segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Salva de palmas para o prefeito espertão de Coari (AM)


Jogos dos Servidores fomentam socialização e promovem qualidade de vida na regional de Arraias (TO)





A terceira edição dos Jogos dos Servidores da Diretoria Regional de Educação (DRE) de Arraias reuniu profissionais da Educação, no último final de semana, para disputas de modalidades esportivas diversas e, ainda, para incentivar a união. 

Foram mais de 160 servidores das escolas dos municípios de Aurora, Arraias, Combinado e Lavandeira que participaram da atividade.

A competição esportiva foi realizada com o intuito de promover a integração entre os profissionais das escolas e municípios circunvizinhos. As equipes disputaram nas modalidades de futsal masculino, voleibol misto e queimada mista.

Para o Diretor Regional de Educação de Arraias, Leonardo Victor dos Santos, os Jogos são um intercâmbio importante para os servidores. 

“Os Jogos fazem parte de um conjunto de ações de reconhecimento, homenagens e valorização dos professores e servidores públicos. É uma oportunidade de integração, para estabelecer vínculos e para consolidar o sentimento de pertencimento enquanto equipe, para que os servidores retornem às escolas motivados a contribuir ainda mais com a qualidade do trabalho e do ensino”, frisou.

O técnico de Desporto Escolar da DRE de Arraias, Geferson Nunes Araújo, comentou sobre os objetivos dessa ação. 

“O principal objetivo é a socialização dos servidores fora do ambiente do trabalho. Por meio da promoção da saúde física, mental e interação é feita a promoção da valorização e reconhecimento dos servidores”, destacou.

Diretora do Colégio Estadual Professora Ranulfa, de Aurora, Gerlian Bastos Cortes falou da nostalgia que sentiu durante a atividade de socialização. “Foi um momento maravilhoso de integração dos servidores. A participação das equipes nos jogos aguçou as boas lembranças do meu tempo de colegial”, pontuou.

Já o servidor Rone Jonanthan Pereira de Melo, da Escola Estadual Augusta Vaz, de Combinado, contou que o evento superou suas expectativas. 

“Este evento já era muito esperado por todos nós e nos proporcionou momentos incríveis de distração, valorização, aumento da autoestima e a vivência de esportes coletivos. É importante frisar que atividades esportivas são necessárias para a promoção da saúde física e mental de cada indivíduo”, finalizou.

Esta é a terceira edição dos Jogos dos Servidores e marca o encerramento do mês do professor e do servidor público na DRE de Arraias. 

Nesta edição, a equipe do Colégio Estadual Professora Ranulfa, de Aurora, conquistou o primeiro lugar na categoria futsal masculino; no voleibol misto, quem venceu foi a equipe da Escola Estadual Professora Augusta, de Combinado; e na modalidade queimada mista quem faturou o título foi a equipe da sede da DRE Arraias.

Durante o mês de outubro, foram realizadas outras atividades para os profissionais como palestras motivacionais.

Fonte: Governo

O preço da corrupção: mãe pede socorro e bebê pode morrer em Goiás por falta de UTI



Quando indico aqui no Blog que a corrupção é um crime tão grave quanto os homicídios, não é apenas por retórica.  

É uma verdade crua e cotidiana. 

Quando critico governos de esquerda ou direita por corrupção, falamos de casos dessa bebê, que está para morrer à espera de uma UTI. 

Pena que as pessoas, muita delas instruídas, preferem ter um bandido de estimação para manter suas ideologias vivas, a ver as consequências da corrupção. 

Acima, as imagens são um tapa na cara de quem defende este ou aquele governo e joga a corrupção para debaixo do tapete, como se nada tivesse acontecido. 

A pequena Helena é uma goiana que não teve a sorte de nascer com uma boa saúde. 

Pior, teve o azar de nascer em um país, onde o Estado mal consegue ter um leito de UTI para cuidar de suas criancinhas. 

Helena tem apenas 24 dias de vida e desde que nasceu suplica por uma internação numa UTI, para ter o tratamento devido e uma esperança de que  sua vida ganhe mais uma chance. 

A mãe da pequena Helena fez um vídeo em busca de socorro e desabafa:

"
Cadê os impostos que pagamos? Para onde vai todo esse dinheiro? Para a saúde pública?.

já estamos a 24 dias internadas em um hospital sem estrutura para cuidar dela e do estado que se encontra. Que podridão é a Saúde pública, crianças morrem a todo momento na fila de espera o que o governador e órgãos responsável fazem a respeito? 

Nada, para "eles" essas crianças são gastos desnecessários que não trás benefícios algo para o estado. quando os filhos de vocês governador, secretaria e outros precisam conseguem de imediato ir para o melhor Hospital passar por melhores médicos tudo isso com Dinheiro do povo.

Nos não sabemos a quem recorrer, ela esta tendo crises e voltou para a incubadora, agora ela esta com o capacete, para ajudar na respiração, é uma dor ver um ser tão indefeso precisa da ajuda e não podermos fazer nada. Nos sentimos inúteis". 

Violência brutal e sem sentido em Goiás: câmeras registraram toda a ação



Um vídeo feito por câmera de segurança mostra o momento em que José Ribamar Porfirio, de 40 anos, foi assassinado em Valparaíso, no Entorno do Distrito Federal. 


O crime ocorreu na noite de domingo (10) em um bar da cidade. A polícia ainda não sabe o paradeiro e as motivações do autor.

As câmeras de segurança do estabelecimento mostram toda a ação. A vítima estava com uma mulher numa das mesas do bar, bebendo cerveja. 

A companheira aponta aponta para algo à sua frente. Logo depois, um homem de camiseta cavada rajada chega perto do casal e faz cinco disparos. Os clientes do estabelecimento se jogam no chão e fogem.

A mulher ainda tenta conter o assassino, mas ele só para quando a vítima cai no chão. O homem que efetuou os disparos foge do local. Ele estaria acompanhado de uma outra mulher, de acordo com a Polícia Militar

Ainda segundo informações da corporação, a mulher que acompanhava José Ribamar disse que não conhecia o assassino e negou que a vítima tivesse se desentendido com alguém no local. 

