Banner 1

Banner 1

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Corrente do bem: Voluntários alegram dia a dia de pacientes do Hospital de Posse (GO)




Por Ivan Carlos Brasileiro, 

Os voluntários do Grupo Sorriso Solidário, coordenado pelo jovem enfermeiro Renan Zorzo, visitaram na tarde deste sábado (31/01) o Hospital Municipal de Posse, nordeste de Goiás. 

O Projeto está em fase de implantação, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde.

Por perceberem que tinham em comum a vontade de levar sorrisos, diversão e cultura até aqueles paciente e acompanhantes, que por motivos diferentes, estão longe de suas casas, em unidade de saúde do município, eles se encorajaram e colocaram a ideia em prática. 

Na ocasião, a Diretora Técnica Administrativa, Elisabete Manieri Carazzai, gostou da iniciativa e também entrou no clima, acompanhando leito a leito os seis artistas caracterizados de palhaços, despertando emoções, alegrias, surpresa, sorrisos, felicidade e, em alguns casos, até influenciando na melhoria de quem estava internado.

"Sentimos o carinho, alento, respeito e compreensão dos artistas. 

Parabéns a todos e quem continuem com o Projeto", disseram os pacientes Luzia Oliveira Rangel Machado, de 50 anos de idade, e Juarez Batista Sales, de 36 anos, moradores da zona rural de Posse (GO).




"Turma do Bem" procura por parentes de idoso em Arraias (TO). Ele precisa de ajuda na cidade de Senador Canedo (GO)



Uma divulgação vinda da "Turma do Bem", na tarde deste sábado (31), chama a atenção para a procura de parentes do idoso Domingos Antônio de Souza. 

Segundo a divulgação, "Seu Domingos" tem 78 anos e reside em um cômodo de aluguel na cidade de Senador Canedo, em Goiás. 

As assistentes sociais do município precisam de um familiar para que possam encaminhá-lo a um abrigo ou a uma casa de apoio, mas precisam da presença de um dos familiares.

O "Seu Antônio" é natural de Arraias (TO) e todos podem ajudar a encontrar um parente deste senhor, principalmente divulgando essa informação.

Ele passa, neste momento,  por muitas dificuldades, principalmente com alimentação e espera muito poder contar com ajuda de toda a sociedade. 

A mensagem foi divulgada no Facebook de Carmelita dos Santos, da cidade de Senador Canedo, mas não foi divulgado nenhum telefone.

"Nós da Tuma do Bem juntamente com o amigo Alonso Oliveira contamos com a sua ajuda", diz a publicação na rede social. 

sábado, 31 de janeiro de 2015

Estivemos ontem na Voz do Brasil: oficiais do Exército condenados por fraude



A primeira instância da Justiça Militar da União com sede em Brasília condenou seis pessoas pelo desvio de cerca de R$ 1 milhão e setecentos mil do Centro de Pagamento do Exército, na capital federal. 

Entre os réus encontram-se um capitão, três majores e dois civis. Todos foram condenados pelo crime de estelionato.

Ouça na Voz do Brasil 

José Eliton dá início a reuniões com segmentos do setor produtivo de Goiás


O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico de Goiás (SED), José Eliton, iniciou nesta sexta-feira (30) uma série de reuniões com representantes dos mais diversos segmentos do processo produtivo goiano para discutir e colher contribuições tendo em vista a construção de um grande projeto de crescimento para Goiás que será a base da atuação da pasta que dirige.

A meta é fazer com que o Estado continue a manter índices de crescimento bem acima da média nacional. 

José Eliton recebeu, em seu gabinete no Palácio Pedro Ludovico, o presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio), José Evaristo dos Santos, e a presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviço do Estado de Goiás (Acieg), Helenir Queiroz. 

Eles discutiram iniciativas voltadas para o setor.

Participaram da reunião, William O’Dwyer, superintendente executivo de Comércio Exterior da SED, Wagner Mendonça, superintendente de Gestão, Planejamento e Finanças da SED, e Benedito Cardoso Laureano.

Como secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação, José Eliton pretende ouvir todos os segmentos para a formatação do programa a ser executado pela pasta. 

Campos Belos: excesso de pombos traz sérios problemas à população local


Por Jefferson Victor, 

Por falta de predadores naturais, os pombos reproduzem em escala assustadora em todo o mundo e adquiriram o hábito de morar em cidades, em função da facilidade em conseguir alimentos e isto está gerando um problema de saúde pública.

Aparentemente é uma ave inofensiva, porém  é um vetor importante no mundo da contaminação. 

Suas fezes causam inúmeras enfermidades ao ser humano. São capazes de transmitir, por exemplo, a criptococose, espécie de meningite que atinge o sistema nervoso.

Além desta, podem transmitir vários  tipos de doenças  infecciosas que atingem intestino, sistemas respiratórios,  além de alergias e dermatites (doenças de pele).

