Banner 1

Banner 2

domingo, 21 de dezembro de 2014

Culto especial marca o lançamento do CD Gospel de Patrícia Portugal


Pastores Neudivaldo Sardinha, Cizinho Bernadino
Newton Carreira 

A cantora Patrícia Portugal, de Campos Belos, lançou neste sábado (20) o seu primeiro CD de música gospel, "Espetáculo da Adoração". 

O evento de lançamento ocorreu na Igreja Assembleia de Deus Ministério Madureira, na Vila Baiana, coordenada pelo pastor Newton Carreira Jackson. 


O culto teve a participação dos Galileus, Sertanejos de Deus e do Pastor Alison Bernadino, de Camburiu-SC.

Ele é neto do Pastor Cizinho Bernadino, Presidente dos Gideões Internacionais da última hora.




Ouça o clipe de Patrícia Portugal 






São Domingos (GO): também vou entrar nessa “roda de prosa”

Casarios antigos da histórica São Domingos (GO)

Por Dalvan Gomes da Silva, (publicado originalmente no Blog do Antônio Carlos)

Olá Cleiton Martins, eu também vou entrar nessa “roda de prosa” e fazer algumas observações, questionamentos e até sugestões. 

Enfim, sinto que o pessoal de São Domingos está tentando mobilizar e o caminho inicial deve ser exatamente o dialogo.

Esse é o momento de todos opinarem para que a escolha do futuro “pretendente municipal” não aconteça de maneira surpreendente. 

As ideias dialogadas ajudam na formulação de programas e projetos alicerçados nas reais e legítimas necessidades do município oriundos dos anseios da população. 

Eu peguei “emprestado” a sua fala para dar título a esse artigo exatamente por exprimir a minha preocupação quanto à questão da inadimplência “histórica” da Prefeitura Municipal de São Domingos com os órgãos Federais (INSS, FGTS, RECEITA FEDERAL) e Estaduais (CELG e SANEAGO). 

Essa inadimplência inviabiliza qualquer possibilidade de capitação de recursos federais para o município. Como todos sabem, sem esses recursos a administração municipal (prefeito e secretariado) não consegue atender a demanda que por fim não cumprem meta alguma.

Em um artigo postado nesse Blog alguns meses atrás, eu falava da última Renegociação da Dívida acertada entre a administração 2009-2012 e os órgãos credores.  

De forma geral, os termos da Renegociação foram estabelecidos para que a Prefeitura Municipal assumisse o repasse de 200 prestações mensais (não me recordo o valor de cada prestação, mas superava 50 mil mensais). A partir dessa renegociação alguns recursos foram alocados.

Todavia, em meados de 2012 não houve continuidade no repasse mensal da Renegociação e a Prefeitura voltou à condição de inadimplente. Essa mesma situação ocorreu na administração 2005-2008, que também não deu continuidade nos repasses mensais da negociação. 

Dito isso, eu gostaria de saber qual a sua ideia para que a Prefeitura Municipal resolva essa pendência? (Desconsiderar essa pergunta se a administração 2013-2016 viabilizou um novo acordo dessa dívida)

Pra ter uma ideia, se acontecer uma nova Renegociação nos termos da anterior, serão necessários 4 (quatro) ou 5 (cinco) administrações subsequentes cumprindo rigorosamente o pagamento mensal da dívida para a Prefeitura voltar à condição de adimplente.

Acredito meu caro Cleiton Martins que a sua iniciativa é importante. O debate com a comunidade certamente trará subsídios para você desenvolver um antídoto para cada problema a ser enfrentado. 

Desde que esse debate seja racional sem qualquer envolvimento da paixão das siglas partidárias. A única paixão que convém é a que brota do fundo da alma e diga a nós mesmos: é possível reconstruir o elo desfeito.

Acompanhei sua resposta anterior e penso que o Esporte assim como a Cultura e a Educação são essenciais para levantar a autoestima desse povo.

Na próxima oportunidade voltarei com sugestões e ideias nessas áreas. Do ponto de vista econômico, concordo que a Agricultura é a nossa base para o crescimento financeiro. 

Nesse sentido, devemos aproveitar a proximidade com os avançados conhecimentos técnicos desenvolvidos nessa área e tentar importá-los para o nosso município.

Lembre-se: Não se deixe sobrepujar com a futilidade de uma corte aviltada. Afinal de contas, AS MARIPOSAS NÃO MUDAM. A LUZ É QUE SE APAGA.

Já Publicamos:

Crise política e representativa: após vários episódios, povo de São Domingos começa a discutir saídas para o município

sábado, 20 de dezembro de 2014

Campos Belos: Preparo Alimentos faz ação de marketing no Supermercado Goiás e quer ganhar o gosto do consumidor com produtos sem conservantes

 
Evandro Terra, proprietário do Supermercado Goiás,
aprovou o produto 

O micro-empreendedor Adson Freitas, sócio-proprietário da marca de temperos Preparo Alimentos, de Campos Belos, faz a sua primeira ação de marketing em ponto de vendas na cidade. 

A ação ocorreu neste sábado (20) e volta a acontecer neste domingo (21) no Supermercado Goiás, no centro. 

A intenção do empresário é apresentar ao consumidor o portfólio de produtos da marca Preparo Alimento, que tem uma linha de temperos caseiros. 

A grande sacada de Adson Freitas foi aliar-se ao gosto cada vez mais exigente do consumidor por produtos naturais. 

O tempero, de vários sabores, que não leva conservantes e nem corantes tem um diferencial enorme neste segmento. 

O empresário, que tem uma visão empreendedora arrojada, está transformando o negócio de família, literalmente de fundo de quintal, em uma marca de conceito e tem tudo para ganhar um bom espaço no mercado. 

E foi com essa visão de futuro, pensando até mesmo na identidade visual dos produtos, que ele foi até Posse, também no nordeste de Goiás, e através do Sebrae inovou a empresa. 