A Polícia Civil investiga o caso e procura o autor, que está foragido.

Veja trecho do vídeo acima

Justiça: sete presos suspeitos de fraudes no Detran/GO são soltos


Os sete suspeitos por fraude no Detran foram soltos, na tarde desta segunda-feira (11). Eles estavam presos desde a última sexta-feira (8), após audiência de custódia na qual a juíza Placidina Pires decidiu mantê-los detidos temporariamente por mais cinco dias. 


As prisões são parte da Operação Cegueira, que aconteceu, além de Goiás, em São Paulo, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.

Estavam detidos: o dono da Sanperes, Daniel Ganda dos Santos; o empresário Sérgio Augusto Nunes Pinto; o contator Wederson da Silva Viana; a contadora Rosana Ribeiro da Silva; os advogados Vagner Pedroso Coavila; Carlos Henrique Senkio e Marcelo Augusto Sampaio Martins. Alguns estavam no Núcleo de Custódia, outros na Delegacia Estadual de Capturas (Decap).

O advogado Lucas Marcelo de Oliveira, que representa Vagner Pedroso Coavila e Carlos Henrique Senkio, novamente caracterizou a prisão “desnecessária.” 

Ele afirma que, além dos clientes, os demais envolvidos sempre colaboraram com as investigações e agora espera que “a Justiça seja feita.” A mesma colocação foi feita pela defesa de Marcelo Augusto Sampaio Martins, representada por Tito Amaral. “Isso já era esperado. Essa prisão foi desnecessária e sem nenhum tipo de relevância”, disse.
Investigações

As investigações do Grupo Especial de Combate à Corrupção (Geccor) da Polícia Civil apontaram que as empresas responsáveis por fraude, lavagem de dinheiro e uso de documento falso no órgão operam em outros Estados. 

Além das prisões, foram cumpridos 55 mandados de busca e apreensão em casas e empresas de Goiânia, nesta quinta-feira (7).

O delegado do caso, Rômulo Figueiredo de Matos, destaca que o esquema envolve diversas empresas e era comandado por duas maiores sediadas fora de Goiás. As empresas, segundo ele, buscam dominar o remo de vistoria no Brasil. Boa parte delas estão em São Paulo.

Em Goiás, de acordo com as investigações, houve fraudes no processo licitatório do Detran para dar outorga de serviço público de vistoria veicular por 10 anos. O contrato assinado com a empresa Sanperes foi assinado em 2014, com o valor de R$ 582 milhões. 

As demais empresas, teoricamente, seriam concorrentes dela. 

Entretanto, faziam parte do mesmo grupo empresarial.Todo o esquema de fraude resultou em um rombo de R$ 100 milhões e foi feito de duas formas. 

As investigações mostraram que houve superfaturamento de fatura fixada inicialmente. Além disso, também foram feitos reajustes indevidos que propiciaram enriquecimento irregular avaliado em R$ 44 milhões as custas do Detran.

“Havia sócios ocultos nesses grupos de empresas que estavam atuando em conjunto, de modo que o valor fixado inicialmente foi superfaturado. Para se ter ideia, hoje o preço da tarifa de vistoria está, em média, R$ 85. Há quase cinco anos o valor estipulado era de R$ 117”, disse o delegado.

Fonte: Mais Goiás

UEG demite 1.469 e prepara processo seletivo após determinação judicial


Por decisão da Justiça, todos os funcionários que estão com contrato irregular na Universidade Estadual de Goiás (UEG) precisarão ser desligados da Instituição até o final deste ano. 

A medida atinge 1.469 servidores, sendo 705 docentes e 764 técnicos administrativos. Os desligamentos irão ocorrer em duas datas: 30 de novembro e 15 de dezembro.

De acordo com o reitor da UEG, Rafael Borges, a Universidade já preparou um edital de processo simplificado, que será lançado no próximo mês, para repor o quadro de professores. 

Quanto aos técnicos-administrativos, será utilizada reserva técnica do último concurso público de servidores efetivos. No dia 30 haverá o desligamento dos servidores da limpeza e técnico-administrativos. Em 15 de dezembro serão os docentes com contratos irregulares.

O serviço de limpeza não será prejudicado, haja vista contratação de uma empresa terceirizada. Para o treinamento dos novos servidores e para a continuidade dos serviços vitais para a UEG, cerca de 50 servidores técnico-administrativos permanecerão trabalhando por ora.

O reitor destaca que, desde que a UEG foi criada, há exatamente 20 anos, a maioria dos servidores é temporário, ou seja, foi contratada por período delimitado de um ano, com prorrogação de, no máximo, mais 365 dias.

Rafael Borges ainda lembra que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) fez uma série de recomendações, em 2014, para diminuir este tipo de contratação. Na época, os temporários representavam mais de 70% da folha de pagamento. “Existem casos de contratos que estão irregulares há 18 anos, praticamente desde que a UEG foi fundada”, esclarece.

Fonte: UEG

Legítimo enpodermaento da mulher


Vídeo do Dia: o balaço de Gabigol, na voz de Luiz Penido; Emocionante


Escolinha de Futebol Craques do Futuro tem dia de festa em balneário de Aurora do Tocantins



No último dia 27 de outubro, foi realizado mais um passeio da Escolinha de Futebol Craques do Futuro, sediada em Novo Alegre TO)). 

O evento deste ano ocorreu no Espaço Neiva Camping, em Aurora do Tocantins.

Todos os anos, o professor Dorgival Bílio, dirigente da Escolinha de Futebol, em conjunto com a equipe técnica, reúne pais e responsáveis para realizar a ação.

Segundo Dorgival Bílio, a prática já aconteceu em vários lugares, o que remonta um momento de descontração, lazer e principalmente celebrar um momento de proximidade das famílias com os filhos e do grupo do qual está inserido.

"Deste modo o acontecimento reuniu mães, pais, filhos e outras pessoas que dão suporte a escola fazendo com que o momento se tornasse marcante e especial. Enquanto os alunos se divertiam nas águas cristalinas do rio Palmas, sob olhares atentos dos maiores, as mães foram para cozinha preparar o lanche, e outras o almoço", disse.