Suas fezes são consideradas tão perigosas. A recomendação dos órgãos de saúde é que nunca varra os locais frequentados pelos pombos, sem antes jogar água, isso para que não levante poeira, pois sua inalação pode causar contaminação dessas  doenças.

Como meio de controle o ideal é que destrua os seus ninhos e ovos e que evite alimentá-los de forma direta ou indiretamente.

Os telhados devem ser isolados com telas, de maneira que não ofereça condições adequadas para a sua reprodução, só assim haverá uma diminuição dessas aves.

Os especialistas alertam que até mesmo o piolho existentes nos pombos podem transmitir doenças e que o seu controle tem que ser contínuo. 

Essas aves  vivem em torno de quatro anos na cidade e na zona rural podem chegar aos 15 anos. Sua multiplicação em condições adequadas  é muito rápida.

Em Campos Belos, por falta de conhecimento da população e de medidas de controle, os pombos chegaram a números insuportáveis, principalmente nos bairros, localidades onde se cria galinhas e cachorros, entram em disputa com os animais domésticos  por água e principalmente ração.

Cada telhado que se olha está impregnado por essas aves. 

São milhares na cidade, escolhem o território e ali alimentam e reproduzem de forma descontrolada. Pousam  em  terreiros e depositam suas fezes em toda localidade, colocando em risco a saúde das pessoas.

A  legislação  não permite, em circunstancias normais, o abate  dessas aves.

Cabe ao Poder Público encontrar meios de controlar a população de pombos antes que possa haver uma epidemia a exemplo do que já ocorreu em outras regiões  do Brasil.

O pombo é o símbolo da paz, é uma ave dócil e convivendo com pessoas ficam cada vez mais integrados no ambiente humano, porém representam perigo iminente e precisa ser combatido.

É conveniente que cada morador tome medidas que visem o controle de sua reprodução.

Evite deixar restos de ração em locais frequentados por eles ,alimente  seus animais  em horários predeterminados.  Coloque  somente  o que vão consumir de imediato.

Evite deixar sobras de comida no terreiro, tome medidas que dificultem sua convivência em torno de sua residência.  

A intensão desta matéria não é decretar guerra aos pombos, afinal de contas eles não são culpados pelo convívio com humanos. 

O intuito é alertar a população e autoridades para um problema existente e que requer providências  no controle da espécie.

Água que ti quero


Fui no toróró beber água e não achei,
Achei foi muito lixo
Que no toróró deixei!
Aproveita minha gente,
A água contaminada.
Se não beber agora,
Beberá da envenenada.

Oh! Dona Maria, 
Oh! Mariazinha,entra nessa poça agora,
Ou ficarás sujinha!

Sujinha eu não fico!
Nem ei de ficar!
Por que eu tenho São Pedro
Para me ajudar.

Agora eu pergunto, ao meu leitor querido 
Quem pagará a conta, desse fato ocorrido?
Quem aperta a descarga e acha que tem sentido?
Quem bebe e toma banho ou quem se faz de esquecido?
Uma coisa eu lhe digo, não se avexe que nem ligo.
Perrier ou indaiá, estamos todos f...!

Júlia Chaves, de São Domingos 

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Bandidos tentam explodir caixa eletrônico em agência bancária de Guarani de Goiás



Por Antônio Carlos, 

Bandidos tentaram explodir um caixa eletrônico do Banco Bradesco na madrugada desta sexta-feira (30), na cidade de Guarani de Goiás, região nordeste do estado.

De acordo com as informações, a quadrilha usou explosivos para tentar explodir o equipamento, porém, não conseguiram arrombar o caixa e consequentemente não levaram nenhuma quantia em dinheiro.

Devido à explosão, houve danos no local. 

Os prejuízos estruturais ainda não foram contabilizados. Não houve reféns ou feridos.

A polícia investiga o caso a fim de identificar os suspeitos.

Do Blog Antônio Carlos

Fotografia histórica: casario antigo pertencia aos Costa Madureira, diz leitor


"Dinomar, 

Tenho quase certeza que essa foto é da casa da minha bisavó, Corina Vitoriano, que foi casada com José da Costa Madureira e depois a venderam para a paróquia, que construiu a casa paroquial e o salão. 

Essa casa pertenceu por muito tempo à família Costa Madureira, foi uma das primeiras a ser erguida na praça da Matriz. 

Mas temos que diferenciar aqui os troncos da família. 

Os Costa Madureira chegaram na nossa região ainda no final do século XXVIII e começo do séc. XIX. 

Foram mandados pela coroa portuguesa para conter os índios que devastavam a mina de ouro da Natividade (hoje TO).

Fizeram fortuna e foram uma família muito importante. 

O tronco que ajudou a fundar Campos Belos foi o que descende de Claro da Costa Madureira, filho de Antônio da Costa Madureira e pai de José da Costa casado com Corina, minha bisavó. 

Claro da Costa, meu bisavô, consta como um dos 3 fazendeiros tradicionais que assinaram a certidão de nascimento de Campos Belos. Eram os donos da fazenda Raposa que circundava Campos Belos a partir do Asa Branca e ia até depois do Barreirão. 

