Banner 1

Banner 1

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Acidente com moto mata homem em Campos Belos. Rapaz estava sozinho, perdeu o controle e morreu na hora





Um rapaz de 43 anos morreu neste domingo (23), numa rodovia estadual, no município de Campos Belos, após sofrer um grave acidente com a sua moto. 

De acordo com a Polícia Militar, José Ribeiro de Queiroz, natural de Campos Belos, trafegava com a motocicleta, uma Honda CG 150, de cor laranja, na rodovia 452, que segue para a cidade de Novo Alegre (TO), quando perdeu o controle do veículo e caiu. 

O grave acidente ocorreu por volta das 14h, próximo ao trevo de Divinópolis de Goiás. 

Uma testemunha que chegou ao local, momentos depois do acidente, informou às autoridades que o rapaz morreu imediatamente após a queda. 

A Polícia Militar foi ao local e depois acionou os peritos do IML de Campos Belos. 

Segundo informações, José Ribeiro era solteiro. 

Rapaz trabalhador e dedicado, era muito conhecido, pois trabalhou por muitos anos em supermercados da cidade, serviu muitas famílias e fez muitos amigos. 

É uma perda lamentável, principalmente nestas circunstâncias. 





Idosa morre após choque em máquina de lavar, em Flores de Goiás




Uma idosa morreu após tomar um choque, na cidade de Flores de Goiás, nordeste do estado.

Segundo a PM, o filho da mulher, um rapaz de 25 anos, compareceu à base da Polícia Militar em Vila Boa (GO) informando que havia chegado a residência da família, na Fazenda Capim Puba, e encontrado sua mãe eletrocutda.


Venância Pereira da Silva, de 63 anos de idade, estava caída no chão, ainda com vida, após ter sofrido uma descarga elétrica.

A vítima foi encontrada ao lado de uma máquina de lavar roupas, ainda em funcionamento. A extensão que ligava o aparelho à rede elétrica estava com o fio desencapado, segundo o filho dela.

A vítima foi socorrida e encaminhada até o Hospital de Vila Boa, porém já se encontrava sem vida.

A perícia compareceu até a fazenda e realizou os trabalhos de praxe.

Com informações da PM

Festa de arromba: seis feridos a tiros dentro de um bar em Formoso do Araguaia (TO), em revide a uma facada


Seis pessoas ficaram feridas após serem atingidas por tiros, durante uma festa em um bar de Formoso do Araguaia, no sul do Tocantins. 

O caso foi registrado por volta das 23h deste domingo (22), no bairro São José I. Segundo a Polícia Militar, o suspeito de atirar é Pablo Pinheiro da Silva. 

Ele teria praticado o crime após ser atingido por uma facada nas costas e foi preso no momento que recebia atendimento médico.

Silva contou à polícia que foi ferido por um grupo de pessoas que estava no bar. Depois disso, ele saiu do local e foi até a casa de um parente onde pegou uma espingarda calibre 32. 

Voltou ao estabelecimento e atirou três vezes. Seis pessoas foram atingidas por causa dos chumbos da munição.

Uma pessoa foi liberada e quatro foram levadas para o Hospital Regional e Gurupi. Uma mulher precisou ser encaminhada para o Hospital Geral de Palmas.

O suspeito foi preso depois que foi até o hospital de Formoso do Araguaia buscar atendimento. 

Ele recebeu os cuidados médicos e foi levado para a Central de Flagrantes de Gurupi, onde prestou depoimento. Silva deve responder por tentativa de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e por atirar em via pública.

Fonte: Surgiu 

Quarto encontro de muladeiros de Arraias (TO) ocorre na próxima semana


O Quarto encontro de muladeiros de Arraias, sudeste do Tocantins, acontece nos próximos dias 28 e 29 de abril.

A saída será da Fazenda Vale do Formoso, de proprietário de Felipe Batista, no dia 28, com pernoite na Fazenda Beleza, também no município. 

O encerramento, com uma grande festa, será no dia 29, no Sindicato Rural de Arraias.



Ex-presidiário morre após confronto com a Polícia Militar, em Dianópolis (TO)



Jeferson Lombardi Camargo, de 22 anos, morreu após trocar tiros policiais militares, ao ser abordado ser baleado na TO-040, em Dianópolis, na região sudeste do Tocantins.

A vítima é um ex-presidiário, havia saído da cadeia há nove dias e foi morto depois de um roubo. O caso foi na noite do último dia 17. 

De acordo com a PM, o homem invadiu uma casa de uma família 
e roubou uma bolsa da residência.

Ao ser seguido e abordado pelos policiais, ele entrou em um matagal e em seguida começou a atirar contra os militares.

Conforme a PM, o tiro disparado pelo homem atingiu o tórax de um dos policiais e os outros militares revidaram a ação criminosa.

O Corpo de Bombeiros informou que foi chamado para atender a ocorrência, socorrendo o militar ferido para o Hospital Regional de Dianópolis.


Depois voltaram ao local da ocorrência para procurar o homem que foi baleado dentro do matagal. O rapaz foi atingindo no pescoço e recebeu socorro, mas não resistiu e chegou ao hospital sem vida.

A Secretaria de Cidadania e Justiça confirmou que o homem cumpriu pena por roubo e estava em liberdade desde o dia 9 deste mês, uma semana após sair da prisão.  

Júri condena acusado de matar fazendeiro a tiros, em Gurupi



Em sessão realizada na última terça-feira, 17, o Tribunal do Júri condenou Mário Rodrigues Batista pela morte Damião de Paula Queiroz, em janeiro de 2000, em Talismã, na região sul do Tocantins. 


O julgamento, realizado em Gurupi, foi o terceiro a que foi submetido o acusado, sendo os dois outros anulados a pedido do MPE.

De acordo com o Ministério Público, o crime aconteceu na fazenda da vítima, após uma discussão sobre as condições da estrada que passava pelas propriedades do réu e de Damião. 