Ainda de acordo com o coordenador, foi feita uma deliciosa galinhada recheada de compromisso, participação, temperada com muito amor e foi servida com alegria, e todos saborearam à vontade. 

"Assim a ação da Escolinha de Futebol Craques do Futuro foi um Sucesso, demonstrando que a participação da família foi, é e será muito importante para o desenvolvimento do Atleta.

Então fica os nossos Agradecimentos aos pais, responsáveis, secretário de transporte Abrão Cesário, e todos aqueles que se dispuseram para que o evento acontecesse", disse Bílio.


Comentários deste blogueiro

Os benefícios sociais de uma escolinha como esta vai muito além das quatro linhas.

De quebra ocupa a cabeça da meninada, que, além da escola tradicional, tem uma segunda atração, gostosa e divertida, que é o futebol.

A escolinha quebra a ociosidade da garotada, além óbvio de não deixá-los irem para caminhos ruins, como das drogas e da criminalidade.

Para além desse maravilho efeito, congraça e integra a família, traz valores como disciplina e respeito e aos meninos, socializam-nos, e, de lambuja, cria sonhos e perspectiva, de vida. 

Isso é maravilhoso. 

Parabéns ao professor Dorgival Bílio e a toda a sua equipe. 






Homem é preso após matar cachorro, a tiros, em Taguatinga (TO)

Imagem apenas ilustrativa
Um homem foi preso por manter em sua posse uma arma de fogo calibre 12, que ele teria usado para matar um cachorro na semana passada. 

O flagrante ocorreu sexta-feira (8), em um povoado de Taguatinga, região sudeste do estado do Tocantins.

Conforme a Polícia Civil, o caso começou a ser investigado após a dona do animal registrar a ocorrência.

Testemunhas contaram a polícia que o suspeito, identificado apenas pelas iniciais A. G. C seria uma pessoa de difícil convívio no povoado em que vive e que inclusive já teria agredido a filha da dona do cachorro. 

Disseram ainda que ele andava pela região armado.

De posse das informações, o delegado Eduardo Ferreira Nunes, responsável pelo caso, foi até o povoado onde o suspeito mora para início das investigações. 

Questionado sobre a morte do animal, o homem confessou o crime, mas falou que na ocasião tinha usado outra arma de fogo de fabricação artesanal, conhecida como bate-bucha.

Porém, uma arma calibre 12 e munições foram localizadas dentro do imóvel, oportunidade em que foi dada voz de prisão em flagrante pela posse.

Ainda segundo a polícia, o homem tentou fugir e foi preciso o uso da força física e algemas para imobilizá-lo. Ele foi levado para a Delegacia de Polícia e ficará a disposição da Justiça.

Se condenado o homem poderá ser indiciado pelo crime de posse irregular de arma de fogo com pena de 1 a 3 anos de detenção e multa e pela morte do cachorro, com detenção de 3 meses a 1 ano.

Comentário deste blogueiro 

Infelizmente quem morreu foi o cachorro.  

Este homem, que é um criminoso e uma pessoa maldosa, continuará livre, leve e solto pelas ruas de Taguatinga (TO).

Por duas razões. 

A primeira, porque matar um animal é um crime de baixo poder ofensivo e não dá prisão. 

Ficará registrado na ficha do criminoso; ele pagará cestas básicas e pronto. 

A outra razão é que se ele tiver um bom advogado, jamais será punido. 

Explico: depois da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), da semana passada, ele somente será culpado depois do último recurso junto à própria Corte. 

O caso dele passará pela primeira instância criminal em Taguatinga (TO), com inúmeros recursos.

Após anos subirá para o Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), também com inúmeros recursos. 

Mesmo se condenado, ele não será culpado, pois poderá recorrer ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), em Brasília. 

Naquela Corte, se caso não estiver prescrito (o Estado perdeu o direito de punir), o matador de cachorros poderá impetrar mandado de segurança, embargos infringentes, embargos de declaração, recursos extraordinários, além claro, do mérito da própria ação criminal. 

Por fim, o matador de cachorros, se tiver "bala na agulha" - grana mesmo - poderá impetrar outros diversos recursos junto ao STF.

Só a partir do último recurso nesta Corte, ele será considerado culpado ou inocente. 

Até lá, o coitado do cachorro não terá nem mais ossos. 

Festival Gastronômico de Dianópolis (TO) terá pratos típicos dos quilombos


Pratos típicos, artesanato e muita música. O público poderá aproveitar tudo isso no I Festival Gastronômico e Cultural de Dianópolis, no sudeste do Tocantins. 

O evento será realizado entre 29 de novembro e 1º de dezembro, na praça da Capelinha e vai contar com estrutura de 20 estandes.

De acordo com a prefeitura, no primeiro dia do evento, haverá apresentação cultural, cozinha show e oficina gastronômica gratuita com os chefes nacionais e os embaixadores da gastronomia, Roberto Neves, Ruth Almeida e Osmane José, além da chef Mônica Rangel. Na sexta-feira o festival terá show com a banda Pedra de Fogo.

No segundo dia, sábado (30), quem quiser aprender mais sobre a culinária regional, poderá participar da Cozinha Show com a chef Ruth Almeida. 

Ela vai mostrar peculiaridades da gastronomia quilombola, apresentando os pratos típicos do quilombo da comunidade do Lajeado, na região do Descoberto, na zona rural de Dianópolis, com participação especial de Dona Camila, matriarca da comunidade.

No mesmo dia, haverá apresentação de sussia com os moradores da comunidade quilombola do Lajeado. 

À noite, o espetáculo musical fica por conta do projeto AmazoniCanToria, composto pelos músicos tocantinenses, Juraíldes da Cruz, Genésio Tocantins, Lucimar, Braguinha Barroso e Dorivã.

No domingo, terá Cozinha Show, exposição de artesanatos e show com a cantora Nacha Moreto.

O festival vai valorizar os ingredientes culinários da região, com destaque à culinária quilombola e produtos encontrados no cerrado. 