Preciso perguntar a alguns parentes, mas os que viram já me deram certeza e ficaram muito felizes com essa lembrança. 

Estou à disposição para contar essa história, pois ainda quando morava aí colhi entrevistas de Xavier, nosso primeiro prefeito; Liciria Almeida, primeira vereadora; Mariano Barbosa Jr e outros que hoje já morreram." 

Abraços.

 Luiz Eduardo Costa Lucas 

Cliente que exigir CPF na nota fiscal pode concorrer a R$ 1 milhão em Goiás


O programa Nota Fiscal Goiana, criado pela Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás (Sefaz), irá sortear prêmios de até R$ 1 milhão a consumidores que exigirem a inclusão do número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) na emissão da nota fiscal após uma compra. 
Para participar da promoção, é preciso se cadastrar no site da Sefaz a partir da próxima segunda-feira (2). Cerca de 16 mil lojas varejistas do estado participam do projeto.
Além de quantias em dinheiro, o programa também vai sortear descontos de até 5% no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Após fazer o cadastro, o consumidor começa a concorrer automaticamente toda vez que recebe o cupom e informa o CPF.
Cada R$ 1 equivale a 1 ponto. Todas às vezes que o comprador atingir 100 pontos, um cupom eletrônico será gerado para que ele possa concorrer. A previsão é que os primeiros sorteios ocorram no início do mês de maio.
Superintendente da Receita Estadual, Glaucus Moreira explica que a intenção do programa é aumentar a arrecadação de impostos.
"A partir do momento em que a empresa emite o documento fiscal ela é obrigada a registrar aquela venda e apurar o imposto referente àquela operação. A partir desse momento, tem o incremento na receita que vai ser revertido em melhores serviços para a sociedade", explica.
Exigir a nota fiscal pode evitar problemas como o passado pela pensionista Maria Francisca. "Uma vez eu comprei um colchão e, cada vez que eu chegava em casa, o colchão quebrava um pouquinho. Como eu esqueci a nota fiscal, o colchão foi jogado fora", recorda.
Para a professora Kellen de Castro, a ideia tem tudo para dar certo. “Acho que vai favorecer que o consumidor pegue a nota fiscal para concorrer a esses prêmios. É mais um incentivo", destaca.
Fonte: G1

Crise financeira na Prefeitura de Arraias (TO) atinge Câmara de Vereadores


Por Carlos Alencar, do A1 Notícias

A crise financeira em Arraias atingiu até o repasse que a prefeitura deve fazer a Câmara Municipal de Arraias. 

De acordo com o vereador Rimet Jules, o repasse ainda não tinha sido feito e até o salário dos servidores, incluindo os dos parlamentares não tinham sido pagos.

Entramos em contato com a Câmara Municipal de Arraias nesta manhã e tivemos a informação de que o repasse foi feito ontem, quarta feira dia 28, quando o prazo estipulado era até o dia 20 deste mês. 

Fomos informados ainda de que o repasse foi reduzido de 74.00,000 para 67.00,000, uma redução de 7.000 mil reais.

A Prefeitura Municipal de Arraias esclareceu que a redução no repasse já era esperado, “isso porque ela é feita conforme a receita do município na ano anterior, dessa forma como a receita do ano de 2014 foi menor que a de 2013, o repasse também foi menor, não porque a prefeitura reduziu, mas pelo calculo feito em cima de receita” , nos informou o Contador Municipal. 

O servidor nos informou ainda que “a lei que determina sobre esse assunto é a 29 A da Constituição Federal, que prevê repasses em município de até 50 mil habitantes”.

Tentamos falar com o presidente da câmara Geraldo Martins, mas fomos informados de que o mesmo estava em viagem e não conseguimos contatá-lo pelo celular.

Campanha: "vamos ajudar o carnaval de Arraias com um trio elétrico!"



Uma gastança irresponsável de governos e gestores, principalmente nas eleições de 2014, somada à corrupção desenfreada em várias áreas, como do impensável "Petrolão" da Petrobrás, que, pasmem, sugere desvios de recursos de cerca de 2 bilhões de reais e uma crise hídrica sem precedentes, em grande parte, por falta de gestão.

Toda essa conta, é lógico, vem caindo nas costas do pobre e bobo contribuinte brasileiro. 

E está chegando um grande aperto fiscal, com subida nos preços dos combustíveis, impostos, taxas e o que é pior, a falta de dinheiro nas administrações públicas - prefeituras, estado e até governo federal, que tem dito que vai cortar no orçamento deste ano.   

Assim, está faltando recursos públicos para tudo: hospitais, salários, merenda. Um vexame nacional.  

E por óbvio, nenhum gestor numa situação de crise e em sã consciência vai disponibilizar dinheiro para carnaval.  

Novamente quem paga o pato é o pobre do contribuinte, que até nos momentos de lazer é tolido da sua contribuição tributária. 

E esta crise financeira nacional tem também ameaçado seriamente o carnaval de Arraias. 