O Tempero Caseiro da Daudite ganhou nome e sobrenome e uma identidade visual arrojada, mas manteve a essência: tempero caseiro sem adição de produtos químicos.  

Adson Freitas, por meio do Sebrae Goiás, teve acesso ao Programa Sebraetec. 

A consultoria subsidiada mudou toda a identidade visual da empresa, desde o layout dos produtos, cartões de visita e plotagem de veículos aos uniformes dos funcionários. 

“O serviço custou R$ 11,2 mil, mas só paguei R$ 3,2 mil – o restante ficou a cargo do Sebrae Goiás -, e parcelado em seis vezes no cartão de crédito.”

Paralelo ao novo visual, o empresário fez mudanças internas. 

A fábrica, que funciona na garagem de casa, foi toda reformada, de modo a se adequar às normas da Vigilância Sanitária. 

Também passou a investir nos funcionários, melhorando salários e participação nas decisões da empresa. 

No entanto, uma coisa não mudou: o tempero continua sendo feito de maneira artesanal. “Nós inovamos, mas não perdemos a identidade. Nosso produto continua único na região”, afirma.

O experiência rendeu, inclusive, uma boa matéria no site do Sebrae. Acompanhe a história. 





Governador Perillo e vice José Eliton são diplomados pelo TRE de Goiás




O governador Marconi Perillo e o vice-governador José Eliton foram diplomados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE), na manhã desta sexta-feira, 19, em Goiânia. 

A cerimônia de diplomação atesta que os candidatos eleitos cumpriram todas as formalidades previstas na legislação eleitoral e estão aptos para exercerem o mandato.

O TRE diplomou ao todo 99 candidatos, 41 deputados estaduais, 17 deputados federais, um senador, governador, vice-governador e suplentes de deputados. A solenidade foi presidida pelo desembargador e presidente do TRE Walter Carlos Lemes, que destacou em seu discurso o trabalho realizado pelo TRE para garantir eleições limpas e com ética.

Para receber o diploma, os eleitos precisavam estar com o registro de candidatura deferido e as contas de campanha julgadas. A cerimônia marcou um dos momentos finais do processo eleitoral.

O governador Marconi Perillo iniciou seu discurso agradecendo a Deus e ao povo goiano pela confiança, “obrigado por confiarem em mim para governar Goiás por mais quatro anos”. 

Marconi também parabenizou os eleitos e destacou que reafirma seu compromisso de “trabalhar incansavelmente para que Goiás se insira cada vez mais no cenário nacional como um estado próspero e desenvolvido”. Este é o sétimo diploma eleitoral recebido por Marconi Perillo.

O vice-governador José Eliton, ao conceder entrevista sobre sua nova atribuição no governo, como secretário de Desenvolvimento Econômico, disse que uma missão foi acrescida à de vice, e ela tem um grande significado com os próximos passos da economia de Goiás. 

“Vou contribuir com ações importantes como atrair empresas, buscar avanços tecnológicos e o fortalecimento da agricultura e pecuária de Goiás, bem como fomentar o desenvolvimento regional com maior justiça”. José Eliton também destacou que a “meta principal é garantir que a condição econômica de Goiás esteja melhor do que o conjunto geral do Brasil”.

A posse dos eleitos fica a cargo do legislativo e será realizada no próximo dia 1º de janeiro de 2015, na Assembleia Legislativa de Goiás.


De Arraias (TO): conheça o único juiz que recusou auxílio-moradia em Goiás


Dono de uma voz calma e pausada, o desembargador Alan Sebastião de Sena Conceição, do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), explica o motivo de ter abdicado do auxílio-moradia. 

“Não achei confortável receber este tipo de auxílio.” Ele tem 65 anos e foi promovido em 1968. Hoje já com os cabelos brancos, o magistrado acredita que os julgadores devem se afastar da política de classe.

Conhecido no tribunal pela postura discreta e técnica, Alan também não recebe auxílio-livro, em torno de R$ 2,6 mil, nem usa o carro oficial colocado à disposição de desembargadores. Os livros Os Irmãos Karamazov, romance de Fiódor Dostoiévski, e Para Sentir Deus, de Wanderley Oliveira, também estão entre as obras empilhadas à mesa.

Filho do comerciante Antônio Francisco da Conceição e da dona de casa Corina de Sena Conceição, Alan chegou ao tribunal por merecimento, depois de ingressar na magistratura, em 1976.

Formado em Direito pela Universidade Federal de Goiás (UFG), ele é esposo da jornalista aposentada Nalva Rocha de Carvalho de Conceição e pai dos bacharéis em Direito Matheus Carvalho de Sena Conceição e Alexandre Carvalho de Sena Conceição.

Leia a entrevista completa no Jornal "O Popular"

Justiça proíbe operadora Vivo de habilitar novas linhas em 80% do Estado de Goiás. Ação partiu dos promotores de Campos Belos e São Domingos


Acolhendo pedidos feitos pelos promotores Diego Braga, Paulo Brondi e Douglas Chegury, a juíza de Alvorada do Norte, Simone Pedra Reis, deferiu liminar proibindo a empresa de telefonia Vivo S/A de comercializar assinaturas ou habilitar novas linhas com DDD 62, abrangendo 80% do Estado de Goiás, inclusive o Município de Goiânia. 

Além disso, a empresa de telefonia não poderá proceder à portabilidade de códigos de acessos de outras operadoras no âmbito do DDD 62. 

Segundo os promotores, a ação civil contra a operadora Vivo foi proposta em razão das reivindicações da população da Região Nordeste de Goiás. 

As reclamações abrangem a má qualidade dos serviços da empresa. 

De acordo com os integrantes do MP, foi coletado abaixo-assinado narrando o problema e descrevendo o congestionamento de linhas, o que impossibilita a efetivação de ligações; falhas e ausência de sinal; interferências e ruídos que dificultam a ligação e a falta de conexão da internet móvel. O documento foi anexado aos autos.

De acordo com o MP, a Vivo não se encontra dentro das normas estabelecidas pela Anatel, conforme a Lei nº 7.783/89. 