Mário é um dos cinco denunciados e foi punido com pena de reclusão de 10 anos e seis meses de reclusão.

Conforme consta nos autos, depois de atolar na estrada vicinal, Mário, acompanhado de quatro pessoas, entre elas três mulheres, foi até a propriedade de Damião tirar satisfações e impor que o mesmo colocasse carroças de terra para evitar o atoleiro. 

Ao se negar a fazê-lo, Mário, em companhia do irmão, Marivaldo Rodrigues Batista, efetuou três disparos pelas costas de Damião, fato que impossibilitou a defesa do fazendeiro.

Após o crime, os dois envolvidos fugiram, apresentando-se à polícia dias depois, e as três mulheres que estavam presentes saíram a pé, omitindo socorro à vítima, que faleceu no local sem assistência.

A promotora de justiça Ana Lúcia Bernardes acompanhada do assistente de acusação, Anaurus Vinícius Vieira de Oliveira, compôs a acusação e desqualificou a tese do advogado Jorge Barros, que alegou que Mário teria agido em legítima defesa, pois segundo ela, não foi encontrada arma junto ao corpo da vítima.

Pelo crime, Mário foi condenado por homicídio simples privilegiado e recolhido, imediatamente, ao sistema prisional para início do cumprimento da pena.

Júris anulados

Segundo o MPE, este foi o terceiro júri de Mário. No primeiro, em Alvorada, ele foi condenado por homicídio culposo (sem intenção de matar), porém, o Ministério Público recorreu da decisão por considerá-la contrária a prova dos autos. 

Já o segundo Júri, em Gurupi, foi anulado por falta de intimação do assistente de acusação.

Fonte: TJTO

Flagrante de porte ilegal de arma de fogo durante abordagem a ônibus em Campos Belos/GO



Durante a realização de uma abordagem a um ônibus da empresa Real Expresso, policiais do COD (Comando de Operações de Divisas) realizaram uma ação de busca pessoal nos passageiros.

Nos pertences de dois dos abordados foi localizada uma pistola taurus, calibre 7,65 mm, com um carregador e três munições intactas.

A arma estava com a numeração raspada, sinal claro de uma tentativa de preserva sua origem e que historicamente são usadas em ações criminosas, como assaltos e assassinatos. 

Diante dos fatos, os autores disseram que a arma pertencia a eles e que estavam deslocando à cidade de Campos Belos, no nordeste goiano, para a casa de parentes.

Ambos foram conduzidos para a delegacia de Campos Belos onde foram autuados pelo artigo 16 da lei 10.826/2003.

Um dos abordados possui passagens pelos crimes de tráfico e resistência. 

A Polícia ainda confirmou que nenhum dos infratores possui parentes em Campos Belos, nem sequer conhecem a cidade.

A pergunta é: qual a intenção dos dois na pequena cidade do nordeste de Goiás? 

Com informações do COD

Dianópolis (TO): Vereador consegue a suspensão do aumento de IPTU


Uma ação popular impetrada pelo vereador Guilherme Quidute (PTB) contra a Câmara Municipal de Dianópolis foi aceita pelo juiz da 1ª Vara Cível de Dianópolis Jossanner Nery Nogueira Luna, que concedeu liminar derrubando o aumento do Imposto Territorial Predial e Urbano (IPTU) do município.

Guilherme Quidute destaca que houve irregularidades na tramitação do Projeto de Lei nº 35/2017, que resultou na lei municipal nº 1.385/2017, a qual dispõe sobre a nova planta de valores genérica dos imóveis do município de Dianópolis.

Segundo ele, a matéria teria sido aprovada apenas em um turno, apesar de constar nas atas das sessões dos dias 14 e 15 de dezembro a votação e aprovação do mesmo. 

“Na Sessão Ordinária do dia 14/12/2017 a matéria foi tão somente reapresentada, a sua deliberação de fato não ocorreu, apesar de se fazer constar na ata desta mesma sessão que o mencionado projeto fora aprovado em primeiro turno, vindo realmente a ser votado, pela primeira vez, na Sessão Ordinária dia seguinte, 15/12/2017, sendo esta a última Sessão Ordinária daquele ano”, pontuou o parlamentar na ação.

O que foi confirmado pelo autos do processo onde a Câmara Municipal de Dianópolis confirmou a não votação do PL 035/2017 em dois turnos.

Não só há irregularidades na aprovação como abuso nos aumentos. “Há imóveis que tiveram uma hiper-valorização ocasionando o aumento do IPTU fora dos padrões econômicos da cidade. 

Um reajuste completamente desproporcional aos reajustes de salário”, criticou, ao acrescentar que houve tributo que passou de R$ 60 para R$ 300.

A prefeitura vai recorrer da decisão no Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO).

Fonte: AMCnotícias

Monte Alegre de Goiás: Prefeito Juvenal assina convênio de 450 mil para reforma do Hospital


Na última quinta-feira (12), o Prefeito Juvenal juntamente com o secretário de saúde, Juvenal Júnior e o deputado Cláudio Meirelles estiveram na Secretaria de Saúde do Estado.

Na oportunidade, assinaram a autorização de R$ 450 mil para a reforma do Hospital Municipal do município.

“Todos sabem das nossas dificuldades, diante da situação do nosso hospital. Mas estamos firme e forte para trazer o melhor para o nosso querido município.” disse o prefeito.

Fonte: Prefeitura 

Conheça Teresina de Goiás, o mais novo destino da Chapada dos Veadeiros



Por Júlia Marreto,

Teresina de Goiás está localizada na região nordeste do estado de Goiás. Com quase três mil habitantes, este município foi iniciativa de três homens e duas mulheres: Delfino Szeerquins, José da Costa, Joaquim de Souza Fagundes, Joaquina Nunes Bandeira e Antônia Francisca Lopes. 

Em 1960, o grupo decidiu criar um loteamento no entorno de Cavalcante com Campos Belos, na antiga GO-012.