E uma das principais atrações da festa, o Trio Elétrico, não vai sair. O Governo do estado e do município já afirmaram que não têm dinheiro para patrociná-lo. 

Campanha

Por isso é que através deste Blog, que tem uma forte influência na região, propomos aos empresários locais, de Campos Belos, Arraias, Dianópolis, Combinado e demais cidades da região, uma mobilização para pelo menos patrocinarem o Trio Elétrico. 

Não será uma doação sem retorno, óbvio. 

É um patrocínio, que com certeza vai dar retorno à marca da empresa, pois vai ajudar na realização de uma das mais tradicionais festa populares e culturais do Tocantins. 

Estou iniciando esta campanha, até mesmo sem autorização da prefeitura de Arraias e da Associação Amigos do Entrudo. 

Mas em momentos de crise, toda ajuda é bem vinda e se todos se juntarem nesta missão, creio que o naco financeiro disponibilizado por cada patrocinador não será elevado e no final nós  iremos contar com um trio elétrico em Arraias no próximo carnaval. 

E aí, podemos contar com sua ajuda, nobre empresário?

Não haverá trio elétrico: carnaval de Arraias (TO) ameaçado de não receber verba pública por conta de crise financeira



Por Carlos Alencar, 

A Secretária de Cultura e Turismo do município de Arraias, sudeste do Tocantins, anunciou, em reunião com a Associação Amigos do Entrudo, que não houve sucesso por parte da prefeitura na investida junto ao governo do estado na busca por recursos para o carnaval deste ano. 

Ainda assim a secretária garantiu que vai haver o carnaval 2015.“Não sabemos como vamos pagar, pois o governo não disponibilizou recurso, mas vamos fazer sim o carnaval". 

Esse é a informação mais esperada nos últimos dias, isso porque tem circulado nos meios de comunicação que o carnaval de Arraias não aconteceria.

Desta forma, o tradicional, tranquilo e animado carnaval de Arraias acontecerá, contudo não nos moldes do que estamos acostumados. 

De acordo com a Secretária de Cultura e Turismo, Alessandra Cordeiro, não não há condições de realizar o carnaval que Arraias merece e está acostumada. 

"Mas vamos fazer o que podemos, sendo assim, não temos como disponibilizar o trio elétrico. Não haverá trio elétrico neste ano e vamos realizar a programação na Praça da Matriz, onde todos os dias teremos bandas e das boas."

Ainda de acordo com Alessandra Cordeiro, a prefeitura fará os shows em palco disponibilizados em locais públicos. 

"Não teremos como fazer o uso do trio elétrico esse ano, além do fato de que o corpo de bombeiros já nos alertara sobre o perigo e a falta de segurança do uso de trio elétrico em Arraias, isso não definiu a nossa programação, mas é preciso que se pense no assunto”, afirma. 

A secretária também garantiu que haverá apoio ao evento "Entrudo", pois, para ela, “sem entrudo não há carnaval”. 

A representante do Executivo disse que a banda e os demais pedidos que a Associação fez ao à prefeitura será atendido. Contudo, nem tudo está definido e muito menos será como nos moldes anteriores.

Não haverá almoço para membros do Entrudo

Outra limitação por conta da crise financeira, é a entrega de almoço para as pessoas que organizam o Entrudo. A ação que vem sendo realizada ano a ano por moradores de Arraias.

Hélio Alencar, membro da comissão, sugeriu e a princípio todos acataram, que haja uma mobilização em torno de haver no mínimo um lanche para os acompanhantes do entrudo. 

Isso porque fica completamente inviável a programação normal de todos os anos sem alimentação aos participantes. 

Isso se dá pelo fato de que após a saída, o entrudo não pode ser interrompido até a hora da chegada na Praça, local do Show, por volta da 15 horas. 

Logo a alimentação se torna necessária.

Diante da dificuldade, a Associação busca parceiros que possam contribuir com o entrudo. 

Ainda na noite de ontem, conforme mostram as fotos da galeria, a associação obteve apoio de Joaquim Balduíno, do ex-prefeito Wagner Gentil e do Professor Leonan Xavier, arraiano apaixonado pelo carnaval, assim como o mesmo definiu.

Apesar das dificuldades, haverá sim o carnaval arraiano e, em princípio, deverá ser um dos mais animados, visto que na região não haverá em outro lugar, com muita música, entrudo e animação. 

Nesse sentido todos aqueles que podem contribuir procurem a associação para que a festa seja feita da melhor forma possível, pois como sempre, é a própria comunidade quem faz o carnaval de Arraias, o melhor carnaval do Tocantins.

A programação deverá ser divulgada até segunda feira dia 02.


Ministério Público Eleitoral em Goiás pede a cassação dos diplomas de 11 deputados eleitos em 2014


Todos teriam captado ou gastado recursos de forma ilícita durante a campanha eleitoral

A Procuradoria Regional Eleitoral em Goiás  (PRE/GO) representou, em dezembro último e janeiro corrente, perante o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/GO), pela cassação do diploma de dez deputados estaduais e um deputado federal eleitos em 2014. 