As inscrições para quem quer participar já encerraram. Nos dias 15 e 16 de novembro, todos os inscritos participarão da avaliação da degustação. O resultado sairá no dia 18.

O evento terá as categorias lanches e salgados, comida salgada (massas, proteínas, acompanhamentos) e doces e premiará os três primeiros colocados em cada categoria. 

Os primeiros colocados vão ganhar R$ 1,5 mil, segundos R$ 1 mil e para os terceiros colocados R$ 500.

Com informações do G1

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Tecnologia agrícola do oeste baiano desperta interesse de outras regiões do país


Com vocação agrícola reconhecida nacional e internacionalmente, o oeste da Bahia tem se destacado na produção de grãos e fibra, tanto em quantidade quanto em qualidade, e possui uma pecuária de alto padrão. 

Isso se deve não apenas à aptidão natural da região, mas também aos altos investimentos em pesquisa e tecnologia dentro de campo. Com fazendas cada vez mais tecnificadas, munidas de equipamentos de últimas geração, o oeste baiano tem despertado interesse em de vários órgãos e entidades ligadas ao setor.

Recentemente, uma comitiva da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e de federações de Agricultura e Pecuária desembarcou na região para visitar algumas propriedades rurais em Barreiras e Luís Eduardo Magalhães, que são referências em inovação tecnológica. 

O objetivo foi o de conhecer o aparato tecnológico, que vai desde maquinários até softwares e sistemas inteligentes de irrigação, a fim de implantar em outras regiões os modelos que deram certo no oeste baiano, aumentando a produtividade e a rentabilidade do agricultor e do pecuarista.

A delegação, comandada pelos presidentes da CNA, João Martins, e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb), Humberto Miranda, conheceu unidades de produção de algodão, grãos e fazendas destinadas à pecuária de corte. 

O grupo viu de perto experiências bem-sucedidas que transformaram o cenário social, ambiental e econômico da região, por meio da agropecuária sustentável, que gera empregos, garante a segurança alimentar da população e ainda cuida do meio ambiente.

A primeira parada foi em Barreiras, na Fazenda Ipê, conhecida pela produção sustentável de pecuária de corte, com a criação das raças de gado Nelore e Angus, onde são realizadas todas as etapas, desde a inseminação até a comercialização.

Em Luís Eduardo Magalhães, foram visitadas quatro propriedades rurais: Captar Agrobusiness, que atua no confinamento de animais; Oilema (produção de sementes); Orquídea Schmidt Agrícola (grãos e algodão) e Ubahia (algodão).

O grupo foi recepcionado pelo presidente da Aiba, Celestino Zanella, e pelo vice-presidente, Moisés Schmidt, além de outros representantes da cadeia produtiva do oeste baiano. 

Além da visita técnica, o encontro rendeu boas discussões sobre temas relevantes para o setor, que é responsável por 23% da economia do estado. Só no primeiro semestre de 2019, a agricultura contribuiu sozinha com R$ 33 bilhões para o PIB da Bahia.

Aceleradora de startups

A preocupação dos produtores do oeste baiano com a inovação tecnológica levou um grupo de investidores locais e de outras partes do Brasil a instalar em Luís Eduardo Magalhães, neste segundo semestre, a primeira aceleradora de startups região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) voltada exclusivamente para o agronegócio. 

É Cyklo Agritech Aceleradora de Projetos e Startups, um investimento de cerca de R$ 5 milhões.

Instalada em uma área de 722 metros quadrados no centro do município, a Cyklo deve iniciar as atividades de aceleração de startups em janeiro. A previsão é que os primeiros projetos sejam concluídos em setembro.

“A aceleração e desenvolvimento de startups são fundamentais para o Brasil alavancar suas áreas econômica e social rumo à inovação científica e tecnológica, especialmente em Luís Eduardo Magalhães, onde o agronegócio já está consolidado”, disse o CEO da Cyklo, Pompeo Scola, dias antes da inauguração do empreendimento, ocorrida em 21 de setembro.

Da redação, com AIBA

Naturatins afirma que fechamento de unidades no interior está em fase de estudos


O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) manifestou-se a respeito do possível fechamento de escritórios do órgão em cidades do interior do Estado. 

A respeito da nota explicativa divulgada pela própria presidência do Naturatins, o órgão informou que o documento trata-se “somente de estudos de viabilidade, como parte de um processo de modernização administrativa. 

O Naturatins reforça que são apenas estudos e que, ainda estão em análise”, reforçou.

O Naturatins também informou que pretende modernizar o atendimento, adotando a digitalização de diversos serviços prestados pelo órgão, como processo digital em funcionamento desde o mês de agosto deste ano. 

“A finalidade é obter princípios da economicidade, bem como construir um planejamento que visará uma relação de diálogo”, informou.

Fechamento

Uma nota explicativa assinada pelo presidente do Naturatins, Sebastião Albuquerque Cordeiro, foi divulgada recentemente. 

Caso o estudo de viabilidade, como informou o órgão, seja concretizado, serão fechados os escritórios de Alvorada; Formoso do Araguaia, Colinas do Tocantins, Paraíso do Tocantins, Goiatins, Arapoema, Tocantinópolis e Arraias.

Quatro estudantes da Regional de Arraias (TO) são semifinalistas na Olimpíada de Língua Portuguesa




A Diretoria Regional de Educação de Arraias tem se destacado no ano de 2019, com resultados muito expressivos no tocante à participação nos diversos concursos e premiações. 

Como exemplo, de 14 professores e 14 estudantes selecionados na Olimpíada de Língua Portuguesa no Estado do Tocantins, quatro professores e quatro estudantes de escolas jurisdicionadas à DRE de Arraias são semifinalistas na referida Olimpíada e estão participando nos meses de outubro e novembro de oficinas em São Paulo. 

Os estudantes foram selecionados em 3 categorias diferentes da Olimpíada e os professores orientadores também participam das excursões educativas.

A estudante Allanis Stephani Carvalho e a professora Alessandra Barbosa Silva Resende, do Colégio Militar Unidade IV Jacy Alves de Barros, já participaram da viagem. 