As terras pertenciam à esposa de Joaquim de Souza, o primeiro a se estabelecer no local. Assim, iniciou-se uma vila que, por um tempo pertenceu ao município de Cavalcante. 

Assim, em 1968, conquistou a condição de distrito de Cavalcante.

Por conta de seu rápido crescimento, o distrito foi emancipado 20 anos depois e, em 1989, ganhou sua primeira eleição. 

Cortado pela GO-118 e GO-241 [que dá acesso a Cavalcante], o município é o mais novo da Chapada dos Veadeiros. Motivo pelo qual sua infraestrutura turística ainda não é grande.

Outro importante nome para Teresina de Goiás é Jorjari Berto da Costa Ferreira, filho de Osório Costa Ferreira. 

Os primeiros a chegarem ao território, vindos de Nova Roma - GO, uma cidade vizinha. Ao chegarem, armaram uma barraca embaixo de um pé de pequi e começaram a cultivar terras por ali.

Teresina de Goiás é muito conhecida por sua história e cultura. Além disso, abriga comunidades Kalunga e seus atrativos turísticos são de tirar o fôlego. São 17 cachoeiras à disposição dos turistas. 

Também é considerada a capital do Caju [a fruta] em Goiás.

Alguns dos principais atrativos são: Cachoeira Poço Encantado; Fazenda Touro Bravo; Cachoeira TUM; Recanto das Araras; Cachoeira Cascata; Complexo de Cachoeiras Custa ME VÊ e Quenions; Museu da Tia Lió, Quilombo Kalunga Ema; Funil do Rio Paranã, comunidade Kalunga Diadema; Cachoeirão do Nicanor.

Além das diversas festas e eventos que acontecem ao longo do ano, como: Folia de Santos Reis (janeiro); Festa de São Lázaro (fevereiro); Reza de São José (março); Folia do Divino Pai Eterno (junho); Festa de São João Batista (junho); Romaria de Nossa Senhora da Abadia (agosto); Folia de Santa Teresinha (setembro); Festa Nossa Senhora do Livramento (outubro); Festa do Caju (novembro); Festa de Santa Luzia (dezembro).

Fonte: Curta Mais 






domingo, 22 de abril de 2018

Horror: Polícia procura por chefe de clã cigano que estuprou, empalou e matou


A Polícia Civil do Distrito Federal procura pelo líder de um clã cigano acusado de ordenar uma onda de crimes bárbaros ocorrida no DF e em Goiás. 

Algumas pessoas eram empaladas, mutiladas e estupradas antes de morrer. Valdeli Alves da Silva, 52 anos (foto em destaque), usava os próprios filhos na execução dos homicídios.

Ele é pai dos dois homens que roubaram e deceparam os dedos de um idoso de 88 anos em 28 de outubro de 2016.  

Euclides Vieira dos Santos vivia sozinho em uma chácara de Planaltina. Segundo os investigadores, ele foi agredido pela dupla, que entrou em sua residência atrás de objetos de valor. 

Com um facão, um deles tentou cortar o pescoço do senhor que, ao se proteger com as mãos, perdeu três dedos da mão direita e dois da esquerda.

O rastro de morte deixado por eles começou em setembro de 2013, quando cinco pessoas de uma mesma família foram assassinadas de forma brutal em um bairro de Anápolis (GO). 

Antes, elas tiveram as orelhas decepadas com uma faca e foram obrigadas a comê-las, como constatou perícia realizada em um dos corpos.O caso chocou a polícia local e deu origem à Operação Gitanos, onde o clã cigano da linhagem “Rom” passou a ser observado. 

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis concluiu a apuração sobre chacina no mesmo mês do crime.

O trabalho foi presidido pela delegada Marisleide Santos. “Dias após a chacina, os autores fugiram para Padre Bernardo (GO), onde voltaram a cometer roubos e estupros. 

O fato de pertencerem a uma perigosa quadrilha de ciganos e utilizarem diversos nomes e apelidos dificultou a identificação”, disse.

Estupro e suicídio

Antes de serem presos no Distrito Federal, em 26 de março deste ano, os dois filhos do chefe cigano, Derli da Silva Moura, o Cigano Ló, 32 anos, e Maicon Alves da Silva, com idade estimada em cerca de 20 anos, participaram do estupro de uma criança de 6 anos, em Caldas Novas (GO). 

A vítima foi violentada na frente do próprio pai. Dias após o crime, o homem cometeu suicídio. Outra prática comum dos criminosos era roubar mulheres e, em seguida, estuprá-las.

Valdeli Alves da Silva, que está foragido, e os dois filhos, presos no Complexo Penitenciário da Papuda, ostentam uma longa ficha criminal. 

Os três são acusados de latrocínio consumado, tentativa de latrocínio, homicídio, roubo qualificado, estupro e posse ilegal de arma de fogo.

Vítima empalada

Um ano após decepar os dedos do idoso durante o roubo, os ciganos voltaram a atacar. 

Dessa vez, no Núcleo Rural Sarandy, Planaltina, em 30 de outubro do ano passado. De forma brutal, o caseiro  Gerson de Sá Farias foi espancado, esfaqueado e empalado.

Quando o cadáver foi encontrado, o caseiro ainda tinha duas facas encravadas no corpo, uma na boca e outra no peito. Uma das lâminas atravessou a garganta de Gerson, o empalando. 

O latrocínio, de acordo com as investigações, foi cometido por motivo torpe. Foram levados equipamentos eletrônicos, como uma televisão, além da motocicleta da vítima, abandonada nas proximidades da chácara.

Depois dos crimes praticados no DF, o grupo de ciganos comandado por Valdeli desapareceu. Investigações apontam que o suspeito estaria escondido no Entorno do DF. 

“Temos dois mandados de prisão contra ele e vamos cumpri-los. Além de no Distrito Federal, Valdeli é procurado pela polícia goiana. Há outros dois mandados de prisão, um deles por estupro”, explicou o delegado.