Eles teriam captado ou gasto recursos de forma ilícita durante a campanha eleitoral, o que contraria a Lei Federal 9.504/97 (Lei das Eleições) e a Resolução do Tribunal Superior Eleitoral nº 23.406/2014.

A conduta ilícita mais comum cometida pelos deputados eleitos, enquanto disputavam o pleito eleitoral de 2014, foi o recebimento de doações em suas campanhas sem identificação do CPF ou CNPJ do doador, tornando obscura a origem dos recursos. 

Essa prática é considerada captação ilegal de recursos, ensejando a cassação do diploma já outorgado ao candidato eleito, conforme prevê o artigo 30, § 2º, da lei federal citada.

Outras condutas ilegais, como omitir-se em apresentar documentos comprobatórios de despesas de campanha ao TRE/GO e recebimento de doações de empresa concessionária de serviço público também foram identificadas durante o levantamento de dados feito pela PRE/GO. 

Vale ressaltar, ainda, que as contas de campanha da maior parte dos candidatos já haviam sido rejeitadas pelo TRE/GO.

Clique no nome de cada deputado e leia as representações na íntegra:

TALLES ALVES BARRETO, candidato eleito ao cargo de deputado estadual

WASHINGTON LUIZ ALBUQUERQUE, candidato eleito (2º suplente) ao 

mandato de deputado estadual

RODRIGO SILVEIRA MELO, candidato eleito ao cargo de deputado estadual


DANIEL ELIAS CARVALHO VILELA, candidato eleito ao cargo de deputado federal


RUBENS AUGUSTO NADER, candidato eleito a 2º suplente de deputado estadual


DANIEL MESSAC DE MORAIS, candidato eleito a segundo suplente de deputado estadual


HENRIQUE PAULISTA ARANTES, candidato eleito ao cargo de deputado estadual


MOZART MORAIS ALMEIDA, candidato eleito a segundo suplente de deputado estadual


ROBERTO EGÍDIO BALESTRA, candidato eleito ao cargo de deputado estadual

SÉRGIO DE SOUZA BRAVO, candidato eleito ao cargo de deputado estadual


ALVARO SOARES GUIMARÃES, candidato eleito ao cargo de deputado estadual

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

História: encontrada uma foto que pode ser a mais antiga da cidade de Campos Belos


Por Jefferson Victor,

Esta saiu do fundo do baú e, segundo historiadores, pode ser o mais antigo registro fotográfico do início da construção da cidade de Campos Belos.

Esse casarão ficava na  Rua B.H. Foreman, onde hoje é o Bradesco. 

Parte dele era o antigo açougue de Biapino e moradia do senhor Leopoldino Batista de Araújo, pai de Ofélia Batista de Araújo e de Celso Batista.      

Como se pode ver, os animais pastavam livremente e não havia cercas. Era como se a Praça da Matriz fosse parte de uma fazenda.

Esta preciosidade estava em poder do senhor Agripino Cardoso, funcionário aposentado da  Petrobras e que presenteou "Elton Tinzeta" com uma cópia desta verdadeira relíquia.

Ela ajuda a resgatar um pouca da história de Campos Belos.

Segundo Rosolino José dos Santos, o Tico, de 90 anos, esta foto tem aproximadamente 80 anos e foi obra de um baiano, um dos primeiros fotógrafos a registrar imagens da cidade.

A foto também foi vista por Domingos Antônio Cardoso, ex-prefeito de Campos Belos, que informou que o casarão foi uma das primeiras residências construídas no município.

Domingos Cardoso é o maior conhecedor da história de Campos Belos, tem uma memória invejável. Ele conta com detalhes a construção da primeira capela, o desenvolvimento urbano, os primeiros administradores e as primeiras famílias que habitaram o município.

Na opinião dele, esta foto pode ser mesmo a mais antiga que se tem notícia, e pode ajudar a contar a história que aos poucos vai se perdendo por falta de registros.

Donizete Alves Pereira, professor de história da UEG (Universidade Estadual de Goiás), tem buscado junto aos moradores mais antigos informações que possam ajudar a escrever, de forma bem autêntica, parte do passado até então desconhecido pela maioria da população.

Segundo ele, existem vários depoimentos gravados de pessoas que já faleceram e que fizeram relatos para compor um livro que será lançado, contando detalhes da história da comunidade.

Quem tiver fotos antigas que possam ajudar compor o acervo já existente, que envie para o email: htezinodi@yahoo.com.br 

Entre "Tapas e Beijos": novela mexicana em Campos Belos?



Por  Roque Santeiro, 

Entre tapas e beijos, é ódio, é desejo, é tanta ternura..."

"Palma! Palma! Não priemos cânico". Chamem o Dana White (UFC); pelo menos rola uma grana.