Os promotores ressaltaram que serviços de telefonia e internet móvel possuem relevância significativa para a economia e para as relações sociais no cotidiano da população brasileira, caracterizando-se como essenciais. 

“A adequação do serviço público é a sua perfeita conformação às necessidades e exigências qualitativas dos usuários/consumidores, baseadas em elevados padrões técnicos e de qualidade”, frisaram.

Conforme a decisão, a proibição permanecerá até a empresa comprovar que instalou e estão em perfeito funcionamento os equipamentos necessários para atender as demandas dos consumidores da cidade. 

Em caso de descumprimento, a Vivo terá de pagar R$ 10 mil por cada nova habilitação. 

A juíza Simone Pedra Reis estipulou prazo de 60 dias para que a empresa apresente projeto de ampliação da rede, aprovado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 

Ainda pela decisão, a Vivo deverá prestar serviços eficientes, adequados e ininterruptos aos clientes do município, dentro dos padrões técnicos estabelecidos pelo órgão normatizador, no prazo de 120 dias, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

Outra decisão

No início de novembro, o juiz Carlos Arthur Ost Alencar acatou os pedidos feitos pelo MP e proibiu a empresa de telefonia de comercializar e habilitar novas linhas no município de Posse. 

Pela decisão do juiz, a operadora não poderia, também, proceder à portabilidade de códigos de acessos de outras operadoras na âmbito do DDD 62. 

A medida permaneceria até que a empresa regularizasse os serviços de telefonia prestados na comarca. Porém, essa decisão foi cassada parcialmente pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO).

Fonte: MPGO

Campos Belos: falta de passagens pode estragar a festa de muita gente


Por Jefferson Victor, 

Levantamento realizado na Rodoviária de Campos Belos mostra que há um movimento muito grande  de passageiros chegando e deixando a cidade neste período.

Algumas empresas já estão com bilhetes esgotados desde quinta feira (18), nos dois sentidos, e até o dia 24, véspera de Natal, não há disponibilidade. 

Muitos estão procurando outras alternativas para viajarem.

Segundo informações obtidas nos guichês, foram colocados vários ônibus extras, mas mesmo assim não se conseguiu suprir a grande demanda que se formou em função dos festejos de final de ano.

A procura tem sido maior para os dias 22 e 23, porém, diante da impossibilidade, muitos compraram passagens para o dia 24 e terão  que encarar a estrada, frustrando-se desta forma o desejo de festejar a data com familiares.

Os mais precavidos já agendaram também a volta, já que o problema se estende também para depois do feriado e muitas terão que trabalhar neste período.

Para o reveillon existe a perspectiva que o problema se repita, por isso, quem pretende viajar na virada do ano deverá providenciar com bastante antecedência para não correr o risco de ficar sem passagens.

Não há por parte das empresas nenhum planejamento de se intensificar o número de veículos, isto porque nesta época do ano todas as linhas são servidas por carros extras, e não há como atender todos os destinos na intensidade da procura.

Quem pegar as estradas em carros de passeios deverá  programar sua viagem, de preferência para o período diurno.

Nossas estradas estão em reforma, há muita brita solta e alguns trechos com sinalização deficiente, principalmente entre Alto Paraíso de Goiás e Teresina.

Faça antes uma revisão, confira pneus, freios, direção e demais itens de segurança.

Atente-se para os extintores e deixe para beber após a chegada. Não coloque sua vida e a dos outros em risco, todos merecem viver e comemorar o nascimento do nosso senhor Jesus Cristo.

Viaje com segurança, não abuse da velocidade, programe para sair mais cedo, não deixe para tirar a diferença nas estradas, a vida agradece.

Posse (GO): vídeo mostra momento em que um assaltante tenta fugir durante assalto a Joalheria


Vídeo mostra momento em que um assaltante tenta fugir após libertarem às reféns de uma joalheria em Posse.

O assaltante fugiu pelo telhado dos fundos do estabelecimento, apesar de ter ouvido disparos.

Na oportunidade, a Polícia Civil conseguiu prender o bandido e ninguém saiu ferido. A ação criminosa ocorreu na última quarta-feira (17).

Assista ao vídeo

Projeto bacana: Escola em Combinado (TO) inova e premia pais, alunos e professores

Paulo Palmeira Júnior, aluno com maior índice de leitura

Recurso Tecnológico: professora Juliana Dias ficou em 1º lugar 

Livia Romualdo ficou na segunda posição no índice de leitura 


Por Emerson Miranda, professor

Em 12 de dezembro, a Escola Estadual Augusta Vaz dos Santos, sediada em Combinado, sudeste do Tocantins, realizou uma solenidade de entrega de premiação para “Os melhores de 2014”.

O objetivo da premiação é incentivar os alunos da escola para leem mais, sejam livros, revistas ou jornais.

E não foi apenas alunos que receberam a atenção. O projeto também incentiva professores e pais de alunos. 

Os professores que mais utilizaram os recursos tecnológicos; os alunos com maior índice de leitura da Biblioteca; e os pais que mais frequentaram a escola para acompanhar o processo de ensino-aprendizagem dos filhos durante o ano receberam premiação. 

Os alunos com maior índice de leitura da Biblioteca foram escolhidos devido à quantidade de livros registrada em nome dele em todo ano letivo. 

Os professores que mais utilizaram os recursos tecnológicos foram os que levaram à sala de aula novos recursos tecnológicos, tornando as aulas mais dinâmicas. 

Os pais que mais frequentaram a escola para acompanhar o processo de Ensino aprendizagem do seu filho durante o ano de 2014 foram escolhidos por todos os servidores da Unidade de Ensino. 

A  cerimônia de entrega do prêmio foi muito festeja e prestigiada. 

Iniciou com o canto do Hino Nacional e depois com um momento de louvor, com a aluna Milena Ferreira.  As premiações foram entregues pela diretora da Instituição, Geralda Barbosa.  