Fonte e texto: Metrópoles 

Justiça condena homem que matou professora em 2014. O corpo foi encontrado carbonizado próximo à GO-118


O acusado de matar a professora Márcia Regina Lopes, há quatro anos, foi condenado pelo Tribunal do Júri de Brasília no último dia 2 de abril a 30 anos e 9 meses de prisão em regime inicial fechado. 

Luiz Carlos Coelho Penna Teixeira, então namorado da vítima, respondeu por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Em aproximadamente 13 horas de julgamento, o júri aceitou as qualificadoras do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) – motivo fútil, emprego de meio cruel e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Luiz Carlos assassinou a mulher após uma discussão, por meio de golpes com um extintor de incêndio.

Luiz Carlos responde na Justiça por crimes como lesão corporal; violência doméstica; ameaça de morte; dano ao patrimônio; e injúria no histórico criminal. Ele chegou a causar um incêndio na casa de uma ex-namorada.

O crime ocorreu em 9 de março de 2014, quando Márcia foi jogada do carro e teve o corpo incendiado. O cadáver carbonizado foi encontrado apenas em 1º de abril daquele ano, em uma estrada de terra na GO-118.

Vídeos mostraram últimas imagens de Márcia

Imagens de câmeras de segurança do circuito interno do edifício mostraram os últimos momentos da mulher de 56 anos, horas antes do assassinato brutal. Márcia Regina Lopes desceu pelo elevador do prédio em Águas Claras, onde morava, acompanhada do namorado e algoz. 

O vídeo é de 9 de março de 2014, dia do desaparecimento de Márcia Regina.

No vídeo, vestida de preto e calça bege, Márcia parece conversar normalmente com o companheiro, que usa camiseta verde. 

Os dois saíram do prédio e foram para um restaurante no Guará 1, onde almoçaram. Mais tarde, o agente de vendas volta sozinho ao imóvel, como apontado em outra gravação. Ele troca de roupa — veste camisa branca estampada e bermuda azul — e, descalço, passa pela portaria.

Irmão reconheceu anel da vítima


Um laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) foi o confirmou que o cadáver localizado em um matagal de Planaltina de Goiás era o da professora. O corpo estava em estado de decomposição em uma estrada de terra. 

Pelo estado não foi possível a família realizar o reconhecimento do corpo. Porém o irmão deu como certo que o corpo era de Márcia Regina Lopes. "Estava com um anel que temos certeza que ela usava", apontou.


Fonte: Correio Braziliense

Homem que criou a ficha limpa: Rede lança pré-candidatura de Márlon Reis ao Governo do Tocantins


O partido Rede Sustentabilidade lançou o ex-juiz eleitoral Márlon Reis como pré-candidato ao Governo do Tocantins. 

Reis é conhecido por ser um dos idealizadores da Lei da Ficha Limpa. Esta é a primeira vez que ele tenta uma candidatura a um cargo elegível.

O anúncio foi feito no auditório da Associação Tocantinense de Municípios, em Palmas. 

O evento contou com a presidente nacional da rede e pré-candidata à presidência, Marina Silva. Reis vai concorrer à eleição suplementar, convocada após a cassação de Marcelo Miranda (MDB).

A eleição é no dia 3 de junho e vai escolher quem fica no comando do estado até dezembro, quando termina o mandato tampão. Interinamente, Mauro Carlesse (PHS) assumiu o governo até a votação.

Apesar de outros políticos terem manifestado interesse na disputa, ele é o primeiro a lançar uma campanha oficialmente.

No discurso, ele disse que tem um plataforma voltada para o combate à corrupção e ao cumprimento da constituição. 

"Estamos vendo nascer um grande movimento espontâneo por parte da população que deseja limpar a política das práticas corruptas e dos desmandos".

Ele também falou sobre o desafio de ser relativamente pouco conhecido no estado. "Eu não tenho dúvidas que eu chegarei a junho com as minhas qualidades e as minhas propostas devidamente apresentadas para o povo do Tocantins"

Perfil

Márlos Reis, de 48 anos, é natural de Pedro Afonso, na região central do estado, e se formou advogado. Ele atuou como juiz eleitoral até 2016. 

Ganhou notiriedade ao relatar a Lei da Ficha Limpa, que torna inelegível por oito anos o candidato que tiver o seu mandato cassado, renunciar para evitar a cassação ou for condenado por decisão de órgão colegiado.

Ele também idealizou e fundou, junto com lideranças sociais, o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE).

Você conhece  esse cara? é rosto novo na política. Espia só. 


Prefeito de Paranã será multado, caso município não faça concurso


A Justiça deu um prazo de 180 dias para que a Prefeitura de Paranã, na região sudeste do Tocantins, realize concurso público. 

A liminar foi expedida nesta quinta-feira, 19, em atendimento a uma Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Estadual. 

A decisão obriga o prefeito Fabrício Viana Camelo (MDB) comece a organizar o certame em 30 dias e que envie os respectivos documentos comprobatórios ao Poder Judiciário.

Segundo o MPE, o concurso deverá preencher todos os cargos que estão ocupados por servidores contratados irregularmente, bem como os cargos que se encontrem vagos e os que venham a ser criados por lei até a data do certame. 

O Ministério Público afirma que o último certame do município foi realizado há 12 anos. 

"Em decorrência disso, a quantidade de servidores temporários e comissionados passou a predominar sobre a de efetivos, situação que contraria a Constituição Federal", explicou o promotor de justiça Milton Quintana.

A liminar determina que Camelo demita todos os servidores contratados ilegalmente, ou seja, aqueles que não se enquadram no critério de excepcionalidade disposto no artigo 37 da Constituição Federal.

"Para minimizar os efeitos da rescisão dos contratos sobre os serviços públicos de saúde, educação e controle de endemias, a administração deve realizar processo seletivo simplificado para a contratação de profissionais dessas áreas pelo prazo máximo de 180 dias", 

Caso descumpra a decisão, o prefeito Fabrício Viana poderá ser punido com multa diária no valor de R$ 5 mil.