E assim caminha a história do "Baiano na Campos Belos das Maravilhas". Não se esqueçam: 

Foi candidato a vereador ao lado do seu "algoz", ficou ao lado do prefeito na polêmica redução salarial dos servidores da saúde (Que, segundo o prefeito, retirou penduricalho de porco)em detrimento daqueles que pagavam sua contribuição sindical. 

Porém, no entanto, todavia o vento tomou outro rumo e esvoaçou suas madeixas. 

O presidente vai aposentar e faz parte do quadro do administrativo e precisa do plano de carreira pra se enquadrar BEM. 

O prefeito fez jogo duro. Por interesse próprio do presidente, este foi o primeiro embate. 

Drama de novela mexicana ou tragédia grega? O certo é que o executivo ainda deve os retroativos dos funcionários da saúde. 

Narcisista como poucos, a derrocada do atual administrador pode ser sua extrema vaidade. Fico triste com a atual situação psicológica de quem está à frente (sindicato e prefeitura). 

Deus nos ajude. Esta situação, senhor prefeito, está fácil de se resolver: Algumas moedas de prata; ôpa! sem a corda, por favor.

Estamos com os professores e educadores da nossa querida Campos Belos. 

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

MBAC pode suspender produção de fosfato em Arraias (TO)



A MBAC Fertilizer informou no último dia 21 que colocou a planta de fosfato Itafós, em Arraias (TO), em modo mínimo de produção e estuda a suspensão temporária das operações. 

Em comunicado enviado ao mercado, a empresa afirmou que a medida faz parte de sua estratégia para conservar capital de giro.

A decisão de diminuir a produção em Itafós, segundo a MBAC, considerou a entrada de uma época de baixa nas vendas de fertilizantes no Brasil. 

Visando conservar ainda mais capital de giro, é possível que a empresa opte por suspender a produção e colocar a planta em manutenção. 

De acordo com a MBAC, a operação em Itafós será reavaliada nos próximos meses, com a expectativa de que a demanda por fertilizantes volte a aumentar e a empresa reforce seu capital de giro. 

A companhia disse ainda que a plena retomada das operações em Itafós dependerá do sucesso de sua estratégia para levantar recursos. 

Procurada pelo NMB, a assessoria de comunicação da MBAC não respondeu até a publicação desta matéria. 

No mesmo comunicado, a MBAC forneceu uma atualização sobre o seu processo de revisão estratégica em curso que, segundo a companhia, visa melhorar a liquidez e a posição de capital de giro da empresa. 

Após consulta aos seus credores seniores, a MBAC contratou o Deutsche Bank AG como consultor financeiro, para ajudar a encontrar uma solução definitiva para as restrições de capital de giro da empresa.

Entre as opções em análise no processo de revisão estratégica, está encontrar um parceiro ou vender a empresa ou alguns de seus ativos. Segundo a MBAC, potenciais candidatos já foram selecionados e estão sendo avaliados pela companhia. 


A MBAC disse que sua capacidade para continuar em funcionamento depende da obtenção de financiamento adicional para capital de giro. 

A empresa, no entanto, diz acreditar que uma alternativa de longo prazo será alcançada por meio do processo de revisão estratégica. De acordo com o comunicado, a companhia continua a trabalhar com os seus credores seniores para obter o financiamento necessário no curto prazo.

A MBAC informou que não há garantias de que uma transação comercial ou venda será concluída em seu processo estratégico. “O Conselho de Administração da companhia analisará todas as possíveis alternativas estratégicas. 

Dada a necessidade de confidencialidade durante potenciais negociações, a MBAC não tem a intenção de fornecer atualizações desse processo até em que o Conselho aprove ou conclua uma transação”, diz o comunicado da companhia.

Fonte: GlobalFert

Prefeitura de Posse rebate e diz que material hospitalar jogado em lixão não é de hospital público e critica Blog



A prefeitura de Posse, nordeste de Goiás, por intermédio de assessores, rebateu o post publicado neste Blog, de autoria de Fabiano Bissotto, que traz a grave denúncia de que hospitais estão jogando material infectante no lixão do município.

Segundo o assessor Bruno Fernandes, algumas pessoas com interesses estão publicando no espaço do Blog informações que faltam com a verdade. 

"Na verdade, esse lixo hospitalar não é do hospital municipal. Esse lixo é de clínicas particulares e de veterinárias da cidade", afirma ele.  

Fernandes parabeniza a secretária de Saúde, Rosana Tonhá, pelo zelo e cuidado que trata o lixo hospitalar derivado das instalações publicas de saúde.

"Todo o lixo hospitalar proveniente das instalações públicas é corretamente armazenado em sacos e caixas próprias para tal. 

Depois são encaminhados para uma sala fechada, onde ficam até que a empresa Belfort Gerenciamento de Resíduos LTDA, que foi a vencedora da licitação para recolhimento do lixo hospitalar, venha e recolhe os mesmos para serem incinerados em local adequado e liberado pelos órgãos fiscalizadores", afirma. 