As empresas de Campos Belos (GO), Novo  Foto, de Osmar Santos, e a TopTech Digital acreditaram no projeto e patrocinaram as premiações. 

Alunos premiados com melhor desempenho acadêmico em 2014: 


1. Amanda Moreira de Jesus 6º A;
2. Amanda Kelly de Oliveira Mendes 6ºB;
3. Marcos Vinicius Pereira dos Santos 6ºC;
4. Alana Moreira Dias 7ºA;
5. Hemilly Ferreira da Cruz 7ºB;
6. Jadson Martins Gomes 7º C;
7. Melyssa Souza Carvalho 8ºA;
8. Samylla Saycylla G. Carvalho 8ºB;
9. Adrieli Andrade Pinto de Oliveira 8ºC;
10. Sandy Oliveira Araguão 9ºA;
11. Vanessa Cezaria Palmeira 9ºB;

12. Daniela Alves Gomes 9ºC.

Professora Celmira Vaz ficou na 3ª psoição

Evento reuniu pais, alunos e professores

Professora de Fazenda Nova conquista 1º lugar no Agrinho. Campos Belos também foi premiado


Depois de capacitar, multiplicar e avaliar centenas de trabalhos, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) Goiás premiou os 104 melhores trabalhos inscritos na 7ª edição do programa Agrinho. 

Alunos e professores de escolas estaduais de diversos municípios foram premiados. 

A professora Leila Delfina de Oliveira – da Escola Estadual Alfredo Nasser, do município de Fazenda Nova – levou para casa um carro zero quilômetro por ter feito o melhor projeto na categoria Experiência Pedagógica.

Durante o ano, professores, alunos e escolas inscreveram projetos nas categorias: Desenho, Desenho especial (educação especial), Redação, Experiência Pedagógica e Escola Agrinho. 

Nesse ano as inscrições somaram 6.372 trabalhos que foram avaliados por 21 professores recrutados via edital. Ao todo, o Agrinho contabilizou em 2014 quase 30 mil professores e quase um milhão de alunos. A premiação aconteceu no último, dia 16, no salão principal do Oliveira’s Place em Goiânia. 

No grupo Educação Especial foram premiados alunos dos municípios de Inhumas, Ouvidor, Turvelândia, Mambaí, Cristalina, Mara Rosa, Córrego de Ouro e Jussara. Já no grupo da Educação Infantil, foram premiados alunos das cidades de Bela Vista de Goiás, Piracanjuba, Santa Helena de Goiás, Campos Belos, Alexânia, São Luiz do Norte, Piranhas e Jussara.

Por fim, no grupo de alunos do 1º e 2º ano, estudantes das cidades de Bonfinópolis, Caldas Novas, Turvelândia, Simolândia, Alexânia, Jaraguá, Piranhas, Jussara, Santa Rosa de Goiás, Piracanjuba, Rio Verde e Uruana foram premiados. 

Eles ganharam um tablet e os respectivos professores com um notebook. O primeiro lugar de cada grupo levou para casa uma bicicleta. Um total de 2.721 trabalhos foram avaliados.

ONG em Brasília reforma bicicletas usadas para doar a crianças pobres. Este ano serão beneficiadas crianças de Cavalcante (GO)


A cena se repete há 11 anos. Voluntários da organização não governamental (ONG) Rodas da Paz, de Brasília, se reúnem para recolher, reformar ou reparar bicicletas que distribuirão a crianças carentes. 

O tempo e os recursos pessoais empregados são recompensados pela reação de quem vê realizado o sonho de ganhar uma bicicleta.

“Nossa recompensa é ver o sorriso das crianças e das pessoas que ajudamos”, disse à Agência Brasil o presidente da ONG, Jonas Bertucci. 

Adepto do uso da bicicleta como forma de encurtar distâncias, se exercitar e tornar as cidades mais humanas, o sociólogo integra a Rodas da Paz há quatro anos e garante que os projetos sociais, como a doação de bikes, já lhe proporcionaram muitos momentos marcantes.

A campanha Doe Bicicleta não se restringe ao Natal. No último Dia da Criança, por exemplo, foram distribuídas 40 bicicletas reformadas para crianças atendidas pelo Projeto EducAmar, da Casa de Paternidade, do Riacho Fundo 2, cidade do Distrito Federal. 

Ao longo de todo o ano passado, foram distribuídas cerca de 300 bicicletas. Este ano, a expectativa é aumentar para 400 as bikes reformadas e doadas. E, se possível, chegar a 500 até o início do ano que vem.

A Rodas da Paz não faz doações a pessoas. As bikes são entregues sempre por meio de instituições parceiras, sejam escolas da área rural ou entidades assistenciais e comunitárias. 

Como nos anos anteriores, parte das bicicletas reformadas é repassada aos Correios, que atende aos pedidos feitos por cartas enviadas por crianças que pedem presente ao Papai Noel. 

Este ano, a comunidade beneficiada pelo Papai Noel dos Correios será a Kalunga, de Cavalcante (GO), formada por descendentes de quilombolas.

Para doar, não é preciso sair de casa, a ONG se encarrega de buscar as bicicletas. 

Desde novembro, os sábados de Raphael Barros, secretário executivo da Rodas da Paz, são dedicados a lotar a Suzuki Samurai verde escura de bicicletas doadas. 

Até o início da tarde do último sábado, ele já tinha recolhido 15 – sete delas doadas pela família do funcionário público Luís Antônio Guerra. O filho dele, o engenheiro agrônomo Vinícius Dias, foi quem recebeu a ONG em casa.

Quem quiser doar uma bicicleta ou conhecer os outros projetos da Rodas da Paz, basta acessar o site da organização ou procurar pelas páginas da ONG nas redes sociais.

Fonte: EBC

Curso de Gestão de Documentos mobiliza órgãos públicos em Arraias


O projeto de Extensão da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Acessibilidade e Conhecimento, do Câmpus de Arraias, está promovendo o curso de Gestão de Documentos e conta com a participação de funcionários e acadêmicos da UFT bem como representantes de outros órgãos públicos.