Concurso suspenso

Em 2011, a prefeitura chegou a lançar o edital de um concurso, mas o mesmo foi suspenso depois que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontou irregularidades na contratação da empresa responsável. 

"Passados mais de 6 anos, nenhuma providência foi tomada para dar prosseguimento ao concurso ou para anulá-lo", afirmou o MPE. 

Fonte: Rede TO

Imagem do Dia: "Um entardecer no Tocantins"



Imagens: Ismael Carlos 

Vídeo do Dia: “O Gilmar hoje é nosso aliado”, diz deputado do PT




Circula pelo WhatsApp um vídeo em que o deputado Wadih Damous (PT-RJ) diz que Gilmar Mendes é hoje um aliado do PT.

Sentado ao lado de companheiros de militância, o petista critica o próprio partido, ataca a Lei da Ficha Limpa, que veda a candidatura de corruptos condenados em segunda instância, como Lula, e conta ter levado ao ministro do STF as denúncias de Rodrigo Tacla Durán, o advogado-doleiro que lavou dezenas de milhões em propinas para as empreiteiras do petrolão.

“O PT embarcou nessa onda moralista desde lá de trás. O que que é a Lei da Ficha Limpa? A Lei da Ficha Limpa significa dizer o seguinte: 

o povo não sabe escolher, quem escolhe é o Poder Judiciário. Claro. Que o povo é burro, o povo só escolhe corrupto, o povo só escolhe bandido. 

E aí o pessoal fica zangado.Eu (es)tive ontem com o Gilmar. Nós fomos lá levar as denúncias do Tacla Durán pra ele. 

Quem vai botar a boca no trombone para apurar as denúncias? 

É o Gilmar Mendes. Então, assim, nós temos que aprender a perceber o jogo do xadrez e a fazer política. 

O Gilmar hoje é nosso aliado, amanhã volta a ser o nosso inimigo, mas hoje ele é nosso aliado. E nós somos aliados dele.”

Assista ao vídeo, obtido por O Antagonista.

Fonte e texto: O Antagonista 

Pergunta que não quer calar


Há quantos dias teve a última chuva em Campos Belos? 

Olha só como a água do rio Bezerra está barrenta.

Qual seria a causa?  Alguma coisa a ver com mineração? 

Com indicação de Renato Costa

PL da Ficha Limpa Municipal é aprovado pela Câmara Municipal de São Domingos/GO. PL entrará em vigor somente em 2019



O projeto de lei 004/2018, que visa instituir a Ficha limpa Municipal, foi aprovado pela Câmara Municipal de vereadores de São Domingos, no nordeste goiano.

Em 2017, esse mesmo projeto foi rejeitado pela maioria dos vereadores, que alegaram que a proposição visava "atrapalhar a administração".


O Projeto Ficha Limpa Municipal foi aprovado depois de ter sido proposto uma emenda de tolerância, em que a lei só passará a valer a partir de 2019.


A emenda de tolerância foi proposta pelo o executivo municipal e adotada pelos Vereadores da base aliada do prefeito: Alziro, Josemir e Wagner de Jason.

Os autores da PL da Ficha Limpa Municipal, vereadores Odair José e Jaílson Santiago, tentaram sem sucesso derrubar a emenda, que foi aprovada por 5 votos a favor e 4 votos contrários. 

Votaram contra emenda os autores, acompanhado dos vereadores Nilza e Ismael da Piteira.

Como a votação ficou empatada coube ao presidente desempatar em favor da implantação da emenda. 

Posteriormente o projeto foi aprovado por unanimidade.

Com informações de Antônio Carlos 

Você viu? Ex-prefeito de Arraias é condenado por contratar parentes para cargos de confiança


Cacildo Vasconcelos, ex-prefeito do município de Arraias, a 413 km da Capital, foi condenado pelo crime de improbidade administrativa, devido a contratação de parentes para cargos comissionados. 


O ex-gestor terá seus direitos políticos suspensos por três anos, além de estar proibido de ser contratado pelo poder público pelo mesmo período e o pagamento de multa.

De acordo com o Tribunal de Justiça (TJ-TO), no início da gestão, em 2013, Vasconcelos nomeou parentes próprios e de seus secretários para exercerem funções comissionadas na prefeitura.

Vasconcelos alegou na Justiça que não se atentou ao fato do nepotismo atingir também parentesco por afinidade ou qualquer grau de parentesco de servidores de confiança. 

Segundo o ex-prefeito, tanto a filha, quanto o genro e a sobrinha que haviam sido contratados, tinham qualificação técnica para os cargos e eram pessoas de sua confiança.

Para o juiz da 1ª Vara Cível de Arraias, Eduardo Barbosa Fernandes, que proferiu a condenação, a Constituição Federal é objetiva quanto a isso. 

“A Administração Pública deve ser regulada e exercida dentro do que determinam a Constituição Federal e suas leis complementares. 

À Administração concedem-se prerrogativas, com limites a serem respeitados. A regra é, pois, a probidade dos atos praticados pelos agentes públicos”, destacou.

Além da multa a ser paga por Vasconcelos, a suspensão dos direitos políticos e impossibilidade de ser contratado durante três anos, o juiz declarou nulas as nomeações da filha e da sobrinha do ex-gestor.

fonte: TJTO e Jornal do TO

Oficina reúne profissionais e aborda o Protocolo de Acolhimento e Classificação de Risco Adulto e Pediátrico


Visando uma melhor assistência ao usuário com agilidade e eficiência, fazendo com que o paciente seja visto precocemente de acordo com a sua gravidade, o Hospital Regional de Arraias promoveu uma Oficina de Implantação do Protocolo de Acolhimento e Classificação de Risco Adulto e Pediátrico do Estado do Tocantins.