O Assessor Jurídico da prefeitura de Posse (GO), Eduardo Araújo, também rebate a informação de Bissoto e diz que o texto publicado tem o interesse de induzir o leitor a pensar que a Prefeitura Municipal de Posse estaria jogando lixo hospitalar no meio ambiente.


"Como mostram as fotos e o contrato com empresa especializada, a Prefeitura Municipal de Posse recolhe e armazena seu lixo hospitalar de maneira correta e eficaz. 

Sendo que o publicado anteriormente não está em perfeitas consonância com a realidade", afirma.

O Assessor Jurídico também bate no Blog. 

"Devemos buscar informações em sites que tenham referências ou fontes em seus textos isso é importante para formar um conhecimento embasado em pesquisas sérias.

As redes sociais são locais de fácil divulgação e troca de informações e é exatamente na facilidade de troca de informação que está o “lado negro” das redes sociais. 

Há muita informação errada, manipulada, que gera um falso conhecimento, fazendo com que a informação adequada não chegue a quem necessite ou precise", afirma. 

Comentário deste Blogueiro

Mesmo que o hospital público de Posse (GO) esteja cumprindo fielmente todas as normas para o descarte do lixo hospitalar e que não seja ele o responsável pelo despejo do material infectante no lixão municipal, isso não exime a responsabilidade da prefeitura de fiscalizar e punir os infratores, no caso, segundo os assessores, as clínicas particulares. 

Aos invés de queixar-se da publicação do Blog, que faz um serviço público essencial de levar transparência à coisa pública, inclusive cobranças como esta, a prefeitura deveria era responder que vai investigar e punir severamente quem esteja cometendo este grave crime ambiental e essa intensa lesão à saúde pública. 

Ademais, no texto não foi dito, sequer uma vez, a origem do material infectante, se de hospital público ou de empresa privada.

O que se questiona é por que a prefeitura de Posse permite tal acinte contra a saúde pública dos moradores da comunidade, ao permitir o descarte de material infectante no lixão da cidade.






 Já Publicamos: 


Lixo hospitalar infectante é jogado, a céu aberto, no lixão de Posse (GO). Material pode contagiar pessoas e água

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Tráfico de drogas em Campos Belos




Uma guarnição do Grupamento de Patrulhamento Tático (GPT), da 42º CIPM da Polícia Militar, prendeu ontem (26) um traficante de drogas no setor Morada Nova, em Campos Belos, nordeste do estado de Goiás. 

Durante patrulhamento no bairro, por volta das 10h, os policias visualizaram D.M.B., de 21 anos, conduzindo uma bicicleta, de forma suspeita.

Ao fazerem a abordagem, os militares encontraram com ele um "tijolo" de maconha, que pesava quase um quilo.

D.M.B contou à polícia que teria recebido a droga para revender naquele setor. Ele foi preso em flagrante por tráfico de entorpecente  e conduzido à delegacia de polícia para a autuação.  

Três pessoas morrem em acidente a 10 km do trevo de acesso a São Domingos (GO), na BR-020



Por Antônio Carlos,

Mais um grave acidente foi registrado na noite da última segunda-feira (26), na BR-020, por volta das 20h30 horas, a 10 km do trevo de acesso ao município de São Domingos/GO, em frente à Fazenda Campanhole.

O acidente envolveu uma Ford Ranger e uma carreta carregada de soja, que seguia sentido Roda Velha (BA).

De acordo com as informações da polícia, o motorista da Ford Ranger cochilou e perdeu o controle da direção, se chocando frontalmente com a carreta. 

A ranger teria saído as 4h30 da manhã de Aracaju/SE.

Com o impacto, a Ford Ranger se dividiu em partes e matou as três os três passageiros desse veículo, entre elas uma criança, além do condutor e a mãe do condutor.

A carreta tinha quatro ocupantes da mesma família e tombou após a colisão. 

Eles tiveram ferimentos leves e foram socorridos por uma ambulância de Roda Velha e encaminhados para o hospital

A Polícia Rodoviária Federal e a polícia militar registraram o acidente.

Fonte: PRF





segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Lixo hospitalar infectante é jogado, a céu aberto, no lixão de Posse (GO). Material pode contagiar pessoas e água





Por Fabiano Bissotto, 

Estamos em 2015, onde com o impacto da internet, chegamos a era da INFORMAÇÃO e do CONHECIMENTO. 

Pelo menos é o que deveria acontecer, mas na prática, a gestão municipal da cidade de Posse, deixa transparecer o total desconhecimento sobre preservação do meio ambiente e a maneira como deveria ser recolhido o lixo hospitalar do município.

O lixão municipal fica a menos de 2 km dos primeiros moradores da cidade daquela região e o que se vê é um total descaso e despreparo com a adequeação inapropriada do lixo hospitalar.

Como se não bastasse como o lixo comum é recolhido de maneira retrógadada, o lixo hospitalar também vem sendo tratado como lixo normal e jogado junto aos demais, não recebendo nenhum tratamento específico como deveria, conforme a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Fotos retiradas do local mostram uma grande quantidade de ampolas de medicamentos, seringas com agulhas, bolsas de soro e ataduras, sendo jogadas sem nenhum cuidado.

