio Valente, era de que se faltasse credito, haveria por parte da Casa o compromisso em se autorizar um credito suplementar de R$ 1,5 milhão.

Sem o parecer da CCJ, o projeto não pode ir ao Plenário e à apreciação dos demais vereadores. 

Ocorre que a CCJ é formada por três vereadores: Karina, Ivone do Touro e Arione. 

 Por questões politicas, as vereadores Ivone do Touro e Karina, sentaram sobre o PL e emperram desde então a aprovação do crédito suplementar. 

Em entrevista à Radio Atividade, na manhã desta sexta-feira, o presidente Márcio Valente disse que o motivo do retardo das vereadoras seria meramente político.

"Estão a serviço do ex-prefeito Ninha, que tem a intenção de concorrer ao próximo pleito eleitoral e por isso estaria usando as parlamentares para retardar a votação e deixar o prefeito Eduardo Terra sem dinheiro em caixa para cumprir os serviços básicos à população."

Ontem, em sessão que foram votados dezenas de projetos, houve bate boca entre os vereadores Karina e Baiano. 

“Estão usando politicagem para parar o município. Querem atrapalhar a administração às custa do povo, meramente para ser oposição por oposição. Pedimos para votar em função do povo. As vereadoras estão sendo manipuladas pelo ex-prefeito Ninha”, informa Baiano.