A oficina aconteceu nos dias 16 e 17 de abril e teve a participação de 30 profissionais, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem do Hospital.

O objetivo é capacitar e qualificar os profissionais de saúde da Rede de Atenção para a utilização do Protocolo de Acolhimento e Classificação de Risco Adulto e Pediátrico.

Segundo o diretor técnico do Hospital Regional de Arraias, Anderson Silva Cirineu, a Classificação de Risco e o Protocolo são de grande importância para o Hospital de Arraias, considerando a complexi
dade em definir situações de risco por equipes sem a qualificação adequada.

Para a diretora geral Marlene Malheiros a instalação da classificação de risco veio atender as necessidades do hospital. 


“A capacitação foi solicitada em caráter de urgência pela necessidade de implantar o protocolo e fornecer aos usuários um atendimento dentro de suas necessidades mais imediatas. Temos que agradecer a equipe que prontamente nos atendeu de forma muito eficiente”, disse.

Fonte: Governo TO

Operação Caifás: Ministério Público investiga mais um imóvel de padre




Dois dias após o Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) conceder liberdade aos cinco religiosos acusados de participar de um suposto esquema de desvios da Dioceses de Formosa (GO), o Ministério Público de Goiás (MPGO) encontrou mais um imóvel vinculado a um dos padres alvo da Operação Caifás, deflagrada em 19 de março. 

Uma escritura no nome de Waldson José de Melo, pároco da Paróquia Sagrada Família, em Posse (GO), mostra a compra de um apartamento de R$ 218 mil em Goiânia, em 2012.

A escritura em poder do MPGO foi emitida no Cartório Francisco Taveira, em Goiânia, que confirmou ao Correio a veracidade do documento. 

Esse imóvel se juntará à lista dos itens sob investigação. Promotores e policiais civis comprovaram a aquisição de uma fazenda, em Formosa, e de uma agência lotérica, em Posse, por dois dos religiosos acusados de participação no desvio de dinheiro das doações e das taxas pagas por fiéis. 

Os investigadores ainda não analisaram a procedência dos 160 veículos vinculados à Diocese de Formosa, responsável por 33 paróquias do Entorno do DF. 

Os promotores afirmam terem sido desviados mais de R$ 2 milhões nos últimos dois anos.

Na casa do monsenhor Epitácio Cardozo Pereira, vigário-geral da Diocese de Formosa, os investigadores encontraram um fundo falso com dinheiro. 

Os agentes apreenderam R$ 156 mil em espécie, sendo R$ 8 mil em moeda estrangeira. Ainda no imóvel, os policiais recolheram aparelhos eletrônicos e uma coleção de relógios de grife. 

Os promotores dizem ter encontrado notas promissórias no nome do padre Moacyr Santana, que o ligariam à lotérica de Posse, avaliada em R$ 500 mil. 

O estabelecimento estava no nome de dois laranjas, Pedro Henrique Costa Augusto e Antônio Rubens Ribeiro, mas a documentação estava no nome do padre, segundo o MPGO. 

Os promotores também encontraram um relatório contábil de 2015. O livro contábil fechou com deficit de R$ 200 mil.

Onze são os acusadas: o bispo, o vigário-geral, os padres Moacyr, Waldson, Mário Vieira de Brito e Tiago Wenceslau; os empresários Antônio e Pedro; o secretário da Cúria de Formosa, Guilherme Frederico Magalhães; um funcionário da Diocese de Formosa, Darcivan da Conceição Sarracena; e o advogado da Diocese, Edimundo da Silva Borges Junior.

Investigação

Um dos promotores à frente do caso, Douglas Chegury diz que os próximos passos são identificar se os automóveis foram vendidos, quem os comprou e para onde foi o dinheiro. 

Os investigadores aguardam a análise técnica dos aparelhos apreendidos e encaminhados à Goiânia. “Foram encontrados 52 equipamentos, entre computadores, pendrives e outros dispositivos de armazenamento. Eles, com certeza, esclarecerão muitas questões”, reforça Chegury.

A reportagem entrou em contato com a advogada do padre Waldson, Bruna Opa, que afirmou não ter conversado com o sacerdote sobre o assunto. Ela não deu retorno até a noite de ontem. 

Douglas Chegury diz não ter sido oficialmente notificado sobre a concessão do habeas corpus dos acusados. “Quando tivermos a decisão em mão, vamos analisar e verificar os termos, avaliar se cabe recurso e se vamos acatar a decisão da forma que está”, afirmou.

Fonte: CorreioWeb


sexta-feira, 20 de abril de 2018

Caso de estupro em Arraias (TO) foi publicado neste Blog há três anos. De família rica e tradicional, homem ficou preso apenas 3 dias



A comunidade de Arraias (TO) está revoltada com o desfecho do caso em que um homem, de família rica e tradicional da cidade, acusado de abusar de uma menina de 11 anos, por anos, e de engravidá-la, ficou preso apenas por três dias. 

Leia a denúncia da menina, publicada aqui neste Blog, há 3 anos 

Gravíssimo: em Arraias (TO), homem de família rica e tradicional é acusado de estupro. Justiça já expediu mandado de prisão

Corrupção sem medo: a mesadinha de Aécio era paga mesmo depois da prisão da irmã dele



Os pagamentos saíram da conta da JBS S.A. direto para a da Rádio Arco Íris Ltda., que fica na agência número 0925 do banco Itaú, localizada na Savassi, bairro nobre de Belo Horizonte.

O primeiro pagamento registrado é de julho de 2015, mais de um ano depois do início da Operação Lava Jato


O último, de junho de 2017. À época, a delação da JBS já tinha vindo a público e Andrea e o primo, Frederico Pacheco, já tinham sido presos.


O empresário Joesley Batista afirmou à Procuradoria-Geral da República que pagou R$ 50 mil por mês a Aécio Neves (PSDB-MG), ao longo de dois anos, por meio de uma rádio da qual o senador era sócio.