Com a seleção de uma crônica, elas foram a São Paulo, entre 23 e 25 de outubro, para a oficina regional, para troca de experiências.

Alannis contou que a participação e premiação foram importantes para sua formação. “Escrever sobre o lugar em que vivo fez com que prestasse mais atenção em cada detalhe de minha cidade. 

Participar da Olimpíada foi um momento mágico na minha vida, conheci e convivi durante 3 dias com pessoas de todos os cantos do País. Com certeza, essa experiência marcará para sempre a minha vida”, detalhou.

Já a professora Alessandra destacou a importância de incentivar a participação dos estudantes nessa competição. 

“Esse programa é responsável por transformar a vida de alunos e professores, pois, através das experiências vivenciadas neste período, reafirmamos o poder transformador da leitura e da educação. É fantástico poder conviver e trocar experiências com tantas pessoas, de todas as partes do Brasil, cada uma com seu sotaque, suas vivências e saberes”, frisou.

Allanis teve seu trabalho classificado para a etapa final da olimpíada. O resultado final será divulgado na primeira semana do mês de dezembro.

Produções Textuais

No gênero textual Memórias Literárias, os semifinalistas são Gabriel Antônio de Moura, orientado pela professora Samara Gonçalves Lima, do Colégio Militar Unidade IV Unidade IV - Jacy Alves de Barros, de Arraias; e Laise Gabrielly Soares Carvalho, com a professora Poliana Gonçalves da Cruz, da Escola Estadual Girassol de Tempo Integral Combinado. Eles já estão em viagem, iniciada no dia 28 e com término hoje, dia 30 de outubro.

Já com o gênero artigo de opinião, a representante é Ioneide Ferreira de Souza, que foi orientada pela professora Elaine Cardoso de Souza, do Colégio Estadual Profª Joana Batista Cordeiro, de Arraias. A viagem delas será no dia 17 de novembro.

Allanis escreveu a crônica ‘Operação Cinderela’; Laise participa com o texto ‘Acordando as memórias daquela cidadezinha’; Gabriel com ‘Uma Fênix em minha Vida’, e Ioneide com o artigo ‘A Poluição dos rios no Mimoso: Tudo vale a pena em nome do progresso?’.

O Diretor Regional de Educação de Arraias, Leonardo Victor dos Santos, destacou que esses resultados são reflexos da qualidade do trabalho da equipe da Diretoria. 

“É preciso reconhecer e valorizar sempre a qualidade das orientações e o empenho dos profissionais da DRE e das escolas na participação nas Olímpiadas, concursos e demais premiações. Historicamente, somos destaques com as escolas, professores e estudantes premiados em nível estadual e nacional”, pontuou.

Já a assessora da área de Linguagens da DRE e coordenadora da OLP, Elza de Fátima, destacou o empenho dos professores. 

“É muito gratificante colher os frutos do trabalho realizado, pois foi feito um grande empenho para acompanhar os professores desde a fase da inscrição, na oferta de formação e principalmente no incentivo para realização das oficinas escolares”, finalizou.

Olimpíada

A Olimpíada tem o objetivo de melhorar o ensino e a aprendizagem da leitura e da escrita, e promover formação para professores que lecionam língua portuguesa. 

É uma realização do Itaú Social, com a coordenação do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), Programa Escrevendo o Futuro, com a parceria do Ministério da Educação.

Esta é a 6ª edição e representa um reforço para a valorização e a interação dos alunos com o seu território, e propõe o tema ‘O lugar onde vivo’. 

A intenção é que os estudantes observem o lugar onde residem, aprofundem o conhecimento sobre sua realidade e estreitem laços com a comunidade.

Cavalcante (GO): O G1 Nacional, um dos principais veículos do país, traz hoje na capa as belezas da Chapada dos Veadeiros




O G1 Nacional, um dos principais veículos do país, traz hoje na capa as belezas da Chapada dos Veadeiros.

Segundo o portal de notícias das Organizações Globo, fora do circuito tradicional de quem procura a Chapada dos Veadeiros, cachoeiras com águas cristalinas e a oportunidade de conhecer um território quilombola têm atraído turistas ao Engenho II, em Goiás. 

A comunidade faz parte do Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga, o maior quilombo do país.

A estrela do roteiro é a cachoeira Santa Bárbara. Com uma queda de 28 metros e cor azul turquesa, os turistas chegam a fazer fila para tirar foto no melhor ângulo da cachoeira - ainda que isso os faça perder parte da uma hora autorizada aos visitantes no local. 

A cor da água é resultado da formação de calcário do fundo da cachoeira. 

A hora mais desejada dos turistas no local é entre as 10h e 13h, quando a luz do sol incide na água, revelando todas as cores da cachoeira.

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Deputado federal Vitor Hugo destina mais de R$ 2 milhões para o Corpo de Bombeiros de Goiás, para Posse e Campos Belos


Com os recursos de emendas parlamentares será possível a aquisição de três unidades de combate a incêndio, que serão repassados aos municípios de Posse, Campos Belos e Palmeiras de Goiás

O líder do Governo Bolsonaro na Câmara, deputado federal Vitor Hugo (PSL-GO), vai destinar R$ 2.070.000 para o Corpo de Bombeiros Militar de Goiás. 

A decisão foi anunciada junto ao comandante geral do CBMGO, Coronel Dewislon Adelino Mateus, em visita ao gabinete do parlamentar, em Brasília. 

“Nosso objetivo é viabilizar o fortalecimento da corporação e, com isso, proporcionar mais segurança aos goianos”, afirma Vitor Hugo.

Com os recursos, oriundos das emendas parlamentares do Orçamento Impositivo de 2020, será possível a aquisição de uma unidade de combate a incêndio e salvamento no valor de R$ 870 mil. 

O equipamento será destinado à 10ª Companhia Independente Bombeiro Militar de Posse, município do Nordeste goiano.

Outros dois equipamentos que serão utilizados no combate a incêndio, cada um no valor de R$ 600 mil, também serão adquiridos e repassados às unidades de Campos Belos e Palmeiras de Goiás. 