Estão participando o Hospital Regional , Secretaria da Fazenda Estadual, 1ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), Escolas Municipais, Estaduais e Agrícola,  Presídio , Prefeitura  e Câmara Municipais.

O curso, coordenado pela professora  Magda Suely Pereira Costa, tem por objetivo a  produção de novos conhecimentos,  dentre elas a História, Memória e Educação,  que estuda e discute as histórias locais, regionais a partir da memória e dos processos educacionais.

“O conhecimento e a acessibilidade aos documentos existentes nas instituições  e  contextos  locais e regionais precisam  ser conhecidos e pesquisados. 

Como Arraias é uma cidade bicentenária e possuidora de inúmeros documentos esparsos, carece do recolhimento e organização de documentos e arquivos para serem manuseados e posteriormente disponibilizados à sociedade”, afirmou Magda.

Além dos benefícios que esta  ação  do projeto trará para a comunidade arraiana,  o curso de Gestão de Documentos servirá como importante insumo para o desenvolvimento da gestão documental da UFT e dos arquivos atuais das instituições, que é uma  das exigências da Politica Nacional de Arquivos públicos.

O curso está sendo ministrado pelo arquivista Domingos da Costa, funcionário público da Universidade de Brasília (UnB) com a colaboração dos Arquistas Marcos Aurélio Aguiar Reis do Câmpus da UFT de Palmas e Rosaura Shirley Tossi Antunes Manfio,  do Câmpus da UFT de Gurupi.

MPF/TO representa contra presidente da Câmara de Paranã (TO) por adulteração de santinhos


O Ministério Público Eleitoral requereu junto ao judiciário que o presidente da Câmara dos Vereadores do município de Paranã, Rodrigo Nunes Lustosa Pereira de Paula pague multa por ter pedido para servidoras da Câmara adulterar em mais de 1000 santinhos de propaganda eleitoral.

Nos dias de 29 e 30 de setembro de 2014 as servidoras tiveram que apagar a parte dos santinhos que continha o número 40, da candidata Marina Silva e, por cima, escrever o número 13, da candidata Dilma Roussef. 

Com isso, o vereador pretendia induzir a erro todos os eleitores que viessem a ter contato com os santinhos adulterados.

As funcionárias, com pouco ou nenhum conhecimento sobre a legislação eleitoral, atenderam a determinação acreditando que o ato não violava nenhuma lei e que fazia parte de suas obrigações funcionais.

Pela Lei nº 9.504/97, Pereira de Paula está sujeito a multa no valor de cinco a cem mil UFIR.  

Fonte: Surgiu

Garoto de Formosa (GO) é preso por integrar a facção Estado Islâmico. O grupo se vangloria cortando cabeça de ocidentais


Um brasileiro de 18 anos convertido ao islamismo foi preso pela Interpol, acusado de integrar a facção radical Estado Islâmico, segundo informações publicadas neste sábado pelo jornal Folha de S.Paulo. 

O jovem, que é da cidade de Formosa, em Goiás, responderá processo na Justiça espanhola por terrorismo. 

A detenção foi na segunda-feira, mas a polícia espanhola revelou apenas ontem. De acordo com o jornal, o brasileiro foi detido quando viajava da Catalunha, na Espanha, onde residia, à Síria, para lutar com o grupo extremista no país. 

Ele foi preso quando tentava cruzar a fronteira da Bulgária com a Turquia. Dois marroquinos que viajavam com ele também foram presos. 

Os três foram os únicos capturados de um grupo de 20 pessoas que deixou a Catalunha este ano para unir-se ao Estado Islâmico.   

De acordo com o jornal, a os investigadores ficaram surpresos com a presença do brasileiro, já que ele é mais novo que a idade média do grupo – de 26 anos – e é o único dos 20 que não vem de um país com forte influência do islamismo. 

Segundo as investigações, o jovem se converteu ao islamismo na Catalunha. Depois, se radicalizou e começou a buscar informações sobre como integrar as fileiras do EI, diz o jornal.   

O brasileiro e os dois marroquinos estão presos na sede da agência búlgara, e na segunda-feira o governo espanhol pedirá a extradição dos três à Espanha, diz o jornal.

Fonte:  Agência AFP e Folha

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

MP e Polícias Civil e Militar deflagram operação em Campos Belos/GO: tráfico e corrupção na cadeia





O Ministério Público de Goiás, em conjunto com as Polícias Militar e Civil de Campos Belos, deflagrou hoje (18/12) a “Operação Cobal”, decorrente do Procedimento de Investigação Criminal nº 201400234965, que investigou crimes relacionados a tráfico de drogas, associação para o tráfico, homicídio e corrupção.

Os crimes de tráfico, associação e corrupção ocorreram, sobretudo, no interior da Agência Prisional de Campos Belos, envolvendo reeducandos e agentes prisionais.

Seis pessoas foram presas, dentre elas um agente prisional, cinco foram conduzidas coercitivamente e três lugares foram alvos de busca e apreensão, dentre eles a própria agência prisional. 

Foram apreendidos esquipamentos de celulares, pen drives e um HD.

Dos presos, dois já se encontram recolhidos em virtude da “Operação Avalanche”, que investigou organização criminosa voltada para o tráfico de drogas em Campos Belos, Formosa e Goiânia, deflagrada em fevereiro deste ano. 

Os presos envolvidos são Deidson Ramalho da Silva Batista e Leonardo Ramalho dos Santos.

O nome da operação é uma alusão à prática conhecida como “Cobal”, quando alimentos e outros itens levados por familiares são, não raras vezes, utilizados para introduzirem na agência prisional armas, drogas e aparelhos celulares.

Ação conjunta

Atuaram na investigação, em conjunto, a Promotoria de Justiça de Campos Belos, o Centro de Segurança e Inteligência (CSI) do MP-GO e Polícias Militar e Civil de Campos Belos.

As investigações iniciaram-se por meio de interceptação telefônica judicialmente autorizada, após prévio trabalho de campo realizado pela inteligência da Polícia Militar.