Os pagamentos, de acordo com Joesley, foram solicitados diretamente pelo tucano em um encontro no Rio, no qual Aécio disse que usaria o dinheiro para "custeio mensal de suas despesas", segundo palavras do empresário da JBS. 

"Candidatura de Barbosa tem grande potencial"



Por José Antonio Lima (@zeantoniolima),

A primeira pesquisa eleitoral para a presidência após a filiação de Joaquim Barbosa ao PSB, divulgada pelo Datafolha no início da semana, é uma vitória para o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Sem fazer campanha, Barbosa chegou ao mesmo nível de intenção de voto de veteranos da política, como Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), e aparece com 9% ou 10% a depender do cenário. É um patamar que lhe permite iniciar a disputa em ótimas condições.

Por enquanto, Barbosa é uma espécie de Jair Bolsonaro civilizado. Enquanto o candidato do PSL defende arbitrariedades, Barbosa se notabilizou por “fazer justiça” dentro do sistema, e foi o principal responsável pela elaboração das teses jurídicas que culminaram com a condenação de dirigentes do PT no mensalão. Ter sido o Sergio Moro do passado é seu maior ativo atualmente.

A proximidade entre as duas candidaturas pode ser vista na pesquisa. Nos primeiros cenários do Datafolha, sem o ex-presidente Lula (PT), Bolsonaro chega a seus maiores níveis de voto entre os eleitores com nível superior (21%) e com renda entre cinco e dez salários mínimos (28%) e mais de dez salários mínimos (29%). 

Nesses recortes, Barbosa também tem suas melhores votações e é o segundo colocado, à frente inclusive da vice-líder Marina Silva. A depender do caso, aparece em empate técnico com Ciro.

O potencial de Joaquim Barbosa vai muito além da pauta anticorrupção, no entanto. Ele pode ser genuinamente um candidato de centro. Trata-se de um centro que de fato consiga unir propostas para remediar a precária situação social brasileira, mas que também faça as necessárias reformas liberalizantes. O governo Temer tem tentado capitalizar sobre este “centro”, mas essa ideia picareta não convence a população – os 2% de intenção de voto para a turma governista na pesquisa deixam isso evidente.


A incorporação de uma agenda social não seria artificial para Barbosa. Em primeiro lugar, porque é uma pauta de seu partido, o PSB. Mais importante, porque é algo em que ele acredita. 

Em 7 de outubro de 2012, a Folha de S.Paulo publicou uma entrevista com Barbosa na qual o então ministro do STF confirmava que tinha votado em Lula em 2002, e repetido o voto em 2006, mesmo após o estouro do escândalo do mensalão. 

E por quê? Justamente pelas melhorias sociais que o Brasil teve nos governos do PT. “Eu não me arrependo dos votos, não. As mudanças e avanços no Brasil nos últimos dez anos são inegáveis. Em 2010, votei na Dilma”, disse Barbosa na época.

Ao mesmo tempo, Barbosa pode ser capaz de atrair o “mercado”, essa entidade de difícil definição, mas que não tem nada de abstrata: é a congregação das grandes finanças e empresariado que encontra sua caixa de ressonância na grande imprensa oligopolizada do Brasil. 

Essa turma em geral está errada em muita coisa, mas acerta na necessidade de reformas estruturais no Estado brasileiro. Em artigo publicado nesta quinta-feira no Valor Econômico, o consultor legislativo Pedro Fernando Nery mostrou que muitos votos de Barbosa no STF são compatíveis com essa agenda de reforma.

Se essas propostas fossem tocadas por alguém com preocupação social, ao contrário do mercado e do atual governo, cujo absoluto desprezo pelos mais pobres é evidente, as reformas poderiam se tornar mais palatáveis por quem hoje se opõe a elas.

Uma grande dificuldade de Barbosa seria formatar sua campanha. No primeiro turno, ele seria o candidato de quem? Tentaria desidratar Bolsonaro ou atrair os votos de Lula? Como faria isso ao mesmo tempo em que envia acenos ao mercado?

São perguntas cujas respostas se formarão também pelas ações dos rivais. 

Em tese, Lula poderia colocar um outro nome do PT diretamente no segundo turno, mas a sua capacidade de transferência de votos, ainda mais preso, fica em dúvida. Ao mesmo tempo, não se sabe se a candidatura de Bolsonaro se sustentará quando ele for obrigado a mostrar conteúdo com propostas reais e participando dos debates.

De toda forma, o mais provável é que Barbosa tente, assim como Ciro Gomes e Marina Silva, manter uma equidistância tanto do PT quanto de Bolsonaro. 

Para os três, a esperança é ir ao segundo turno justamente contra um representante de um desses dois campos e apostar na grande rejeição que sofrem para conquistar a presidência.

Fonte: Estadão 

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Imagem do Dia: o padre e o preso



Leonardo Boff, com 79 anos, teólogo, escritor e professor universitário brasileiro, expoente da Teologia da Libertação no Brasil, foi barrado e impedido de visitar Lula.

Ele afirmou que não sairia até conseguir ver seu amigo, em Curitiba, em 2018. E não visitou.

Segundo Boff, ele viajou a Curitiba para fazer um aconselhamento espiritual e entregar a Lula um cachecol vermelho que havia prometido para o ex-presidente, que está isolado em uma cela desde a prisão no dia 7 de abril, praticamente incomunicável.

Junto a ele, Adolfo Pérez Esquivel, Nobel da Paz, também foi impedido. 

Esquivel disse que há tratado internacional que garante aos detentores do Nobel da Paz o direito de inspecionar as condições de prisões. 

Só esqueceram de ir ao presidio de Pedrinhas, no Maranhão. 

Tá com fome?


Ministério Público recorre de decisão que colocou em liberdade homem preso por apenas três dias, em Arraias (TO), pelo crime de estupro


Por entender a necessidade da manutenção da prisão preventiva, o Ministério Público Estadual (MPE), por meio da Promotoria de Justiça de Arraias, interpôs nesta quarta-feira, 18, recurso contra a decisão do juiz de direito que concedeu liberdade provisória a homem acusado de crime contra a liberdade sexual. 