Vitor Hugo lembra a todos que as emendas parlamentares são recursos do Orçamento que o Congresso direciona para obras e benfeitorias nas cidades brasileiras. Entre as áreas de destinação está a Segurança Pública, que integra a frente de atuação do parlamentar.

Gratidão

Para o comandante geral do Corpo de Bombeiros de Goiás, Coronel Mateus, os três equipamentos serão de grande valia para a execução das ações desenvolvidas pelo CBMGO. Em 2019 foram mais de oito mil atendimentos somente em relação a queimadas em todo o Estado.

“O recurso destinado pelo deputado Vitor Hugo para aquisição de três viaturas de combate a incêndios reforçará nossas ações operacionais”, relata o Coronel Mateus. Ele afirma ainda que os equipamentos trarão “uma significativa melhora no atendimento prestado à região Nordeste de nosso Estado e também para o município de Palmeiras e cidades circunvizinhas”.

E finaliza: “nossa corporação carrega um sentimento de gratidão pelo comprometimento do deputado com a segurança pública de nosso Estado”, confidencia o comandante geral do CBMGO.

Fonte: DM

Listão dos municípios de Goiás que poderão deixar de existir se projeto de Bolsonaro for aprovado


Goiás tem 246 municípios, mas, se perder 94 (ou 96), ficará com 152. 


O presidente Jair Bolsonaro planeja que cidades com menos 5 mil habitantes e sem arrecadação própria devem ser incorporadas a outras cidades. 

O objetivo é que o custo dos municípios seja mais baixo para a sociedade.

Será fácil? Pode até não ser impossível, mas será muito difícil a aprovação da mudança. Há cidades que, embora tenham menos de 5 mil habitantes, são históricas e será difícil acoplá-las a outras cidades.

O governo deve usar o Censo do IBGE na definição da população. Haverá problemas e debates infindáveis e inflamáveis. Veja-se o caso de Baliza. A rigor, o IBGE avalia que sua população estimada para 2019 será — ou já é — de 5.138 habitantes. 


Noutras palavras, o município não será incorporado a outro. Entretanto, e se a população estimada não for alcançada? O IBGE faria outro Censo, de imediato, para verificar se os valores estimados foram confirmados — e não apenas a respeito de Baliza?

No caso de fusão de municípios haverá outro problema: serão criados outros nomes ou as populações de duas (ou mais) cidades fariam eleições para definir qual nome será mantido?

Lista dos 94 município de Goiás possivelmente incorporáveis

1 — Divinópolis de Goiás 4.804 pessoas

2 — Santo Antônio da Barra 4.821

3 —Rianápolis 4.801

4 — Itaguari 4.676

5 — Turvânia 4.598

6 — Itajá 4 605

7 — Montividiu do Norte 4 449

8 — Novo Planalto 4 445

9 — Mossâmedes 4 377

10 — Rio Quente 4 371

11 — Matrinchã 4 366

12 — Formoso 4 325

13 — Bonópolis 4 316

14 — Aporé 4 163

15 — São Miguel do Passa Quatro 4 032

16 — Portelândia 4 000

17 — Guarani de Goiás 3 940

18 — Porteirão 3 830

19 — Varjão 3 816

20 — Santa Isabel 3 803

21 — Ouro Verde de Goiás 3 797

22 — Mutunópolis 3 793

23 — Amaralina 3 778

24 — Caldazinha 3 759

25 — Gameleira de Goiás 3 753

26 — Heitoraí 3 714

27 — Edealina 3 710

28 — Brazabrantes 3 659

29 — Campinaçu 3 649

30 — Hidrolina 3 622

31 — Campestre de Goiás 3 610

32 — Palminópolis 3 589

33 — Araçu 3 560

34 — Taquaral de Goiás 3 537

35 — Trombas 3 501

36 — Cromínia 3 500

37 — Castelândia 3 464

38 — Palestina de Goiás 3 460

39 — Santa Tereza de Goiás 3 431

40 — Teresina de Goiás 3 416

41 — Colinas do Sul 3 404

42 — Santa Rita do Novo Destino 3 331

43 — Damianópolis 3 315

44 — Buritinópolis 3 302

45 — Nova Roma 3 293

46 — Estrela do Norte 3 286

47 — Professor Jamil 3 243

48 — Amorinópolis 3 185

49 — Aurilândia 3 184

50 — Perolândia 3 116

51 — Urutaí 3 078

52 — Novo Brasil 2 985

53 — Sítio d’Abadia 2 977

54 — Cristianópolis 2 968

55 — Damolândia 2 923

56 — Nova Iguaçu de Goiás 2 923

57 — Jaupaci 2 898

58 — Ipiranga de Goiás 2 893

59 — Santa Cruz de Goiás 2 892

60 — Cumari 2 871

61 — Uirapuru 2 868

62 — Três Ranchos 2 837

63 — Israelândia 2 815

64 — Arenópolis 2 689

65 — Panamá 2 627

66 — Mimoso de Goiás 2 612

67 — Adelândia 2 517

68 — Buriti de Goiás 2 501

69 — Diorama 2 488

70 — Aparecida do Rio Doce 2 474

71 — Jesúpolis 2 474

72 — Campos Verdes 2 459

73 — Avelinópolis 2 425

74 — Ivolândia 2 406

75 — Santa Rosa de Goiás 2 388

76 — Palmelo 2 380

77 — Mairipotaba 2 373

78 — Córrego do Ouro 2 364

79 — Nova América 2 346

80 — Pilar de Goiás 2 314

81 — Morro Agudo de Goiás 2 264

82 — Marzagão 2 223

83 — Nova Aurora 2 199

84 — Davinópolis 2 094

85 — Guaraíta 2 041

86 — São Patrício 2 035

87 — Aloândia 2 005

88 — Água Limpa 1 872

89 — Guarinos 1 852

90 — Moiporá 1 557

91 — Lagoa Santa 1 555

92 — São João da Paraúna 1 417

93 — Cachoeira de Goiás 1 361

94 — Anhanguera 1 137


Fonte: Opção

Naturatins fecha 8 unidades regionais no interior do Estado; Entre elas, Arraias


Servidores do Naturatins têm denunciado o que chamam de “desmonte” do órgão, com sucateamento da estrutura, falta de fiscais para trabalhar e mais recentemente a notícia de fechamento de escritórios no interior do Estado.