Os pedidos de prisão temporária, busca e apreensão e condução coercitiva foram assinados por uma força-tarefa de promotores de Justiça e deferidos pelo juízo da comarca.

A operação contou com equipes do CSI, Batalhão do Choque da PM de Luziânia, a PM de Campos Belos e a Polícia Civil de Campos Belos.

Três promotores de Justiça estão realizando os interrogatórios dos investigados e oitivas dos conduzidos.

Fonte: MPGO

Vídeo: temporal traz caos a Brasília


Crise política e representativa: após vários episódios, povo de São Domingos começa a discutir saídas para o município


Por Cleiton Gonçalves,

Olá pessoal, tivemos uma intensa troca de ideias, pelo WhatsApp, no grupo “salve São Domingos”, para uma eventual administração de São Domingos. 

De início, quero dizer que não sou candidato, uma vez que nem em período eleitoral estamos. Porém, como sempre estou à disposição para tudo, dentro das minhas possibilidades, e se for a vontade dos nossos munícipes e correligionários, Eu não teria resistência a uma eventual candidatura. 

Na ocasião fui questionado sobre algumas propostas e, como dominicano e, que reside aqui em São Domingos, NADA CONTRA QUEM MORA FORA, POIS COMIGO NÃO FOI DIFERENTE, apresento algumas sugestões que, podendo ser melhoradas, não hesitaria em colocar em prática sendo prefeito.
A mensagem não é destinada somente ao formulador da pergunta, mas aos demais amigos e interessados.

Quanto ao secretariado, vejo que o detentor da pasta, deve ter perfil para o cargo ao qual for nomeado, POIS HAVERÁ METAS À SEREM CUMPRIDAS. 

Muito pouco a possibilidade de êxito, de uma pessoa que frente a uma pasta, não conhecer teoria e prática daquela área que se titular. Portanto, penso que para secretária e diretoria se analisa o perfil e, não sigla partidária ou família. O compromisso é muito sério, é dinheiro e tempo do povo.

Atendendo ao questionamento feito por Carlos de Oliveira – propostas para agricultura (e aí, pecuária). Carlos, nosso município é um potencial para a agricultura. O agronegócio a meu ver é o carro chefe. 

O secretário deve mapear todos os nossos produtores, apresentando o perfil de cada um; Precisamos estabelecer parceria com a secretaria estadual, a fim de que suas Agências possam acompanhar sistematicamente nossos produtores e a partir daí a administração implementar ações que atenda a todos principalmente os de subsistência; 

Hoje não produzimos hortaliças o suficiente para atender a nossa demanda, enquanto temos potencial para exportar (Barreiras, Luiz Eduardo-BA e CEASA DF e Goiânia), devemos implantar o cinturão verde, pois temos áreas propícias, água e energia- não é temos ações para tanto; Temos que estreitar o relacionamento com o sindicato dos produtores rurais, para que este auxilie aos nossos produtores, para que organizem sua documentação e se habilitem ao FCO.

(presidente atual Orcino Jr, meu amigo), O governo do estado de Goiás conseguiu destinar 10% dos recursos deste fundo para o nordeste goiano (algo em torno de 200 mil reais) por ano, porém desorganizados não teremos acesso a este programa e, essa é uma oportunidade do agronegócio expandir em nosso município; 

Precisamos fomentar a implantação de granjas pois estamos muito perto de um dos maiores produtores de milho do mundo, que é o Oeste Baiano, e não pode ser diferente no confinamento e na piscicultura para consumo local e exportação, estamos dividindo o centro-sul com o nordeste. 

Temos viabilidade para isso; É preciso favorecer a instalação de câmaras esfriadoras de leite, temos contato direto com o pessoal do leite Piracanjuba, com isso a produção do produto aqui será alta. Somos o segundo maior rebanho bovino da região. 

À nossa frente só Flore de Goiás; A região do Jacu ao Paranã é extremante favorável à agricultura (milho, soja e algodão) e, hoje é ocupada com criação de gado. Experiências em dois anos mostrou que o custo benefício no cultivo de lavouras é muito superior ao oeste baiano e, pelos contatos que tenho com os produtores do oeste baiano há mais de doze anos prestando serviços, já recebi dois grandes produtores em minha residência (inclusive um é americano), interessados em adquirir áreas de terra para intensificar o cultivo de lavouras. 

Observa-se que onde se cria 3.000 bois, absorve a mão-de-obra de 3 ou 4 trabalhadores, enquanto que na mesma área com lavouras absorve-se a mão-de-obra de 150 a 200 trabalhadores, desde ao escritório ao tratorista. Temos que articular a vinda de grandes produtores, para que, somados aos que temos, impulsionemos a produção agrícola e, assim, aumentar a nossa densidade demográfica e, com isso desenvolvimento. 

É possível!!! O mercado aquece, gera renda e emprego, o caminhão entra, o mercado vende para o restaurante, a auto peça, o borracheiro, o mecânico e aí vai. Paro por aqui, mas temos mais. Podemos conversar. Gosto de opiniões. Estou à disposição. Abraços

Prefeitura de Alvorada do Norte (GO) terá que indenizar mulher por mal atendimento em hospital municipal



A Prefeitura de Alvorada do Norte foi condenada a pagar indenização por danos morais, arbitrados em R$ 5 mil, a uma mulher que não recebeu atendimento adequado no hospital público da cidade.

Segundo o desembargador Amaral Wilson, em decisão monocrática, o Município deve reparar os prejuízos de ordem moral à autora da ação.

“É incontrastável que a recorrida sofreu enormes constrangimentos e transtornos, ante a inobservância dos cuidados necessários ao devido atendimento, como se constata do acervo probatório jungido aos autos”, conforme frisou o magistrado.

Segundo a denúncia, o hospital não detinha estrutura mínima para o atendimento da mulher, vítima de acidente de carro, que precisou de transporte para centro médico no Distrito Federal.