Além do risco a população, estamos diante de um crime ambiental grave, que com a conjuntura imposta acarretará danos ao solo da região. 

Uma outra questão é a queima deste lixo, que produz uma fumaça altamente tóxica, jogando ao ar gases poluentes, colocando em risco a saúde dos habitantes e dos animais que ali vivem.

Para finaizar a tragédia anunciada, várias famílias de catadores tiram dali o seu sustento, e estão em contato direto com este lixo, mostrando assim que as autoridades não estão dando a devida atenção ao problema ou demonstram total despreparo para administrar esta questão.

Para quem não tem conhecimento, o lixo hospitalar não pode receber o mesmo tratamento do lixo comum, necessitando de cuidados e locais apropriados para serem acomodados. 

No caso de agulhas, seringas e objetos cortantes, estes devem ser colocadas em star pack, caixas especiais para este tipos de objetos e/ou recolhidos por empresas especializadas.

Fica a pergunta: Até quando o descaso com o meio ambiente e a população continuará visível no município de Posse? Qual será a herança deixada pela atual administração que vem seguidamente recebendo críticas da população?

Nos resta, neste momento, apelar para que esta matéria se multiplique e que as devidas medidas sejam tomadas. RESPEITO A POPULAÇÃO é o mínimo que se exige diante de tanto despreparo administrativo.







Presidente de sindicato diz que prefeito o agrediu e o ameaçou. Prefeito rebate e afirma que servidor quis barrar sua entrada na prefeitura



Na última quinta-feira (22), uma confusão se armou na porta de prefeitura de Campos Belos, nordeste de Goiás, durante um protesto do presidente do sindicato dos servidores de Campos Belos. 

Houve até agressão física. 

Servidores municipais e sindicato reivindicam o pagamento de "atrasados" no contracheque de professores da rede municipal. 

O prefeito Aurolino José dos Santos Ninha, por sua vez, nega-se a pagar os valores que os servidores tem direito. 

De acordo com o presidente o SINDIBELO (sindicato dos servidores municipais), Adroaldo  Oliveira Ribeiro (Baiano), na quinta-feira, ao ser questionado "sobre sua postura ética e irresponsável na gestão municipal,  inclusive com ameaças e intimidações", o prefeito não gostou e reagiu, proferindo palavras de baixo calão e agressão. 

Ainda segundo Adroaldo Oliveira, de forma desrespeitosa, o prefeito acusava o servidor de ladrão, malandro e preguiçoso que não trabalha. 

"O prefeito demonstrou desequilíbrio total e, de forma irracional, me deu um soco e em alto e bom som disse que iria me matar”, afirma. 

Baiano diz que vários funcionários presenciaram as ameaças do prefeito. 

Após as agressões, Adroaldo (Baiano) foi até à Delegacia da Policia Civil e registrou boletim de ocorrência, por injuria e ameaça. 

"Tais atitudes do prefeito Ninha devem ser combatidas e repugnadas por toda sociedade. É inadmissível, incompreensivo e reprovável atitudes como essa, que fere o ser humano na sua integridade. 

Espero que esses atos venham acompanhados de punição e que nosso código penal, no seu artigo 331, seja cumprido e aplicado, pois desacatar funcionário publico no exercício da sua função ou em razão dela é crime", desabafou o presidente do Sindibelo. 

O outro lado: prefeito diz que Baiano quis impedir sua entrada na prefeitura 

Por telefone, o prefeito de Campos Belos, Aurolino Santos Ninha, disse que realmente houve um bate-boca entre ele e o presidente do sindicato. 

"Logo quando cheguei na prefeitura, ele se colocou na porta de entrada do prédio e tentou impedir a minha entrada. Por isso o empurrei da porta para que me desse entrada. Acho que ele queria era aparecer", disse o prefeito. 

Ninha afirmou que o presidente do Sindibelo tem um histórico de confusão e que não gosta de trabalhar. 

"Ele insulta todo mundo. Insultou seu Fernando e Anjo Galvão (ex-prefeitos). Ele gosta é de fazer bagunça e de ficar nas esquinas falando de prefeitos e de outras pessoas. É preguiçoso e não gosta de trabalhar. Só de atrapalhar", reagiu Ninha. 

O prefeito de Campos Belos disse que está conversando com os professores e tentando convencê-los a não entrar de grave. 

"Tenho dito a eles, até nos programas de rádio, que a prefeitura não tem dinheiro para pagar, pois vou ter que responder por improbidade administrativa. 

Já orientei o sindicato e os servidores a entrarem na justiça para receber os atrasados, porque só assim minha gestão não ficará descoberta. 

Mas eles não querem, porque vai demorar muito. 

Se a justiça me mandar pagar, eu pago e fico coberto. Agora, sem a decisão judicial,  não vou pagar, pois vou responder depois. 

Essa inclusive é uma orientação do Tribunal de Contas dos Municípios", afirmou