A informação é confirmada pela própria presidência do órgão que emitiu uma nota explicativa mencionando o fechamento dos escritórios. 

De acordo como documento assinado pelo presidente do órgão, Sebastião Albuquerque Cordeiro, serão fechadas 8 unidades no interior do Estado, reduzindo o número de 15 para somente 7 unidades.

Serão fechados os escritórios de Alvorada; Formoso do Araguaia, Colinas do Tocantins, Paraíso do Tocantins, Goiatins, Arapoema, Tocantinópolis e Arraias. Um servidor de Paraíso que prefere não se identificar, disse que a unidade regional é estratégica e não poderia ser fechada. 

“Foi uma conquista muito grande quando vieram e agora querem acabar com da agência que temos aqui. 

São 12 cidades dependentes de Paraíso, agora querem jogar tudo para a capital onde a população irá gastar dinheiro para resolver seus problemas. Sem falar que Paraíso é uma porta de entrada para o Cantão onde não está tendo fiscalização nenhuma”, disse.

Segundo a administração do órgão, a medida é necessária “em função da atual crise econômica instalada no País e no Estado do Tocantins”, sendo que a redução do número de unidades regionais seria necessária para cumprir uma lei estadual de março deste ano que reduziu a estrutura a estrutura organizacional da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo Estadual.

Com o fechamento dos escritórios a administração calcula uma redução de custos anuais na ordem de R$ 1.223.544,53 para R$ 665.604,36, resultando numa economia anual de 45% que equivale a R$ 557.940,17.

De acordo com a nota explicativa, a redução de custos não atinge a folha de pagamento, ou seja, os servidores que atuam nessas unidades regionais não serão demitidos. A gestão não informou no entanto como e onde pretende realocar os servidores.

Fonte: Conexão TO

Metade das cidades do Tocantins deixariam de existir com a PEC de Paulo Guedes; veja relação


A PEC do Pacto Federativo prevê a extinção de municípios com menos de 5.000 habitantes e arrecadação própria menor que 10% da receita total. 

Esses municípios seriam incorporados pelo município vizinho.

A proposta do ministro da Economia Paulo Guedes foi entregue nesta terça-feira (5) pelo presidente Jair Bolsonaro ao Senado Federal.

Caso seja aprovada, a proposta levará à extinção de 69 cidades do Tocantins, praticamente a metade dos 139 municípios. 

A medida afetaria cerca de 700 prefeitos e vereadores com a perda de cargos públicos.

Comentário deste blogueiro

Vejo com bons olhos esta pretensa medida do governo federal, com o pacto federativo. 

Abaixo segue uma lista de municípios. Basta olhar para ser notar que mal conseguem arrecadar dinheiro para pagar a folha de pessoal e ainda tem que arcar com altos salários de prefeitos, vice-prefeitos, Câmara de Vereadores, secretários e assessores. 

Se quiserem investir mesmo, tem que contar com o dinheiro do estado ou do governo federal, por intermédio de fundos, por exemplo para fazer um asfaltamento de rua ou uma obra hospitalar. 

É hora mesmo de colocar um freio neste poço de desperdício e gasto de dinheiro público, que está aí apenas para satisfazer pequeno número de pessoas, que se tornam donas de prefeituras e Câmaras de Vereadores, enquanto a imensa maioria da população amarga péssimos serviços públicos, má gestão e corrupção. 

Veja os municípios do Tocantins com menos de 5 mil habitantes segundo estimativa de 2018 do IBGE.

Cidade/População

Combinado; 4 843
Pau d'Arco; 4 831
Santa Rosa do Tocantins; 4 811
Bom Jesus do Tocantins, 4 779
São Sebastião do Tocantins, 4 757
Aparecida do Rio Negro; 4 741
Dueré; 4 687
Sampaio; 4 627
Riachinho; 4 604
Ponte Alta do Bom Jesus; 4 601
Barra do Ouro; 4 549
Bernardo Sayão; 4 469
Pindorama do Tocantins; 4 464
Cariri do Tocantins; 4 321
Novo Acordo; 4 287
Recursolândia; 4 244
Lagoa do Tocantins;4 237
Nova Rosalândia; 4 215
Conceição do Tocantins; 4 124
Carrasco Bonito; 4 059
São Valério; 4 017
Nazaré; 3 959
Fátima; 3 841
Jaú do Tocantins;3 819
Itapiratins; 3 758
Lizarda; 3 748
Aurora do Tocantins; 3 731
Presidente Kennedy; 3 692
Muricilândia; 3 514
Bandeirantes do Tocantins; 3 512
Angico; 3 417
Maurilândia do Tocantins; 3 403
Santa Maria do Tocantins; 3 381
Sandolândia; 3 378
Chapada da Natividade;3 334
Porto Alegre do Tocantins;3 108
Lajeado;3 101
São Salvador do Tocantins;3 070
Luzinópolis; 3 060
Piraquê; 3 023
Centenário; 2 874
Santa Tereza do Tocantins; 2 834
Rio dos Bois; 2 811
Talismã; 2 773
Novo Jardim; 2 698
Pugmil; 2 660
Mateiros; 2 638
Tupiratins; 2 613
Tabocão; 2 576
Abreulândia; 2 564
Carmolândia; 2 556
Santa Terezinha do Tocantins; 2 528
Itaporã do Tocantins; 2 435
Santa Rita do Tocantins; 2 344
Novo Alegre; 2 332
Cachoeirinha; 2 266
Monte Santo do Tocantins; 2 263
Juarina; 2 202
Brasilândia do Tocantins; 2 191
Taipas do Tocantins; 2 131
Rio da Conceição; 2 088
Ipueiras; 1 977
Sucupira; 1 946
Lavandeira; 1 892
Tupirama; 1 860
Crixás do Tocantins; 1 708
São Félix do Tocantins; 1 572
Chapada de Areia; 1 401
Oliveira de Fátima 1 106

terça-feira, 5 de novembro de 2019

Município com arrecadação própria inferior a 10% da receita será extinto: 1.200 podem sumir do mapa, entre elas Lavandeira (TO), Aurora (TO) e Combinado (TO)

Lavandeira (TO) seria extinto e incorporado a um município maior
A proposta de emenda à Constituição (PEC) do novo pacto federativo, apresentada nesta terça-feira pelo governo, pode resultar na extinção de até 1.200 pequenos municípios a partir de 2025.