Descaso

Consta dos autos que a mulher acidentou-se na BR-020, trecho entre as cidades de Posse e Alvorada do Norte, sendo levada para essa última para receber socorro. Chegando ao hospital municipal, não havia aparelho de Raio-X para detectar se havia lesões na coluna cervical, conforme suspeita dos médicos plantonistas do local.

Ela precisava ser removida, mas, mesmo havendo ambulância disponível no pátio do centro médico, o veículo não foi oferecido e, segundo consta da denúncia, os funcionários teriam afirmado que só era permitido transportar moradores da própria cidade, excluindo, assim, a paciente, habitante de Damianópolis.

Mesmo com dores na região lombar, a mulher contou que teve de esperar outra ambulância do município vizinho para, então, transportá-la. 

Contudo, ela enfrentou outro problema: o hospital não disponibilizou nenhum enfermeiro ou profissional de saúde para acompanhá-la no trajeto e, durante a viagem, a agulha do soro deslocou-se na veia, formando um edema em seu braço. 

A ambulância precisou, então, parar em duas cidades para buscar novo atendimento – na primeira, o posto de saúde estava fechado e, na segunda, onde, finalmente, havia expediente, precisou esperar por mais de uma hora por atendimento para, apenas, recolocar a agulha.

Na petição, a mulher alegou ter chegado, em fim, ao hospital destino mais de seis horas após seu acidente, tendo de suportar dores e problemas por descaso da saúde municipal de Alvorada do Norte.

Em primeiro grau, na vara única da comarca, a sentença já havia sido arbitrada em favor da autora.

O município recorreu, alegando que a mulher não teve danos graves, “que não passaram de mero aborrecimento, chateação ou dissabor, os quais não geram direito à indenização”.

Contudo, o desembargador manteve a decisão, embasado na “teoria da responsabilidade objetiva, na modalidade do risco administrativo, fundamentada na existência do nexo da causalidade entre a atuação estatal e os danos dela decorrentes, independentemente de demonstração de culpa administrativa ou do serviço”.

Fonte: TJGO

Bandidos assaltam joalheria em Posse (GO)


Esta quarta-feira (17) foi tensa em Posse, nordeste de Goiás. Assaltantes perpetraram uma ação criminosa contra uma joalheria no Centro da cidade.

As primeiras informações dão conta de que os marginais foram presos e ninguém saiu ferido. Continuamos a apurar maiores detalhes. 

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Governo de Goiás e holding de energia limpa fecham parceria




O governo de Goiás assinou com a empresa Soliker Brasil Indústria e Comércio de Módulos Fotovoltáicos Ltda um protocolo de intenções pelo qual Goiás abrigará a primeira empresa do País a produzir células fotovoltaicas, dispositivos tecnológicos de energia limpa que convertem energia solar em elétrica. 

A matriz brasileira da empresa, que também funciona na Espanha, e é especializada na fabricação de módulos para geração de energia limpa, já se mudou de São Paulo para Luziânia, no Entorno do Distrito Federal.

A parceria foi oficializada nesta quarta-feira, 17, com a assinatura do protocolo de intenções, envolvendo também a Prefeitura de Luziânia. O vice-governador José Eliton representou o governador Marconi Perillo e deu as boas vindas à presidente da empresa, Gabriela Franciscato Corte Batista. Assinaram o protocolo também o secretário de Indústria e Comércio (SIC), William O’Dwyer, e o prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin. Secretários de várias áreas prestigiaram a assinatura.

O protocolo envolve a implantação de uma unidade industrial para fabricação e comercialização de módulos fotovoltaicos, assim como soluções em eficiência energética, serviços de engenharia básica, implantação, instalação, coordenação e assistência técnica no município de Luziânia.

A parceria prevê R$ 200 milhões de investimentos com a construção da unidade industrial em Luziânia, gerando de 98 empregos diretos e 3 mil indiretos na fase de operação.

O governo do Estado, entre outros incentivos, fará o financiamento de 73% da parcela incentivada e contratada junto à Agência de Fomento, agente financeiro do programa Produzir.

Já a prefeitura de Luziânia cedeu uma área de 250 mil metros quadrados para implementação do empreendimento, dos quais 30 mil metros quadrados para a fábrica, 30 mil metros quadrados para a expansão da mesma, e 190 mil metros quadrados para a implantação de uma usina de cerca de 8,5 Mwatt pico, para abastecimento próprio e da região industrial vizinha.

O vice-governador, que assumirá em janeiro a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico, Agricultura, Pecuária e Irrigação, destacou que a assinatura do acordo “faz Goiás fechar 2014 traduzindo o espírito do momento, com a vinda de várias empresas, o que fez Goiás crescer acima da média dos demais estados brasileiros”.




Ele citou que na última década o PIB goiano saltou de R$ 17 bilhões para mais de R$ 130 bilhões e pontuou a consolidação de importantes pólos industriais como os de Catalão, Anápolis, Jaraguá, Rio Verde e Caldas Novas.  

“Queremos ir muito além na nossa participação na Balança Comercial nacional, onde já nos destacamos como estado produtor de matéria prima”, acrescentou, fazendo alusão à importância de empreendimentos de outras áreas industriais e de tecnologia, como é o caso da unidade da Soliker em Luziânia, e ao interesse que Goiás tem despertado em investidores internacionais.

Já William O’Dwyer enfatizou o privilégio de Goiás ter sido o escolhido entre quatro estados para abrigar a indústria. Um fator decisivo na escolha foi a elevada incidência de sol no território goiano. Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina também estavam na disputa, e Goiás foi o que se mostrou mais competitivo.

O apoio e a articulação dos agentes públicos de Goiás, como na SIC e Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sectec), além dos incentivos governamentais concedidos pelo governador Marconi Perillo, também tiveram grande peso na vinda da empresa. Foi o que destacou a presidente da Soliker.