O réu ficou foragido por dois anos e ao apresentar-se, permaneceu preso por apenas três dias.

De acordo com o MPE, o réu é acusado de prática reiterada do crime de estupro entre os anos de 2013 e 2015 contra uma criança de 11 anos de idade, na época do início dos fatos, mas ficou foragido desde o início das investigações.

Por ter praticado crime hediondo, ter permanecido foragido por muito tempo e devido à probabilidade de nova fuga em caso de sentença condenatória, o Promotor de Justiça João Neumann Marinho da Nóbrega sustenta que subsistem requisitos suficientes para a prisão cautelar. 

“Ser colocado em liberdade três dias após se apresentar significa, para a sociedade, tratamento diferenciado e privilegiado pela Justiça, sobretudo em face do poderio econômico do réu e da sua família”, disse o Promotor de Justiça, ao contrapor a situação de outros acusados, de menor poder aquisitivo, em crimes dessa natureza.

Diante dos fatos apresentados, o recurso postulado junto ao Tribunal de Justiça requer que seja reformada a decisão que revogou a prisão preventiva e que seja decretada a prisão cautelar do acusado, com base nos artigos 282 e 312 do Código de Processo Penal.

Fonte: MPTO

Este Blog publicou em 2015


Gravíssimo: em Arraias (TO), homem de família rica e tradicional é acusado de estupro. Justiça já expediu mandado de prisão

Rapaz é morto à luz do dia em Taguatinga (TO)



Um rapaz foi assassinado a tiros, em plena luz do dia, na cidade de Taguatinga, sudeste do Tocantins, no fim da manhã desta quinta-feira (19). 

Romário Francisco dos Santos, de 24 anos, estava conversando com amigos, na Rua Nova Itália, por volta das 11h, quando dois homens chegaram numa moto. 

Sem falar nada, o carona, protegido por um capacete, sacou uma pistola e atirou diversas vezes contra Romário. 

O assassino, segundo segundo uma das testemunhas, estava com uma jaqueta jeans escura e calça jeans escura e seu rosto não pode ser visto.

Após os disparos, a vítima caiu sem vida. 

Depois do crime, o matador subiu de volta na motocicleta, de cor vermelha, e fugiu do local. 

A polícia de Taguatinga foi acionada, abriu Boletim de Ocorrência e investiga o caso. 

Outback anuncia vagas de emprego em Brasília


O Outback Steakhouse abriu diversas vagas para o restaurante localizado no Shopping Iguatemi Brasília. São oportunidades para quem quer atuar como auxiliar de limpeza, auxiliar de cozinha, recepcionista e atendente de restaurante.

Os interessados deverão comparecer nos dias 24 e 25 de abril, das 15h às 18h, no próprio restaurante para participar do processo seletivo de acordo com o cargo pretendido. 

É necessário estar munido dos documentos pessoais, como RG e CPF. Os selecionados após essas etapas passam por um treinamento no restaurante.

Os candidatos devem ter mais de 18 anos, preferencialmente estudantes (universitários, pessoas com ensino médio/técnico completo), ter disponibilidade de horário, inclusive para finais de semana e feriados, e morar no Distrito Federal.

O Outback Steakhouse procura pessoas dedicadas, com perfil dinâmico e vontade de crescer. A rede de restaurantes oferece ótima remuneração e benefícios como vale-transporte, refeição no local, seguro saúde, seguro odontológico, dentre outros.

Processo de seleção

Data: 24 (terça-feira) e 25 (quarta-feira) de abril de 2018
Horário: das 15h às 18h 

Inscrições: Presencialmente no Outback Iguatemi Brasília (SHIN CA 04 Lote A loja 21 - Shopping Iguatemi Brasília - Lago Norte)
Cargos disponíveis: Auxiliar de Limpeza, Auxiliar de Cozinha, Recepcionista e Atendente de Restaurante.

Requisitos: Universitários ou ensino médio completo; disponibilidade de horário, inclusive aos finais de semana e feriados.
Faixa etária: Maiores de 18 anos.

Remuneração: Variável de acordo com o cargo exercido e as horas trabalhadas.
Benefícios: Vale-transporte, refeição no local, seguro saúde e seguro odontológico (os dois últimos após o período de experiência).

Sobre o Outback Steakhouse

A rede Outback Steakhouse possui 89 restaurantes no Brasil, está presente em 37 cidades, 14 Estados brasileiros e Distrito Federal. 

O primeiro restaurante no país foi inaugurado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, em 1997. 

Com seus cortes de carne especiais e aperitivos icônicos como a Bloomin’ Onion®, o Outback caiu no gosto do brasileiro graças à qualidade, fartura e sabor marcante da culinária oferecida somados à descontração no atendimento e as instalações aconchegantes.

Clima de festa marca cerimônia de abertura dos Jogos Intermunicipais de Campos Belos



Em clima de festa e com diversas atrações, a cerimônia de abertura dos Jogos Intermunicipais de Campos Belos, nordeste de Goiás, foi um espetáculo à parte, na noite desta terça-feira (18/04), no Centro Olímpico do setor Cruzeiro. 

O evento inaugural contou com o tradicional desfile de delegações, pronunciamentos oficiais das autoridades, juramentos dos atletas e da arbitragem, apresentações esportivas e artísticas e, por fim, o acendimento da pira olímpica precedida do desfile da tocha olímpica.

O prefeito Eduardo Terra participou da abertura.

“Estou muito feliz por contribuir com esta etapa da competição, desejo boa sorte para as equipes”, disse. 

Ainda na cerimônia de abertura foi realizado a primeira partida pelo futsal entre as equipes CEPI – Polivalente e Escola Mariano e que fizeram a multidão vibrar com cada lance.