De acordo com a proposta, as prefeituras terão até 30 de junho de 2023 para provar que arrecadam, em impostos, ao menos 10% de suas receitas totais. Caso esse limite não seja alcançado, serão incorporadas por cidades maiores.

A estimativa sobre o total de municípios que pode ser impactado pelas regras consta da justificativa da PEC. Hoje, o Brasil tem 5.570 cidades. 

As 1.200 prefeituras possivelmente impactadas, portanto, representariam cerca de 21% do total dos municípios do país.

A regra prevê ainda que cada município poderá incorporar até três cidades vizinhas nesse processo. 

O número de habitantes será medido pelo Censo 2020.

Para o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), a PEC representará a refundação dos municípios.

Isto porque, diz o senador, ela possibilitará que municípios com menos de 5 mil habitantes e capacidade inferior a 10% de cobertura das despesas com as próprias receitas, sejam aglutinados a municípios vizinhos que se encaixarem também nesse limite mínimo.


No Tocantins, por exemplo, entre os municípios que tem menos de 5 mil habitantes, então Combinado, Bom Jesus do Tocantins, Aurora do Tocantins e Lavandeira (TO), na região sudeste do estado. 

"Durante muitos anos no Brasil teve critérios muito frouxos para a criação de municípios. 

Nós temos mais de mil municípios com menos de 5 mil pessoas, e esses municípios não arrecadam sequer 10% de sua receita própria, não cobrem 10% de suas despesas. Isso significa prefeito, vice-prefeito, câmara de vereadores, toda uma estrutura que pesa no Estado brasileiro."

Fonte: Agência Globo 

Emprego e educação: IF-Goiano publica edital de seleção de monitores para Fábrica de Software



O Instituto Federal Goiano (IF Goiano) Campos Belos torna público o edital para seleção de discentes para a função de monitores para colaborar nas atividades de desenvolvimento de projetos software para os semestres 2019.2, 2020.1 e 2020.2 nas dependências da Fábrica de Software do IF Goiano – Campus Campos Belos.

As inscrições serão feitas por meio de formulário online, entre os dias 30 de outubro e 7 de novembro. O resultado final do processo seletivo será divulgado no dia 18 de novembro.

Serão ofertadas um total de 20 vagas para Cadastro de Reserva, sendo que o preenchimento será conforme necessidade da Fábrica de Software

A Fábrica de Software é um órgão complementar vinculado ao Núcleo de Inovação e Propriedade Intelectual e a Coordenação de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, com atribuições técnico-científicas relacionadas a desenvolvimento e sustentação de software para apoio a atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão institucional. 

As atribuições da Fábrica compreendem planejamento, gestão, operação, manutenção e evolução de ambiente tecnológico adequado para produção e sustentação de software de alta qualidade. 

As atividades da Fábrica serão desenvolvidas por equipes técnicas multidisciplinares de servidores, alunos e egressos orientados por processos de software definidos e institucionalizados, em alinhamento com os planejamentos institucionais da Diretoria do campus.

O objetivo geral da Fábrica é prover soluções eficientes e inovadoras para atividades que envolvem pesquisa, desenvolvimento, avaliação ou uso de tecnologias e processos de software. 

As ações da Fábrica visam promover, por meio da prestação de serviços baseados em software, eficiência, inovação e integração de ensino, pesquisa, extensão e gestão.


Clique aqui para acessar o edital.


Clique aqui para acessar o formulário de inscrição.

Educação: Atividades de alternância pedagógica beneficiam cinco cidades do sudeste tocantinense e nordeste goiano





Os acadêmicos do curso de Educação do Campo da UFT em Arraias realizaram, entre os meses de setembro e outubro, atividades de alternância pedagógica em cinco cidades do sudeste tocantinense e nordeste goiano. 

O regime de alternância pedagógica é um dos diferenciais do curso de Licenciatura em Educação do Campo da UFT/Arraias, com atividades didático-pedagógicas semestrais desenvolvidas pelos acadêmicos no Tempo Universidade e no Tempo Comunidade. 

Todas as atividades são coordenadas, orientadas e acompanhadas pelos professores do curso que vão até às comunidades para acompanhar e avaliar as atividades dos alunos.

As atividades ocorreram em Arraias-TO, Campos Belos-GO, Divinópolis de Goiás-GO, Natividade-TO e Ponte Alta-TO, cidades escolhidas pelos acadêmicos que se deslocaram de suas comunidades para aplicar os conteúdos estudados no Tempo Universidade através de ações que beneficiaram as comunidades escolhidas.

Na ocasião, os acadêmicos desenvolveram as atividades com alunos de Escolas dessas cidades, com a oferta de oficinas de violão e de construção de instrumentos musicais, teatro, percussão, canto coral, flauta doce, percepção visual e artes de multimídia, pintura, meio ambiente, cordel, valorização da estética e beleza negra e técnicas de fotografia, entre outras. Além de rodas de conversa, noite cultural com apresentações artísticas e exposição das atividades desenvolvidas nas oficinas.

Fonte: UFT

Moradores reclamam de falta de água diariamente em Iaciara (GO)


Moradores da cidade de Iaciara, no nordeste goiano, reclamam da falta de água diariamente.

O problema vem ocorrendo há duas semanas.  Há período que chega a ficar até 6h sem o abastecimento de água.

O abastecimento se normaliza com o decorrer do dia, mas não é suficiente para atender todas as necessidades dos moradores.

Além das casas, o comércio também está sendo prejudicado com a falta de água.

Fonte: Antônio Carlos