Gabriela presenteou José Eliton e Cristóvão Tormin com exemplares em modelo reduzido da célula fotovoltaica que será produzida, aptos à produção de energia. Ela, que produzia na fábrica da Espanha, se disse muito feliz por conseguir montar uma fábrica de matriz energética limpa no Brasil, lembrando que outros países já estão neste caminho há três décadas. 

Segundo a empresária, a unidade de Luziânia já iniciará com uma linha de produção do chamado filme fino, usado para integração arquitetônica e uma linha cristalino, voltado a usinas de energia. Gabriela ainda defendeu a preparação de mão de obra brasileira para o setor.

De sua parte, o prefeito de Luziânia comemorou o impulso na geração de empregos na região, aliado ao desejo de uma fábrica voltada para a energia limpa. Ele cumprimentou o vice-governador pelo desafio da nova secretaria. “Competência técnica e política o credenciaram”, afirmou.

Mercado 




Hoje, as células usadas para a construção das placas solares no Brasil são importadas da China e da Alemanha. A Soliker é formada por uma holding internacional (união de empresas de capital estrangeiro) e possui duas fazendas solares onde se produz energia para o abastecimento dos países da Península Ibérica, na Europa.

A empresa tem parcerias com o Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo e com a Agência de Desenvolvimento Paulista.  Ela está apta a produzir Vidros laminados, painéis fotovoltaicos e LED.

Esta é a segunda empresa especializada na fabricação de painéis fotovoltaicos a assinar um protocolo de intenções com o Estado apenas no segundo semestre deste ano. Em agosto, a indústria S4 Solar anunciou o investimento de R$ 30 milhões na construção de uma fábrica em Anápolis.



Blogueiro que denunciou estupro envolvendo filho do diretor da RBS é encontrado morto



Por Luis Soares, do Pragmatismo (publicação original)

A morte de Mosquito, que jamais se calou diante da operação abafa implementada por um grupo poderoso e pelos seus cúmplices, é um alívio para quem não estava nem um pouco acostumado a ter o calcanhar pisoteado. 

Agora já podem retomar tranquilamente a rotina. Caberá novamente às mídias alternativas fazer um pouco de barulho em meio ao silêncio conveniente; um silêncio que nem sequer esboça sinal de partida.

O blogueiro Amilton Alexandre, o Mosquito, foi encontrado morto em seu apartamento, em Palhoça, Santa Catarina, na tarde de ontem (13). Segundo a polícia, tratou-se de “suicídio por enforcamento”. 

A rápida conclusão, porém, não convenceu seus amigos e familiares, que exigem rigorosa apuração do caso.

Com suas “tijoladas” na internet, Mosquito fez inúmeros inimigos. 

Nos últimos tempos, ele alertou que estava sendo ameaçado. Na semana retrasada, ele anunciou o fim da sua página: “O blog Tijoladas acabou para eu continuar vivo. Não é uma capitulação. Não mudei meu modo de pensar. Não mudei minhas convicções”.

Um amigo pessoal de Mosquito, que pediu para ter o seu anonimato por ora preservado, revelou a Pragmatismo Político suas importantes impressões sobre a misteriosa morte do blogueiro. As informações seguem caminho completamente contrário às versões oficiais.

“Quem conheceu Mosquito sabe que não se suicidaria”, disse, enumerando as diversas razões que indicam a impossibilidade de suicídio. “Ele era alvo de várias ameaças de morte. 

Era defensor da sustentabilidade, modo de vida saudável, andava de bicicleta, trocava frutas e verduras do quintal com seus vizinhos. Era defensor da transparência e combatia os poderosos. 

Era pai de uma adolescente. Filho querido de uma mãe ainda viva por quem tinha muito carinho. Um cidadão com esse perfil não se suicida. A porta da sua casa estava aberta. 

Sua casa é de esquina, de um lado os fundos, do outro, um terreno baldio. Foi encontrado com lençol enrolado no pescoço, quem se suicida de forma tão cruel, correndo risco de morte lenta e dolorosa? Sendo morador solitário, não seria mais fácil entupir-se de comprimidos?

Mosquito ganhou fama nacional ao denunciar um caso de estupro em Florianópolis, envolvendo o filho de um diretor da poderosa RBS, afiliada da TV Globo. A mídia corporativa abafou o escândalo, só noticiado pela TV Record.

A morte de Mosquito não pode ser abafada. O que se exige é que o caso, bastante estranho, seja apurado com rigor!

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Crise em Cavalcante (GO): prefeito cassado fecha prefeitura e leva chaves. Partidários da vice arrombam porta e vão à polícia


A situação política de Cavalcante está num nível de stress elevado. 

Após ser cassado na última sexta-feira (12) pela Câmara de Vereadores, o prefeito João Pereira da Silva Neto (PTC) decretou nesta segunda-feira (16) feriado até o final do ano e fechou a prefeitura, numa tentativa de impedir a posse da vice-prefeita. 

Impedidos de entrar na prefeitura, partidários da vice-prefeita Maria Celeste Cavalcante Alves, esposa do Vereador Elias Jorge, arrombaram as dependências e verificaram que o prefeito cassado levou diversos pertences do órgão público, inclusive computadores.

Logo depois foram à delegacia e abriram um boletim de ocorrência contra o ex-prefeito, inclusive por apropriação indébita. 

A polícia abriu inquérito e investiga o caso. A juíza da comarca e a promotoria local também estão acompanhando a crise política que se abateu sobre a cidade nos últimos dias.

O prefeito foi cassado por ausentar-se do município por mais de 15 dias sem autorização da Câmara Municipal. Segundo uma fonte, nesse período, ele estava internado em Goiânia, por problemas de saúde. 

A vice-prefeita, Maria Celeste Cavalcante Alves, tomou posse às 13h, da sexta passada. 

 Já Publicamos

Vereadores cassam o mandato do prefeito de Cavalcante (GO). Represália sórdida? pegou mal, senhores vereadores


Três vereadores de Cavalcante (GO) são presos ao extorquir prefeito da cidade



Câmara de Cavalcante tem obrigação moral de cassar os três vereadores apanhados em extorsão